oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
PESQUISA E PóS-GRADUA O EM TURISMO NO BRASIL  [cached]
Elisabeth Kyoko Wada
Revista Iberoamericana de Turismo , 2011,
Abstract: Ponto de Vista sobre a Pesquisa e Pós-Gradua o em Turismo no Brasil para o lan amento do primeiro número da Revista Iberoamericana de Turismo – RITUR. Participar do nascedouro de um periódico científico é sempre um privilégio. Os editores, além da responsabilidade de fazê-lo seguir adiante, buscam o ambicioso objetivo de contribuir com o avan o das pesquisas de uma área de conhecimento. Quando tal área é o Turismo, como esta instigante iniciativa da RITUR, com abrangência transnacional, há desafios adicionais colocados pela necessidade da compreens o inter, trans e multidisciplinar dos estudos em Turismo. Algumas das reflex es aqui apresentadas fizeram parte da conferência apresentada na 62a Reuni o Anual da SBPC, realizada em 2010, com o tema “Ciência e Turismo: Estado da Arte e agenda de pesquisa”.Nesse contexto, é sempre relevante considerar as quest es éticas, a gera o de conhecimento, de inova o e de tecnologias, temas recorrentes na Associa o de Pesquisa e de Pós-Gradua o em Turismo – ANPTUR, tanto nas discuss es rotineiras quando nos seminários anuais. Iniciativas como o lan amento da RITUR, com a integra o da Universidade Federal de Alagoas (BRASIL) e a Universitat de Girona (ESPA A) servem como inspira o para que se possa extravasar a produ o científica e, sobretudo, promover o intercambio de ideias com pesquisadores de diferentes regi es e países.
A pesquisa em epidemiologia no Brasil  [cached]
Guimar?es Reinaldo,Louren?o Ricardo,Cosac Silvana
Revista de Saúde Pública , 2001,
Abstract: Descreve-se a pesquisa em epidemiologia no Brasil na atualidade. Utiliza várias fontes secundárias de dados, com ênfase na vers o 4.0 do Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil (2000) do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico). O critério para o reconhecimento de grupo integrante da massa crítica em epidemiologia foi o desenvolvimento, pelo menos, de uma linha de pesquisa nessa subárea, conforme definido pelo líder do grupo. Foi identificado o universo da pesquisa epidemiológica, que se constituiu de 176 grupos e 320 linhas de pesquisa. Foram apresentadas e discutidas as rela es entre o financiamento para a pesquisa, tendo como foco os programas de pós-gradua o incluídos no sistema Capes (Coordena o de Aperfei oamento de Pessoal do Ensino Superior), e as pesquisas em saúde, em saúde coletiva e epidemiologia, a capacidade instalada de pesquisa em epidemiologia, sua distribui o geográfica e institucional, os pesquisadores e os estudantes que participam diretamente das linhas de pesquisa, os temas de pesquisa, os padr es de divulga o de resultados das pesquisas e os periódicos em que s o publicados os artigos completos.
Educa o Especial e avalia es em larga escala no município de Sobral (CE)  [cached]
Ana Paula Lima Barbosa Cardoso,Rita de Cássia Barbosa Paiva Magalh?es
Revista Educa??o Especial , 2012, DOI: 10.5902/1984686x6535
Abstract: http://dx.doi.org/10.5902/1984686X6535 Este artigo objetiva discutir e analisar a participa o dos alunos com deficiência da rede pública de ensino do município de Sobral-CE nos processos de avalia o em larga escala desenvolvidos naquele contexto. Decorre de um estudo de caso, de abordagem qualitativa, realizado no ambito da Secretaria de Educa o municipal e em duas escolas, de maior e menor resultados no IDEB (2009). Os instrumentos de coleta de dados: análise de documentos, entrevista e observa o; e como procedimento de tratamento, a análise de conteúdo. O referencial teórico discute a avalia o em larga escala no contexto brasileiro em articula o com a literatura sobre a avalia o dos processos de ensino destinados aos alunos com deficiência. S o descritos o panorama da educa o sobralense em geral e, ainda, dados sobre a educa o especial. Os resultados da investiga o discutem dois processos de avalia o em larga escala ocorridos naquela municipalidade: avalia o municipal e a Prova Brasil. No tocante ao primeiro, os sujeitos da pesquisa afirmam a participa o dos alunos com deficiência mediante um mecanismo que impede que os resultados desses alunos prejudiquemos demais; s o as denominadas “crian as da margem”. Na Prova Brasil, os sujeitos informaram novamente a participa o desses alunos no teste nacional. Criticaram a adequa o daquele instrumento para avaliar esse alunado específico, sugerindo a necessidade de desenvolvimento de instrumentos mais “pertinentes”. Por fim, infere-se que a avalia o em larga escala coloca em xeque o processo de escolariza o vivenciado pelo alunado com deficiência de Sobral-CE, mostrando os desafios e as dificuldades das a es de inclus o escolar propostas naquela rede. Palavras-chave: Educa o especial; Avalia o em larga escala; Educa o inclusiva.
EDUCA O DO CAMPO: CONTEXTO E DESAFIOS DESTA POLíTICA PúBLICA
Antonio Munarim,Geraldo Augusto Locks
Olhar de Professor , 2012, DOI: 10.5212/olharprofr.v.15i1.0006
Abstract: This text discusses the rural context and Rural Education Policies in Santa Catarina, Brazil. The discussion draws on joint research conducted by researchers from the Federal University of Santa Catarina and the University of the Santa Catarina Plateau. The term “Education for Rural Populations”, a recent term in Brazil, has a politico-pedagogical connotation engendered in the National Movement for Rural Education to distinguish it from the concept of “rural education”, which prevails in Brazilian education. Rural education ignores the diversity, specificity and complexity of the subjects who live and work in the countryside. The Movement for Rural Education seeks to recognize and strengthen the enhances their identities. However, many challenges emerge when it comes to local implementation of the formal achievements of the Movement in the context of the Union. This paper gives special attention to the analysis of two main challenges: the cultural context of rural populations and the operationalization of a state policy to ensure the right to education of rural populations. Concerning the first challenge, it is observed that there is a cultural ethos in which one can identify different values and principles that guide choices, life projects, conceptions of space rural / urban, that have a big impact, for example, in the succession of generations in family units. In relation to the second challenge, it is observed that in addition to technical limitations in the management of public affairs, conformation of the political-legal Brazilian state acts in opposition to the social realization of the right to education. Resumo: Este texto busca refletir o contexto do campo e das políticas de educa o do campo de Santa Catarina. A reflex o se inspira em pesquisa conjunta realizada por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina e da Universidade do Planalto Catarinense. A express o educa o do campo, recente no Brasil, tem uma conota o político-pedagógica engendrada no Movimento Nacional de Educa o do Campo para se distinguir do conceito educa o rural, prevalecente na educa o brasileira. A educa o rural desconsidera a diversidade, especificidade e complexidade dos sujeitos que vivem e trabalham no campo. O Movimento de Educa o do Campo procura reconhecer e fortalecer o processo de resistência e emancipa o dos povos do campo na luta pelo direito a uma educa o que lhes valorize as identidades. Contudo, quando se trata da operacionaliza o local das conquistas formais do movimento dadas no ambito da Uni o, emergem muitos desafios. Neste trabalho
A pesquisa em saúde e os objetivos do milênio: desafios e oportunidades globais, solu es e políticas nacionais
Morel Carlos M.
Ciência & Saúde Coletiva , 2004,
Abstract: Saúde, ciência e tecnologia s o requisitos para o desenvolvimento econ mico e social. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio da ONU para 2015 representam um imenso desafio para os países em desenvolvimento. Esses países ter o de organizar sistemas de pesquisa em saúde baseados em prioridades sanitárias e assegurar a incorpora o dos resultados às políticas e a es de saúde. Avan os na área biomédica, em particular em gen mica, abrem novas oportunidades, mas imp em desafios adicionais. O Brasil, possuidor de um forte parque industrial e uma vigorosa comunidade científica, tem capacidade para desenvolver um sistema de pesquisas em saúde capaz de contribuir efetivamente para o cumprimento das metas da ONU.
Informática na pesquisa em enfermagem  [PDF]
Sayonara de Fátima Faria Barbosa,Grace Teresinha Marcon Dal Sasso
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2009,
Abstract: possibilidades e desafios no avan o do conhecimento em enfermagem, apesar de ainda serem pouco utilizadas.Diante da complexidade que envolve o conhecimento em Informática em Enfermagem, este artigo objetivadescrever as estratégias e as aplica es da informática na pesquisa em enfermagem; apresentar os principaisrecursos disponíveis de informática para a pesquisa em saúde e enfermagem; estimular o desenvolvimento denovos estudos na área bem como o estabelecimento de uma agenda de pesquisa para consolida o dainformática em enfermagem no Brasil. Conclui com a importancia em estimular o desenvolvimento de novosestudos na área e contribuir no estímulo para consolidar a informática na pesquisa em enfermagem no Brasil apartir do estabelecimento de uma agenda nacional de pesquisa.
Da utopia tecnológica aos desafios da política científica e tecnológica: o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (1947-1967)
Botelho Antonio José Junqueira
Revista Brasileira de Ciências Sociais , 1999,
Abstract: Partindo do suposto de que o esfor o industrializante do Estado Novo foi acompanhado por um esfor o de moderniza o técnica das For as Armadas, o artigo postula que a entrada do Brasil na Segunda Grande Guerra deu um novo impulso a essa moderniza o, dada a influência do novo modelo institucional norte-americano nas novas iniciativas militares no campo tecnológico. Nesse contexto, um grupo de oficiais engenheiros do recém-criado Ministério da Aeronáutica, buscando aprender a partir dos erros tanto da industrializa o corrente quanto da moderniza o técnica do passado, lan aria o projeto de cria o de um instituto de ensino e pesquisa em Engenharia, que deu origem ao Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) - a primeira institui o do futuro Centro Técnico da Aeronáutica (CTA) -, o qual viria a ter um impacto revolucionário no ensino superior praticado no país e, sobretudo, na constru o do imaginário tecnológico brasileiro. Procura mostrar que a gênese e a experiência inicial do ITA/CTA trazem, ainda hoje, ensinamentos valiosos para elucida o de dilemas e desafios da atual política científica e tecnológica nacional.
Coopera o interprofissional e a Reforma Sanitária no Brasil: implica es para o modelo de aten o à saúde Interprofessional collaboration and the Brazilian Sanitary Reform: implications for delivery of healthcare  [cached]
Caroline Guinoza Matuda,Dulce Maria de Lucena Aguiar,Paulo Fraz?o
Saúde e Sociedade , 2013,
Abstract: As transforma es sanitárias, sociais e econ micas ocorridas no Brasil recolocaram antigos problemas e introduziram outros novos para a área de recursos humanos em saúde. Entre os desafios inéditos, destacam-se aqueles decorrentes da implementa o de estratégias de reorienta o do modelo de aten o à saúde que exigem intensifica o dos processos de intera o profissional. O objetivo deste artigo foi sistematizar os conhecimentos relativos à coopera o interprofissional como um objeto de pesquisa, destacando sua relevancia para a compreens o das rela es entre os trabalhadores na produ o do cuidado no contexto da reforma do sistema de saúde brasileiro. Aspectos históricos que marcaram as reformas do setor saúde no mundo, e no Brasil em particular, foram apresentados. Tomando-se por base os conhecimentos produzidos por estudos de revis o sobre o assunto, foram sistematizados aspectos que conformam a teoria sobre a coopera o interprofissional com foco nas defini es, nos modelos teóricos e nos resultados observados. Para superar as dificuldades impostas pela necessidade de tornar a aten o à saúde mais efetiva, eficiente e equitativa, é indicada uma abordagem dirigida à compreens o dos processos e das rela es imbricadas no problema que considere os profissionais como agentes atuantes, dotados de uma prática interessada, admitindo-se que tanto os esquemas de percep o como as organiza es e a estrutura possuem gênese social. A compreens o das for as que orientam o conflito e a coopera o interprofissional pode subsidiar a formula o de estratégias para melhorar a produ o do cuidado no ambito do sistema de saúde no Brasil. The social, economic and sanitary changes in Brazil reinserted earlier problems and brought news ones for the health human resources area. Among the new challenges, it is important to underline those implicated to reorientation strategies of the health care model which has required more intensive process of professional interaction. The aim of this article was to review the knowledge related to interprofessional collaboration as a research issue highlighting its importance for understanding of the relations among workers in the production of care within Brazilian health system. Historical characteristics that marked the health sector reforms in the world and particularly in the Brazil were summed up. Based on review studies, knowledge about interprofessional collaboration were summarized focusing definitions, theoretical models and the observed results. An approach directed to comprehension of process and relations implicated to the pr
Epidemiologia e Saúde Coletiva no Brasil: desafios para a forma??o em pesquisa
Aquino, Estela Maria;
Revista Brasileira de Epidemiologia , 2008, DOI: 10.1590/S1415-790X2008000500016
Abstract: epidemiological research has been growing markedly in brazil, which can be partly attributed to the expansion of graduate training. changes in the evaluation of programs, combining quality and efficiency, have posed challenges for research training, driving the development of many teaching strategies. this paper intends to debate the proposal of the "research consortium" of the graduate epidemiology program of pelotas federal university, highlighting some educational implications of this model and presenting, in contrast, the strategy adopted by the graduate collective health program of bahia federal university for training on epidemiological research. i have tried to set the context for the debate by outlining a brief background of brazilian epidemiology, describing its main features in terms of development, and identifying the potential of home surveys as a health diagnosis tool to support public policies. after addressing the main advantages and limits of the models adopted in two important centers of epidemiological education and research in brazil, i conclude by raising some issues that are challenges for graduate research education today.
Pesquisa aplicada em linguagem: alguns desafios para o novo milênio  [cached]
Faraco Carlos Alberto
DELTA: Documenta??o de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada , 2001,
Abstract: Faz-se uma leitura crítica de modos hegem nicos de conceber a linguagem verbal em lingüística como ponto de partida para uma reflex o sobre alguns desafios para o futuro das pesquisas aplicadas em linguagem.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.