oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Consumo abusivo de álcool e fatores associados: estudo de base populacional  [cached]
Costa Juvenal S Dias da,Silveira Mariangela F,Gazalle Fernando K,Oliveira Sandro S
Revista de Saúde Pública , 2004,
Abstract: OBJETIVO: Determinar a prevalência e os fatores associados ao consumo abusivo de álcool. MéTODOS: Estudo transversal de base populacional incluindo 2.177 indivíduos adultos (20 a 69 anos) residentes na zona urbana da cidade de Pelotas, RS. Amostragem em múltiplos estágios. Consumo de álcool abusivo foi definido como mais de 30 g/dia. A análise ajustada foi realizada por regress o logística n o condicional. RESULTADOS: A prevalência de consumo abusivo de álcool foi de 14,3%, sendo 29,2% para os homens e 3,7% para as mulheres. Os seguintes grupos apresentaram maior consumo abusivo de álcool após análise ajustada: homens, idosos, indivíduos com pele preta ou parda, de nível social mais baixo, fumantes pesados e que apresentam alguma doen a cr nica. Somente entre os homens, os que apresentavam distúrbios psiquiátricos menores mostraram maior índice de consumo abusivo e entre as mulheres a rela o foi inversa com idade. Constatou-se também que entre os hipertensos, aqueles classificados como consumidores excessivos apresentavam pior controle da doen a. CONCLUS ES: O consumo abusivo de álcool é elevado e acarreta inúmeras conseqüências negativas para a saúde e qualidade de vida dos indivíduos. Os resultados indicam uma alta prevalência de consumo abusivo de álcool e identificam alguns subgrupos da popula o mais suscetíveis ao alcoolismo.
Projeto Bambuí: um estudo de base populacional da prevalência e dos fatores associados à necessidade de cuidador entre idosos  [cached]
Giacomin Karla C.,Uch?a Elizabeth,Firmo Josélia O. A.,Lima-Costa Maria Fernanda
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: Este estudo tem por objetivo determinar a prevalência e os fatores associados com a necessidade de cuidador entre idosos residentes na comunidade. Foram selecionados todos os residentes na cidade de Bambuí, Minas Gerais, Brasil, com > 60 anos de idade (n = 1.742). Destes, 92% foram entrevistados e 86% examinados. A variável dependente - necessidade de cuidador - foi definida como: (1) relato de incapacidade para realizar pelo menos uma das atividades da vida diária e/ou (2) escore inferior a 13 no Mini Mental State Examen. A prevalência da necessidade de cuidador foi de 23%. Apresentaram associa es positivas e independentes com a necessidade de cuidador: idade, ser solteiro, história de alcoolismo prévio, hipertens o arterial, obesidade e uso de medicamentos prescritos. Observaram-se associa es negativas e independentes para: escolaridade, renda familiar, viver só, colesterol total > 240mmHg e ter plano privado de saúde. Assim, a necessidade de cuidador em Bambuí estava associada a piores condi es sócio-econ micas e de saúde. O cuidado dos idosos dependentes é um problema de saúde pública.
Projeto Bambuí: estudo de base populacional dos fatores associados com o uso regular de servi os odontológicos em adultos
Matos Divane Leite,Lima-Costa Maria Fernanda F.,Guerra Henrique L.,Marcenes Wagner
Cadernos de Saúde Pública , 2001,
Abstract: Um estudo seccional foi desenvolvido na cidade de Bambuí, Minas Gerais, com o objetivo de identificar fatores associados ao uso regular de servi os odontológicos entre adultos. Os participantes foram entrevistados utilizando-se um questionário estruturado e quest es previamente validadas. Um total de 999/1221 (81,8%) indivíduos com idade > ou = 18 anos selecionados aleatoriamente participaram do inquérito de saúde bucal. Destes, 654 entre 656 indivíduos que possuíam pelo menos um dente natural e haviam visitado o dentista pelo menos uma vez na vida participaram do presente trabalho. Resultados ajustados pela regress o logística múltipla mostraram que o uso regular de servi os odontológicos foi significativamente associado a ter > ou = 8 e 4-7 anos de escolaridade (OR = 9,90; IC 95% = 2,90-33,77 e OR = 3,87; IC 95% = 1,11-13,51, respectivamente), ter preferência para tratamento dentário restaurador em compara o à extra o (OR = 4,91; IC 95% = 2,23-10,79), n o ter necessidade atual de tratamento dentário (OR = 4,87; IC 95% = 3,17-7,49) e acreditar que ir ao dentista previne a cárie e a doen a na gengiva (OR = 1,73; IC 95% = 1,13-2,65). Os resultados mostram que o uso regular de servi os odontológicos na popula o estudada foi explicado nas diferentes dimens es do modelo elaborado por Andersen & Newman (1973).
Prevalência de consultas médicas e fatores associados: um estudo de base populacional no sul do Brasil
Boing, Antonio Fernando;Matos, Izabella Barison;Arruda, Marina Patrício de;Oliveira, Maria Concei??o de;Njaine, Kathie;
Revista da Associa??o Médica Brasileira , 2010, DOI: 10.1590/S0104-42302010000100014
Abstract: objective: describe the prevalence of medical visits and associated factors in an adult population of a midsized town in southern brazil. methods: a population-based cross-sectional study was carried out in a representative random cluster sampling in lages, santa catarina. the reference population were adults (aged 20 to 59 years) and 2,022 persons were queried. the outcome was medical visits during twelve months prior to the survey. information related to kind of service (public/private) and evaluation of this service were also collected. the independent variables were gender, race/skin color, marital status, income, educational background, health self-perception, nutritional state, self-reported diabetes, hypertension, smoking and alcohol problems. poisson regression was carried out and the prevalence rate was obtained. results: the prevalence of medical visits was 76.0% (ci95% 73.6-78.4). women, the wealthier, those who have diabetes, smokers, ex-smokers, those with alcohol problems, also those who evaluated their health negatively, reported a greater prevalence of medical visits. it was also observed that among lower income people, medical visits to the public health system (sistema único de saúde) were more frequent.. conclusion: prevalence of medical visits varied according to the population queried. health policies at the three government levels must acknowledge such inequality to subsidize actions in the sector to propose equanimous policies.
Prevalência de dor nas costas e fatores associados em adultos do sul do Brasil: estudo de base populacional Prevalence and associated factors of back pain in adults from southern Brazil: a population-based study  [cached]
Gustavo D. Ferreira,Marcelo C. Silva,Airton J. Rombaldi,Eduardo D. Wrege
Brazilian Journal of Physical Therapy , 2011,
Abstract: OBJETIVOS: Determinar a prevalência de dor nas costas e fatores associados em uma amostra representativa da cidade de Pelotas, RS, Brasil. MéTODOS: Estudo transversal que avaliou 972 adultos com idade entre 20 e 69 anos, de ambos os sexos, moradores da zona urbana do município. O questionário aplicado incluiu quest es socioecon micas, demográficas, comportamentais e de saúde. Dor nas costas foi definida como qualquer dor ou desconforto em algum local das costas nos últimos 12 meses, seja na regi o cervical, torácica ou lombar. RESULTADOS: A prevalência de dor nas costas foi de 63,1% (IC95% 60,0 a 66,1), sendo a regi o lombar a mais referenciada (40%). Sexo feminino 1,24 (1,12 a 1,37) e percep o ruim de saúde (p<0,001) foram as variáveis que permaneceram associadas à presen a de dor nas costas no modelo final. CONCLUS ES: A prevalência de dor nas costas encontrada é importante e causa limita o e aumento na procura por servi os de saúde. OBJECTIVES: To identify the prevalence of spinal pain and possible prognostic factors in a representative sample of Pelotas, RS, Brazil. METHODS: Cross-sectional study evaluated 972 adults aged between 20 and 69 years, of both sexes, residents in a urban area. The questionnaire included socio-economic, demographics, behavioral and health-related questions. Spinal pain was defined as any pain or discomfort in the spine somewhere in the last 12 months, either in the cervical, thoracic or lumbar area. RESULTS: The prevalence of spinal pain was 63.1% (95% CI 60.0 to 66.1) being lower back the most prevalent condition (40%). Female gender 1.24 (1.12 to 1.37) and poor health status(p<0.001) were the variables that remained associated with the presence of spinal pain in the final model. CONCLUSIONS: The prevalence of back pain is important as it is associated with activity limitation and with health care utilization.
Prevalência e fatores associados a acidentes de trabalho em zona rural  [cached]
Fehlberg Marta Fernanda,Santos Iná dos,Tomasi Elaine
Revista de Saúde Pública , 2001,
Abstract: OBJETIVO: Investigar a ocorrência de acidentes do trabalho, na zona rural, e sua associa o com alguns fatores de risco. MéTODOS: O estudo foi realizado na zona rural do município de Pelotas, RS. O delineamento do estudo foi transversal de base populacional. Uma amostra representativa dos trabalhadores rurais foi obtida por meio de amostragem, em estágios múltiplos, utilizando-se os setores censitários da Funda o IBGE. As entrevistas foram realizadas em um período de quatro meses, utilizando-se questionários padronizados e pré-codificados. Os 580 trabalhadores entrevistados pertenciam a 258 famílias da zona rural. RESULTADOS E CONCLUS ES: A prevalência de acidentes encontrada foi de 11%. Os fatores de risco associados à maior ocorrência de acidentes, na análise multivariada, foram a classe social mais baixa (OR=1,81), a cor n o-branca (OR=3,50) e a insatisfa o com o trabalho realizado (OR=2,77).
Prevalence and associated factors with alcohol use disorders among adults: a population-based study in southern Brazil Prevalência e fatores associados a transtornos devido ao uso de álcool em adultos: estudo populacional no sul do Brasil
Emilene Reisdorfer,Fátima Büchele,Rodrigo Otávio Moretti Pires,Antonio Fernando Boing
Revista Brasileira de Epidemiologia , 2012, DOI: 10.1590/s1415-790x2012000300012
Abstract: OBJECTIVES: The study aimed to describe the prevalence of alcohol use disorders in an adult population from Brazil and its association with demographic, socioeconomic, behavioral variables and health conditions. METHODS: A population-based cross-sectional survey was conducted with adults (20 to 59 years) of a medium-sized city in Southern Brazil with a random sample of 1,720 individuals. Cluster sampling was done in two stages: census tract first and household second. Alcohol use disorders were measured using the Alcohol Use Disorders Identification Test (AUDIT) and associations were tested with selected variables by Poisson Regression. Results of multivariate analysis were expressed as prevalence ratios. RESULTS: The prevalence of alcohol use disorders in the population was 18.4% (95% CI: 16.6% - 20.3%), higher among men (29.9%) than in women (9.3%). The prevalence of abstinence was 30.6%; 6.8% of respondents had already caused problems to themselves or to others after drinking; and 10.3% reported that a relative, friend or doctor had already shown concern on their drinking. After multivariate analysis, an association with alcohol use disorders remained for: being male, age 20 to 29 years, being single, declaring to be light-skinned blacks and being an ex-smoker or current smoker. CONCLUSION: The prevalence of alcohol use disorders identified is high compared with other similar studies, with differences according to being male, age 20 to 29, skin color and tobacco use. These issues must be considered in formulating public health policies aimed at reducing problems related to alcohol use. OBJETIVOS: Descrever a prevalência de uso problemático de álcool na popula o adulta de uma cidade de médio porte do sul do Brasil e testar sua associa o com variáveis demográficas, socioecon micas, comportamentais e de condi es de saúde. MéTODOS: Foi realizado um estudo transversal de base populacional com adultos (20 a 59 anos) de uma cidade de médio porte do sul do Brasil com amostra probabilística de 1.720 pessoas. Utilizou-se o processo de amostragem por conglomerados, em dois estágios, sendo o primeiro o setor censitário e o segundo o domicílio. O uso problemático de álcool foi mensurado por meio do Alcohol Use Disorder Identification Test (AUDIT) e foram testadas as associa es com variáveis selecionadas através da Regress o de Poisson. Os resultados das análises multivariáveis foram expressos como raz o de prevalência. RESULTADOS: A prevalência de uso problemático de álcool na popula o foi de 18,4% (IC95%: 16,6% - 20,3%), sendo maior entre os homens (29,9%)
Fatores associados à idea o suicida na comunidade: um estudo de caso-controle  [cached]
Silva Viviane Franco da,Oliveira Helenice Bosco de,Botega Neury José,Marín-León Letícia
Cadernos de Saúde Pública , 2006,
Abstract: Este estudo tem como objetivo identificar variáveis associadas à idea o suicida ao longo dos últimos 12 meses, na cidade de Campinas, S o Paulo, Brasil. Através de um estudo de caso-controle investigou-se fatores associados a idea o suicida mediante análise de variáveis independentes relacionadas ao indivíduo, à família e à saúde. Foram entrevistados 29 casos de idea o e 166 controles. Os casos foram identificados através de um inquérito de prevalência e os controles, selecionados aleatoriamente da mesma base populacional, entre os que n o relataram pensamento suicida nos últimos 12 meses. Modelos de análise de regress o foram propostos para controlar a a o dos fatores de confus o ou modificadores de efeito. Nos resultados obtidos, as variáveis demográficas n o estiveram associadas à idea o. Na análise final permaneceram com significancia estatística as variáveis falta de energia e humor deprimido, derivadas do SRQ-20, dificuldades emocionais relatadas, vizinhan a n o solidária e menor freqüência à igreja. Idea o suicida mostrou-se consistentemente associada a fatores relacionados a sintomas depressivos, principalmente falta de energia e humor deprimido.
Qualidade do ambiente e fatores associados: um estudo em crian as de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil  [cached]
Martins Maria de Fátima Duarte,Costa Juvenal Soares Dias da,Saforcada Enrique Teófilo,Cunha Melissa Dias da Costa
Cadernos de Saúde Pública , 2004,
Abstract: Descrever e identificar fatores que possam estar associados à qualidade do ambiente e características das crian as expostas, em Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Trata-se de um estudo prospectivo de caráter populacional, incluindo 630 crian as da coorte de nascimentos de 1993. No ano de 1998 avaliou-se, entre outras informa es, a qualidade do ambiente, medida através do Home Observation for the Measurement of the Environment. Os dados foram analisados por meio de análise univariada. A associa o entre as variáveis e o desfecho foi avaliada por meio das raz es de prevalência, dos intervalos de confian a em 95% e do qui-quadrado. Realizou-se a regress o logística seguindo modelo hierarquizado. Constatou-se que 97 crian as (15%) viviam em ambiente negativo. Encontraram-se oito fatores de risco associados à qualidade do ambiente: baixa renda familiar mensal, baixa escolaridade materna, sexo masculino, casas com mais de sete residentes, número de irm os maior ou igual a quatro, uso de tabaco na gesta o, crian as que dormem na cama dos pais aos 4 anos e m es com presen a de transtornos psiquiátricos.
Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em adultos do Brasil: um estudo de base populacional em todo território nacional Prevalencia y factores asociados al exceso de peso de adultos en Brasil: un estudio de la población basada en todo el territorio nacional Prevalence and factors associated with overweight adults in Brazil: a study of population-based throughout the national territory  [cached]
Vladimir Schuindt da Silva,Edio Luiz Petroski,Israel Souza,Diego Augusto Santos Silva
Revista Brasileira de Ciências do Esporte , 2012, DOI: 10.1590/s0101-32892012000300013
Abstract: Avaliou-se a prevalência e fatores associados ao excesso de peso (IMC > 25kg/m 2) em adultos (81.745) do Brasil. Realizou-se regress o de Poisson, bruta e ajustada. Os resultados mostraram maiores prevalências de excesso de peso em adultos de 50 a 59 anos (RP=1,21, IC95%: 1,20;1,22), do sexo masculino (RP=1,01, IC95%: 1,01;1,02), da cor-ra a negra (RP=1,01, IC95%: 1,00;1,02), nível de escolaridade médio (RP=1,02, IC95%: 1,01;1,02), renda alta (RP=1,09, IC95%: 1,08;1,10) e da Regi o Sul (RP=1,02, IC95%: 1,01;1,02). Os resultados apontam para a necessidade de a es estratégicas que levem em conta as prevalências de excesso de peso verificadas nos diferentes estratos da popula o brasileira. Se avaluó la prevalencia y los factores asociados con el exceso de peso (IMC t 25kg/m 2) entre los adultos (81745) en Brasil. Se realizó la regresión de Poisson, cruda y ajustada. Los resultados mostraron mayor prevalencia de exceso de peso en los adultos de 50 a 59 a os (RP=1.21, IC95%: 1.20;1.22), hombres (RP=1.01, IC95%: 1.01; 1.02), negros (RP=1.01, IC95%: 1.00;1.02), nivel de educación media (RP=1.02, IC95%: 1.01;1.02), de altos ingresos (RP=1.09, IC95%: 1.08;1.10) y en el Región Sur (RP=1.02, IC95%: 1.01;1.02). Se concluyo que, a través por los resultados que se encuentran, es fundamental adoptar una acciones estratégicas de salud pública dirigidas a la población de adultos en Brasil. The aim of this study was to verify the prevalence and factors associated with overweight (BMIt 25kg/m 2 ) among adults (81.754) in Brazil. We performed Poisson regression, crude and adjusted. The results showed highest prevalence of overweight in adults 50 to 59 years (PR=1.21, 95%CI: 1.20;1.22), males (PR=1.01, 95%CI: 1.01; 1.02), blacks (PR=1.01, 95% CI:1.00;1.02), average education level (PR=1.02, 95%CI: 1.01;1.02), high income (PR=1.09, 95%CI:1.08;1.10) and in the South Region (PR=1.02, 95%CI: 1.01;1.02). It concluded that, through results found, it is fundamental adopting strategic actions in public health in regard to the adult population in Brazil.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.