oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
CONCEP ES & PRáTICAS DE ALTERNANCIAS NA EDUCA AO DO CAMPO: DILEMAS E PERSPECTIVAS  [cached]
Lourdes Helena da Silva
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2011,
Abstract: Nos últimos anos temos acompanhado a emergência e expans o de diversas experiências educacionais, inclusive de políticas públicas, que assumem a pedagogia da alternancia como um dos eixos centrais de suas propostas de forma o. Neste contexto, emergem, também, uma diversidade de concep es de alternancia que, ao mesmo tempo em que favorece certa “confus o” em torno desta modalidade pedagógica, também instiga e estimula esfor os teóricos na busca de uma melhor compreens o sobre essa modalidade de forma o. é com este propósito que, no presente artigo, buscamos apresentar um panorama das experiências de alternancia em curso na nossa sociedade, identificando as concep es que orientam seus projetos pedagógicos. Buscamos, ainda, em dialogo com a produ o teórica da área, apresentar as características de práticas de alternancias existentes, de maneira a analisar alguns dos desafios vivenciados por essas experiências educativas na consolida o da educa o e da escola do campo.
Educa o do campo e escola itinerante do MST: articula es do projeto político-pedagógico com o contexto sócio-educacional  [cached]
Ane Carine Meurer
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2008,
Abstract: A escola itinerante articula-se com a educa o do campo uma vez que os integrantes do MST lutam pela terra, para nela produzirem suas vidas e de suas famílias. Esta experiência pedagógica promove a inclus o social desta popula o, através de uma educa o diferenciada, inserida no contexto da educa o popular. Compreender criticamente o processo educativo que relaciona a universidade, os movimentos sociais e a educa o popular é o objetivo deste artigo, resultado do envolvimento com a prática da Escola Itinerante do MST, estabelecido desde 1997 e que continua ainda em desenvolvimento. A pesquisa, de cunho qualitativo, tem como procedimentos metodológicos as observa es participantes em vivências junto a acampamentos de trabalhadores rurais; entrevistas com educadores, educandos e demais acampados presentes no cotidiano da escola; oficinas e atividades pedagógicas; seminários temáticos e análise documental. Espera-se contribuir para que a universidade configure-se como espa o-tempo de discuss o sobre a educa o do campo vinculada à educa o popular, formando professores comprometidos com a realidade social e educacional brasileira. Palavras-chave: Projeto Político-Pedagógico. Educa o do Campo. Educa o e Movimentos Sociais.
RETRATOS E DESAFIOS DA EDUCA O DO/NO CAMPO NO BRASIL E NA AMAZ NIA
Maria Sueli Corrêa dos Prazeres,Eraldo Souza do Carmo
Olhar de Professor , 2012, DOI: 10.5212/olharprofr.v.15i2.0012
Abstract: The main goal of this article is to refl ect about the scenario and the challenges of Rural Education in Brazil and in the Amazon, focusing on the concepts of countryside and rural education, major authors, subjects, challenges and perspectives of this educational modality. The refl ections focus on the two major themes of the Movement for Rural Education: 1) the inclusion of the demands of the fi eld on the political agenda of the country, 2) the construction of the concept of Rural Education.The article considers the design of educational public policies that have historically been offered to the fi eld, and refl ects on the challenges of Rural Education in the Amazon.The analyzes highlight the existence of great challenges for the provision of quality Rural Education, an education that considers heterogeneity and diversity, an education that values the country men and their rights. The article points out that although there have been meaningful improvements in the Brazilian legislation; they have not been enough for the affi rmation of Rural Education. The analyzes highlight the contradictions that are still present in the quality of the education offered; the article ends pointing out important elements for the theoretical debate about education for rural people in Brazil and in the Amazon.Resumo: Este artigo tem como principal objetivo refletir sobre o cenário e os desafios da educa o do campo no Brasil e na Amaz nia, situando os conceitos de campo e educa o do campo, os principais autores, sujeitos, desafios e perspectivas dessa modalidade educativa. Nossas reflex es enfocam as duas importantes bandeiras de luta do Movimento por uma Educa o do Campo: 1) a inclus o das demandas do campo na agenda política do país; 2) a constru o do conceito de educa o do campo. Posteriormente situamos o desenho das políticas públicas educacionais que têm sido ofertadas historicamente para o campo e refletimos acerca dos desafios da educa o do/no campo na Amaz nia. As análises realizadas destacam a existência de grandes desafios a serem vencidos para a oferta de uma educa o de qualidade no/do campo, uma educa o que contemple a heterogeneidade e a diversidade dos sujeitos, que valorize o homem do campo e seus direitos. O artigo destaca que apesar de haver avan os significativos no ambito da legisla o brasileira, estes n o têm sido sufi cientes para a afirma o da educa o no/do campo. As análises apontam as contradi es que ainda se materializam na qualidade da educa o ofertada e finalizam apontando importantes elementos para o debate teórico acerca da educ
Forma o de infancias ledoras-escrevedoras: desafios da Escola do Campo  [cached]
Marcos Gehrke
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2009, DOI: 10.5902/198464441597
Abstract: Este trabalho insere-se no contexto e no debate da Educa o do Campo no Brasil desde os movimentos sociais e apresenta uma atividade de pesquisa realizada pelo Curso de Pedagogia da Terra, parceria entre a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul – UERGS e o Instituto Técnico de Capacita o e Pesquisa da Reforma Agrária – ITERRA, junto às Escolas do Campo sobre as práticas de leitura e escrita desenvolvidas nas mesmas e com elas e sobre elas, estabelece um conjunto de análises sobre a fun o social da leitura e escrita na perspectiva da forma o de sujeitos ledores-escrevedores no contexto do campo. Traz como referência teórica básica: Caldart, Freire, Kaufman e Rodrigues, Kleiman e Soares. Apresenta ainda, nesta perspectiva, a prática de ler, escrever e trocar cartas da Escola Municipal Irm o Cirilo do Assentamento Miss es de Francisco Beltr o, Paraná, a qual considerou-se relevante e transgressora no sentido da forma o humana pretendida, fechando com os desafios que pedagogos têm e precisam assumir no trato com a leitura e a escrita na Escola do Campo. Palavras-chave: Educa o do campo. Escola. Ledores-escrevedores.
GLOBALIZA O, EDUCA O EM DIREITOS HUMANOS E CURRíCULO  [cached]
Maria de Nazaré Tavares Zenaide
Revista Espa?o do Currículo , 2008,
Abstract: O presente artigo se prop e a situar a emergência da educa o em direitos humanos no contexto democrático frente aos desafios da globaliza o, problematizando a rela o entre educa o em direitos humanos e currículo.No tocante ao contexto histórico a partir do qual se engendram experiências de promo o dos direitos humanos, a educa o em direitos humanos é uma prática educativa essencialmente política e comprometida com a promo o, a prote o e a defesa dos direitos individuais, coletivos de toda a humanidade. No Brasil e na América Latina, ela surgiu de forma desigual, no contexto das lutas e movimentos sociais pela transforma o das rela es sociais autoritárias, em torno da década de 1980. Na década de 1990 no contexto do processo de globaliza o a educa o em direitos humanos aparece na cena pública como tema de política pública congregando práticas e atores para a constru o de uma década voltada para o direito a ter direitos de saber, de ser informado e de ter conhecimentos para poder saber proteger-se e defender-se a si e ao coletivo. O texto situa o processo histórico e os desafios atuais postos a implementa o do Plano Nacional de Educa o em Direitos Humanos. Com o texto pretende-se responder algumas quest es, tais como: Quais os desafios para a educa o em direitos humanos num contexto plural e democrático? Qual a vis o de educa o e de currículo engaja-se a educa o em direitos humanos? Em que constitui os desafios da vis o multicultural dos direitos humanos para a educa o em direitos humanos? Como os direitos humanos est o sendo construídos como campo de saberes e práticas educativas multi e transdisciplinar transversalizando o currículo.
A forma o de educadores no contexto das mudan as no mundo do trabalho: Novos desafios para as faculdades de educa o
Kuenzer Acacia Zeneida
Educa??o & Sociedade , 1998,
Abstract: Este artigo prop e-se a apresentar os novos desafios para as Faculdades de Educa o no que diz respeito aos impactos das mudan as ocorridas no mundo do trabalho para a forma o de professores. Estes impactos, por um lado, apontam para a necessidade de universaliza o da educa o básica com 11 anos de dura o, a exigir um concentrado esfor o de qualifica o de professores em nível universitário. Por outro, contraditoriamente, acabam por determinar políticas públicas de educa o e de forma o de professores que, em face da redu o dos fundos públicos e das políticas dos agentes financeiros internacionais, re-editam a diferencia o de propostas pedagógicas para incluídos e excluídos. Estas, sempre aligeiradas e de baixo custo, d o origem a uma proposta de forma o n o universitária nos mesmos moldes. Com base nesta análise, o artigo recupera as especificidades do trabalho do professor e apresenta um conjunto de propostas para a reorganiza o das Faculdades de Educa o.
Que-fazer colaborativo: estruturando práticas educativas no contexto da educa o básica do campo  [cached]
Everton Fêrrêr de Oliveira,Eliza da Costa Guandet,Claiton José Grabauska,Odilane dos S. De Bortoli
Revista Educa??o Especial , 2000,
Abstract: Este trabalho processa-se na investiga o e colabora o educacionais no contexto das escolas públicas de assentamentos de reforma agrária. A meta é estabelecer a es no cotidiano da escola, com vistas ao fortalecimento da forma o e escolariza o dos sujeitos envolvidos, aprimorando entendimentos na supera o de situa es-limites presentes na realidade educacional.
Educa o inclusiva & educa o especial: propostas que se complementam no contexto da escola aberta à diversidade  [cached]
Rosana Glat,Márcia Denise Pletsch,Rejane de Souza Fontes
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2007,
Abstract: No Brasil, vem crescendo nos últimos anos o discurso em prol da Educa o Inclusiva, com base na consigna “Educa o para Todos”. Nesse contexto, a Educa o Especial — que historicamente foi responsabilizada pela educa o de indivíduos com deficiências, distúrbios graves de aprendizagem e /ou de comportamento e altas habilidades — vem ganhando maior visibilidade nos debates político-educacionais. Partindo desta perspectiva, o presente artigo apresenta uma breve discuss o sobre o processo de implanta o da Educa o Inclusiva no Brasil, analisando o conceito de necessidades educacionais especiais e o papel da Educa o Especial no ambito desta política. A reflex o aqui apresentada é de que o suporte da Educa o Especial é imprescindível para a implementa o e o êxito da Educa o Inclusiva em nosso país. Palavras-chave: Educa o Inclusiva. Educa o Especial. Necessidades Educacionais Especiais.
Educa o do Campo: contradi es e perspectivas  [cached]
Adriana D'Agostini
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2012, DOI: 10.5902/198464444172
Abstract: http://dx.doi.org/10.5902/198464444172 O presente trabalho tem como objeto de estudo a educa o do campo. Objetivou analisar e debater a educa o do campo no contexto educacional brasileiro, indicando seu caráter e sua importancia a partir da década de 1990 na perspectiva de constru o de uma educa o voltada a emancipa o humana e que contraditoriamente se encontra orientada e respaldada também pelas políticas educacionais neoliberais. Para isso realizou-se pesquisa documental e bibliográfica a fim de demonstrar as rela es e contradi es a partir dos dados da realidade e das idéias pedagógicas que constituem a educa o do campo. As principais contradi es est o na rela o teoria e prática, movimentos sociais e Estado. Palavras-chave: Educa o brasileira, Educa o do Campo, Política Educacional
EDUCA O: MUDAN AS, DESAFIOS E PERSPECTIVAS
Angela Barros Fonseca Berto,Patrícia Seixas Tinoco Rabelo,Shayane Ferreira dos Santos
Perspectivas Online : Humanas e Sociais Aplicadas , 2012,
Abstract: Este estudo teve como objetivo compreender as mudan as, os desafios e as perspectivas para a educa o nos tempos atuais. Três desafios nos impulsionaram neste estudo: a alfabetiza o, a inclus o e a participa o das famílias na vida escolar dos alunos. Fatores relativos à vida extra-escolar dos alunos impactam no aprendizado, o contexto familiar do qual a crian a se origina, a escolaridade dos pais, a valoriza o que a família atribui à escolariza o, a preocupa o com a boa trajetória dos filhos, o acompanhamento dos estudos e a participa o efetiva na vida escolar dos estudantes s o elementos centrais para um aprendizado eficiente. Neste contexto, a inclus o, em seu sentido mais amplo, se apresenta como um grande desafio. Muitas s o as realidades que coexistem na escola e precisam estar harmonicamente inseridas neste contexto de aprendizagem. Foi realizado um estudo bibliográfico referente aos desafios supracitados utilizando-se como principais nomes de referência Capovilla (2003), Ferreiro (1996), Oliveira (2004), Pereira (2005), Nérici (1972), Vygotsky (1984), Booth e Ainscow (2002), Sanchez (2003). Concluímos que é preciso preparar os alfabetizadores para que possam permitir que os aprendizes de leitores adquiram as competências necessárias antes de iniciarem o processo de alfabetiza o. é preciso também que a família busque se interessar pelo que acontece na escola, agindo politicamente, criando rotinas previsíveis e estruturadas em casa de forma a acompanhar o desempenho escolar das crian as. Além disso, faz-se necessário a cria o de um ambiente escolar inclusivo, que reconhe a e harmonize as diferen as existentes, sejam elas culturais, físicas, afetivas.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.