oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
O estresse na atividade ocupacional do enfermeiro
Stacciarini, Jeanne Marie R.;Tróccoli, Bartholomeu T.;
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2001, DOI: 10.1590/S0104-11692001000200003
Abstract: the general purpose of this exploratory research was to understand the stress in different nursing occupations, aiming at determining the meaning of stress to nurses, identifying the stressors regarding different nursing occupational activities and investigating if the nurses' occupational activity is perceived as stressful. the sample consisted of three groups of nurses (clinical, managers and professors) working in the public service of the city of brasília and data were collected through semi-structured interviews. although the concept of stress is not clear among nurses, they do experience diverse stressors; related to intrinsic job factors, to relationships at work, to their roles and to the organizational structure.
Aspectos éticos na a o gerencial do enfermeiro
Trevizan Maria Auxiliadora,Mendes Isabel Amélia Costa,Louren?o Maria Regina,Shinyashiki Gilberto Tadeu
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2002,
Abstract: Com o propósito de abordar aspectos éticos na a o gerencial do enfermeiro, os autores evocam Etzioni(1) e adotam uma classifica o de hospital como uma referência de organiza o, onde o consentimento é baseado na internaliza o de regras aceitas como legítimas. No caso do paciente, a necessidade de adapta o ao comportamento médico e regras hospitalares, através da internaliza o, é vista como devida ao poder do médico, do enfermeiro e do hospital. Na nossa vis o, esta internaliza o ocorre de uma maneira ingênua, sem consentimento, desde que a maioria dos pacientes brasileiros n o sabe que pode, ou n o, consentir porque está acostumada a obedecer. Os autores enfocam a fun o gerencial do enfermeiro, indicando que esta deve ser baseada em valores da profiss o, em seu código de ética e nos direitos do paciente hospitalizado, integrando cuidado humano qualificado, guiado pelo respeito, por livre consentimento e pela promo o do paciente como um protagonista e sujeito do cuidado.
O referencial da educa o popular na a o gerencial e de lideran a do enfermeiro
Isabel Amélia Costa Mendes,Maria Auxiliadora Trevizan,Gilberto Tadeu Shinyashiki,Maria Suely Nogueira
Texto & Contexto - Enfermagem , 2007,
Abstract: Se trata de una reflexión que discute inicialmente, la administración ejercida por el enfermero en el contexto de la prestación de servicios hoy día. Creyendo que los paradigmas de la educación popular puedan ofrecer una importante contribución para la actuación del enfermero en el ámbito de las organizaciones de salud, los autores se posicionan sobre el referido proceso educacional como alternativa de valorización de la conducta gerencial y del liderazgo del enfermero.
Prazer e sofrimento no exercício gerencial do enfermeiro no contexto hospitalar El placer y el sufrimiento en el ejercicio gerencial del enfermero en el ámbito hospitalario Pleasure and suffering in nursing management in the hospital context  [cached]
José Luís Guedes dos Santos,Adelina Giacomelli Prochnow,Dalva Cezar da Silva,Rosangela Marion da Silva
Escola Anna Nery , 2013,
Abstract: Este estudo objetivou analisar os fatores de prazer e sofrimento no exercício gerencial do enfermeiro no contexto hospitalar. Trata-se de uma pesquisa exploratório-descritiva com abordagem qualitativa, que utilizou como técnica de coleta a entrevista semiestruturada. Foi realizada em um hospital universitário, e os dados foram analisados mediante análise temática. Os 19 enfermeiros que participaram do estudo revelaram que a gerência é fonte de prazer quando há crescimento pessoal e profissional, reconhecimento dos colegas e satisfa o do paciente; e fonte de sofrimento em fun o das dificuldades de relacionamento com a equipe de trabalho e da sobrecarga de trabalho. Ressalta-se a necessidade de os enfermeiros gerentes compreenderem a dualidade sofrimento e prazer na busca de um trabalho mais construtivo e realizador, por meio de maior articula o da atividade gerencial, com a experiência de vida, além do respaldo institucional e apoio dos colegas de trabalho. Este estudio tuvo como objetivo analizar los factores de placer y sufrimiento en el ejercicio gerencial del enfermero en el ámbito hospitalario. Investigación exploratoria-descriptiva con enfoque cualitativo, que utilizó como técnica la entrevista seme-estructurada. Se llevó a cabo en un hospital universitario y los datos fueron examinados utilizando el análisis temático. Los 19 enfermeros que participaron revelaran que la gerencia es una fuente de placer cuando hay crecimiento personal y profesional, reconocimiento y satisfacción en el trabajo, y una fuente de sufrimiento debido a las dificultades de relación con el equipo y la sobrecarga de trabajo. Se evidencia la necesidad de que los enfermeros gerentes entiendan la dualidad sufrimiento y placer de una manera más constructiva y satisfactoria, mediante una mayor coordinación de las actividades gerenciales, con la experiencia de la vida, más allá del respaldo institucional y del apoyo de sus compa eros de trabajo. This study aimed to analyze the factors of pleasure and suffering at work in nursing management in the hospital context. This is an exploratory-descriptive study with qualitative approach, which was used as a technique for collecting semi-structured interview. It was conducted in a university hospital and the data were analyzed using thematic analysis. The 19 nurses who participated in the study revealed that management is a source of pleasure when there is personal and professional growth, recognition and job satisfaction, and a source of suffering because of the difficulties of relationship with the team and work overload. It emphasiz
A percep o do formando de enfermagem sobre a fun o gerencial do enfermeiro  [cached]
Jadielma Clementino da Silva,Célia Alves Rozendo,Fátima Maria de Melo Brito,Teresinha de Jesus Gomes Costa
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2012,
Abstract: O presente estudo teve por objetivo identificar e analisar a percep o de formandos de gradua o em enfermagem de uma universidade pública sobre a fun o gerencial do enfermeiro. Trata-se de estudo descritivo-qualitativo, cujo cenário foi um curso de gradua o em enfermagem de uma universidade pública nordestina. Para a coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada com doze formandos de gradua o. A análise temática foi a técnica escolhida para a análise dos dados, gerando três categorias: fun o gerencial do enfermeiro – faz funcionar o servi o; assistência e gerência – duas práticas dicot micas; e ensino dos conteúdos de administra o – muita teoria, pouca prática. Concluímos que a percep o dos formandos sobre a fun o gerencial do enfermeiro baseia-se mais na observa o do trabalho do enfermeiro e menos na sua percep o em si e que, para esses sujeitos, trata-se de fun o importante, mas que se apresenta desarticulada da assistência e distante da prática.
Ressocializa o do enfermeiro gerente Resocialización del enfermero gerente Resocialization of the nurse manager  [cached]
Maria Auxiliadora Trevizan,Isabel Amélia Costa Mendes,Carla Aparecida Arena Ventura,Maria Regina Louren?o Jabur
Revista de Enfermagem Referência , 2011,
Abstract: Trata-se de estudo teórico cujo objetivo é contribuir para a compreens o sobre o processo de ressocializa o profissional e organizacional do enfermeiro-gerente. Assim sendo, os autores indicam premissas fundamentadas na Teoria do U com vista a contribuir para o desenvolvimento dos recursos humanos da enfermagem. A Teoria do U apresenta valores ao processo gerencial caracterizando-o pelos atos de sentir, presenciar e concretizar. Com base em quatro estudos da literatura da enfermagem brasileira, sobre as fun es do enfermeiro desenvolvidas durante três décadas, observa-se a consolida o de valores organizacionais baseados nos modelos clássicos da administra o que enfatizam a vis o mecanicista do Homem, n o condizente com a compreens o dos servi os de saúde como entidades sociais. Nesse contexto, conclui-se que há possibilidade de inser o dos pressupostos da Teoria do U na atividade gerencial do enfermeiro, ressocializando-o frente a comportamentos e atitudes focalizados no sentir, no presenciar e no concretizar. Se trata de un estudio teórico cuyo objetivo es el de contribuir a la comprensión sobre el proceso de resocialización profesional y organizacional del enfermero-gerente. Siendo así, los autores indican premisas fundamentadas de la Teoría U destinadas a contribuir al desarrollo de los recursos humanos de la enfermería. La Teoría U aporta valores al proceso gerencial caracterizándolo mediante actos de sentir, presenciar y concretizar. Basándose en cuatro estudios de la literatura de la enfermería brasile a sobre las funciones del enfermero desarrolladas durante tres décadas, se observa la consolidación de valores organizacionales basados en los modelos clásicos de la administración que enfatizan la visión mecanicista del Hombre, en desacuerdo con la comprensión de los servicios de salud como entidades sociales. En ese contexto, se concluye que existe la posibilidad de inserción de los principios de la Teoría U en la actividad gerencial del enfermero, resocializándolo por medio de comportamientos y actitudes focalizados en el sentir, el presenciar y el concretizar. This is a theoretical study aimed at contributing to understanding of the professional and organizational resocialization process of the nurse manager. Thus, we report the premises of the U Theory in order to contribute to the development of human resources in Nursing. U Theory presents values for nursing managerial work characterized by the acts of feeling, living and concretizing. Based on four studies in the Brazilian Nursing literature about the nursing role over three decades, we
Altera es na atividade da peroxidase e do conteúdo de carboidratos em mandioca cultivada in vitro sob estresse salino  [cached]
LIMA G.P.P.,FERNANDES A.A.H.,CAT?NEO A.C.,CEREDA M.P.
Scientia Agricola , 1998,
Abstract: A influência de estresse induzido por cloreto de sódio (75 e 150 mM) sobre o conteúdo de carboidratos solúveis e atividade da peroxidase, foi estudada em plantulas de mandioca cultivadas in vitro. Os resultados mostraram que a atividade da peroxidase diminuiu gradualmente durante o crescimento de plantulas em todos os tratamentos. O conteúdo de a úcares redutores foi menor em plantulas submetidas a 75 mM de NaCl, nas fases mais adiantadas do desenvolvimento, em compara o com a dose mais elevada do sal (150 mM de NaCl) ou sua omiss o. Os resultados obtidos indicaram que o NaCl alterou o metabolismo de carboidratos, atividade da peroxidase e o crescimento de plantulas cultivadas in vitro.
Zinco, estresse oxidativo e atividade física  [cached]
Koury Josely Correa,Donangelo Carmen Marino
Revista de Nutri??o , 2003,
Abstract: A atividade física intensa aumenta a forma o de espécies reativas de oxigênio que podem causar les es musculares e danos na membrana de eritrócitos, prejudicando o desempenho de atletas. Para prevenir os efeitos causados pelo estresse oxidativo, o organismo possui vários mecanismos antioxidantes, alguns dependentes de zinco. As propriedades antioxidantes desse mineral s o explicadas pelo seu papel na regula o da síntese da metalotioneína, na estrutura da enzima superóxido dismutase e na prote o de agrupamentos sulfidrila de proteínas de membranas celulares por antagonismo com metais pró-oxidantes como ferro e cobre. Estudos têm demonstrado que a fragilidade osmótica de eritrócitos está relacionada à fun o do zinco na membrana celular. Atletas geralmente apresentam ingest o dietética desse mineral insuficiente para compensar as perdas aumentadas pelo suor e urina e para atender a demanda bioquímica. Este trabalho de revis o visa mostrar a importancia biológica e nutricional do zinco na prote o antioxidante durante a atividade física intensa.
DIMENS O GERENCIAL DO TRABALHO DO ENFERMEIRO EM UM SERVI O HOSPITALAR DE EMERGêNCIA  [cached]
José Luís Guedes dos Santos,Maria Alice Dias da Silva Lima
Revista de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria , 2011,
Abstract: RESUMO: Estudo com objetivo de analisar a dimens o gerencial do processo de trabalho do enfermeiro em um servi o hospitalar de emergência. Pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso aprovada pelo Comitê de ética da institui o de referência (09-151). Os dados foram coletados entre junho e setembro de 2009, mediante observa o participante e entrevistas com 22 enfermeiros do Servi o de Emergência de um Hospital Universitário do Rio Grande do Sul – RS, e analisados a partir da técnica de análise de conteúdo temática. O trabalho dos enfermeiros é constantemente influenciado por situa es inesperadas e pela procura por atendimento, que variam em diversidade e complexidade. A dimens o gerencial do trabalho do enfermeiro contempla a realiza o e o planejamento do cuidado, a previs o e provis o de recursos para o bom funcionamento da unidade e a lideran a, supervis o e capacita o da equipe de enfermagem. Os enfermeiros reconhecem a importancia do trabalho em equipe e sua responsabilidade na articula o das a es dos profissionais de saúde. A superlota o e manuten o da qualidade do cuidado s o os principais desafios gerenciais dos enfermeiros. As estratégias para superá-los incluem mudan as no fluxo de atendimento dos pacientes e na estrutura física da unidade e a reorganiza o do sistema de saúde para a aten o às urgências. Esses resultados podem colaborar com o trabalho dos enfermeiros possibilitando que reflitam sobre suas práticas e avancem na compreens o da gerência do cuidado como instrumento para a melhoria das práticas de aten o à saúde nos servi os de emergência.
POLIAMINAS E ATIVIDADE DA PEROXIDASE EM FEIJ O (Phaseolus vulgaris L.) CULTIVADO SOB ESTRESSE SALINO  [cached]
Lima Giuseppina Pace Pereira,Brasil Oswaldo Galv?o,Oliveira Antonio Marinho de
Scientia Agricola , 1999,
Abstract: O teor de poliaminas (putrescina, espermidina e espermina) e a atividade enzimática da peroxidase (EC 1.11.1.7) foram determinados em plantas de Phaseolus vulgaris L. cv Carioquinha, após terem sido submetidas a estresse salino (50 e 100 mM de NaCl). Foram observadas altera es nos teores das poliaminas, principalmente putrescina, que aumentou com o tempo e a concentra o de NaCl. Também ocorreu aumento na atividade da peroxidase em ambas concentra es de NaCl utilizadas. Os resultados mostraram altera es no metabolismo de poliaminas e peroxidases nas plantas de feij o cultivadas em meio salino.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.