oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Modelos de indicadores de responsabilidade socioambiental corporativa
Nathália de Santana Rabelo,Carlos Eduardo Silva
Revista Brasileira de Administra??o Científica , 2011, DOI: 10.6008/ess2179-684x.2011.001.0001
Abstract: Face às profundas mudan as sociais, comportamentais e tecnológicas a Administra o passa a observar a sociedade e seus problemas, isso se dá a partir de todos os setores sociais: Estado, sociedade e empresas. Nesse universo, a responsabilidade socioambiental corporativa surge como uma ferramenta para contornar e amenizar o caos social, sendo adotadas novas formas de administrar as organiza es e novos instrumentos s o utilizados para gest o da crise social. Essa nova área de atua o abrange a maioria das atividades que est o ligadas à empresa, que geram benefícios para a comunidade, tanto à interna, àqueles que fazem parte da organiza o, quanto à externa, toda a sociedade, n o se limitando a realiza o de a es sociais prop e-se, neste trabalho, identificar e descrever modelos de indicadores de responsabilidade socioambiental corporativa, instrumentos que possibilitam às organiza es a mensura o de suas práticas sócia e ambientalmente responsáveis. O levantamento das informa es sobre o assunto foi feito através da pesquisa bibliográfica em livros e revistas, visando aprofundar ao máximo a investiga o do tema pesquisado, através do levantamento e da análise de dados, que d o subsídios para alicer ar os pressupostos deste estudo. Como resultados, foram encontrados os seguintes modelos de indicadores: Global Reporting Iniciative (GRI), Global Compact ou Pacto Global, Indicadores Ethos, Modelo Ibase, Modelo de Hopkins, Norma Social Accountability 8000 – SA 8000 e Accountability 1000 – AA 1000. A partir da análise desses modelos, percebe-se que sua aplica o pode melhorar o desempenho organizacional frente aos problemas sociais internos e externos à empresa, podendo servir de ferramentas de avalia o interna da responsabilidade socioambiental, como também de relatório de publica o das atividades sociais e ambientais da empresa, tornando público aspectos quantitativos e qualitativos das a es desenvolvidas.
Responsabilidade Social Corporativa: estudo comparativo das normas socioambientais  [cached]
Leonel Gois Lima Oliveira,Marcelle Colares Oliveira,Francisco Roberto Pinto,Dorelland Ponte Lima
Contextus , 2007,
Abstract: A utiliza o de normas socioambientais visa dar maior credibilidade às práticas de Responsabilidade Social Corporativa (RSC). Neste estudo, levantaram-se os seguintes questionamentos: Quais as características das normas socioambientais existentes quanto à avalia o do processo produtivo, das rela es com a comunidade, das rela es com os empregados e dependentes? Quais os aspectos convergentes e divergentes dessas características no tocante à integra o dos sistemas de gest o da RSC propugnados nas normas socioambientais? Trata-se de um estudo exploratório, com abordagem qualitativa, em que se realizou pesquisa bibliográfica e documental, e análise comparativa do conteúdo dos documentos pesquisados. As normas estudadas foram SA 8000, AA 1000, ISO 14001, NBR 16001 e ISO 26000, esta ainda em fase de elabora o. Concluiu-se que as normas apresentam semelhan as quanto ao processo produtivo, rela o com a comunidade e integra o dos sistemas de gest o, sendo recomendável a aplica o complementar das mesmas.
RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA: CONSTRUINDO UMA PERSPECTIVA PR -GOVERNO
Alexandre de Almeida Faria,Marcus Wilcox Hemais,Ana Lucia Malheiros Guedes
Revista de Administra??o FACES Journal , 2008,
Abstract: Ao fortalecer e disseminar em larga escala conceitos e discursos pr 3-mercado, a era da globaliza § £o fortaleceu as reas de estrat gia e marketing, em detrimento de conceitos e discursos pr 3-governo e da rea de gest £o p oblica. Esse quadro de assimetria contribuiu para a transforma § £o de responsabilidade social corporativa (RSC) em t 3pico de central import ¢ncia para grandes empresas e para as reas de marketing e de estrat gia e tamb m para a emerg ancia de algumas cr -ticas mais extremas. Este ensaio argumenta que esse processo de fortalecimento da literatura pr 3-mercado deve ser problematizado e que a rea de gest £o p oblica deve construir e disseminar uma perspectiva pr 3-governo em RSC. Apesar do desinteresse da rea de gest £o p oblica pelas reas de estrat gia e marketing, essa perspectiva pr 3-governo em RSC pode tanto revigorar a rea de gest £o p oblica no Brasil, quanto ajudar elevar a relev ¢ncia das reas de estrat gia e marketing.
RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA: CONSTRUINDO UMA PERSPECTIVA PRó-GOVERNO
Alexandre de Almeida Faria,Marcus Wilcox Hemais,Ana Lucia Malheiros Guedes
Revista de Administra??o FACES Journal , 2008,
Abstract: Ao fortalecer e disseminar em larga escala conceitos e discursos pró-mercado, a era da globaliza o fortaleceu as áreas de estratégia e marketing, em detrimento de conceitos e discursos pró-governo e da área de gest o pública. Esse quadro de assimetria contribuiu para a transforma o de responsabilidade social corporativa (RSC) em tópico de central importancia para grandes empresas e para as áreas de marketing e de estratégia e também para a emergência de algumas críticas mais extremas. Este ensaio argumenta que esse processo de fortalecimento da literatura pró-mercado deve ser problematizado e que a área de gest o pública deve construir e disseminar uma perspectiva pró-governo em RSC. Apesar do desinteresse da área de gest o pública pelas áreas de estratégia e marketing, essa perspectiva pró-governo em RSC pode tanto revigorar a área de gest o pública no Brasil, quanto ajudar elevar a relevancia das áreas de estratégia e marketing.
A contribui o das teorias do ciclo de vida organizacional para a pesquisa em contabilidade gerencial
Karine Lima de Carvalho,Abra?o Freires Saraiva Júnior,Fábio Frezatti,Reinaldo Pacheco da Costa
Revista de Administra??o Mackenzie , 2010,
Abstract: Este trabalho objetiva caracterizar, em uma perspectiva teórica, as contribui es das teorias do ciclo de vida organizacional sobre a pesquisa em contabilidade gerencial. Além disso, levanta os principais autores, as institui es e os países vinculados à pesquisa sobre ciclo de vida organizacional. é desenvolvida uma análise bibliométrica por meio da base de dados ProQuest . De um total de 22 trabalhos sobre ciclo de vida, seis utilizam como base teórica o ciclo de vida organizacional e apresentam contribui o para a pesquisa em contabilidade gerencial. Conclui-se que o sistema de contabilidade gerencial sofre varia es à medida que fatores configuracionais internos e externos da empresa se modificam ao longo das diferentes fases do ciclo de vida organizacional. é evidenciada a existência de uma concentra o de trabalhos sobre as principais teorias de ciclo de vida organizacional em universidades do Canadá. Principalmente, em raz o do elevado número de cita es dos trabalhos desenvolvidos por Danny Miller (école des Hautes Etudes Commerciales) e Peter Friesen (Faculty of Management, MacGill University).
Responsabilidade Social Corporativa: um estudo de caso de empresas exportadoras cearenses do setor cal adista  [cached]
Bruno Cals de Oliveira,Joana D’Arc de Oliveira,Leonel Gois Lima Oliveira,Marcelle Colares Oliveira
Contextus , 2006,
Abstract: Os conceitos e práticas de responsabilidade social corporativa vêm ganhando espa o crescente de discuss o no meio acadêmico e profissional. Procurou-se responder, neste trabalho, aos seguintes questionamentos: quais os conceitos e práticas de responsabilidade social corporativa adotados pelas empresas exportadoras cearenses? Que objetivos essas empresas aderem a tais conceitos e práticas? A escolha do setor justifica-se por sua representatividade na economia do Ceará. Trata-se de uma investiga o exploratória, com abordagem qualitativa, que se realizou pesquisa bibliográfica e documental e estudo de caso múl- tiplo, para trazer uma melhor compreens o sobre o assun- to. As empresas estudadas foram Grendene S/A, Dakota Nordeste S/A e Vulcabrás do Nordeste S/A. Foram colhi- dos dados nas suas Demonstra es Contábeis publicadas em meio impresso e nos seus sites. Concluiu-se que as em- presas cearenses do setor cal adista estudadas utilizam diversas práticas de responsabilidade social corporativa e o enfoque de suas a es visa, principalmente, ao marketing social e à produtividade interna.
ESTRATéGIAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA: UM ESTUDO SOBRE OS 231 CASOS CONCRETOS DO INSTITUTO ETHOS  [cached]
Franciara Maria de Oliveira
Revista Eletr?nica de Ciência Administrativa - RECADM , 2006,
Abstract: Resumo Um perfil das estratégias de Responsabilidade Social Corporativa adotadas por empresas no Brasil é o objetivo principal deste trabalho. Utilizou-se como universo de estudo os 231 Casos Concretos preenchidos espontaneamente pelas empresas filiadas na página web do Instituto Ethos de Empresa e Responsabilidade Social (Instituto Ethos). Os casos foram analisados pelo software alem o de análise de dados qualitativos denominado Atlas.ti 5.0, sob o enfoque metodológico das seis variáveis adotadas por Kotler e Lee (2005) em Corporate Social Responsability: doing the most good for your company and your cause, como estratégias para alcan ar-se a Responsabilidade Social Corporativa. As estratégias analisadas s o: Marketing Social Corporativo, Marketing de Causa Social, Patrocínio, Filantropia Estratégica, Voluntariado Corporativo e A o Social Responsável. Percebe-se que a maioria das empresas que divulgaram suas estratégias de Responsabilidade Social ainda n o tem a percep o plena da utiliza o dessas estratégias, haja vista que a grande maioria ainda está classificada com A o Social Responsável, vindo em seguida o Marketing Social Corporativo, Filantropia Estratégica, Voluntariado Corporativo, Patrocínio e Marketing de Causa Social Palavras-chave: Estratégias. Marketing. Responsabilidade Social Corporativa. Abstract A profile of the strategies of Corporate Social Responsibility adopted by companies in Brazil is the main objective of this work. It was used as study universe the 231 Concrete Cases filled of spontaneous form for the companies registered in the web page of the Ethos Institute of Company and Social Responsibility (Ethos Institute). The cases had been analyzed by the German software of analysis of qualitative data called Atlas.ti 5.0, under the methodical approach of the six variable adopted for Kotler and Lee (2005) in Corporate Social Responsability: doing the most good for your company and your cause, as strategies to reach it Corporate Social Responsibility. The analyzed strategies are: Corporate Social marketing, Cause-Related Marketing, Cause Promotion, Corporate Philanthropy, Community Volunteering and Socially Responsible Business Practices. It is perceived that the majority of the companies who had still divulged its strategies of Social Responsibility does not have the full perception of the use of these strategies, has seen that the great majority still is classified with Socially Responsible Business Practices, come after that the Corporate Social marketing, Corporate Philanthropy, Community Volunteering, Cause Promotion and Caus
A Influência da Responsabilidade Social Corporativa no Comportamento do Estudante de Ciências Contábeis  [cached]
Edvalda Araújo Leal,Cíntia Rodrigues de Oliveira Medeiros,Jacquelaine Florindo Borges
Contextus , 2008,
Abstract: Aprofunda-se o debate da comunidade acadêmica sobre a responsabilidade social e a ética no ambito das organiza es, e cresce na comunidade de negócios o questionamento sobre “se” e “como” as práticas de responsabilidade social (RS)influenciam no desempenho das empresas. Este artigo analisa a Responsabilidade Social Corporativa (RSC) na perspectiva do estudante de Ciências Contábeis. é um estudo de natureza quantitativa que busca mensurar a importancia da responsabilidade social corporativa (RSC) para os estudantes do curso de gradua o em Ciências Contábeis da cidade de Uberlandia, face à emergência de um novo perfil desse profissional. A pesquisa utiliza o método survey para identificar como os estudantes compreendem a RC e como esta influencia o seu comportamento. As conclus es indicam contradi es e ambigüidades relacionadas ao modo como os estudantes de Ciências Contábeis compreendem a RSC e como esta influencia o seu comportamento, e alertam a academia para a necessidade de inserir o tema em seus currículos.
A importancia da responsabilidade social corporativa para a potencia o do capital social em pequenas e médias empresas
Maria Jo?o Nicolau Santos,Rogério Rodrigues da Silva
Revista de Ciências da Administra??o : RCA , 2010,
Abstract: As transforma es sociais, econ micas e tecnológicas têm transformado o papel das empresas perante a sociedade e sob esse prisma a quest o da Responsabilidade Social Corporativa assume um papel importante. Todavia para as pequenas e médias empresas existem limita es que impedem uma integra o maior desse tipo de prática na sua gest o. Para superar isso, tem-se buscado uma integra o maior dessas empresas aos stakeholders, a custo baixo, a fim de maximizarem as possíveis vantagens, o que está imbricado no conceito de capital social. Assim, o objetivo deste artigo é apresentar a teoria do capital social e relacioná-la a quest es de Responsabilidade Social Corporativa, buscando compreender as intersec es, aplicabilidade e ganhos desses conceitos no contexto das pequenas e médias empresas. Indicam-se ainda algumas variáveis que podem servir como base para mensura o da Responsabilidade Social Corporativa e do capital social em pesquisas futuras.
Responsabilidade Socioambiental Corporativa e Indicador de Maturidade Mediando Desempenho Estratégico para as Organiza es
Giovanni de Araujo Gomes,Carlos Alberto Gon?alves,Daniel Jardim Pardini,Reynaldo Maia Muniz
Revista de Ciências da Administra??o : RCA , 2010,
Abstract: O ambiente de negócios tem apresentado constantes desafios aos dirigentes de empresas. Nesse contexto, a permanente vigilancia, reflexo da competitividade e busca de produtividade, faz com as aten es estejam voltadas aos fatores antecedentes e, consequentemente, para a dimens o Responsabilidade Socioambiental Corporativa (RSAC). O trabalho analisa e estima a intensidade das rela es entre os fatores valor da marca, reputa o da empresa, satisfa o dos interessados (stakeholders) e riscos de externalidades, como satélites explicativos da RSAC. E, além dos testes de aderência no modelo relacional, prop e e testa uma equa o para dimensionar o grau de Maturidade em Responsabilidade Socioambiental Corporativa Setorial (RSAC), procurando analisar e identificar, em que estágio a RSAC afeta os construtos finais enquanto retorno estratégico para as organiza es. Esta pesquisa foi realizada no setor da constru o civil de Minas Gerais, representado por seus gestores, e os dados coletados por meio de um survey usando um questionário com quest es estruturadas com varia o likert. Os dados foram avaliados mediante análise de equa es estruturais usando o LVPLS. Para a mensura o das a es em Responsabilidade Socioambiental, utilizaram-se os modelos conhecidos nas organiza es e academia, tais como o índice de Sustentabilidade Empresarial, os Dow Jones Indexes, o indicador do Instituto Ethos e a representa o teórica de Hopkins (1997).
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.