oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Qualidade de kiwis minimamente processados e submetidos a tratamento com ácido ascórbico, ácido cítrico e cloreto de cálcio
Carvalho Ana Vania,Lima Luiz Carlos de Oliveira
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2002,
Abstract: Frutos e hortali as minimamente processados devem apresentar atributos de conveniência e qualidade do produto fresco. O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito do processamento mínimo de frutos tratados com solu es a 1% de ácido ascórbico, ácido cítrico e cloreto de cálcio, durante armazenamento refrigerado, na qualidade do kiwi (Actinidia deliciosa cv. Hayward). A perda de massa foi mínima durante o período de armazenamento. O ácido ascórbico fornecido pelo tratamento foi eficientemente absorvido pelos tecidos, mantendo os níveis de vitamina C cerca de 25% mais elevados nesses frutos do que nos demais tratamentos. A análise microbiológica detectou presen a de bolores e leveduras e psicrotróficos, somente no tratamento com ácido cítrico, aos 8 e 10 dias, respectivamente. N o se detectaram coliformes totais e fecais e mesófilos, o que indica que o processamento foi realizado em boas condi es higiênicas. Os kiwis minimamente processados e tratados com cloreto de cálcio apresentaram uma vida útil de dez dias. Nos demais tratamentos e no controle, esse tempo foi de seis dias.
Efeito do cloreto de cálcio e do tratamento hidrotérmico na atividade enzimática e no teor de fenólicos do abacaxi
GON?ALVES NEIDE BOTREL,CARVALHO V?NIA DéA DE,GON?ALVES JORGE RICARDO DE ALMEIDA
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2000,
Abstract: O abacaxi (Ananas comosus Mill.) está sujeito a danos causados pelo frio durante o armazenamento refrigerado. A aplica o, pós-colheita, de Ca pode contribuir para reduzir vários tipos de desordens fisiológicas. Neste trabalho, verificou-se a influência da aplica o, pós-colheita, de CaCl2 a 2%, associada ao tratamento hidrotérmico (38oC e 40oC) por 10 e 20 minutos de imers o, na composi o química (fenólicos e enzimas), e na suscetibilidade ao escurecimento interno do abacaxi (Ananas comosus Mill.) cultivar Smooth Cayenne. Os frutos foram armazenados a 9oC e umidade relativa de 90% por um período de 15 dias. As avalia es foram efetuadas sete dias após a retirada dos frutos das condi es de refrigera o. O tratamento dos frutos com CaCl2 reduziu o índice de escurecimento interno, conferindo menor atividade das enzimas polifenoloxidase, peroxidase e fenilalanina am nio liase e reduzindo o teor de compostos fenólicos na polpa quando associado ao tratamento hidrotérmico, independentemente do tempo de imers o.
Efeito de revestimentos comestíveis na conserva o de mam es minimamente processados Effect of edible coatings on the preservation of fresh cut papayas  [cached]
Juliana Moreno Trigo,Silvana Albertini,Marta Helena Fillet Spoto,Silene Bruder Silveira Sarmento
Brazilian Journal of Food Technology , 2012,
Abstract: Avaliou-se o efeito de revestimentos à base de carboidratos nas características microbiológicas, físicas, físico-químicas e sensoriais de mam o Formosa minimamente processado (MP), armazenado sob refrigera o. Após tratamento com cloreto de cálcio, os frutos descascados e cortados foram imersos em solu es de amido de arroz (AA) 3%; alginato de sódio (AS) 0,5%; carboximetilcelulose (CMC) 0,25%, e armazenados a 5 oC e 90% de UR. Os produtos foram avaliados nos dias 1, 3, 6, 9, 12 e 15. O uso de revestimentos à base de AA, AS e CMC em mam es MP resultou em menor contagem de coliformes totais que o controle. Mam es revestidos com AA e CMC apresentaram redu o e aumento do processo respiratório, respectivamente. Os frutos revestidos apresentaram menores teores de sólidos solúveis e seus valores de pH se tornaram menores após o 9o dia de armazenamento. O uso da CMC como revestimento proporcionou, no 15o dia, maior firmeza da polpa. As varia es nos parametros de cor (Luminosidade, Hue e Croma) n o comprometeram a qualidade sensorial do mam o MP. Os atributos sensoriais dos mam es com revestimentos n o diferiram do controle durante os 15 dias de estudo. Como a maioria dos efeitos positivos das coberturas ocorreu aos 12o e 15o dias e, considerando-se o custo da tecnologia e o pre o dos revestimentos, a melhor op o, até 9 dias de armazenamento, consiste em apenas sanitizar os frutos, como feito no controle. Se o interesse for preservar a vida útil por um período maior, até 15 dias, os revestimentos utilizados podem ter resultados satisfatórios, desde que respeitadas as condi es de estocagem utilizadas no estudo. The experiment evaluated the effects of carbohydrate-based coatings on the microbiological, physical, physical-chemical and sensory properties of the fresh cut (FC) Formosa papaya stored under refrigeration. After treatment with calcium chloride, peeled and sliced portions of the fruit were immersed in 3.0% rice starch (RS), 0.5% sodium alginate (SA) and 0.25% carboxymethylcellulose (CMC) solutions, and stored at 5 oC and 90% RH. The products were assessed after 1, 3, 6, 9, 12 and 15 days of storage. The use of the RS, SA and CMC-based coatings for TC papaya resulted in lower total coliform counts than presented by the control sample. The papaya coated with RS and CMC showed decreased and increased respiration rates, respectively. The coated samples showed lower soluble solid contents, with decreased pH values after storage day 9, and the use of CMC as a coating resulted in increased pulp firmness on day 15. Variations in the colour parameters (Lumino
EFEITO DE PRODUTOS QUíMICOS NA QUALIDADE DE KIWIS ‘HAYWARD’ MINIMAMENTE PROCESSADOS
Maria Amália Brunini,Gabriela Ferraz de Siqueira,Joana Diniz Rosa da Silva
Nucleus , 2005,
Abstract: The objetive of this work was to evaluate the quality of minimally processad kiwi ‘Hayward’treated with acid ascorbic solution at 1 %, citric acid solution at 1 %, calcium chloride solution 1% and water bidistilled.After the minimally product were packaged into polyethylene therephtalate trays covered with stretchingand sticking PVC plastic film with thickness of 12 m. The trays of each treated were stored at 5 ± 1oC, with 85 –90% UR and at 9 ± 1 o C, with 85 – 90% of UR. The products were evaluated through the parameters: weightloss, titrable acidity, soluble solids, pH, appearance, vitamin C, soluble carbohydrate, respiratory rate and total andfecal coliformes. Taking into considerations the results obtained it is observed that the treated products witch calciumchloride solution at 1% and stored at 9± 1 oC showed the smallest weight loss and the best appearance at the end ofstorage; the treated products with calcium chloride solution at 1% and stored at 5 ± 1oC showed highest vitamin Ccontent; the soluble carbohydrate content increased during storage time, compared with the value obtained in theintact fruit; the respiration rate increased during storage time; the microbiological analysis didn’t detect fecal total coliforms, in the kiwi minimally processed; the use of calcium chloride solution at 1% was that better because can tomaintain the kiwi minimally processed quality.O objeto deste trabalho foi avaliar a qualidade de kiwis ‘ Hayward’ minimamente processados etratados com solu o de ácido ascórbico a 1%, solu o de ácido cítrico 1%, solu o de cloreto de cálcio 1% e águabi-destilada, e, posteriormente, acondicionados em bandejas de polietileno tereftalato, revestidas extremamente comfilme plástico de cloreto de polivinila. Esticável e auto aderente, de 12 m de espessura, durante armazenamento a 5± 1oC, com 85 – 90% UR 9 ± 1 o C, com 85 – 90% de UR. Os produtos foram avaliados quanto à perda de massafresca, acidez titulável, sólidos solúveis totais, vitamina C, carboidratos solúveis, taxa respiratória e teores decoliformes totais e fecais. Os kiwis minimamente processados, tratados com solu o de cloreto de cálcio a 1%, earmazenamento a 9 ±1 oC, apresentam as menores perdas de massa fresca e melhor aparência ao 4 o dia dearmazenamento; os produtos tratados com a solu o de cloreto de cálcio a 1%, armazenados a 5 ± 1oC, apresentaramos maiores teores de vitamina C; os teores de carboidratos solúveis aumentaram, no decorrer do armazenamento, emrela o ao valor obtido no fruto íntegro; a taxa respiratória aumentou durante o armazenamento; a análisemic
PRODUTOS MINIMAMENTE PROCESSADOS DE MANGAS "PARVIN" CONSERVADOS EM DIFERENTES EMBALAGENS  [cached]
Juliana Rodrigues DONADON,José Fernando DURIGAN,Bianca Sarzi de SOUZA,Maria Aparecida LIMA
Alimentos e Nutri??o , 2009,
Abstract: Mangas “Parvin” amadurecidas, foram lavadas, higienizadas, refrigeradas e descascadas. A polpa foi cortada em cubos e embalada em copos e sacos plásticos de PEBD, e em bandejas de PET. O processamento foi feito a 10oC e o armazenamento a 3oC, quando eram avaliadas quanto ao aroma, aparência, colora o, sólidos solúveis totais (SST), acidez total titulável (ATT) e ácido ascórbico (AA). Determinou-se também a concentra o de O2 e CO2 na atmosfera das embalagens, a respira o e a contagem microbiológica. Todas as embalagens conservaram o aroma da fruta fresca, enquanto que para a manuten o da aparência, os copos foram os mais eficientes (11 dias). A colora o evoluiu de amarelo escuro para amarelo alaranjado durante o período de armazenamento. As altera es nos teores de SST, ATT e AA foram pouco expressivas. A respira o dos peda os recém-preparados foi de 67,97 mLCO2.kg-1 .h-1 . A atmosfera interna das embalagens apresentou redu o na porcentagem de O2 e estabilizou-se em 15-18% e a porcentagem de CO2 aumentou até 5,2%, estabilizando-se em 1,5-5,0%. A contagem microbiana foi baixa, com valores de 4,0.101 UFC/g para mesófilos, < 3,0/g para coliformes totais e ausência de fecais, durante 14 dias. A vida útil dos produtos variou de 8 a 11 dias. PALAVRAS-CHAVE: Mangifera indica; embalagem; pré-cortado; manga 'Parvin'; produto minimamente processado.
QUALIDADE DE PEPINOS MINIMAMENTE PROCESSADOS
BRUNINI, Maria Amalia,CARDOSO, Saulo Strazeio,PEREIRA, Ronaldo Campos,MACEDO, NaiaraBarbosa
Nucleus , 2007,
Abstract: Cucumbers minimally processed treated or not with 1% of ascorbic acid solution were evaluatedin relation to weight loss, appearance, weight loss, titrable acidity, soluble solids, pH, vitamin C and moisturecontent during storage at 0,5±1oC, with 80 to 85%RU and at 8±1oC, with 65 to 70% RU. Through the resultsobtained was verified that the soluble solid, titrable acidity, pH and vitamin C varied with the use of ascorbic acidsolution; the weigh loss was smallest but constant; the shelf life was nine days, independent of storage conditions;didn’t occur development of darkness in the minimally processed products.pepinos minimamente processados, tratados ou n o com solu o de ácido ascórbico a 1%, foramavaliados em rela o à perda de massa fresca, aparência, colora o visual, acidez total titulável, sólidos solúveistotais, pH, vitamina C e umidade durante armazenamento a 0,5±1oC, com 80 a 85% UR e a 8±1oC, com 65 a70%UR. Através dos resultados obtidos, pode-se verificar que os teores de sólidos solúveis totais, acidez totaltitulável, pH e os teores de vitamina C variaram significativamente em fun o do uso de ácido ascórbico; a perda demassa fresca foi baixa, mas constante, sendo que os pepinos minimamente processados n o tratados, armazenadosa 0,5±1oC, foram os que apresentaram as menores perdas; a vida de prateleira foi de 9 dias, independentementedo tratamento e das condi es de armazenamento; e n o ocorreu desenvolvimento de escurecimento nos produtos mínimos.
Estudo comparativo entre cloreto de mepiquat e cloreto de chlormequat aplicados no algodoeiro
Lamas Fernando Mendes
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2001,
Abstract: A compara o dos efeitos da aplica o dos reguladores de crescimento cloreto de mepiquat e cloreto de chlormequat isolados e combinados no algodoeiro (Gossypium hirsutum L.) cv. CNPA ITA 90 constituiu o objetivo do presente trabalho. O experimento foi conduzido no ano agrícola de 1998/99 no Município de Primavera do Leste, MT. Foram estudados 15 tratamentos com quatro repeti es, utilizando-se o delineamento experimental de blocos casualizados. A altura das plantas com a aplica o parcelada foi 24% menor em rela o à testemunha, independentemente do produto estudado. O peso do capulho foi maior com a aplica o de regulador de crescimento, e n o dependeu do produto e do esquema de aplica o. O peso de 100 sementes depende da seqüência de aplica o e do produto utilizado; nos tratamentos em que as duas primeiras aplica es foram com cloreto de chlormequat, o peso de 100 sementes foi maior. N o houve efeito significativo dos reguladores de crescimento na porcentagem de fibras; entretanto, a produtividade de fibras foi influenciada pelo produto e pelo esquema de parcelamento; com três e duas aplica es do mesmo produto, a maior produtividade foi obtida com cloreto de mepiquat.
Efeito do cloreto de cálcio na qualidade de melancias minimamente processadas
Miguel, Ana Carolina Almeida;Dias, Jo?o Ricardo Pecini Stein;Spoto, Marta Helena Fillet;
Horticultura Brasileira , 2007, DOI: 10.1590/S0102-05362007000300023
Abstract: this study evaluated the refrigerated storage and quality of minimally processed watermelon treated with calcium chloride. ripe crimson sweet watermelons produced in rio grande do sul state, brazil, and acquired at a local market in piracicaba, sp, were washed and the surface sanitized with chlorated water (200 mg l-1). samples were then cut into pulp cubes (2.5 cm across). cubes were subjected to two treatments: immersion for 3 min in pure water (control) and 1% calcium chloride. subsequently, the cubes were drained for 3 min and packaged in transparent polyethylene terephthalate cups and stored at 10.0 ? 3.2?c and 79% rh. every two days cubes from each treatment were sensorially evaluated as well as the loss of fresh mass, appearance, internal color, texture, content of soluble solids and titratable acidity (ta), ph, ss/ta, ascorbic and soluble and total pectin contents. firmness in texture increased with 1% calcium chloride. however, it was not effective for extending the shelf-life of the samples, which was shown to be limited, in this study, to two days.
Effect of applying different edible coatings on conservation of minimally processed ‘Royal Gala’ apples Efeito da aplica o de diferentes revestimentos comestíveis na conserva o de ma s ‘Royal Gala’ minimamente processadas  [cached]
Sandriane Pizato,William Renzo Cortez-Vega,Carlos Prentice-Hernández,Caroline Dellinghausen Borges
Semina : Ciências Agrárias , 2013,
Abstract: The objective of this study was to evaluate the effects of applying different gums (tara, xanthan and sodium alginate) associated with citric acid, ascorbic acid and calcium chloride, in relation to chemical, physical and microbiological characteristics in the conservation of minimally processed Royal Gala apples when stored at 4 ± 1 °C. The apples were washed, peeled, diced and stored in a PET packaging for a period of 15 days at 4 ± 1 °C. Analyses of weight loss, firmness, color (L* e h*), pH, total soluble solids, and microbiological analyses (psychrophyls, yeasts and molds, Salmonella and Escherichia coli) were carried out. The analyses were performed in triplicate on the processing day (day 0) of the samples and after 1, 3, 5, 7, 9, 12 and 15 days of storage. It can be concluded that the different coatings used in this study were effective in preserving minimally processed apples, as compared to the control sample. Among the evaluated coatings, treatment with xanthan gum, associated with citric acid, ascorbic acid and calcium chloride showed the best results, being capable of reducing the weight loss, microbial growth, keeping the firmness and color of minimally processed apples. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da aplica o de diferentes gomas (tara, xantana e alginato de sódio) associado com ácido cítrico, ascórbico e cloreto de cálcio, em rela o as características químicas, físicas e microbiológicas na conserva o de ma s ‘Royal Gala’ minimamente processadas quando armazenadas a 4±1 °C. As ma s foram lavadas, descascadas, cortadas em cubos e armazenadas em embalagem PET, por um período de 15 dias a 4±1 °C. Realizaram-se análises de perda de massa, firmeza, cor (L*e h*), pH, sólidos solúveis totais, e análises microbiológicas (psicrófilos, bolores e leveduras, Salmonella e Escherichia coli). As análises foram realizadas em triplicata no dia do processamento das amostras (dia 0) e após 1, 3, 5, 7, 9, 12 e 15 dias de armazenamento. Pode-se concluir que os diferentes revestimentos utilizados neste trabalho foram eficientes na conserva o de ma s minimamente processadas, quando comparado a amostra controle. Dos revestimentos avaliados, o tratamento com goma xantana, associado aos ácidos cítrico, ascórbico e do cloreto de cálcio foi o que apresentou os melhores resultados, mostrando-se capaz de reduzir a perda de massa, o crescimento microbiano, manter a cor e a firmeza das ma s minimamente processadas.
Efeito da autofecunda o em cultivares de abacaxi  [cached]
Cabral José Renato Santos,Souza Ant?nio da Silva,Matos Aristoteles Pires de,Caldas Ranulfo Corrêa
Revista Brasileira de Fruticultura , 2003,
Abstract: O elevado nível de heterozigose dos parentais utilizados em hibrida es é a principal causa da baixa eficiência dos programas de melhoramento genético do abacaxizeiro em gerar novas cultivares. Por outro lado, os efeitos da autofecunda o s o pouco conhecidos em abacaxi, mas esta estratégia pode proporcionar avan os significativos no melhoramento desta planta. Assim, este trabalho teve como objetivo observar os efeitos da autofecunda o em cultivares de abacaxi. Inflorescências das cultivares Primavera, Perolera, Roxo-de-Tefé, Pérola e Smooth Cayenne foram protegidas antes da antese para possibilitar a ocorrência de autofecunda o. As sementes produzidas foram germinadas em camara de crescimento, utilizando-se como substrato do meio de cultura MS, suplementado com 30 g.L-1 de sacarose e solidificado com 2 g.L-1 de "Phytagel. Durante a germina o, observou-se que cerca de 16% das sementes de 'Roxo-de-Tefé' produziram plantulas albinas. Foram obtidas 43 plantas a partir de 'Primavera', cinco de 'Perolera', onze de 'Roxo-de-Tefé' e nenhuma de 'Pérola' e 'Smooth Cayenne'. Todas as plantas da progênie de 'Primavera' apresentaram folhas sem espinhos nos bordos ("piping"), evidenciando homozigose para esta característica, enquanto na progênie de 'Perolera' três plantas evidenciaram folhas sem espinhos nos bordos e duas com folhas espinhosas, segregando para o caráter espinescência. Na descendência de 'Roxo-de-Tefé', oito plantas apresentaram folhas de cor roxa e três com folhas verdes, com segrega o para a cor da folha, mas todas evidenciaram folhas com espinhos no bordo. As baixas porcentagens de germina o, o crescimento lento e o baixo vigor observados nas plantas em casa de vegeta o, viveiro e campo, evidenciaram a ocorrência de depress o por endogamia nestas fases de desenvolvimento.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.