oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
A reestrutura o das telecomunica es e os sindicatos  [cached]
Larangeira S?nia M. Guimar?es
Revista Brasileira de Ciências Sociais , 2003,
Abstract: Este artigo examina os desafios impostos aos sindicatos de telecomunica es - cuja influência marcou mundialmente as condi es de emprego e de trabalho no setor - após as mudan as ocorridas com a quebra dos monopólios e a libera o dos mercados. O estudo detém-se nos casos do Brasil e dos Estados Unidos, com referências aos casos britanico e alem o. O objetivo é responder à quest o: quais as conseqüências das mudan as recentes para os sindicatos de telecomunica es, crise ou renova o? A autora apresenta dados que evidenciam as estratégias desenvolvidas pelos sindicatos ante as dificuldades presentes, concluindo que, apesar de negativamente afetados pelas mudan as, eles reagem criando novas estratégias de a o. Embora isso n o lhes restitua a antiga influência, torna a crise prevista mais distante. Ademais, a autora discute as diferen as, provenientes de arranjos institucionais próprios, na forma como os sindicatos s o afetados.
Do sólido ao fluido: contradi??o organizacional e paradoxo na reconstru??o de identidade
Ghadiri, Djahanchah (Sacha) P.;Davel, Eduardo;
RAE eletr?nica , 2006, DOI: 10.1590/S1676-56482006000100010
Abstract: in order to stimulate new understandings on paradox and discursive contradictions, this research examines how identity is formed and transformed in and around organization settings. it develops a conceptual scheme in which identity is constructed and reconstructed from perceived and evoked images, texts, affects, judgments and situations expressing something about ourselves and people we interact with. it also provides an illustration of the framework based on fictional events inspired by the study of a company in the furniture sector. broadly, this examination assumes that identity in organizations can be better understood if we pay more attention to the identity (re)construction process at an individual and interpersonal level of analysis. our research suggests that a better understanding of identity (re)construction at this level may profitably (a) challenge the way identity in organizations has been (traditionally and theoretically) approached; (b) illuminate processes of identity reflexivity, regulation and intervention by organizational members in everyday life at work and (c) stimulate new understandings on how some common paradox and discursive contradiction, appearing in organizational life, are related to identity.
Reconstru o e valida o de um inventário de socializa o organizacional
Livia de Oliveira Borges,Fábio Henrique Vieira de Cristo E Silva,Simone Lopes de Melo,Alessandra Silva de Oliveira
Revista de Administra??o Mackenzie , 2010,
Abstract: Planejou-se a presente pesquisa com o objetivo de reconstruir e validar um questionário de socializa o organizacional para funcionários do setor público. Partiu-se de questionário de socializa o organizacional já validado anteriormente, confrontando-o com revis o da literatura, que revelou, nos últimos 15 anos, maior ênfase na proatividade dos indivíduos, bem como na importancia atribuída ao acesso a informa es. Para reconstruir os itens do Inventário de Socializa o Organizacional, explorou-se a linguagem de servidores em entrevistas prestadas a estudo antecedente. Reconstruíram-se os itens, tendo em vista mensurar oito fatores hipotéticos da socializa o organizacional: competência, proatividade, qualifica o, objetivos e valores organizacionais, história da organiza o, políticas, domínio da linguagem e integra o com pessoas. O novo instrumento ficou com 54 itens e foi aplicado a 903 servidores públicos de duas institui es públicas. As respostas aos questionários foram submetidas à análise fatorial (técnica dos eixos principais e com rota o oblíqua), tendo sido encontrados sete fatores: Acesso às Informa es (a = 0,78; r2 = 0,24); Competência e Proatividade (a = 0,81; r2 = 0,06); Integra o com as Pessoas (a = 0,81; r2 = 0,06); N o Integra o com a Organiza o (a = 0,70; r2 = 0,04); Qualifica o Profissional (a = 0,71; r2 = 0,03); Objetivos e Valores Organizacionais (a = 0,81; r2 = 0,03); e Linguagem e Tradi o (a = 0,83; r2 = 0,03). A estrutura fatorial encontrada corrobora parcialmente o conjunto de fatores hipotéticos e sugere que o questionário apresenta validade e consistência satisfatória, sendo melhor do que o anteriormente disponível.
Rumo a uma adapta o contínua às tecnologias de informa o: o papel da identidade organizacional empreendedora
Patricia j. Palma,Miguel Pina e Cunha,Miguel P. Lopes
Revista Gest?o & Tecnologia , 2005,
Abstract: Da aplica o da perspectiva estruturalista ao campo das tecnologias da informa o, a adapta o tecnológica passa a constituir um processo contínuo, que acompanha todo o ciclo de vida das tecnologias. No entanto, em alguns estudos, a adapta o continua a ter lugar num período limitado no tempo, terminando pouco tempo após a implanta o das tecnologias. Atendendo à importancia que o contexto organizacional pode apresentar na utiliza o das tecnologias, o presente artigo tem como objectivo estudar o papel da identidade organizacional empreendedora na reinven o contínua das tecnologias da informa o nas organiza es. Por meio da partilha de uma identidade organizacional empreendedora os indivíduos desenvolvem uma atitude mais proactiva e antecipatória na utiliza o das tecnologias, o que conduz a reajustamentos contínuos da tecnologia, de encontro às necessidades dos utitizadores e da organiza o. Para a estimula o desta utiliza o empreendedora da tecnologia, o artigo avan a com três factores essenciais ao desenvolvimento de uma identidade organizacional empreendedora: a lideran a autêntica, a cultura de aprendizagem e o feedback dos grupos de interesse. O artigo termina com direc es para futuras investiga es.
Rumo a uma adapta o contínua às tecnologias de informa o: o papel da identidade organizacional empreendedora
Patricia j. Palma,Miguel Pina e Cunha,Miguel P. Lopes
Revista Gest?o & Tecnologia , 2010,
Abstract: Da aplica o da perspectiva estruturalista ao campo das tecnologias da informa o, a adapta o tecnológica passa a constituir um processo contínuo, que acompanha todo o ciclo de vida das tecnologias. No entanto, em alguns estudos, a adapta o continua a ter lugar num período limitado no tempo, terminando pouco tempo após a implanta o das tecnologias. Atendendo à importancia que o contexto organizacional pode apresentar na utiliza o das tecnologias, o presente artigo tem como objectivo estudar o papel da identidade organizacional empreendedora na reinven o contínua das tecnologias da informa o nas organiza es. Por meio da partilha de uma identidade organizacional empreendedora os indivíduos desenvolvem uma atitude mais proactiva e antecipatória na utiliza o das tecnologias, o que conduz a reajustamentos contínuos da tecnologia, de encontro às necessidades dos utitizadores e da organiza o. Para a estimula o desta utiliza o empreendedora da tecnologia, o artigo avan a com três factores essenciais ao desenvolvimento de uma identidade organizacional empreendedora: a lideran a autêntica, a cultura de aprendizagem e o feedback dos grupos de interesse. O artigo termina com direc es para futuras investiga es.
Identidade organizacional
Caldas, Miguel P.;Wood Jr., Thomaz;
Revista de Administra??o de Empresas , 1997, DOI: 10.1590/S0034-75901997000100002
Abstract: in this theoretical article, the authors revisit the concept of identity, proposing the better understanding of its complexity, as well as its broa der use in organizational analysis. while exploring the origins of the concept and the trends of its evolution through several fields of knowledge, the authors develop a conceptual framework, which differentiates the many existing perspectives on identity based on two key dimensions: the focal object dimension and the observation dimensiono the former distinguishes the object to which the concept is applied (e.g., an individual, a group, an organization etc.); the latter differentiates how identity is observed (from the innerly observed - self - to the externally observed - image). the combination of these two dimensions defines several quadrants, in which it is possible to portrait the different existing perspectives on identity. at last, the model is expanded with a third dimension (the identity definition), which debates the basic foundations of the concept: of this being something central, distinctive and enduring.
Complexity and identity reconstruction in second language acquisition Complexidade e reconstru o de identidade na aquisi o de segunda língua
Liliane Assis Sade
Revista Brasileira de Linguística Aplicada , 2009,
Abstract: The participation of the individual in different discursive practices contributes to the social formation of identity which is not only constituted, but also, fractalized and emerged via discourse. Taking the concept of polyphony, proposed by Bakhtin (1981, 1986), this work intends to discuss the social formation of the self and the emergence of multiple identities through the perspective of Complexity Theory. Borrowing the concepts of attractors, bifurcation points and fractals from Chaos Theory, and relating them to identity issues, this paper shows how the acknowledgement of identity as a complex/chaotic system can be useful to a deeper understanding of the language acquisition process. Some narratives of AMFALE project are used in order to exemplify the theoretical issues proposed. A participa o do indivíduo em diferentes práticas discursivas contribui para a forma o social da identidade que n o apenas se fractaliza, mas emerge via discurso. Tomando-se o conceito de polifonia proposto por Bakhtin (1981, 1986), este trabalho pretende discutir a forma o social do eu e a emergência de múltiplas identidades pela perspectiva da Teoria da Complexidade. Fazendo uso dos conceitos de atratores, pontos de bifurca o e fractais da Teoria do Caos e relacionando-os às quest es de identidade, este artigo procura demonstrar como o reconhecimento da identidade como um sistema complexo e caótico pode ser útil para um entendimento mais profundo do processo de aquisi o de línguas. Algumas narrativas do projeto AMFALE s o usadas para ilustrar os pontos teóricos propostos.
Comunica o organizacional e pressupostos da comunica o integrada: a experiência em uma universidade na implementa o/reestrutura o do jornal institucional  [cached]
Cassiana Maris Lima Cruz
Conex?o : Comunica??o e Cultura , 2007,
Abstract: A gest o da comunica o organizacional precisa considerar a cultura da organiza o, para que ent o elabore o planejamento estratégico comunicacional. A comunica o, nessa perspectiva, tem importancia fundamental uma vez que se torna o meio condutor pelo qual a organiza o constrói/desconstrói e perpetua sua imagem. Nesse sentido, este estudo tem por objetivo resgatar as teorias referentes à comunica o organizacional e os pressupostos da comunica o integrada, bem como relata a experiência de uma universidade no Rio Grande do Sul quando implementou/reestruturou o jornal institucional. O relato demonstra, claramente, que a institui o n o possui políticas de comunica o definidas. Para fins de constru o do arcabou o teórico que norteou este estudo, foram considerados os conceitos produzidos por Kunsch (2003); Bueno (2003), dentre outros pesquisadores do tema.
A reestrutura??o das telecomunica??es e os sindicatos
Larangeira, S?nia M. Guimar?es;
Revista Brasileira de Ciências Sociais , 2003, DOI: 10.1590/S0102-69092003000200005
Abstract: the article discusses the challenges faced by the telecommunication unions - which had an important role worldwide in influencing the industry's work and employment conditions - after market liberalization. the analysis focuses on brazil and the united states, and brief references are made to both the german and the british cases. the objective is answering the question: which have been the consequences for telecommunication unions since the recent changes in the industry - crisis or renovation? evidence shows that unions are developing new strategies to cope with current difficulties. the conclusion is that despite being negatively affected, unions are creating new strategies that, although incapable of bringing back the past influence, have been able to keep away the so-called anticipated crisis. the different responses of unions are attributed to different institutional arrangements.
Análise sobre a inova o no ambiente de trabalho de empresa de telecomunica es  [PDF]
Oliveira, Leonardo Rocha de,Mendel, Neusa Maria Francisco
Análise , 2010,
Abstract: O atual contexto de mudan as sociais, políticas, econ micas e tecnológicas tem levado organiza es a enfrentarem o desafio permanente de adequa o às novas demandas do mercado global, exigindo revis es e atualiza es constantes no ambiente organizacional. A capacidade de inovar, como competência organizacional, tem papel estratégico para empresas que buscam vantagens competitivas sobre a concorrência. O objetivo deste trabalho é de analisar a percep o dos profissionais da área comercial de uma empresa de telecomunica es sobre a realidade de trabalho frente a fatores determinantes de inova o organizacional. O trabalho foi desenvolvido como uma pesquisa exploratória para a elabora o do instrumento e descritiva com estudo de caso em empresa de telecomunica es, na qual foi analisada a opini o dos colaboradores sobre a presen a e importancia dos fatores determinantes de inova o organizacional na sua realidade de trabalho. Resultados do trabalho indicam que há uma moderada percep o sobre a presen a e elevada percep o sobre a importancia dos fatores determinantes da inova o organizacional presentes no instrumento de pesquisa. As conclus es indicam que o instrumento presente neste trabalho pode auxiliar empresas a identificar os fatores para priorizar investimentos para criar um ambiente propício à inova o. The current context of social, political, economic and technological has led organizations to face challenges of adapting to the new global market demands, requiring constant updates and revisions in the working place. The ability to innovate as organizational competence has a strategic role for companies seeking competitive advantage over the competition. The objective of this work is to analyze the professionals’ perception of a telecom company over the determining factors of organizational innovation. The study presents an exploratory research for developing the instrument and descriptive conducted as a case study in a telecommunications company, in which it was taken the employees’ opinions about the presence and importance of organizational innovation factors in their workplace. Results of this research indicate that there is a moderate perception over the presence and a high perception over the importance for the innovation factors analyzed. Conclusions taken from this work shows that the instrument developed in this research could help companies to identify investment priorities towards creating a favorable workplace for innovation.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.