oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Caracterización de la cultura organizacional: Clima organizacional, motivación, liderazgo y satisfacción de las peque as empresas del Valle de Sugamuxi y su incidencia en el espíritu empresarial  [cached]
José Javier González Millán,Carlos Orlando Parra Penagos
Pensamiento & Gestión , 2008,
Abstract: Sin duda, el desarrollo del espíritu empresarial ha transformado el emprendimiento en uno de los excelentes factores de desarrollo de las modernas compa ías en la actual economía de la globalización. En este importante factor de desarrollo empresarial se han considerado aspectos tales como el clima organizacional, la cultura organizacional, la motivación y el liderazgo empresarial, que se han transformado en factores fundamentales. Por ello, el grupo empresarial de Management de la UPTC ha desarrollado un estudio que correlaciona algunas variables de desempe o organizacional que han influido en el mejoramiento del espíritu empresarial en el caso de una cultura como la de los industriales boyacenses. The development of the enterprise spirit has undoubtedly transformed entrepreneurship into one of the excellent development factors of modern enterprises in the current global economy. Within this important enterprise development factors, aspects such as organizational environment, organizational culture, motivation and enterprise leadership have been considered. For this reason, the management group of the UPTC has developed a study that relates some variables of enterprise performance which have influenced the improvement of the enterprise spirit in the case of the Boyaca industrial culture.
Percecao da cultura organizacional em instituicoes publicas de saude com diferentes modelos de gestao Percepcion de la cultura organizacional en las instituciones de salud publica con diferentes modelos de gestion Perception of organizational culture in public health facilities with different management models  [cached]
Sofia Gaspar Cruz,Maria Manuela Frederico Ferreira
Revista de Enfermagem Referência , 2012,
Abstract: Contexto: o sistema de saude portugues tem vindo a ser palco de reformas constantes sem que se tenham obtido os resultados esperados. Considerada enquanto variavel organizacional, que pode ditar o sucesso de determinada mudanca/reforma, e partindo-se do pressuposto que e gerivel, conhecer a cultura organizacional que predomina nas instituicoes de saude parece ser importante para quem as gere, principalmente perante processos de mudanca, como seja a implementacao de novos modelos de gestao. Objetivo: identificar o tipo de cultura organizacional que predomina em instituicoes publicas de saude com diferentes modelos de gestao. Metodo: estudo de tipo quantitativo e transversal, realizado numa amostra de 671 colaboradores de dez instituicoes de saude com diferentes modelos de gestao: modelo Sector Publico Administrativo (SPA), modelo Entidade Publica Empresarial (EPE) e modelo Unidade de Saude Familiar (USF). Para identificar a percecao da cultura organizacional recorreu-se ao Organizational Culture Assessment Instrument (OCAI), que foi por nos traduzido, adaptado e validado. Resultados: nos modelos SPA e EPE verifica-se um predominio da cultura hierarquica, enquanto no modelo USF sobressai a cultura de cla. Conclusao: a cultura organizacional que prevalece nas instituicoes de saude, nomeadamente a nivel hospitalar (cultura hierarquica), nao parece ser a mais adequada a filosofia subjacente aos novos modelos de gestao e seu funcionamento. Considera-se pertinente alargar o estudo da percecao da cultura organizacional em cada modelo de gestao das instituicoes de saude e relacionar com variaveis de contexto. Contexto: el sistema de salud portugues ha sido el escenario de constantes reformas sin que por ello se hayan obtenido los resultados esperados. Considerada como una variable organizacional, que puede dictar el exito de un determinado cambio o reforma, y partiendo de la suposicion de que es gestionable, conocer la cultura organizacional que predomina en las instituciones de salud parece ser importante para quienes las dirigen, principalmente ante los procesos de cambio, como lo es la implementacion de nuevos modelos de gestion. Objetivo: identificar el tipo de cultura organizacional que predomina en las instituciones de salud publica con diferentes modelos de gestion. Metodo: estudio de tipo cuantitativo y transversal, realizado en una muestra de 671 empleados de diez instituciones de salud con diferentes modelos de gestion: Modelo del Sector Publico Administrativo (SPA), Modelo Entidad Publica Empresarial (EPE) y Modelo de Unidad de Salud Familiar (USF). Pa
Marketing interno e cultura organizacional: um estudo de caso em empresa de multi marcas.
Andrea Kassouf Pizzinatto,Nádia Kassouf Pizzinatto,Antonio Carlos Giuliani,Nivaldo Kassouf Pizzinatto
Revista de Administra??o Mackenzie , 2005,
Abstract: N o há planejamento que sobreviva, dentro das organiza es, a um organismo social sem espírito de equipe, iniciativa, ou atuando sem a defini o de valores por seus dirigentes. Em suma, sem diretrizes que componham a sua cultura organizacional. A análise da cultura organizacional permite a identifica o de disfun o nos fatores culturais que est o interferindo no clima organizacional e, por conseqüência, no relacionamento entre as pessoas, prejudicando sua produtividade e o bom andamento dos trabalhos. Este estudo objetivou examinar a contribui o da cultura organizacional ao desenvolvimento de programas de marketing interno, filosofia empresarial da área de marketing, buscando o comprometimento dos funcionários com as metas da organiza o. Como referencial da prática, baseou-se em estudo de caso realizado na Comercial Importadora Ltda., empresa de multimarcas, com 35 funcionários, localizada em Piracicaba – S o Paulo. Como resultados, o estudo possibilitou uma análise de como a cultura organizacional contribui para o uso de técnicas de marketing interno, mostrando a aplicabilidade prática dos dois conceitos.
Comunica o empresarial versus comunica o organizacional: novos desafios teóricos Business communication versus organizational communication: new theoretical challenges
Onésimo de Oliveira Cardoso
Revista de Administra??o Pública , 2006, DOI: 10.1590/s0034-76122006000600010
Abstract: O papel da comunica o e da informa o no ambiente organizacional, sem dúvida, tem despertado o desenvolvimento de diferentes enfoques conceituais e teóricos. Todavia, a n o-aplicabilidade de processos comunicativos relevantes no ambiente das organiza es, principalmente em situa es complexas, leva-nos a refletir sobre um novo conceito de comunica o organizacional. Neste artigo, analisamos fundamentos teóricos da comunica o de Habermas e de Cohn e, principalmente, algumas contribui es do teórico da complexidade, Dominique Genelot, para o embasamento da comunica o organizacional como um elemento estratégico na realiza o dos objetivos e da intencionalidade das organiza es, na tentativa de superar os limites dos enfoques reducionistas do conceito tradicional de comunica o empresarial, influenciado principalmente pela vis o instrumental da comunica o sustentada pela teoria da informa o e pelos corpora teóricos que se inspiraram em tal conceito e que com base nele se desenvolveram. The role of communication and information in the organizational environment has definitely triggered the development of different conceptual and theoretical approaches. However, the non-applicability of relevant communicative processes in such environments, mainly within complex situations, makes researchers think about a new concept of organizational communication. In this article, the theoretical foundations of communication by Habermas and by Cohen, as well as some contributions of Dominique Genelot, will be analyzed. These foundations are to be used as a basis for organizational communication, as well as a strategic element for accomplishing the goals and intentionality of organizations, trying to overcome the limits of reductionist approaches of the traditional concept influenced mainly by an instrumental view of communication and sustained by the theory of information and by theoretical corpora.
La Cultura Organizacional en el enfoque estratégico de la Empresa  [cached]
Annia . de los Angeles Serrate Alfonso
Avanzada Científica , 2010,
Abstract: Hoy en día la importancia de valorar los elementos objetivos y subjetivos de una organización emana como una necesidad de quienes pretenden lograr estadios superiores de desarrollo organizacional. En las últimas décadas, los teóricos organizacionales han puestos sus empe os en demostrar que las organizaciones tienen un carácter que trasciende aspectos formales como estructuras, políticas, capacidades tecnológicas, recursos financieros entre otros, para revelar la existencia de "factores suaves" pero que ejercen una influencia significativa en la regulación del comportamiento de los miembros de una organización. Hay quienes utilizan un símil al comparar la organización con un iceberg en cuya base se mueven una serie de factores subjetivos que ejercen gran influencia en la vida de la organización. Y es precisamente en este "escenario sumergido" donde se expresa la Cultura Organizacional que a pesar de su invisibilidad tiene una existencia real y trascendental en la dinámica organizacional de un grupo de trabajo. La presente investigación tiene como objetivo fundamental caracterizar la Cultura Organizacional en un centro encargado de brindar servicios científicos técnicos a diferentes empresas. Dicha Institución se encuentra inmersa en el proceso de cambio a raíz del proceso de Perfeccionamiento Empresarial, por ello conocer las particularidades de la cultura que caracteriza la dinámica laboral del centro y las condiciones en que se encuentra el colectivo para asumir los nuevos cambios, son de suma importancia para lograr el éxito del proceso.
Organizational culture in police organizations: preliminary analysis of the possibilities of changes Organiza es policiais e a quest o da cultura organizacional e possíveis mudan as: análise preliminar
Nelson Aparecido Gomes Villa?a
Revista Ibero-Americana de Estratégia , 2007, DOI: 10.5585/riae.v2i1.30
Abstract: This article aims an approach concerning the organizational culture and the identification of the main difficulties faced while adapting the society’s needs and the law obedience by the Military Police, more specifically in the State of S o Paulo. The procedures applied were the exploring research, based on the revision of the organizational culture literature and the observation and information gathering in the Military Corporation. The main results showed that the Military Police presents a complex organizational culture, due to the heterogeneity of its component subgroups. Other important fact was the necessity of training the policemen (multipliers), responsible for transmitting the old and new values created by the Corporation Command, as a way of shaping up the organizational culture to the new participants. At last, the Corporation should be open to include new quality systems in the attending procedures, aiming a more effective and democratic participation of the community. O objetivo deste artigo é abordar quest es referentes à cultura organizacional e identificar as principais dificuldades enfrentadas para adaptar as demandas da sociedade e o cumprimento da lei pela Polícia Militar, mais especificamente a do Estado de S o Paulo. O método utilizado foi a pesquisa exploratória, apoiada na revis o da literatura sobre cultura organizacional e da observa o e levantamento das informa es junto à Corpora o Militar. Os principais resultados mostraram que a Polícia Militar apresenta uma cultura organizacional complexa, devido à heterogeneidade dos subgrupos que a comp em. Outro fato importante foi a necessidade do treinamento de policiais (multiplicadores), responsáveis por transmitir aos novos integrantes os velhos e novos valores criados pelo Comando da Corpora o, como mecanismo de forma o da cultura organizacional . Por fim, a Corpora o deverá estar aberta para incluir novos sistemas de qualidade nos processos de atendimento, visando a uma participa o mais efetiva e democrática da comunidade.
O estudo da cultura organizacional: as dificuldades est o no objeto ou nas formas de defini-lo?  [cached]
Carmen Pires Migueles
Cadernos EBAPE.BR , 2003, DOI: 10.1590/s1679-39512003000200004
Abstract: Este artigo trata das dificuldades teóricas e epistemológicas do estudo da cultura organizacional. O texto parte da idéia de que maiores progressos n o foram feitos no entendimento de como uma cultura organizacional se desenvolve e muda, devido à confus o entre objeto e métodos de estudo da antropologia e da sociologia, por um lado, e da psicologia, por outro. Isso tem causado uma constante dificuldade na defini o do objeto de estudo e na produ o de conhecimentos válidos sobre o tema. Segue-se, ent o, uma discuss o sobre o uso crescente de pesquisas com método fenomenológico em administra o e os seus riscos, como excesso de subjetivismo do pesquisador, indefini o quanto ao objeto e impossibilidade de valida o de resultados. é abordada a contribui o dos clássicos da sociologia na constru o do saber sociológico e na separa o desse saber dos que s o próprios da psicologia, para a partir daí, ter-se uma perspectiva de olhar sobre a cultura. Prop em-se, ent o, a perspectiva antropológica como uma alternativa promissora, baseada no método etnográfico de pesquisa e tratamento semiótico dos dados, como aquela capaz de produzir conhecimentos válidos, do ponto de vista da antropologia, e aplicáveis na gest o. In this article, the author discusses the theorethical and methodological difficulties that surrounds the study of organizational culture. It is argued that a more substantial progress has not been made in this field due to an inadequate separation of the objets and methods of study of anthropology and sociology, on one side, and psychology, on the other. This confusion of spheres has been causing a persistent difficulty on the definition of the object of analysis and consequently on the production of valid research results.
DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL E A FORMA O DE LIDERAN AS: UM ESTUDO NO SETOR DE PAPEL E CELULOSE
Annor da Silva Junior,Kátia Cyrlene de Araujo Vasconcelos,Priscilla de Oliveira Martins da Silva
Revista de Administra??o FACES Journal , 2010,
Abstract: O objetivo deste artigo é descrever e analisar a operacionaliza o do processo de desenvolvimento organizacional (DO), verificando os impactos na forma o de lideran as em uma empresa brasileira do setor de papel e celulose. O estudo enfoca aspectos do desenvolvimento organizacional, a mudan a organizacional e as teorias de lideran a. Utilizou-se o método de pesquisa-a o do tipo colaborativa, com utiliza o de observa o participante envolvendo 277 líderes da organiza o. Constatou-se que o processo de DO viabilizou-se por meio do desenvolvimento das lideran as, pelo envolvimento da dire o e pelo compromisso individual e coletivo dos colaboradores. Ressalta-se que os aspectos da cultura organizacional e o processo de renova o das lideran as na empresa s o vistos como centrais para o êxito do processo. Constatou-se ainda que a prática do DO, esquecida pela academia, ainda sobrevive no contexto empresarial com algumas adapta es, porém sem perder o referencial dos conceitos e fundamentos clássicos característicos dessa estratégia de mudan a e de reaprendizado individual e coletivo.
Governan a do Conhecimento e Gest o do Conhecimento Organizacional: Antag nicas ou Complementares?
Fernando Luiz Goldman
Revista Gest?o & Tecnologia , 2010,
Abstract: Na extensa literatura que vem sendo produzida nas últimas décadas sobre a firma, a correta conceitua o do Conhecimento Organizacional – tal como entendido por Nonaka (1994) – tem sido negligenciada, apesar de sua centralidade para o tema. Este artigo, a partir de revis o de literatura, em especial de Nonaka e Foss, revisita duas abordagens aparentemente antag nicas do Conhecimento Organizacional. Seu objetivo central é conceituar a Gest o do Conhecimento Organizacional – um metaprocesso voltado à coordena o e integra o dos diferentes “processos de conhecimento” existentes em uma empresa, possibilitando-lhe aprimorar a emergência de seu Conhecimento Organizacional – e a Governan a do Conhecimento – abordagem que parece desconsiderar o Conhecimento Organizacional. Em conclus o, sugere-se que as duas abordagens s o complementares e que, a partir de suas corretas conceitua es, as pesquisas sobre suas rela es com outros importantes construtos, tais como eficiência adaptativa e gest o da inova o, ganhar o novo impulso. PALAVRAS-CHAVE: gest o do conhecimento organizacional; governan a do conhecimento; vis o da firma baseada no conhecimento; teoria das organiza es; inova o.
Governan a do Conhecimento e Gest o do Conhecimento Organizacional: Antag nicas ou Complementares?  [cached]
Fernando Luiz Goldman
Revista Gest?o & Tecnologia , 2010,
Abstract: Na extensa literatura que vem sendo produzida nas últimas décadas sobre a firma, a correta conceitua o do Conhecimento Organizacional – tal como entendido por Nonaka (1994) – tem sido negligenciada, apesar de sua centralidade para o tema. Este artigo, a partir de revis o de literatura, em especial de Nonaka e Foss, revisita duas abordagens aparentemente antag nicas do Conhecimento Organizacional. Seu objetivo central é conceituar a Gest o do Conhecimento Organizacional – um metaprocesso voltado à coordena o e integra o dos diferentes “processos de conhecimento” existentes em uma empresa, possibilitando-lhe aprimorar a emergência de seu Conhecimento Organizacional – e a Governan a do Conhecimento – abordagem que parece desconsiderar o Conhecimento Organizacional. Em conclus o, sugere-se que as duas abordagens s o complementares e que, a partir de suas corretas conceitua es, as pesquisas sobre suas rela es com outros importantes construtos, tais como eficiência adaptativa e gest o da inova o, ganhar o novo impulso. PALAVRAS-CHAVE: gest o do conhecimento organizacional; governan a do conhecimento; vis o da firma baseada no conhecimento; teoria das organiza es; inova o.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.