oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Assistência de enfermagem ao paciente portador de esquizofrenia: o desafio do cuidade em saúde mental  [cached]
Ellen Filgueiras de Faria,Alessandra Maria Chicarelli
Revista Tecer , 2011,
Abstract: A esquizofrenia é uma doen a mental que acomete as emo es, o pensamento, as percep es e o comportamento das pessoas acometidas. Atualmente é um problema de saúde pública, que após a reforma psiquiátrica brasileira, assumiu definitivamente o papel da assistência ao portador de sofrimento mental. A enfermagem possibilita através de suas a es de cuidado e assistência uma maior inser o do esquizofrênico na sociedade. Neste estudo realizamos uma revis o bibliográfica a fim de verificar qual a importancia da assistência de enfermagem ao portador de esquizofrenia. Os dados obtidos permitiram observar que o enfermeiro tem um papel fundamental na vida do esquizofrênico, criando um tratamento individualizado e diferenciado, que envolve a família e a comunidade, sempre visando ampliar assistência à família e ao paciente de maneira humanizada e novas formas de abordagem, evitando assim a gravidade das recaídas dos sintomas.
O papel do enfermeiro na ades o ao tratamento de pessoas com transtorno afetivo bipolar: o que os registros dizem?
Beatriz Pedreira,Marcos Hirata Soares,Anaísa Cristina Pinto
SMAD Revista Electrónica Salud Mental, Alcohol y Drogas , 2012,
Abstract: Se trata de estudio descriptivo-exploratorio que describe el papel del enfermero en la adhesión al tratamiento de la persona con trastorno afectivo bipolar (TAB), a través del levantamiento de registros hechos por estudiantes y enfermeras en los prontuarios, y aplicación de una escala en un servicio comunitario de salud mental. Se utilizó la metodología clínico-cualitativa y, como instrumento de colecta, un diario de campo. La escala fue aplicada en el primero y último contacto con cinco sujetos del interior paranaense, en el período de un mes, en 2010. Se percibió una evolución más significativa en la adhesión al tratamiento en solamente una de los pacientes. Los registros no relatan conducta de enfermería en la mayoría de las veces y poseen aspectos de la psiquiatría organicista en su descripción. El enfermero debe registrar sus intervenciones y resultados adecuadamente.
Compreens o de enfermeiros de bordo sobre seu papel na equipe multiprofissional de transporte aeromédico Compresión de enfermeros de bordo acerca de su papel en el equipo multiprofesional de transporte aeromédico Flight nurses' comprehension about their role in the multiprofesional team of aero-medical transport  [cached]
Dayane Reinhardt Scuissiato,Letícia Valois Boffi,Roseline da Rocha da Rocha,Juliana Helena Montezeli
Revista Brasileira de Enfermagem , 2012, DOI: 10.1590/s0034-71672012000400010
Abstract: Trata-se de um estudo qualitativo descritivo que objetivou identificar a compreens o de enfermeiros de bordo sobre seu papel na equipe multiprofissional de transporte aeromédico. Realizou-se entrevista semiestruturada com oito enfermeiros de bordo de Curitiba-PR, de junho a agosto de 2009. Os discursos foram submetidos a análise de conteúdo, emergindo três categorias. A primeira descreve as atribui es do enfermeiro de bordo como gestor da miss o aeromédica, planejando o antes, o durante e após o transporte e incluindo o preparo da aeronave e o conhecimento do caso do paciente. Na segunda categoria s o abordados aspectos deste profissional como prestador de assistência ao paciente aerorremovido; e, na terceira, descrevem-se a comunica o e o trabalho em equipe como competências fundamentais ao enfermeiro de bordo. Conclui-se que o enfermeiro no transporte aeromédico articula gerenciamento e cuidado em sua prática profissional por meio do uso de competências. Se trata de un estudio cualitativo descriptivo que tiene como objetivo identificar la compresión de enfermeros de bordo acerca de su papel en el equipo multiprofesional de transporte aeromédico. Se realizó una entrevista semi estructurada con ocho enfermeros de bordo de Curitiba-PR, de junio a agosto de 2009. Los discursos fueron analizados por el análisis de contenido, emergiendo tres categorías. La primera describe sus atribuciones como gestor de la misión aeromédica, planeando el antes, durante y después del trasporte e incluyendo el preparo de la aeronave y el conocimiento del caso del paciente. En la segunda categoría son abordados los aspectos de este profesional como proveedor de asistencia al paciente removido por vía aérea; y, en la tercera, se describe la comunicación y el trabajo en equipo como competencias fundamentales del enfermero de bordo. Se concluye que el enfermero en el trasporte aeromédico articula gerencia y cuidado en su práctica profesional por medio del uso de competencias específicas. This is a descriptive qualitative research which aimed at identifying the flight nurses' comprehension by about their role in the aero-medical multiprofesional team. A semi-structured interview was carried out with eight flight nurses from Curitiba-PR, from June to August 2009. The speeches were analyzed by the content analysis, from which three categories emerged. The first describes the responsibilities of the flight nurses as managers of the aero-medical mission, planning for before, during and after the transport, what includes the aircraft check-list and knowledge of the patient's case. T
Desenvolvendo pessoas: estratégias didáticas facilitadoras para o autoconhecimento na forma o do enfermeiro  [cached]
Esperidi?o Elizabeth,Munari Denize Bouttelet,Stacciarin Jeanne Marie R.
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2002,
Abstract: Estudo elaborado partindo-se da disciplina Saúde Mental-I sobre o desenvolvimento do enfermeiro por meio do estímulo ao autoconhecimento. Foram objetivos refletir sobre o autoconhecimento como ferramenta na forma o do enfermeiro e analisar estratégias didáticas facilitadoras ao desenvolvimento dessa habilidade. Os dados foram coletados no decorrer da disciplina, utilizando-se registros escritos, auto-avalia o e avalia o da disciplina. Os resultados mostraram que o aluno tem oportunidade de desenvolver seu autoconhecimento sendo que determinadas técnicas de ensino estimulam o contato com aspectos pessoais, facilitando a descoberta de potencialidades para a prática profissional. Concluímos que a disciplina tem desempenhado papel fundamental na forma o do enfermeiro.
O cuidado do paciente oncológico com dor cr nica na ótica do enfermeiro  [cached]
Silva Lili Marlene Hofst?tter da,Zago Márcia Maria Font?o
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2001,
Abstract: O objetivo deste estudo foi identificar como o enfermeiro interpreta o cuidado com o paciente oncológico com dor cr nica. O estudo foi desenvolvido com oito enfermeiros de uma institui o hospitalar. Os dados foram coletados por entrevistas semi-estruturadas e na análise identificamos três categorias analíticas: a avalia o da dor cr nica do paciente oncológico, a importancia do cuidado multidisciplinar e as dificuldades para o cuidado do paciente. Os resultados mostram que os enfermeiros têm dificuldades em desenvolver o cuidado com o paciente devido à falta de conhecimentos específicos sobre o cancer, dor cr nica e sua terapêutica, como também, nas habilidades expressivas para promoverem o apoio psicológico adequado.
Pesquisa-cuidado de enfermagem na transi o ao papel materno entre puérperas  [cached]
Fernanda Catafesta,Kriscie Kriscianne Venturi,Ivete Palmira Sanson Zagonel,Marialda Martins
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2007,
Abstract: Pesquisa que tem como objetivo desvelar as percep es do ser puérpera sobre o processo de transi o a que passa por meio da consulta de enfermagem, enquanto estratégia sistematizada de cuidar-pesquisar. Estudo de abordagem qualitativa com enfoque na pesquisa-cuidado, realizado com dezenove puérperas atendidas durante a consulta de enfermagem em ambulatório de Maternidade Pública de Curitiba-PR. Utilizamos para coleta de dados entrevista semi-estruturada após a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Estes foram tratados pelo referencial da análise temática do conteúdo. Os resultados apontam que o processo gestacional sob a ótica das puérperas está carregado de mudan as físicas, altera es emocionais com preocupa es futuras com o bebê, oscila es no humor e altera es na dinamica familiar. A vivência do processo de parto e nascimento reflete sentimentos positivos e negativos, os quais s o enfrentados de diferentes formas. As puérperas conseguem utilizar recursos internos e externos para superar as mudan as e evitar as crises. A transi o ao papel materno inicia-se ainda durante a gesta o, confirmando o vinculo m e-filho no domínio dos distintos papéis que a nova situa o exige. O cuidado transicional do enfermeiro torna-se essencial para auxiliar essa trajetória.
Aspectos éticos na a o gerencial do enfermeiro
Trevizan Maria Auxiliadora,Mendes Isabel Amélia Costa,Louren?o Maria Regina,Shinyashiki Gilberto Tadeu
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2002,
Abstract: Com o propósito de abordar aspectos éticos na a o gerencial do enfermeiro, os autores evocam Etzioni(1) e adotam uma classifica o de hospital como uma referência de organiza o, onde o consentimento é baseado na internaliza o de regras aceitas como legítimas. No caso do paciente, a necessidade de adapta o ao comportamento médico e regras hospitalares, através da internaliza o, é vista como devida ao poder do médico, do enfermeiro e do hospital. Na nossa vis o, esta internaliza o ocorre de uma maneira ingênua, sem consentimento, desde que a maioria dos pacientes brasileiros n o sabe que pode, ou n o, consentir porque está acostumada a obedecer. Os autores enfocam a fun o gerencial do enfermeiro, indicando que esta deve ser baseada em valores da profiss o, em seu código de ética e nos direitos do paciente hospitalizado, integrando cuidado humano qualificado, guiado pelo respeito, por livre consentimento e pela promo o do paciente como um protagonista e sujeito do cuidado.
Acupuntura na assistência de enfermagem ao paciente portador de arritmias cardíacas: pesquisa bibliográfica
Márcio Rogério Bertuga,Vanessa Pellegrino Toledo
Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade , 2012, DOI: 10.5712/rbmfc7(1)560
Abstract: Introdu o: Entre as patologias cardíacas, parte dos eventos está relacionada com as arritmias. Inúmeros tratamentos s o encontrados; medicamentosos e cirúrgicos; que nem sempre apresentam resultados satisfatórios, com uso de drogas que provocam rea es adversas significativas e, a busca pela adequa o da dosagem causa grande desconforto. As cirurgias s o onerosas e nem sempre acessíveis aos sofredores de arritmias. Atualmente, busca-se por tratamentos alternativos, entre os quais, a Acupuntura, técnica da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) sobressai às outras pela grande divulga o midiática. S o conhecidos dos Acupunturistas seus benefícios no que tange as doen as cardíacas e, em especial, as arritmias. Objetivo: Buscar subsídios para o uso da Acupuntura como técnica efetiva usada pelo Enfermeiro na assistência do paciente cardiopata. Metodologia: Pesquisa bibliográfica realizada com consulta de livros, uma vez que a busca por trabalhos na Biblioteca Virtual de Saúde – BVS, utilizando as bases de dados LILACS, IBECS E MEDLINE, com as palavras-chave acupuntura e enfermagem, cardiologia e acupuntura e enfermagem e cardiologia n o apresentou resultados que sustentem a possibilidade da ocorrência e prática dos pressupostos afirmados no corpo do projeto. Resultados: A Acupuntura é técnica da MTC, nesta as patologias s o explicadas por concep es energéticas de saúde e fisiologia. Na MTC, o cora o regula o sangue e os vasos sanguíneos, e armazena a consciência. é patente que as disfun es cardíacas acarretam prejuízo à totalidade do organismo, em órg o salvos e ao estado de consciência, daí a preocupa o com as síndromes energéticas, pois s o a origem dos distúrbios cardiocirculatórios. Por esse olhar, os padr es de desarmonia do cora o podem ser divididos em dois grupos: Deficiência de Yang e deficiência de Yin e suas síndromes. Foram selecionados 35 livros, entre estes, 19 específicos de Acupuntura e Medicina Tradicional Chinesa e encontrados 15 pontos de Acupuntura com a o direta sobre as arritmias cardíacas, s o eles: B14, B15, B19, CS5, CS6, C5, C7, C8, VC6, VC7, VC14, VC15, VC17, R3, R10. Todavia, n o foi possível a quantifica o da eficácia no uso desses pontos por carência de trabalhos relacionados. Conclus o: A Acupuntura, como técnica que busca a harmoniza o das energias do corpo, muito pode oferecer aos portadores de arritmias, visto que suas causas e manifesta es se mostram complexas e oriundas de um organismo em desequilíbrio. Os conhecimentos que o enfermeiro detém qualificam-no para a prática segura dessa técnica terapêutica de cuidado.
A FORMA O DO ENFERMEIRO FRENTE àS NECESSIDADES EMERGENTES DA TERMINALIDADE DO INDIVíDUO  [cached]
Stefanie Griebeler Oliveira,Alberto Manuel Quintana,Maria de Lourdes Denardin Budó,Karla Cristiane Oliveira Bertolino
Revista de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria , 2011,
Abstract: Este artigo pretende realizar uma reflex o sobre a forma o do enfermeiro, com vistas às necessidades decorrentes do enfrentamento da finitude humana. Essa discuss o faz-se relevante, frente às necessidades que emergem com o processo de morte e morrer do paciente terminal. Para contemplar esta temática, foram desenvolvidos dois tópicos: o ensino fragmentado na enfermagem frente à morte, e a forma o do enfermeiro à luz do paradigma dos cuidados paliativos. Desse modo, acredita-se ser necessário modifica es curriculares, buscando integrar melhor as disciplinas básicas e profissionalizantes, além de cria o de núcleos de estudos sobre morte, preparando, assim, o profissional de saúde para o planejamento de cuidados ao paciente terminal. Além disso, refor a-se a importancia de se preparar os docentes para esta mudan a.
Papéis, conflitos e gratifica es do enfermeiro de servi os abertos de assistência psiquiátrica  [PDF]
Raphael Valentino Marques de Lima,Luiz Jorge Pedr?o,Janaína Guerra Gon?alves,Margarita Antonia Villar Luis
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2010,
Abstract: Frente ao processo de transforma o da assistência psiquiátrica, o papel de agente terapêutico é preconizado como um dos principais papéis do enfermeiro desta área específica, e, este estudo, objetivou identificar os papéis, conflitos e gratifica es do enfermeiro de servi os abertos de assistência psiquiátrica. Trata-se de um estudo descritivo exploratório, onde foi utilizado um questionário, aplicado a onze enfermeiros dos servi os em quest o, na cidade de Ribeir o Preto – S o Paulo - Brasil. Os resultados mostraram que a maioria está na faixa etária entre 31 e 40 anos e possuem curso de especializa o. Três cursaram mestrado e um cursou doutorado. Como papéis, destacaram os específicos do enfermeiro e os administrativos. Como conflitos, apontaram as condi es de trabalho, a baixa remunera o, o n o reconhecimento da sua lideran a e a falta de recursos. O reconhecimento profissional e a reabilita o do portador de transtorno mental constituíram-se nas gratifica es relatadas, permitindo concluir que esses enfermeiros identificam com propriedade o seu papel, apontam dificuldade para desempenhar parte deles, principalmente, frente às situa es que enfrentam, identificam os seus conflitos e mostraram-se gratificados pelo reconhecimento da contribui o do seu trabalho na reabilita o do portador de transtorno mental, preservando, assim, certo idealismo relativo ao exercício de sua profiss o.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.