oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
O custeio por atividades aplicado ao tratamento contábil dos gastos de natureza ambiental
Ribeiro, Maisa de Souza;
Caderno de Estudos , 1998, DOI: 10.1590/S1413-92511998000300007
Abstract: o trabalho versa sobre a apura??o dos custos ambientais por meio do custeio das atividades desenvolvidas, direta ou indiretamente, para a manuten??o do sistema de gest?o ambiental. os custos ambientais tornaram-se compulsórios, visto a exigência de órg?os normatizadores de qualidade ambiental e do aumento na rigorosidade da legisla??o. contudo, os gastos, na sua maioria, n?o guardam rela??o com o processo operacional rotineiro e, além disso, s?o predominantemente de natureza fixa de montante relevante. passando, com isso, a exigir especial aten??o dos administradores, no que tange a sua considera??o no planejamento das estratégias a serem seguidas pela companhia. o custeamento das atividades de natureza ambiental oferece condi??es mais seguras de apura??o dos custos do processo de controle ambiental. uma vez que as atividades podem ser mais objetivamente associadas aos processos do que os recursos. conhecer os custos ambientais é fundamental para assegurar a continuidade da empresa, seja em fun??o das penalidades impostas pelo mercado e pelos órg?os fiscalizadores, os quais est?o impondo serias restri??es para as empresas que ainda n?o adequaram seus processos operacionais ao que é ambientalmente saudável; ou seja, em fun??o do impacto negativo sobre a gest?o econ?mica da empresa advindos do consumo desnecessário de recursos (matéria-prima, m?o-de-obra etc): de penalidades por agress?es ao meio ambiente etc.
Sistemática para apura o de custos por procedimento médico-hospitalar Systematic for determination of hospital costs per medical procedure hospital  [cached]
Maury Leoncine,Antonio Cezar Bornia,Katia Abbas
Produ??o , 2012, DOI: 10.1590/s0103-65132012005000093
Abstract: O objetivo deste artigo é apresentar uma sistemática para apura o de custos por procedimento médico-hospitalar e, assim, contribuir para a melhoria do gerenciamento dos resultados operacionais de institui es de saúde. Pesquisas de custos em servi os de saúde usualmente têm se concentrado na escolha e aplica o dos métodos de custeio (ABC, centros de custos), sem dar ênfase à gera o de resultados para a tomada de decis o. No entanto, a implanta o de um sistema de custos em institui es de saúde, além de propiciar a gest o de custos, deve também auxiliar na análise de resultados. A pesquisa pode ser classificada como aplicada, exploratória e qualitativa com uso de pequisa-a o. Foi proposta uma sistemática composta por 13 etapas sequenciais, permitindo ao hospital a apura o do resultado por procedimento médico-hospitalar. Concluiu-se que o emprego da sistemática disponibilizou ao hospital informa es que possibilitam o conhecimento do custo por procedimento, além de outras informa es que contribuem para a melhoria da gest o dos resultados. The aim of this paper is to present a systematic investigation of hospital costs per medical procedure and thus contribute to improving the management of the operating results of health institutions. Research costs in health care usually have focused on the choice and application of methods of costing (ABC, cost centers), without giving emphasis to the generation of data for decision making. However, the deployment of a cost system in health institutions, in addition to providing cost management, should also assist in the analysis of results. Research can be classified as applied, exploratory and qualitative use of action research. We proposed a systematic comprised of thirteen sequential stages allowing the hospital to verification of the result by hospital medical procedure. It was concluded that the use of systematic information available to the hospital that allow the knowledge of the cost per procedure, and other information that contribute to the improvement of performance management.
Custeio Baseado em Atividades (ABC) Aplicado ao Setor Público: Estudo de Caso no Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ)  [cached]
Luis Paulo Faria Carmo, Lino Martins Silva
Revista UNIABEU , 2011,
Abstract: O objetivo desta pesquisa foi verificar se o método de Custeio Baseado em Atividades (ABC) é adequado para ser aplicado na mensura o dos custos educacionais no Colégio Militar do Rio de Janeiro. Embora a Lei federal no. 4.320/64 já determinasse a necessidade de apura o dos custos, ingressos e resultados, a Administra o Pública ainda n o sabe quanto custa cada uma de suas atividades. A relevancia do tema deriva da necessidade de as Organiza es Públicas de permitir o acompanhamento e a avalia o de sua gest o. Porém, o Sistema Integrado de Administra o Financeira do Governo Federal (SIAFI), principal ferramenta do governo, n o evidencia em suas contas o custo de cada atividade. A metodologia utilizada teve como “principal finalidade desenvolver, esclarecer e modificar idéias a fim de fornecer hipótese pesquisável para estudos posteriores” (Tripodi, Fellin e Meyer, 1981, p.64) e como fontes de pesquisa a revis o bibliográfica e a análise documental, sendo utilizado como estratégia metodológica de um estudo de caso real no Colégio Militar do Rio de Janeiro (CMRJ). A análise dos resultados aponta ser adequada a aplica o do método de Custeio Baseado em Atividades (ABC) para evidencia o dos custos das atividades educacionais, bem como subsidiar a avalia o da qualidade do gasto Público.
Uma Aplica o do Time-Driven ABC Model no Setor de Servi o Hospitalar: a Nova Abordagem do ABC Proposta por Kaplan e Anderson
Flávia Zóboli Dalmácio,Amaury José Rezende,Andson Braga de Aguiar
Contabilidade Vista & Revista , 2007,
Abstract: O custeio por atividades (ABC) surgiu com o objetivo de suprir as limita es dosmétodos de custeio tradicionais, tendo por principal vantagem a apura o de custos poratividades para ent o apurar os custos dos produtos, utilizando-se, para tanto, dedirecionadores de custos. Tal procedimento é defendido como útil por permitir aidentifica o do resultado apurado nos diferentes elos da cadeia de valor de uma empresa,em contraposi o à vis o tradicional que analisa apenas o processo de produ o. Mesmodiante dessa vantagem, pesquisas no ambiente organizacional brasileiro têm demonstradoque apenas 15% das empresas apuram custos utilizando o ABC (Frezatti, 2005). Kaplan eAnderson (2004) defendem que o baixo índice de implementa o e utiliza o do ABC pelasempresas pode ser conseqüência da dificuldade que os gestores encontram na determina odos direcionadores de custos, e sugerem o tempo como o único direcionador de custos. Esteestudo tem por objetivo aplicar e analisar a nova proposi o do ABC – Time-Driven ABCModel (Kaplan e Anderson, 2004) – a partir de um estudo de caso realizado em um hospital.Conclui-se que, embora esse modelo traga simplifica es ao processo de apura o decustos, sua prática n o pode ser generalizada, podendo ser útil, principalmente, emorganiza es que atuam na área de servi os.
Uma Contribui o à Formula o de um Modelo de Apura o de Resultados para Empresas de Carcinicultura sob a ótica do GECON  [cached]
Flávia Roberta Bruno Teixeira,Juliana Gondim Reis
Contextus , 2004,
Abstract: Este artigo pretende apresentar um modelo de apura o de resultado para as empresas de carcinicultura, capaz de fornecer informa es oportunas que possam contribuir para o processo de gest o destas organiza es. Realizou-se uma pesquisa descritiva em duas grandes empresas cearenses da área de carcinicultura com o objetivo de conhecer seu processo produtivo, bem como de colher informa es específicas sobre a realidade econ mica desta atividade. O modelo proposto baseia-se nos conceitos de Gest o Econ - mica idealizado e desenvolvido pelo Prof. Dr. Armando Catelli, a partir do final dos anos 70. Este modelo será apresentado a partir de situa es hipotéticas formuladas com base no processo produtivo visualizado nas empresas visitadas, para ent o desenvolver uma apura o de resultados que propicie aos gestores um feedback das decis es implementadas identificando, assim, as atividades que agregam e as que n o agregam valor para a empresa.
Método de custeio abc na distribui o física de produtos
Antonio Galv?o Novaes
Transportes , 2010,
Abstract: O método clássico adotado no Brasil para calcular os custos do transporte rodoviário de cargas, com base no peso e na distancia, s o satisfatórios para situa es convencionais, mas ocasiona distor es sérias quando aplicado a sistemas logísticos, principalmente na distribui o física de produtos. Para essas situa es, é mais apropriado utilizar o método ABC (Custeio Baseado em Atividades), que permite uma melhor representa o dos custos, evitando distor es. ABSTRACT The classical method adopted in Brazil to estimate cargo transportation costs, based on weight and distance, is acceptable for conventional situations, but may introduce serious distortions when applied to Logistics systems, mainly in the physical distribution segment. For these situations the ABC (Activity Based Costing) method is more appropriate, since it yields a better cost representation, avoiding distortions.
Publica es sobre o Custeio Baseado em Atividades (ABC) em Congressos Brasileiros de Custos no Período de 1997 a 2006
Carlos Alberto Diehl,Marcos Antonio de Souza
Contabilidade Vista & Revista , 2008,
Abstract: O método de custeio baseado em atividades (ABC) foi inicialmente desenvolvido a partirda década de 1980. Desde ent o, diversos trabalhos têm sido publicados sobre o tema. NoBrasil, um dos principais fóruns de discuss o sobre o ABC tem sido o Congresso Brasileirode Custos. Iniciado em 1994, tem subsidiado as discuss es sobre o tema “custos”,congregando diversos profissionais e acadêmicos. Este artigo visa analisar as característicasdas publica es sobre o ABC. Para tanto, utiliza-se da pesquisa bibliográfica e da análise deconteúdo, realizada sobre os artigos publicados nas edi es de 1997 à 2006 do referidocongresso. O estudo conclui que tem havido pouca contribui o teórica dos artigos, estandoos mesmos muito baseados no arcabou o teórico de livros textos e autores clássicos. Outracaracterística predominante dos artigos é a sua configura o como trabalhos eminentementedirecionados à aplica o prática do ABC.
Estrutura o de um modelo de custeio híbrido para uma funda o de apoio universitária
Fernando Richartz,Altair Borgert,Ráriton Silva
Revista Gest?o Universitária na América Latina : Revista GUAL , 2011, DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1983-4535.2011v4n3p21
Abstract: O objetivo deste estudo é estruturar um modelo de custeio híbrido (ABC e UEP) para quantifica o dos gastos necessários ao gerenciamento dos projetos de pesquisa de uma funda o de apoio universitária. Como objeto de estudo, utiliza-se o convênio Pequim Internacional 2, desenvolvido pela Funda o de Amparo a Pesquisa e Extens o Universitária. Os dados necessários para a estrutura o do modelo foram coletados por meio de verifica o in loco e junto às gerências da funda o, em especial, com a gerência financeira, durante o segundo semestre de 2010. O modelo foi estruturado em oito etapas, desenvolvido com base na literatura disponível sobre o assunto. Sua aplica o evidenciou um custo de R$ 13.330,55 para o projeto em quest o. Assim, no mínimo este valor deve ser ressarcido para a funda o a título de despesas administrativas. Em rela o ao total do objeto conveniado (R$ 250.000,00), de acordo com os resultados obtidos com a aplica o do modelo, os gastos da funda o encontram-se dentro do limite de quinze por cento (R$ 37.500,00) estipulados pela Portaria Interministerial no 127 de 29 de maio de 2008. Cabe ressaltar que, além do custeamento de convênios, esta metodologia se apresenta viável como instrumento de gest o para as funda es, tendo em vista que permite o mapeamento das atividades desenvolvidas e sua mensura o e controle, o que potencializa o gerenciamento dos pontos deficitários da organiza o.
Um estudo sobre a viabilidade de implanta o do preg o eletr nico e uma contribui o na apura o dos resultados nos processos licitatórios
Wellinghton de Souza,Aridelmo José Campanharo Teixeira
Revista de Educa??o e Pesquisa em Contabilidade , 2008,
Abstract: Este artigo tem por objetivo identificar, com base em um estudo exploratório/descritivo e análise qualitativa/quantitativa, após a implanta o do preg o eletr nico, o impacto nas licita es das empresas/entidades no Estado do Espírito Santo. Apresentam-se na revis o da literatura as principais notícias divulgadas pelas empresas/entidades que já implantaram o preg o eletr nico. S o realizadas análises das entrevistas com utiliza o de formulário em 25 das 39 empresas/entidades no Estado do Espírito Santo. Conclui-se que: a) o preg o eletr nico reduz os pre os unitários dos produtos/servi os nas licita es por permitir maior quantidade de participantes; b) o preg o eletr nico reduz os custos operacionais nas licita es por reduzir os custos com impress o de editais e cópias tendo pouca referência à m o-de-obra; c) a dificuldade encontrada com maior relevancia é o desconhecimento do sistema, sendo superado por meio da intensifica o nos treinamentos; d) a vantagem com melhor performance é a maior concorrência dos licitantes, sendo a principal desvantagem a queda na conex o, entretanto, o consenso apontado é que houve melhora quanto à transparência do processo com o fim das cartas marcadas entre os fornecedores. Sugere-se nova forma de apura o dos resultados, sendo restrito à popula o analisada. N o foi objetivo do trabalho saber se a corrup o aumentou ou reduziu após a implanta o do Preg o Eletr nico devido à elevada complexidade de tal assunto.
O custo médio direto do material utilizado em cirurgia de revasculariza o do miocárdio  [cached]
Bittar Eliana,Castilho Valéria
Revista da Associa??o Médica Brasileira , 2003,
Abstract: OBJETIVOS: Verificar o custo médio direto do material usado em cirurgia de revasculariza o do miocárdio e comparar o custo médio encontrado segundo o número de pontes de safena realizadas. MéTODOS: Como referencial teórico para apura o dos custos utilizou-se o sistema de custeio de absor o por produto/procedimento. A pesquisa, do tipo descritiva, foi realizada no centro cirúrgico de um hospital especializado em cardiologia, no município de S o Paulo. A amostra foi conformada por 104 cirurgias de revasculariza o do miocárdio. RESULTADOS: O levantamento do consumo possibilitou aferi o do custo médio direto de material usado em cirurgia de revasculariza o do miocárdio que resultou em R$2.718,78. CONCLUS ES: Houve uma varia o de custos do material, em rela o ao número de pontes de safena realizadas, havendo uma diferen a significativa entre as cirurgias de 1, 2 e 3 pontes, o que n o ocorreu entre as cirurgias de 3, 4 e 5 pontes. O custo médio direto das cirurgias foi: 1 ponte (R$2.207,71), 2 pontes (R$2.554,61), 3 pontes (R$2.768.94), 4 pontes (R$2.848,65) e 5 pontes (R$2.884,13). Os itens de material de perfus o (R$1.051,24), fios cirúrgicos (R$829,98) e material de consumo (R$442,40) foram os que apresentaram o maior custo médio.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.