oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
A educa o especial na forma o do pedagogo da classe hospitalar: uma quest o a ser discutida  [cached]
Sheila Maria Mazer,Lúcia Maria Santos Tinós
Revista Educa??o Especial , 2011,
Abstract: O presente estudo tem como objetivo discutir se é necessária a forma o em Educa o Especial, como aponta a legisla o, para a atua o do pedagogo na Classe Hospitalar. Para tanto, foi realizada uma pesquisa qualitativa de fundamenta o fenomenológica, que buscou, por meio de entrevistas com duas professoras que atuam em Classe Hospitalar, analisar e discutir a pertinência ou n o da forma o em Educa o Especial na atua o profissional do pedagogo no hospital. Formar-se professor de Classe Hospitalar parece ser um aprendizado que vai muito além dos ensinamentos adquiridos na gradua o em Pedagogia e nas antigas habilita es em Educa o Especial, hoje extintas, sendo que a forma o continuada deve encontrar-se presente para e na atua o do professor da Classe Hospitalar. O estudo mostrou que há a necessidade de mais pesquisas referentes à forma o de professores para atua o em Classe Hospitalar. Palavras-chave: Classe Hospitalar; Forma o de professores; Educa o Especial.
Neurociências, Cogni o e Educa o: Limites e Possibilidades na Forma o de Professores.  [cached]
Eduardo Paiva de Pontes Vieira
Revista Práxis , 2012,
Abstract: A necessidade em utilizar estudos relacionados às contribui es das neurociências na forma o de professoresparece ser imprescindível para as discuss es dos processos de aprendizagem na educa o básica. Nesta perspectiva,enumero no presente texto, aspectos das neurociências que podem ser considerados na forma o docente,a partir da análise de trabalhos referentes ao tema. O discurso hegem nico destaca a complementaridade e anecessária colabora o entre educadores e neurocientistas. Ainda que as experiências práticas sejam incipientes,constata-se unanimidade em rela o à necessidade de discutir possibilidades para utiliza o das neurociênciasna forma o inicial e continuada de professores sem, contudo, lhes atribuir caráter substitutivo das teorias deaprendizagem tradicionais ou encorajar a ideia de que as neurociências s o/ser o a solu o dos problemas observadosnas práticas educativas.
The education inside prison: hesitations, limits and possibilities A educa o na pris o: hesita es, limites e possibilidades  [cached]
Mariangela Graciano,Flávia Schilling
Estudos de Sociologia , 2008,
Abstract: This article aims to analyze the school education offer inside the prison system of S o Paulo, based on the thoughts proposed by Foucault (1986) about prison, its aims and functioning mechanisms. What would be the possible place for education inside e prison? These are some questions that surround this debate and draw the central boards of a history which can be qualifi ed, at least, as hesitating, about prison education. In order to found this debate, we discuss the prison education as part of the Education of Young and Adults, its relation to the Human Rights, is legal and administrational outlines and, specifically, the case of school education inside de Women’s Prison of the Capital. Keywords: Education. Prisons. Human rights. Este artigo busca analisar a oferta da educa o escolar no sistema prisional de S o Paulo com base nas reflex es propostas por Foucault (1988) acerca da pris o, seus objetivos e mecanismos de funcionamento Qual seria o lugar possível da educa o em uma pris o? Estas s o algumas interroga es que permeiam este debate e tra am os contornos centrais de uma história que pode ser qualificada, no mínimo, como “hesitante”, em torno da educa o prisional. Para fundamentar este debate discute-se a educa o prisional como uma modalidade da Educa o de Jovens e Adultos, sua rela o com os Direitos Humanos, seus contornos legais e administrativos e, especificamente, o caso da educa o escolar na Penitenciária Feminina da Capital. Palavras-chave: Educa o. Pris es. Direitos humanos.
Servi o Social na educa o: possibilidades e limites da interven o profissional junto à família (Social Service in education: possibilities and limits of the professional intervention along with the family)  [cached]
Ana Cristina Moreira
Revista Emancipa??o , 2009,
Abstract: Resumo: Este artigo apresenta o resultado de pesquisa desenvolvida como conclus o do Curso de Especializa o em Práticas Interdisciplinares Junto à Família, no ano de 2007, visando à sistematiza o da prática profissional do Assistente Social na Secretaria Municipal de Educa o de Telêmaco Borba – PR, no período de junho de 2005 a maio de 2007, junto às famílias das Escolas Municipais e dos Centros Municipais de Educa o Infantil – CMEIs, bem como as possibilidades e limites desta prática profissional. Abstract: This paper presents the outcome of the research carried out as final paper for the Specialization Course in Interdisciplinary Practices along with the Family in the year 2007, aiming at the systematization of the professional practice of the social assistant in Telêmaco Borba’s Department of Education, from June 2005 to May 2007, along with the families of the Municipal schools and the Municipal Child Education Centers – CMEIs, as well as the possibilities and the limits of these professional practices.
IDENTIDADES MASCULINAS: LIMITES E POSSIBILIDADES
May-Lin Wang,Bernardo Jablonski,Andréa Seixas Magalh?es
Psicologia em Revista , 2006,
Abstract: O presente trabalho toma por base uma abordagem psicossocial para discorrer sobre os limites impostos pelos estereótipos de gênero à constru o de uma identidade masculina, em contraposi o às possibilidades de subjetiva o, num cenário cultural de pluralidade identitária. ênfase é dada à socializa o estereotipada dos meninos, num processo no qual se verifica uma espécie de superposi o do contexto socio-histórico em que cresceram os pais àquele no qual o menino é socializado, acentuando determinadas cren as sobre gênero. O modelo tradicional de virilidade, que imperava inquestionável até bem pouco tempo, ignorando as necessidades afetivas e valorizando características como a competitividade, a preocupa o com o desempenho, o autoritarismo, a domina o e a opress o, vem sendo questionado como pilar maior da identidade masculina tradicional.
MOVIMENTOS DE LUTA SOCIAIS DA CLASSE TRABALHADORA DO CAMPO NO BRASIL  [PDF]
Celi Zulke Taffarel,Micheli Ortega Escobar,Nair Casagrande,Adriana D'Agostini
ágora para la Educación Física y el Deporte , 2008,
Abstract: Resumo: Este trabalho é o resultado de um esfor o coletivo de grupos de pesquisa no nordeste do Brasil, articulado na rede LEPEL do grupo/ENFRENTADO/UFBA - grupo do estudo e da pesquisa na instru o física, esportes e lazer. (Faculdade da instru o, Universidade federal de Bahía - Brasil). O texto discute as possibilidades de trabalho que ensinam as oficinas da instru o física organizadas na constru o do conhecimento sobre o corpo da cultura. Tem a necessidade de relacionar o trabalho que ensina a instru o física do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) com a teoria do materialismo histórico e dialética do conhecimento -, e o projeto além do capital histórico, sem que funcionamento o risco de contribuir mais para a venda do que para o emancipa o da classe de funcionamento do campo. Elementos recuperados que mostram o índice da luta de classes e o centralismo da pergunta da terra no Brasil quando vier a desenvolver uma política cultural (instru o) que permita o acesso inteiro da classe de funcionamento aos recursos cultural, incluindo aqueles que se relacionam a cultura corporal - a educa o física, esporte, lazer. O texto culmina com uma exemplifica o concreta da experiencia desenvolvida com o MST -, no projeto de eleva o da escolariza o de jovens e adultos e forma o de professores (PRONERA) desenvolvido pelo Grupo LEPEL/FACED/UFBA com o conteúdo dan a e, nesse contexto, com a reflex o sobre a teoria pedagógica da educa o físicaemdesenvolvimento no Brasil. Abstract: This work is the result of a collective effort of research groups in the northeast of The Brazil, articulated in the Group network LEPEL / FACED / UFBA -Group of Study and Research in Physical Education, Sports and Leisure (Faculty of Education, Federal University of Bahia -- Brazil). The text discusses the possibilities of work teaching physical education workshops organized in the construction of knowledge about the culture body. Have a need to relate the job teaching physical education at the Movement of Workers of Camp Without land (MST) with the theory of knowledge -historical and dialectical materialism, and the project beyond the historic capital, without which run the risk of contributing more for sale than for the emancipation of the working class of the field. Retrieved elements that show the content of the class struggle and the centrality of the land question in Brazil when it comes to developing a cultural policy (education) that enables the entire working class access to cultural assets, including those relating to culture body – the physical education, s
Conselhos de classe como espa o de educa o continuada de professores
Engers, Maria Emilia Amaral,Gomes, Vanise dos Santos
Educa??o , 2007,
Abstract: Neste texto, propomo-nos pensar a respeito de práticas de Conselhos de Classe como possibilidades de promover a educa o continuada de professores. No momento em que as a es pedagógicas s o contadas e percep es a respeito do desenvolvimento dos (as) alunos (as) s o salientadas, os professores anunciam suas concep es educacionais, expressam discursos a respeito do ensino e da aprendizagem e posicionam-se enquanto profissionais que se apresentam por meio de sua própria fala. Buscamos, aqui, a valoriza o de tais palavras como ponto de partida dos Conselhos de Classe, realizando, ainda, uma análise a respeito da tens o entre representa o e alteridade no que diz respeito às idéias construídas a respeito de professores e estudantes.
Inteligências Múltiplas: desenvolvendo potencialidades em classe hospitalar  [PDF]
Freitas, Soraia Napole?o et al.
Educa??o , 2005,
Abstract: Este artigo refere-se ao Projeto de Pesquisa "Inteligências Múltiplas: Desenvolvendo Potencialidades em Classe Hospitalar" iniciando no ano de 2003 no setor de Hemato-Oncologia do Hospital Universitário de Santa Maria-RS (HUSM). As atividades desempenhadas objetivaram descobrir e desenvolver o potencial dos alunos, utilizando como base teórica o espectro de capacidades propostas por Haward Gardner em sua Teoria das Inteligências Múltiplas. Os resultados obtidos ao final de 10 meses de trabalho apontaram progressos nas esferas física, social, afetiva, pessoal e cognitiva das crian as submetidas ao tratamento do cancer.
Publica es feministas sediadas em ONGs: limites, alcances e possibilidades  [cached]
Toneli Maria Juracy Filgueiras
Revista Estudos Feministas , 2003,
Abstract: O presente trabalho tem origem na relatoria da segunda sess o sobre publica es feministas sediadas em organiza es n o-governamentais do I Encontro Brasileiro de Publica es Feministas. Busca, através das contribui es resultantes, caracterizar esse cenário, apontando aspectos comuns entre elas, incluindo suas dificuldades e possibilidades. Além disso, a partir de consulta aos sites das organiza es, apresenta uma pequena análise do material por eles disponibilizado nos diversos formatos de textos eletr nicos (artigos, dossiês, folhetos, cartilhas...). O cenário, embora promissor, revela fragilidades que precisam ser consideradas sob pena do comprometimento dos objetivos dos projetos editoriais aqui descritos.
DESAFIOS, LIMITES E POSSIBILIDADES DA REDE DE PESQUISADORES EM TELEJORNALISMO  [cached]
Flávio Ant?nio Camargo Porcello
Brazilian Journalism Research , 2011,
Abstract: O presente artigo prop e uma reflex o teórica sobre os desafios, limites e possibilidades das pesquisas em rede, com ênfase no caso da Rede de Pesquisadores em Telejornalismo da Associa o Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor). Além de um breve histórico sobre os anos de existência da rede, abordaremos aqui as publica es já realizadas, a evolu o das pesquisas empíricas, os rumos adotados e também os planos futuros para amplia o, em quantidade e qualidade, dos compromissos assumidos. A intera o entre teoria e prática sempre foi um marco fundamental na trajetória do grupo, constituído por professores que tiveram atua o profissional em emissoras de televis o. A TV entra na vida das pessoas e n o pode ser vista como simples suporte de comunica o eletr nica. O Telejornalismo é um campo interdisciplinar que deve ser estudado em seus aspectos discursivos e enunciativos. Neste artigo ser o trazidas algumas contribui es teóricas de autores como Castells, Bauman, Chauraudeau, Thompson, Gomes e Mattos, entre outros, para ajudar a iluminar esse percurso e estimular a amplia o do debate teórico proposto.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.