oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
SPECT cerebral interictal em pacientes com epilepsia do lobo temporal de difícil controle
Andraus Maria Emilia Cosenza,Cosenza Carlos Alberto Nunes,Fonseca Léa Mirian Barbosa da,Andraus Cesar Fantezia
Arquivos de Neuro-Psiquiatria , 2002,
Abstract: O objetivo desse estudo foi avaliar a utilidade do SPECT cerebral interictal na localiza o do foco epileptogênico em 23 pacientes do Ambulatório de Epilepsias do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF/UFRJ), com epilepsia do lobo temporal (ELT) de difícil controle e tomografia computadorizada (TC) do cranio normal, estudando a correla o entre SPECT interictal, eletrencefalograma (EEG) e, em 11 casos, ressonancia magnética (RM) do cranio, e comparar os resultados com os de outras seis séries da literatura. Doze (52,2%) pacientes apresentaram SPECT anormal. Entre esses, cinco (41,6% dos SPECTs anormais) apresentaram altera o unilateral ao SPECT do mesmo lado do EEG (hipoperfus o em 4 e hiperperfus o em 1), três (25% dos SPECTs anormais) apresentaram hipoperfus o bilateral ao SPECT e altera es também bilaterais ao EEG e 4 (33,3% dos SPECTs anormais) apresentaram hipoperfus o unilateral ao SPECT e EEG bilateral. A análise estatística fundamentou-se na lógica fuzzy. Os índices de correla o entre SPECT X EEG, SPECT X RM e SPECT X EEG X RM foram altamente significativos, com níveis de significancia de 0,01, p < 0,0005 e intervalo de 99% de confian a em todas as correla es. Os estudos de correla o entre as séries estudadas apresentaram resultados semelhantes entre si.
Avalia o de foco epileptogênico do lobo temporal: correla o entre SPECT ictal, ressonancia magnética e ressonancia magnética com espectroscopia de prótons  [cached]
Diegues Maria Elena Martins,Pellini Marcos Pinto,Alves-Leon Soniza Vieira,Domingues Romeu C?rtes
Radiologia Brasileira , 2004,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi determinar a existência de concordancia entre os métodos radioisotópico e radiológico e, em caso positivo, avaliar a utilidade do SPECT ictal na determina o do foco epileptogênico. Foram realizados SPECT ictal, ressonancia magnética (RM) e ressonancia magnética com espectroscopia de prótons (RME) em seis pacientes com epilepsia de lobo temporal refratária. O SPECT ictal foi realizado após a retirada das drogas antiepilépticas durante monitoramento por vídeo-EEG, utilizando-se o 99mTc-ECD, administrado aos pacientes no início da crise. As imagens de RM foram obtidas em T1, T2 e FLAIR, com cortes de 3 e 5 mm de espessura, e a RME foi realizada com técnica PRESS, com voxel único posicionado no hipocampo, bilateralmente. A análise estatística incluiu os valores de Kappa (k), erro-padr o (ep) e o nível de significancia (p) para a lateraliza o do foco. Os achados foram analisados com base na localiza o por EEG da descarga ictal, no tempo de dura o da crise (109-280 s; média: 152 s) e no tempo de administra o do tra ador (30-262 s; média: 96 s). Obtivemos dados correlatos em quatro pacientes (67%), com valores de k = 0,67, ep = 0,38 e p = 0,041. Concluímos que existe concordancia entre SPECT ictal, RM e RME, e a utilidade do procedimento radioisotópico está relacionada aos casos em que o EEG n o é diagnóstico e quando há discordancia ou indefini o diagnóstica na análise comparativa entre EEG, RM e RME.
Epilepsia do lobo temporal com aura de prazer : relato de caso  [cached]
TANURI FABIANO DA CUNHA,THOMAZ RODRIGO BARBOSA,TANURI JO?O AFONSO
Arquivos de Neuro-Psiquiatria , 2000,
Abstract: Relatamos o caso de uma paciente com epilepsia do lobo temporal e "sensa o de orgasmo" como aura epiléptica. Há controvérsia na literatura a respeito da existência do prazer e do êxtase como manifesta o de aura epiléptica. Neste caso, ficou evidenciada a presen a da aura de prazer, através da investiga o clínica, eletrencefalograma e remiss o das crises com a terapêutica adotada (fenitoína).
Implanta o estereotáxica de eletrodos profundos por ressonancia magnética para cirurgia de epilepsia
MENESES MURILO S.,FOLLADOR FLáVIA R.,ARRUDA WALTER O.,SANTOS HERALDO L.
Arquivos de Neuro-Psiquiatria , 1999,
Abstract: Apresentamos o caso de uma paciente com epilepsia refratária ao tratamento medicamentoso e submetida à monitoriza o em vídeo-eletrencefalografia por eletrodos de profundidade intracerebrais. A história, o exame clínico, a ressonancia magnética (RM), a vídeo-eletrencefalografia e o estudo neuropsicológico n o foram suficientes para a determina o da área cerebral de origem das crises convulsivas. Eletrodos de profundidade intracerebrais colocados por estereotaxia guiada por RM possibilitaram o registro de forma muito clara da atividade epileptiforme, determinando com precis o a área cerebral epileptogênica a ser removida por cirurgia. Após lobectomia temporal anterior direita com amígdalo-hipocampectomia realizada há três meses, a paciente permanece sem crises convulsivas. Segundo informa es obtidas durante o último Congresso da Liga Brasileira de Epilepsia, esta é a primeira cirurgia estereotáxica para coloca o de eletrodos de profundidade intracerebrais em epilepsia no Brasil.
Distúrbios do sono na epilepsia do lobo temporal
Almeida Cláudia ?ngela Vilela de,Lins Otávio Gomes,Lins Salustiano Gomes,Laurentino Sílvia
Arquivos de Neuro-Psiquiatria , 2003,
Abstract: A presen a de distúrbios do sono e macroestrutura do sono foi avaliada em 39 pacientes com epilepsia do lobo temporal (ELT). Sonolência foi a queixa mais frequente (85%), seguida por despertares noturnos (75%), história de crise epiléptica durante o sono (69%) e dificuldade de iniciar o sono (26%). As parassonias, síndrome de pernas inquietas, apnéia de sono e movimentos periódicos de membros inferiores foram os distúrbios de sono mais frequentes. Principais altera es da arquitetura de sono foram: fragmenta o do sono, aumento do número de mudan as de estágios (100%) e do tempo acordado após o início do sono (77%) e redu o do sono REM (92%). Houve correla o inversa entre a escala de sonolência de Epworth e o teste de latências múltiplas de sono (p < 0,05). Concluímos que pacientes com ELT apresentam um sono fragmentado, aumento do numero de mudan as de estágios, de despertares noturnos e do tempo acordado após o início do sono com redu o do sono REM. Sonolência diurna foi uma das principais queixas dos pacientes com ELT.
Epilepsia do lobo frontal na infancia: aspectos psicológicos e neuropsicológicos = Frontal lobe epilepsy in childhood: Psychological and neuropsychological aspects
SchlindweinZanini, Rachel,Portuguez, Mirna Wetters,Costa, Jaderson Costa da
Scientia Medica , 2007,
Abstract: Objetivos: Revisar os aspectos psicológicos e neuropsicológicos da epilepsia do lobo frontal na infancia. Fonte de dados: Revis o da literatura, utilizando, principalmente, artigos de jornais indexados no SciELO e Medline. Síntese dos dados: Crises epilépticas do lobo frontal na infancia, aspectos neuropsicológicos e psicológicos da epilepsia do lobo frontal e suas repercuss es s o abordados e discutidos. Conclus es: Na crian a, a epilepsia do lobo frontal pode gerar distúrbios psicológicos e neuropsicológicos, como déficits em fun es executivas (cogni o, planejamento, linguagem, memória e aten o), altera es comportamentais (controle de impulsos e agressividade), manifesta es de crises epilépticas comportamentais e piora da qualidade de vida. Suas altera es podem ser confundidas com doen as psiquiátricas, refor ando a importancia do diagnóstico diferencial e da avalia o neuropsicológica. Aims: To review the psychological and neuropsychological aspects of the frontal lobe epilepsy in childhood. Source of data: Review of the literature, mainly through journals indexed in SciELO and Medline. Summary of findings: Epileptic crisis of the frontal lobe epilepsy in childhood, psychological and neuropsychological aspects of the frontal lobe epilepsy and their repercussions are presented and discussed. Conclusions: In the child, frontal lobe epilepsy can result in psychological and neuropsychological disorders, such as deficits in executive functions (cognition, planning, language, memory and attention), behavior alterations (control of impulses and aggressiveness), manifestations of behavior epileptic crisis, and worsening of the quality of life.
Síndrome de personalidade interictal na epilepsia do lobo temporal n o-dominante: relato de caso
TREVISOL-BITTENCOURT PAULO C.,TROIANO ANDRé R.
Arquivos de Neuro-Psiquiatria , 2000,
Abstract: A síndrome de personalidade interictal na epilepsia do lobo temporal n o-dominante consiste de hipossexualidade, hiperreligiosidade, altera o do humor e hipergrafia. Sua descri o, em 1974, foi seguida de extensa busca por estes sinais em uma vasta popula o de pacientes epilépticos. No entanto, estes estudos científicos fracassaram em encontrar este síndrome na epilepsia do lobo temporal em geral. Sua existência foi, por conseguinte, posta em dúvida. Apresentamos o caso de um senhor de 35 anos cuja peculiaridade hipergráfica é o desenho de plantas de constru o civil em grande quantidade, além de hiperreligiosidade, hipossexualidade e circunstancialidade. é o primeiro relato deste tipo de express o gráfica associada à epilepsia parcial complexa e esclerose mesial temporal. Dentre os mecanismos fisiopatológicos propostos, o mais coerente é o da hiperconex o temporal. Embora as crises possam ser controladas em grande parte dos casos com tratamento clínico ou cirúrgico, a sintomatologia comportamental é refratária ao tratamento psicoterápico.
Serial position curve and semantic facilitation in patients with mesial temporal lobe epilepsy =Curva de posi o serial e facilita o semantica em pacientes com epilepsia de lobo temporal mesial  [PDF]
Tudesco, Ivanda de Souza Silva et al.
Psico , 2008,
Abstract: Nós investigamos a curva de posi o serial e o efeito de facilita o semantica em pacientes com epilepsia do lobo temporal mesial (ELTM) esquerda e direita com esclerose hipocampal, comparados a um grupo controle. Os sujeitos (ELTM-E = 19, ELTM-D = 15 e controles = 21) foram submetidos ao teste de recorda o livre de palavras, sendo que metade das listas de palavras continham três palavras recordadas em ambos tipos de listas n o diferiu entre os grupos. A recência foi preservada sugerindo que a memória decurto prazo (al a fonológica) n o é afetada nestes pacientes. A primazia foi observada somente nas listas sem relacionamentos semantico, independentemente do grupo. O efeito de facilita o semantica foi obtido em todos os grupos, ma s com menor magnitude ao ELTM-E, sugerindo que a propaga o das descargas do hemisfério esquerdo interfere com o processamento automático da rede semantica.
Avalia??o eletrofisiológica in vitro de drogas antiepilépticas em fatias hipocampais humanas provenientes de pacientes portadores de epilepsia do lobo temporal refratária ao tratamento medicamentoso
Silva, André César da;Yacubian, Elza Márcia Targas;Sakamoto, Américo Ceiki;Centeno, Ricardo da Silva;Ueda, érika Sayuri;Ant?nio, Leandro Leite;Faria, Leonardo Coutinho;Priel, Margareth Rose;Cavalheiro, Esper Abr?o;
Journal of Epilepsy and Clinical Neurophysiology , 2006, DOI: 10.1590/S1676-26492006000300005
Abstract: the absence of a satisfactory response to antiepileptic drug (aed) therapy, is an unresolved problem in a significant number of epileptic patients. mechanisms of intractability are not well understood but may include a combination of poor penetration of aed across a functionally altered blood-brain barrier owing to increased expression of multiple drug resistance transporters. therefore, the aim of this work was to assess the in vitro efficacy of antiepileptic drugs through human hippocampal slices originating from patients with refractory temporal lobe epilepsy submitted to corticoamygdalohippocampectomy. slices was prepared from a 1 cm3 block of the hippocampus body 30 min after resection. briefly, hippocampal slices of 400 μm thickness was cut coronally. extracellular field potentials was recorded from the st. granulosum of the dentate gyrus. the antiepileptic drugs added in the bath were carbamazepine, topiramate and phenytoin. the phenytoin was effective reducing the hyperexcitability (polispikes) in 60% of the experiments (n = 5). on the other hand, the carbamazepine promoted a decrease in evoked epileptiform activity in 37,5% of the cases (n = 8). the application of topiramate in the bath reduced in 30% the number of polispikes (n = 10). our results showed that the phenytoin application resulted in a significant reduction in neuronal excitability, however, the carbamazepine and topiramate were not able to control of the hiperexcitability, suggesting that local neuronal alterations, as well changes in blood brain barrier, could be responsible for such behaviors.
Fatores determinantes da viabilidade neuronal em fatias hipocampais de pacientes com epilepsia do lobo temporal mesial Determining factors of the neuronal viability in hippocampal slices from patients with mesial temporal lobe epilepsy  [cached]
Alexandre Valotta da Silva,André César da Silva,Henrique Carrete Jr.,Elza Márcia Targas Yacubian
Journal of Epilepsy and Clinical Neurophysiology , 2006, DOI: 10.1590/s1676-26492006000500005
Abstract:
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.