oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
CONCEP ES, OPINI ES E ATITUDES DOCENTES ASSOCIADAS à INCLUS O DA PESSOA COM DEFICIêNCIA NA EDUCA O FíSICA: UMA REVIS O DA PRODU O CIENTíFICA BRASILEIRA/ TEACHERS CONCEPTIONS RELATED TO INCLUSION OF PEOPLE WITH DISABILITIES IN PHYSICAL EDUCATION: A REVISION OF THE BRAZILIAN SCIENTIFIC PRODUCTION
Paulo José Barbosa Gutierres Filho*,Maria Dolores Ferreira Monteiro**,Rudney da Silva***,Carla Regiane Vargas****
Liberabit , 2011,
Abstract: RESUMOA presente investiga o tem como objetivo desenvolver uma revis o sistemática sobre as concep es, opini es eatitudes docentes associadas à inclus o das pessoas com deficiência nas aulas de Educa o Física do sistema regular deensino e o seu impacto sobre o movimento de inclus o educacional no Brasil na última década. Realizaram-se buscas nasbases de acesso público e no idioma português, entre os períodos de 1994 a 2010. Treze artigos fizeram parte das análisesenvolvendo esta temática. Pode-se concluir que as concep es, as opini es e as atitudes do professores de Educa oFísica sobre a inclus o educacional est o associadas principalmente à forma o acadêmica, às competências percebidas naatua o com pessoas com deficiência, ao tempo de experiência de magistério com pessoas com deficiência, ao gênero dodocente e à vincula o administrativa da escola.ABSTRACTThis research aims to develop a systematic review of the views, opinions and attitudes teachers for the inclusion ofpersons with disabilities in physical education classes in regular school system and its impact on the movement of educationalinclusion in Brazil in the last decade. There were searches in bases for public access and in the Portuguese language,between the periods 1994 to 2010. 13 articles were part of the analysis involving this issue. It can be concluded that theconceptions, opinions and attitudes of physical education teachers about the educational inclusion are mainly linked toacademic training, perceived competence in acting with people with disabilities, on-time teaching experience with disabledpersons, gender of the teacher and the school’s administrative attachment.
AFETIVIDADE NA SALA DE AULA: CONCEP ES DE ALGUMAS DOCENTES
BORBA, Valdinéa Rodrigues de Souza,MACHADO, Andreza da Silva,CALIMAN, Renata Aparecida
Nucleus , 2008,
Abstract: The present work identifies and analyzes the affectivity in the initial series teachers’ vision. Itparts from the estimated that the interaction in social way, the feelings and affections influence the development ofthat individuals cognition. Vygotsky and Wallon, among other authors, bring important contributions to base thisquestion. The research was done through a questionnaire of seven questions to identify the teacher’s conceptionsabout affectivity. Eight initial series teachers had been interviewed, and, based in their answers and the theoreticalreferences, it was possible to detach the influence and relevance that the term has for learning. Conclusion: this question has much importance to good teacher/pupil relationship and for a good learning.O presente trabalho identifica e analisa a afetividade na vis o das docentes de séries iniciais. Parte dopressuposto de que a intera o no meio social, os sentimentos e afetos influenciam no desenvolvimento da cogni odo indivíduo. Vygotsky e Wallon, dentre outros autores, trazem importantes contribui es para fundamentar essaquest o. A pesquisa foi realizada através de um questionário de sete perguntas para identificar as concep es dasdocentes sobre o termo afetividade. Foram entrevistadas oito docentes de séries iniciais, e, com base em suasrespostas e nos referenciais teóricos, foi possível destacar a influência e relevancia que o termo possui em rela oà aprendizagem. Concluiu-se que esta quest o é de suma importancia para as docentes, e que é essencial um bom DOCENTESrelacionamento entre educador e educando para uma aprendizagem satisfatória.
Integralidade do cuidado: concep es e práticas de docentes de Gradua o em Enfermagem  [cached]
Fabiana Ribeiro Santana
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2008,
Abstract: A integralidade tem norteado processos de mudan as, na forma o do enfermeiro. Assim, é importante conhecer as iniciativas em cursos de Gradua o em Enfermagem, com foco nesse princípio. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, com objetivos de analisar as concep es de integralidade presentes, nos discursos dos docentes, e as estratégias utilizadas para a apreens o de integralidade pelos alunos. Participaram docentes de três Institui es de Ensino Superior (IES) existentes no Estado de Goiás, que haviam integralizado pelo menos um currículo, no ano de 2005. A coleta de dados ocorreu nas respectivas institui es, entre abril e setembro de 2006, após agendamento prévio. Compuseram o estudo onze docentes do gênero feminino, com idade entre 40 e 55 anos, com experiência em docência, variando de 15 a 32 anos e a maioria portadora de Pós-Gradua o Stricto-Sensu. As entrevistas e os planos de ensino dos docentes representantes das áreas das Ciências da Enfermagem (Fundamentos de Enfermagem, Assistência de Enfermagem, Administra o de Enfermagem e Ensino de Enfermagem) foram analisados segundo Bardin (2003). Por meio da análise, emergiram três concep es de integralidade: Integralidade do Cuidado: do singular ao global; Integralidade do Cuidado: os caminhos para o SUS e Integralidade do Cuidado: estratégias para a ensinagem. Os sentidos da integralidade do cuidado mostraram-se inovadores, à medida que valorizam o singular, o global e os caminhos para o SUS. Manifestam os sentidos, prestando o cuidado ao ser humano na sua realidade social, com as suas especificidades e subjetividades, considerando as redes de cuidado e sociais em que est o inseridos. Como estratégias para a ensinagem, buscam desenvolver o aprender a aprender e fazer e aprender a ser e viver junto, possibilitando meios para que os educandos apreendam todos os sentidos manifestos pelos docentes. Esperamos que os resultados, desta pesquisa, possam contribuir para a reflex o dos docentes das IES sobre o sentido da integralidade do cuidado, na área de ensino, assim como, reorientar o processo de forma o, potencializando os recursos humanos e estratégias já utilizadas, rumo à constru o contínua de integralidade do cuidado, na área de saúde.
A EXPRESS O DA AFETIVIDADE NA EDUCA O INFANTIL:CONCEP ES DE ALGUMAS DOCENTES
BORBA, Valdinéia Rodrigues de Souza
Nucleus , 2008,
Abstract: This work identifies and analyses affective aspects present in Children Education. From thispresuppose, the social interaction is an essential factor of superior psychological processes. Vygotsky and Wallonbring important contribution to substantiate this relationship. The ethnographic poll directs this investigation,by the observation included performed by 60 teachers from a municipal network of Children Education. Asprocedures of data assessment, questionnaires were used to identify the teachers’ conception and reflections aboutpedagogical practices discussed, it was possible to ascertain a diversity of focuses about this theme: its positiveresult (amorosity), the limit subject, the conflict situation and the content teaching. These different conceptionscontribute with the discussion about the value the affection represents in scholastic practices. It has been deducedthat this subject is seen as a very important one in this step of children constitution and needs to take part in initialand continual program of teaching experts in a significant way.trabalho identifica e analisa o tema afetividade na Educa o Infantil. Parte do pressupostode que a intera o social é fator fundante dos processos psicológicos superiores e que estes se constituem daindissociabilidade entre afeto e cogni o. Neste sentido, Vygotsky e Wallon trazem contribui es importantes parafundamentar essa rela o. A pesquisa qualitativa norteia esta investiga o, por meio da observa o participanterealizada com 60 docentes de uma rede municipal de Educa o Infantil. Como procedimentos de coleta de dadosforam utilizados questionários para identificar as concep es das docentes sobre o termo afetividade e gruposfocais para suscitar reflex es acerca do tema. Relacionando as concep es e reflex es sobre práticas pedagógicasdiscutidas, foi possível constatar uma diversidade de enfoques sobre o tema: seu significado positivo (amorosidade),a quest o dos limites, das situa es de conflitos e do ensino conteudista. Estas diferentes concep es contribuempara a discuss o sobre o valor que a afetividade representa na práxis docente. Conclui-se que esta quest o é vistacomo de suma importancia nesta etapa da constitui o da crian a e necessita fazer parte de forma significativa nosprogramas de forma o inicial e continuada dos profissionais da Educa o.
Un estudio de las concepciones docentes acerca de la formación permanente Um estudo das concep es docentes sobre a forma o permanente A Survey of Teachers' Thoughts on Continuing Education  [cached]
Irene Marina Macera
Educación y Educadores , 2012,
Abstract: Este trabajo presenta las concepciones docentes acerca de su formación permanente. Se identificaron distintos puntos de análisis relacionados con la antigüedad en la profesión, intereses metodológicos, intereses de actualización de conocimientos, intereses de incorporación de nuevos saberes y, por último, el lugar que ocupa la formación en la subjetividad docente. En los inicios de la docencia, la formación permanente funciona y se concibe como un modo de mantenerse activos mientras se insertan en el mercado laboral. En cambio, para los docentes que ya tienen una trayectoria, esta se concibe como una fuga del trabajo, un recurso que en ocasiones le otorga sentido al trabajo, asumiendo de este modo un lugar subjetivo importante en el quehacer docente. Pero, cualquiera que sea la motivación, la adquisición de nuevos saberes es la razón más antigua que los docentes asumen para formarse. Este trabalho apresenta as concep es docentes sobre sua forma o permanente. Identificaram-se diferentes pontos de análise relacionados com a antiguidade na profiss o, interesses metodológicos, interesses de atualiza o de conhecimentos, interesses de incorpora o de novos saberes e, por último, o lugar que a forma o ocupa na subjetividade docente. No início da docência, a forma o permanente funciona e se concebe como um modo de se manterem ativos enquanto se inserem no mercado de trabalho. Em compensa o, para os docentes que já têm uma trajetória, esta se concebe como uma fuga do trabalho, um recurso que em ocasi es outorga sentido ao trabalho e assume, desse modo, um lugar subjetivo importante no fazer docente. Contudo, qualquer que seja a motiva o, a aquisi o de novos saberes é a raz o mais antiga que os docentes assumem para se formar. This study delves into what teachers think about their own continuing education. Different points of analysis are identified with respect to seniority in the profession, methodological interests, interest in updating know-how, interest in incorporating new knowledge and, finally, the place training occupies in the teacher's subjective thinking. At the onset of teaching, continuing education works and is conceived as a way to stay active while entering the job market. In contrast, for teachers who already have a history in the profession, it is viewed as an escape from work or a recourse that occasionally gives meaning to work, thus assuming an important subjective place in the teacher's vocation. Yet, regardless of the motivation, the acquisition of new knowledge is the most enduring reason teachers draw on to further their training
Em Riscos e Rabiscos: Concep es de Ensino Religioso dos Docentes do Ensino Fundamental do Estado do Paraná  [cached]
Edile M. Fracaro Rodrigues,Sérgio Rogério Azevedo Junqueira,Dilmeire Sant’Anna Ramos Vosgerau
REVER : Revista de Estudos da Religi?o , 2009,
Abstract: O Ensino Religioso, como área de conhecimento, tem se preocupado com uma forma o específica levando em conta as necessidades dos professores, pois um docente formado por uma determinada escola de pensamento vai formar segundo esses moldes. A partir de duzentos e dezoito desenhos e frases foram investigadas as concep es de Ensino Religioso dos professores do Ensino Fundamental do Estado do Paraná. A utiliza o do software ATLAS.ti constitui um aspecto importante da investiga o, pois demonstrou eficácia e versatilidade na associa o de textos e imagens. Os dados apontaram quatro concep es: Transmiss o e Desenvolvimento de Valores, Respostas às Quest es Existenciais, Estudo das Tradi es Religiosas e área de Conhecimento. Os riscos e rabiscos esbo am o desenho de uma mudan a significativa para a história do ER no Paraná: a supera o das aulas de religi o catequéticas e a preocupa o com conteúdos que tratem da diversidade de manifesta es religiosas.
Concep es de professores sobre inclus o escolar e intera es em ambiente inclusivo: uma revis o da literatura Conceptions of teachers on school inclusion and inclusive environment interactions: a review of the literature  [cached]
Kelly Ambrosio Silveira,S?nia Regina Fiorim Enumo,Edinete Maria Rosa
Revista Brasileira de Educa??o Especial , 2012, DOI: 10.1590/s1413-65382012000400011
Abstract: A educa o inclusiva tem sido um desafio para diferentes profissionais que trabalham na promo o do desenvolvimento de alunos com deficiência. Estes têm a escola como um espa o fundamental para promover o desenvolvimento social, emocional e acadêmico, a partir de oportunidades de vivências estimuladoras da intera o e media o para a aprendizagem de significados e sentidos e que contribuem para processos de resiliência. Este estudo analisou o conteúdo de publica es nacionais da última década (2000-2010) sobre concep es de professores a respeito da inclus o de alunos com alguma necessidade educativa especial (NEE) e intera es no contexto educacional inclusivo, também identificando fatores facilitadores e impeditivos da efetiva o das diretrizes educacionais existentes. Após busca sistemática na Biblioteca Virtual em Saúde - Psicologia (BVS-PSI), com as palavras-chave: professor, educa o inclusiva, intera o, educa o especial, escola, aprendizagem, concep es, deficiência intelectual, media o, desenvolvimento e relacionamento, 29 artigos foram recuperados e lidos na íntegra. Verificou-se um predomínio de autores da área da Psicologia e de coletas de dados realizadas via entrevista e questionário. Os estudos apresentaram concep es sobre deficiência ligadas a características individuais que causam limita es. A falta de apoio de equipe especializada, de materiais didáticos e assistivos, de forma o e preparo foram apontados como principais fatores que dificultam a efetiva o dos princípios inclusivos. A literatura mostra a necessidade de capacita o dos professores. Diante disso, sugerem-se novos estudos sobre a saúde do professor e suas concep es sobre a inclus o escolar, além da necessidade de interven es escolares baseadas na problematiza o dos determinantes sociais e históricos associados às deficiências apresentadas e ao mal-estar docente. Inclusive education has been a challenge for different professionals engaged in promoting the development of students with disabilities. Schools have been an essential place for promoting social, emotional and academic development, because they enable opportunities for experiences that stimulate interaction and mediation of learning of significant content, while contributing towards resilience processes. This study analyzed the content of national studies published between 2000 and 2010 on teachers' conceptions of inclusion of pupils with educational needs and interactions in the context of inclusive education; it also aimed to identify factors that facilitate and hinder effectiveness of educational guidelin
Desejo de educar?/Desire to educate?
Maria Teresa Guimar?es de Lemos,Daniel Revah,Rinaldo Voltolini,Viviane Veras,Regina Maria de Souza,Vanessa Regina de Oliveira Martins,Lílian Cristine Ribeiro Nascimento,Francisca Paula Toledo Monteiro,Márcio Aparecido Mariguela,Adriana Duarte Bonini Mariguela,Adrián Francia Villalba,José Guillermo Milán-Ramos,Nina Virgínia de Araújo Leite,Martina Bailón Goday,Virginia Alonso Sosa,Concei??o Aparecida Costa Azenha,Andréa Cantarelli
ETD : Educa??o Temática Digital , 2007,
Abstract: Podemos reconhecer na atualidade a circula o de um discurso que quer denunciar novos impasses na educa o: as referências mais comuns s o a queda da autoridade simbólica do professor e a redefini o dos lugares educador-aluno (operando neste último uma identifica o aos direitos de consumidor ou usuário). A análise apresentada aqui, que n o se preocupa em estabelecer o caráter de verdade ou falsidade dos enunciados desse discurso, mas sim com o de suas conseqüências, prop e que ele seja entendido como uma “queixa” ou “demanda” (utilizando-se a no o lacaniana do termo). Como toda demanda, ele desconhece a falta que a produz. O texto prop e analisar esta falta/impossível que habita a prática educativa, tomando primeiramente a concep o freudiana de educa o e, em segundo lugar, a positividade lógica desses termos no ensino de Lacan. It is possible to recognize nowadays the circulation of a discourse that aims at denouncing new impasses in education. Most commonly mentioned are the fall of the teacher’s symbolic authority and the need to redefine the positions educator-student (acting on the later na identification with user’s and consumer’s rights). The analysis presented here, which is not concerned with establishing either the truth or the falsehood of those utterances, but with their consequences, argues that such discourse should be understood as a “complaint” or as a “demand” (in the Lacanian sense of the term). The paper aims at analysing such as a lack/impossible inhabiting educational practice, by taking at first the Freudian conception of education and, secondly, the logical positiveness of those terms in Lacan. Keywords Discurso --- Demanda --- Desejo --- Educa o --- Falta --- Impossível --- Discourse --- Demand --- Desire --- Education --- Lack --- Impossible
Sobre o desejo em Thomas Hobbes  [cached]
Fernando Rodrigues Montes D'Oca
Revista Thema , 2011,
Abstract: O objetivo deste artigo é explicar o papel do desejo na filosofia política do filósofo inglês Thomas Hobbes. Para tanto, o presente estudo prop e-se apresentar: i. a raz o por que Hobbes reivindica o desejo à política, i.a) tratando da teoria da conserva o do movimento, de Galileu Galilei, e i.b) da felicidade como um sucesso contínuo na obten o dos objetos de desejo; e ii. o papel do desejo no estado de natureza, já que este é determinante tanto para ii.a) a entrada do homem no estado de guerra quanto ii.b) para a saída deste estado.
COMPETENCIAS DOCENTES  [cached]
José Tejada Fernández
PROFESORADO , 2009,
Abstract: El presente artículo centra la atención en las competencias docentes. Se parte de la diversidad de contextos y escenarios de actuación que dan pie a otros tantos perfiles profesionales docentes. De ahí la necesidad de concreción de una familia profesional y la caracterización de las competencias profesionales de algunos perfiles profesionales. También se reflexiona sobre algunas de las implicaciones de este abordaje de competencias sobre la formación de los profesionales de la formación.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.