oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Os estudantes e a transformac o da geografia brasileira
Charlles da Fran?a Antunes
Geografares , 2001,
Abstract: O movimento de renova o da Geografia brasileirae as mudan as na estrutura o da Associa o dosGeógrafos Brasileiros, que se deram no final dos anos70, têm no Movimento Estudantil um agente fundamental para a efetiva o dessas transforma es.O presente trabalho tem como objetivo central apresentar uma discuss o/análise sobre a importancia dosestudantes e do Movimento Estudantil de Geografiano processo recente de constru o da Geografia Brasileira.
A Geografia Crítica Brasileira e o Debate Sobre Ontologia do Espa o: uma Aproxima o  [cached]
Breno Viotto Pedrosa
Geografares , 2012,
Abstract: No presente artigo exploraremos alguns aspectos desenvolvidos acerca do tema da ontologia do espa o. Buscaremos explanar sobre os autores que na geografia brasileira se debrucaram sobre o assunto. Esse tema esta ligado a renovacao da geografia critica e ao marxismo, e inicialmente seguiu o itinerario de Armando Correa da Silva, Antonio Carlos Robert Moraes, Milton Santos e Ruy Moreira. Obviamente atualmente muitos outros pesquisadores estudaram a ontologia do espa o. Porém, buscamos tracar quais foram as circunstancias preliminares do surgimento da ideia de ontologia.
A política educacional brasileira e os novos desafios da forma o do professor em geografia  [cached]
William Rosa Alves
Geografares , 2003,
Abstract: O texto se quer uma contribui o para o entendimento da condi o de professor de Geografia na contemporaneidade, o querequer reflex es sobre a reprodu o social e n o só sobre adimens o empírica de tal presen a. Assim, parte da localiza- o da política educacional como elemento das políticas sociais em geral, passa pela suas indica es para o “ser professor”, portanto qual forma o que o faz corresponder comoagente para a consecu o dos desígnios requeridos pela sociedade brasileira postos por meio do Estado, e ainda qual a rela- o entre os imperativos pedagógicos da afirma o do modode educa o demandado na sociedade brasileira e as tradi ese práticas identificadas como Geografia no Brasil. A argumenta o se desenvolve com a premissa da evidência de dois projetos principais de sociedade que polarizam o debate desde aconcep o até a execu o da política educacional no BrasilAbstractThis paper intends to be a contribution to the understanding ofthe condition of teacher of Geography in the contemporaneousness. This demands some reflection about the social reproduction and not only about the empirical dimension of suchpresence. Thus, part of the allocation of the educational policyas an element of the social policies in general, is related to theindications of these latter regarding the “being teacher”, therefore concerning which formation will make him better meetthe requirements to be an agent for the consecution of the aimsrequired by the Brazilian society, which are set through theState. It is also linked to the relation between the pedagogicalimperatives of the assertion of the mode of education demanded by the Brazilian society and the traditions and practicesidentified as Geography in Brazil. The argument is developedtaking the evidence brought about by the two main projects ofTexto apresentado na mesa redonda Política educacional brasileira e os novosdesafios da forma o do professor de Geografia, no 7o Encontro Nacionalde Prática de Ensino de Geografia (Vitória, setembro de 2003).GEOGRAFARES, Vitória, no 4, 2003A POLITICA EDUCACIONAL BRASILIERA147atual, que mesmo n o confluindo para um sentido único desenvolvem práticas com semelhan as e fus es que tornam complexo o entendimento das motiva es, dos processos e dosrumos dos expedientes aí mobilizados. Procura verificar sedivergem quanto à concep o do papel – e daí dos modos comseus princípios e das formas com seus expedientes – da educa- o na forma o social brasileira, considerando a demandapelo professor instrutor da produ o e, portanto, agente estatistada cidadania produtiva. Ruma-se para a
Conjuntura brasileira e seguridade social: a necessidade de participa o para a ruptura com o conservadorismo
Silva, Vini Rabassa da
Textos & Contextos (Porto Alegre) , 2004,
Abstract: Este artigo apresenta alguns dados sobre o contexto da sociedade brasileira atual, particularmente sobre a situa o das políticas públicas, visando subsidiar uma reflex o mais específica sobre a Seguridade Social no Brasil, entendendo-a como um Sistema de Prote o Social, estratégico para a constru o de um Estado efetivamente democrático. Em decorrência desta análise, é destacada a necessidade da participa o da sociedade civil, na implementa o do Sistema único da Assistência Social – SUAS, usando estratégias que consigam, também, mobilizar os excluídos, para que o avan o da institucionaliza o possa favorecer, de fato, a ruptura com o velho paradigma, que continua sendo alimentado politicamente no cenário brasileiro atual.
O avesso do avesso: conjuntura e estrutura na recente agenda política brasileira
COUTO, CLáUDIO GON?ALVES;
S?o Paulo em Perspectiva , 2001, DOI: 10.1590/S0102-88392001000400005
Abstract: fernando henrique cardoso implementou sua agenda governamental utilizando, simultanea e articuladamente, diversos mecanismos decisórios. destacam-se as medidas provisórias e as emendas constitucionais. converteram-se umas ? concebidas para emergências conjunturais ? em instrumentos legislativos corriqueiros, por isso mesmo estruturais; e outras ? feitas para modificar a estrutura institucional perene de nosso sistema político ? em instrumentos de implementa??o das políticas particulares de um governo particular, por isso mesmo conjunturais.
Delgado de Carvalho e a Orienta o Moderna no Ensino da Geografia Escolar Brasileira  [cached]
Genylton Odilon Rêgo da Rocha
Terra Brasilis : Revista da Rede Brasileira de História da Geografia e Geografia Histórica , 2000,
Abstract: A década de vinte representou para a geografia escolar brasileira um momento de profundos questionamentos acerca das orienta es teórico-metodológicas que desde a primeira metade do século XIX, quando da introdu o desta disciplinas nos currículos prescritos, caracterizavam sua prática de ensino. Em oposi o ao modelo de geografia tradicionalmente ensinado, emerge de forma paradigmática uma nova proposta de ensino para esta disciplina, tornada oficial a partir da reforma Luiz Alves/Rocha Vaz....
História da Geografia e Geografia Histórica: à procura dos híbridos
David Palacios,Marcelo Wener da Silva
Terra Brasilis : Revista da Rede Brasileira de História da Geografia e Geografia Histórica , 2012,
Abstract: Este primeiro número da Nova Série da Terra Brasilis – Revista da Rede Brasileira de História da Geografia e Geografia Histórica apresenta as potencialidades da nossa área de trabalho e a amplitude e versatilidade do leque das nossas preocupa es hibridas. Os artigos que apresentamos à continua o misturam em formas diferentes história do pensamento geográfico, história da cartografia, historia do ensino da geografia, história das institui es geográficas, geografia histórica, história urbana...
GEOGRAFIA E TURISMO - NOTAS INTRODUTóRIAS  [cached]
Adyr Balastreri Rodrigues
Revista do Departamento de Geografia , 1992, DOI: 10.7154/rdg.v0i6.249
Abstract: GEOGRAFIA E TURISMO - NOTAS INTRODUTóRIAS
A constru??o de representa??es nacionais: os desenhos de Percy Lau na Revista Brasileira de Geografia e outras "vis?es iconográficas" do Brasil moderno
Angotti-Salgueiro, Heliana;
Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material , 2005, DOI: 10.1590/S0101-47142005000200003
Abstract: the disciplinary emergence of the human sciences, specially geography and ethnology, has evolved, from the beginning of the century, alongside the formation of photographic collections and other figurative series inscribed in the construction of internationally comparable national representations, anchored on regionalism. in this article, percy lau's drawings for the series "types and aspects of brazil", in a section of the revista brasileira de geografia magazine from 1939 onwards, are compared to other "iconographic views" of modern brazil - in this case the photographs by frenchmen pierre monbeig and marcel gautherot. a visual culture in the process of generalization is highlighted in the association of images in correlated series, at a moment when both the solo journey and the act of photographing ad become increasingly common and accessible practices. the convergence of representations by one same generation invites us to detect in the mise-en-serie the visual conventions and the documentary style parameters of one and the other, so that a synthesis of the imagistic thought of the era is arrived at. the images evidence geographically coincident figurative itineraries, resulting in representations that, by extension and repetition, become icons. the types and aspects of percy lau's series and the texts accompanying it are inscribed within the vidalian geography, one of the intellectual matrices of brazilian geography, in its moment of institutionalization, during the estado novo period. if history, travel and image lean on comparativeness, weaving persistencies, appropriations, transformations and hybridisms of the iconographic in all levels, then it constitutes a vast research program open to interdisciplinary dialogue.
A constru o de representa es nacionais: os desenhos de Percy Lau na Revista Brasileira de Geografia e outras "vis es iconográficas" do Brasil moderno  [cached]
Heliana Angotti-Salgueiro
Anais do Museu Paulista: História e Cultura Material , 2005,
Abstract: The disciplinary emergence of the human sciences, specially Geography and Ethnology, has evolved, from the beginning of the century, alongside the formation of photographic collections and other figurative series inscribed in the construction of internationally comparable national representations, anchored on regionalism. In this article, Percy Lau s drawings for the series Types and Aspects of Brazil , in a section of the Revista Brasileira de Geografia magazine from 1939 onwards, are compared to other iconographic views of modern Brazil in this case the photographs by Frenchmen Pierre Monbeig and Marcel Gautherot. A visual culture in the process of generalization is highlighted in the association of images in correlated series, at a moment when both the solo journey and the act of photographing ad become increasingly common and accessible practices. The convergence of representations by one same generation invites us to detect in the mise-en-serie the visual conventions and the documentary style parameters of one and the other, so that a synthesis of the imagistic thought of the era is arrived at. The images evidence geographically coincident figurative itineraries, resulting in representations that, by extension and repetition, become icons. The types and aspects of Percy Lau s series and the texts accompanying it are inscribed within the Vidalian geography, one of the intellectual matrices of Brazilian geography, in its moment of institutionalization, during the Estado Novo period. If history, travel and image lean on comparativeness, weaving persistencies, appropriations, transformations and hybridisms of the iconographic in all levels, then it constitutes a vast research program open to interdisciplinary dialogue.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.