oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Homero e a filologia clássica
Friedrich Nietzsche
Princípios : Revista de Filosofia , 2006,
Abstract: Tradu o, apresenta o e notas referentes ao Discurso inaugural proferido por Nietzsche em 28 de maio de 1869 na Aula da Universidade da Basiléia, por ocasi o da sua posse da cátedra de Filologia Clássica. Extraído de “Homer und die klassische Philologie”, in: NT/GT, op. cit., p. 1-25. [Tradu o de Juan A. Bonaccini, Professor adjunto do departamento de Filosofia da UFRN.]
Gradua o médica e especializa o: uma incompatibilidade aparente
Stella R.C.R.,Goldenberg P.,Gomes M.H. de A.,Goihman S.
Revista da Associa??o Médica Brasileira , 1997,
Abstract: OBJETIVO. Este artigo apresenta resultados parciais da pesquisa, desencadeada a partir de 1989, de avalia o continuada do ensino de gradua o médica da Escola Paulista de Medicina (EPM), com a qual se implantou amplo processo de avalia o institucional. METODOLOGIA. O estudo, de base amostral, envolve o levantamento de expectativas e opini es de docentes, alunos e egressos, constituindo três subprojetos específicos. RESULTADOS. Os autores chamam a aten o para n o-terminalidade da forma o médica na EPM, levando em conta que os egressos n o entram no mercado de trabalho ao final da gradua o. CONCLUS O. Este resultado aponta para a necessidade de reflex o em torno do significado da n o-terminalidade por referência ao longo processo de forma o médica. Neste caso, a característica apontada n o está associada à ausência de qualidade e, sim, à incorpora o, no currículo de gradua o, do desenvolvimento de técnicas e procedimentos profissionais que conduzem à inexorável especializa o do conhecimento, atingida somente por meio de forma o pós-graduada.
O reto-romanico: unidade e fragmenta o  [cached]
Mário Eduardo Viaro
Caligrama : Revista de Estudos Romanicos , 2009,
Abstract: Resumo: Os manuais de linguística ou filologia romanica costumam incluir o reto-romanico como uma das principais línguas neolatinas, ao lado do português, espanhol, francês, italiano e romeno. No entanto, tal denomina o refere-se na verdade a um conjunto extremamente heterogêneo de línguas, com uma profunda fragmenta o dialetal. Acresce-se a isso o recente problema da padroniza o da norma escrita. Este artigo pretende especificamente apresentar a situa o linguística atual dos Gris es e o problema da convivência do romanche com os dialetos alem es e o italianos. Palavras-chave: Reto-romanico; dialetologia; contato linguístico. Resumen: Los manuales de linguística o filología románica costumbran incluir el reto-románico como una de las principales lenguas neolatinas, al lado del portugués, espa ol, francés, italiano y rumano. Pero tal denominación se refere en la realidad a un conjunto extremamente heterogéneo de lenguas, con una profunda fragmentación dialectal. Se a ade a eso el reciente problema de la estandarización de la norma escrita. Este artículo pretende especificamente presentar la situación linguística actual de los Grisones y el problema de la convivencia del romanche con los dialectos alemanes e italianos. Palabras-clave: Reto-románico; dialectología; contacto linguístico. Abstract: Raeto-Romance is usually included, as well as Portuguese, Spanish, French, Italian and Rumanian, among the main Neolatin languages in the handbooks about Romance Philology or Linguistics. However, an extremely heterogeneous set of very different languages, with a huge dialect splitting is meant by such denomination. The problem is also increased with the recent standardization of the written language. The current linguistic situation of the Grisons is specifically dealt in this paper, as well as the coexistence of the Rumantsch language together with the German and the Italian dialects. Keywords: Rhaeto-Romance; dialetology; linguistic contact.
PESQUISA E PóS-GRADUA O EM TURISMO NO BRASIL  [cached]
Elisabeth Kyoko Wada
Revista Iberoamericana de Turismo , 2011,
Abstract: Ponto de Vista sobre a Pesquisa e Pós-Gradua o em Turismo no Brasil para o lan amento do primeiro número da Revista Iberoamericana de Turismo – RITUR. Participar do nascedouro de um periódico científico é sempre um privilégio. Os editores, além da responsabilidade de fazê-lo seguir adiante, buscam o ambicioso objetivo de contribuir com o avan o das pesquisas de uma área de conhecimento. Quando tal área é o Turismo, como esta instigante iniciativa da RITUR, com abrangência transnacional, há desafios adicionais colocados pela necessidade da compreens o inter, trans e multidisciplinar dos estudos em Turismo. Algumas das reflex es aqui apresentadas fizeram parte da conferência apresentada na 62a Reuni o Anual da SBPC, realizada em 2010, com o tema “Ciência e Turismo: Estado da Arte e agenda de pesquisa”.Nesse contexto, é sempre relevante considerar as quest es éticas, a gera o de conhecimento, de inova o e de tecnologias, temas recorrentes na Associa o de Pesquisa e de Pós-Gradua o em Turismo – ANPTUR, tanto nas discuss es rotineiras quando nos seminários anuais. Iniciativas como o lan amento da RITUR, com a integra o da Universidade Federal de Alagoas (BRASIL) e a Universitat de Girona (ESPA A) servem como inspira o para que se possa extravasar a produ o científica e, sobretudo, promover o intercambio de ideias com pesquisadores de diferentes regi es e países.
A pós-gradua o em Psicologia: história e perspectiva
Ilka Franco Ferrari,Maria Ignez Costa Moreira
Psicologia em Revista , 2009,
Abstract: Este artigo trata da trajetória das pós-gradua es lato e stricto sensu no Instituto de Psicologia. Apresenta a experiência pioneira da Residência em Psicologia (1992-1996), o Mestrado Interinstitucional realizado pelo Programa de Pós-gradua o em Psicologia da UFRJ, e a implanta o e consolida o do Mestrado em Psicologia (2003), e a perspectiva de amplia o do Programa de Pós-gradua o, com a inclus o do Doutorado em Psicologia. Essas experiências s o analisadas à luz do contexto histórico da PUC Minas e da Psicologia brasileira, nos campos da forma o e do exercício profissional
A universidade, suas miss es e crises: a importancia da pós-gradua o, a pós-gradua o em direito  [cached]
Ricardo César Pereira Lira
Scientia Iuris , 1997,
Abstract: The approach to this essay is related to the University, it’s mission and crises, focusing the problems and perspectives of the post graduation in the area of the law studies. It’s nuclear discussion refers to the nature and goals of the post graduation nowadays, including the difficulties to research, the professional master degree, the post graduation curriculum, the relation between the graduation and the post graduation curses and finally the criteria used by CAPES. A Universidade, suas miss es e suas crises configura a abordagem inaugural deste estudo, que, como tema central focaliza os problemas e perspectivas da pós-gradua o na área do direito. A discuss o nuclear refere a natureza e fins da pós-gradua o em nossos dias, encerrando as dificuldades da pesquisa, o mestrado profissional, o currículo na pós-gradua o, e articula o da gradua o com a pós e finalmente a quest o dos critérios da CAPES.
Pós-gradua o no Brasil e nos Estados Unidos: uma análise comparativa
Verhine, Robert E.
Educa??o , 2008,
Abstract: Este artigo compara a pós-gradua o (PG) no Brasil e Estados Unidos de modo a demonstrar que o mestrado e o doutorado brasileiros n o s o cópias de programas americanos e francês, ajustados às circunstancias brasileiras. O trabalho descreve esseis dois modelos, relata as experiências históricas americana e brasileira em rela o à pós-gradua o e discute fatores que diferenciam programas de PG nos dois países. Na conclus o, o autor afirma que o modelo "híbrido" desenvolvido no Brasil integra com êxito dois modelos tradicionais de forma complementar, produzindo sinergiais valiosas.
Tradi es e contradi es da pós-gradua o no Brasil
Santos Cássio Miranda dos
Educa??o & Sociedade , 2003,
Abstract: O presente artigo discute o modelo brasileiro de pós-gradua o. Dentre vários aspectos s o enfocados o caráter dependente dos cursos de mestrado no tocante à produ o científica e a forte influência do modelo norte-americano de pós-gradua o na estrutura o do modelo brasileiro. é tratada também a problemática da incompatibilidade dos títulos pós-graduados conseguidos no Brasil e em institui es estrangeiras, assim como a quest o do rigor dos mestrados acadêmicos brasileiros cujas exigências s o compatíveis com doutorados de outros países.
O CURRíCULO DE DIREITOS HUMANOS NO ENSINO SUPERIOR E NA PóS-GRADUA O  [cached]
Maria Luiza P. de Alencar Mayer Feitosa
Revista Espa?o do Currículo , 2009,
Abstract: A inclus o da disciplina Direitos Humanos na estrutura dos currículos representa uma proposta plural de a o educativa e prática pedagógica, ao mesmo tempo intercultural, interdiscursiva e interdisciplinar. A temática dos direitos humanos n o se resolve com a simples introdu o de um conteúdo programático novo na grade curricular das escolas, nem mesmo com a cria o de um novo curso de gradua o ou de pós-gradua o em Direitos Humanos. Para assegurar o oferecimento de uma estrutura educacional que funcione como garantia e promo o de direitos humanos, é preciso compreender que os direitos humanos constituem, por si, uma ideologia educativa. Implica repensar o currículo, a institui o educacional e as políticas educativas, como um todo.
Resumos de Teses e Disserta es defendidas no Programa de Pós-Gradua o em Educa o Matemática - UNESP/Rio Claro  [cached]
Programa Pós Gradua??o Educa??o Matemática -UNESP
Bolema: Boletim de Educa??o Matemática , 2011,
Abstract: Resumos de Teses e Disserta es defendidas no Programa de Pós-Gradua o em Educa o Matemática - UNESP/Rio Claro - 2010 e 2011.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.