oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Análise do Desempenho Recente de Fundos de Investimento no Brasil
Nelson Ferreira Fonseca,Aureliano Angel Bressan,Robert Aldo Iquiapaza,Jo?o Paulo Guerra
Contabilidade Vista & Revista , 2007,
Abstract: O estudo analisa o desempenho dos fundos de investimento no Brasil entre maio de 2001e maio de 2006, utilizando como referência a divis o entre fundos de renda fixa e fundos derenda variável. A performance em termos de risco e retorno é avaliada em termos dos índicesde Sharpe e Sortino, sendo ainda os retornos e volatilidades analisados por meio de testes t e F.Os resultados indicam que as duas categorias de fundos n o apresentaram diferen a estatísticasignificativa em termos do retorno médio no período. Entretanto, diferen as na varianciadurante o período analisado levaram a uma melhor rela o risco x retorno para os fundos derenda fixa, fato associado às altas taxas de juros praticadas no mercado brasileiro neste período.
O risco e as estratégias de avalia o dos fundos de investimento de renda variável / El riesgo y las estrategias en la evaluación de los fondos de inversión de renta variable  [cached]
Silvia Bou Ysás
Revista Organiza??es em Contexto , 2006,
Abstract: O objetivo deste trabalho em consiste prop r uma medida de desempenho adaptada para os fundos de investimento de renda variável. As características específicas desse tipo de portfólios induzem a fazer por meio de uma aproxima o baseada no L.M.C., raz o por que o risco total do portfólio é escolhido como medida de risco . Introduz o passivo e as estratégias ativas na análise, o que pode desenvolver uma medida de desempenho, que, além de medir o rendimento pela gerência efetiva, ainda busca-se medir o grau de suposta atividade pelo portfólio a avaliar.
Desempenho das Carteiras de A es de Fundos de Investimento Multimercado Macro no Brasil no Período de 2005 a 2010: uma análise focada na seletividade e no índice de eficiência da DEA  [cached]
Rodrigo Alves de Melo,Marcelo Alvaro da Silva Macedo
Revista de Finan?as Aplicadas , 2012,
Abstract: Este trabalho tem como objetivo analisar o desempenho das carteiras de a es de fundos de investimento da categoria multimercado macro no Brasil no período de abril de 2005 a mar o de 2010 de forma multicriterial. De maneira geral, o estudo busca avaliar: (i) o desempenho global por meio da utiliza o da Análise Envoltória de Dados (DEA); (ii) a performance por meio da análise de seletividade – decomposi o de Fama (1972); (iii) a existência de influências do tamanho, do público-alvo e do perfil de risco desses fundos, e (iv) a existência de rela o entre o indicador de seletividade e o indicador de eficiência da DEA. Apesar dos fundos apresentarem bons resultados em rela o à seletividade, observou-se que apenas quatro das trinta carteiras avaliadas apresentaram eficiência média entre 75 e 100%, enquanto que oito portfólios apresentaram eficiência entre 0 e 25%. N o foram verificadas, de maneira geral, influências significativas das variáveis de controle (tamanho, público-alvo e perfil de risco). Finalmente, foi possível verificar rela o positiva e significativa entre sucesso da estratégia de stock picking e o desempenho obtido pela aplica o da DEA.
Private equity na carteira de investimentos das entidades de previdência privada Private equity in the investment portfolio of private pension plans
Alexsandro Broedel Lopes,Cláudio Vilar Furtado
Revista Contabilidade & Finan?as , 2006, DOI: 10.1590/s1519-70772006000500009
Abstract: Este trabalho visa examinar e discutir o investimento em cotas de fundos de private equity, venture capital e mezaninos, denominados pela, legisla o recente, no Brasil, de fundos de investimento em participa es e em empresas emergentes (FIPs e FIEEs), nos investimentos de entidades de previdência complementar, considerando as características singulares dessa classe de investimentos alternativos (carteira de participa es).
Exchange Traded Funds versus Fundos Indexados no Brasil  [cached]
Elaine Cristina Borges,William Eid Junior,Claudia Emiko Yoshinaga
Revista de Finan?as Aplicadas , 2012,
Abstract: Exchange Traded Funds (ETFs) s o o novo fen meno do mercado financeiro. Em pouco tempo esses fundos negociados em bolsa de valores já representam mais de 5% de todos os fundos mútuos de investimento no mundo, e 50% dos fundos indexados nos EUA. Apesar do sucesso, os ETFs s o recentes e ainda carecem de pesquisa. Esse estudo se prop e a avaliar o desempenho dos ETFs em compara o aos fundos mútuos indexados no Brasil, em termos de rentabilidade e aderência. Por serem ainda mais recentes no Brasil e faltar histórico, foram selecionados 3 ETFs para esse estudo: Ishares Bova CI (BOVA11), Ishares Brax CI (BRAX11) e Ishares Smal CI (SMAL11). De uma maneira geral, os ETFs brasileiros apresentaram rentabilidade superior à dos fundos indexados ao mesmo índice, o que está em linha com as taxas de administra o reduzidas que os gestores de ETFs conseguem praticar, além do fato dos custos de transa o dos ETFs ficarem por conta do investidor e n o serem incluídos nos pre os, n o afetando sua rentabilidade. No que diz respeito à aderência, os ETFs tiveram os piores resultados. Apenas quando se utilizam pre os diários médios em vez dos de fechamento, considerando que os pre os médios s o mais representativos dado que os ETFs permitem negocia es de compra e venda ao longo do dia, é que os ETFs tiveram melhor aderência que os fundos indexados.
FUNDOS DE CAPITAL DE RISCO: SUPORTE PARA ROMPER AS BARREIRAS DE ENTRADA?  [PDF]
Sérgio Crispim,Douglas Baldassi
Gest?o & Regionalidade , 2009,
Abstract: Este artigo analisa como os fundos de capital de risco podem auxiliar as empresas receptoras de investimento a se desenvolverem no mercado em que atuam, sendo a análise baseada no “modelo de concorrência ampliada”, de Michael Porter. Os resultados da pesquisa exploratória, realizada com gestores de fundos atuantes no mercado, mostram que os fundos de capital de risco têm predisposi o para auxiliar de forma efetiva as empresas a romperem as barreiras de entrada apenas quanto àdiferencia o do produto e quanto aos requisitos de capital. As respostas obtidas indicam que a diferencia o de produto é fator determinante para a decis o de investir, e os fundos alocam recursosadicionais para o desenvolvimento dos produtos. Quanto ao capital, a conclus o foi que os fundos têm predisposi o para auxiliar as empresas, n o somente com investimento próprio, mas apoiandoa obten o de recursos, sob a forma de capital ou empréstimo, no mercado financeiro.
Fundos de Investimento Brasileiros: a influência dos momentos superiores na avalia o de desempenho Brazilian Investments Funds: the influence of higher moments in performance evaluation Fondos de Inversión Brasile os: la influencia de los momentos superiores en la evaluación de la rentabilidad
MILANI, Bruno,CERETTA, Paulo Sérgio,BARBA, Fernanda Galv?o,CASARIN, Fernando
Revista Brasileira de Gest?o de Negócios , 2010,
Abstract: RESUMO A indústria de fundos de investimento desempenha importante papel na capta o e aloca o de recursos no mercado brasileiro. Sua importancia aumentou consideravelmente após a abertura econ mica do país, bem como o número de fundos e o montante de recursos por eles administrado. Os principais modelos de mensura o de performance de portfólios est o atrelados ao pressuposto da normalidade das distribui es de retornos e à rela o entre o primeiro e o segundo momento, como é o caso do tradicional modelo CAPM. Contudo, a normalidade nem sempre é verificada e a inclus o de momentos superiores no modelo de precifica o pode ser interessante para captar os efeitos da assimetria e curtose sistemáticas. No presente artigo, as variáveis co-assimetria e co-curtose s o adicionadas ao modelo CAPM. Por meio do método de mínimos quadrados ordinários, s o estimadas diversas regress es, aplicadas ao contexto do mercado brasileiro de fundos de investimento. Os resultados apontam que a inclus o dos momentos superiores, no contexto nacional, n o é de grande relevancia para a melhoria do modelo. Para validar o estudo, duas sub-amostras alternativas foram formadas, nas quais os resultados mantêm-se os mesmos. ABSTRACT The mutual fund industry plays an important role in picking up and allocating resources in the Brazilian market. Its importance increased significantly after the country’s economic opening, as well as the number of funds an it’s amount of resources under management. The main models of portfolio’s performance evaluation are conditioned to the assumption of normality of returns distribution and the relation between the first and the second moment, like the traditional CAPM model. But, the normality is not always observed and the inclusion of superior moments in the model may be interesting to catch the systematic skewness and kurtosis effect. In the present article, the co-skewness and co-kurtosis variables are added to the CAPM model. Several regressions are estimated by the ordinary least squares method, applied into the Brazilian mutual fund context. The results point out that the addition of superior moments in the national context, is not very relevant. In order to validate the study, two alternative sub-samples were made, in which the results kept the same. RESUMEN La industria de fondos de inversión desempe a importante papel en la captación y asignación de recursos en el mercado brasile o. Su importancia aumentó considerablemente después de la apertura económica del país, así como el número de fondos y el monto de los recursos que ellos administran.
AVALIA O DA RELA O ENTRE A PERFORMANCE E A TAXA DE ADMINISTRA O DOS FUNDOS DE A ES ATIVOS BRASILEIROS  [cached]
FLáVIA ZóBOLI DALMáCIO,VALCEMIRO NOSSA,HéLIO ZANQUETTO FILHO
Revista de Educa??o e Pesquisa em Contabilidade , 2007,
Abstract: O objetivo deste estudo é investigar a existência, ou n o, da rela o entre a taxa de administra o atribuída às institui es administradoras dos fundos de investimento e a performance (risco x retorno) dos mesmos fundos. A popula o de fundos de a es ativos é representada por 127 fundos de investimento do tipo A es IBOVESPA Ativo e 56 fundos de investimento do tipo A es IBX Ativo. Deste total, foram analisados 82 fundos pertencentes ao primeiro grupo e 32 pertencentes ao segundo grupo. Como estratégia metodológica, foi realizada inicialmente uma pesquisa bibliográfica, além de uma pesquisa empírica (ex-post facto), na amostra selecionada. As análises foram feitas utilizando-se gráficos de dispers o e cálculo das correla es. Como conclus o, verifica-se que a correla o entre a taxa de administra o e a performance (representada pelo índice Sharpe) é fraca, n o se encontrando evidências para afirmar que os fundos que cobram as maiores taxas de administra o produzem as melhores performances. Como complemento dos resultados apresentados, verifica-se que existem outras variáveis que influenciam a performance dos fundos, fazendo-se necessárias investiga es complementares.
A sensibilidade política do investimento português no Brasil: Estudo de um caso La sensibilidad política de la inversión extranjera portuguesa en Brasil: Caso de estudio The political sensivity of Portuguese foreign investment in Brazil: A case study  [cached]
Mohamed Azzim Gulamhussen,áurea Marques
Revista Portuguesa e Brasileira de Gest?o , 2007,
Abstract: A globaliza o económica associada a movimentos de capitais intensos e voláteis, colocam a análise do risco no centro da avalia o das decis es de investimento. Existem inúmeros estudos sobre o impacto dos diferentes tipos de riscos a que as empresas normalmente est o sujeitas. Este trabalho analisa a sensibilidade política do investimento português no Brasil, que n o é t o elevada quanto os jornais económicos sugeriram. O estudo de caso permite determinar probabilidades implícitas na avalia o do risco de 52% no caso da expropria o, 12,33% nos rendimentos bloqueados, e 38% no caso de uma possível altera o da política fiscal. Estas probabilidades reflectem um grau de confian a razoável por parte dos gestores nacionais na tomada de decis o do investimento estrangeiro. A experiência recente demonstra que esta confian a n o foi, de todo, exagerada. La globalización económica asociada con intensos y volátiles movimientos de capital, llevan a las corporaciones a mantener el riesgo en el centro del escenario de análisis de sus decisiones de inversión. Existen varios estudios que analizan el impacto de diferentes tipos de riesgos a los que se enfrentan las empresas. En este estudio en particular, analizamos la sensibilidad política de las inversiones portuguesas en Brasil. El caso de estudio muestra que la inversión no es tan políticamente sensible como los análisis en revistas de comercio sugieren. En particular, el caso de estudio revela las probabilidades implícitas del 52% en caso de expropiación, 12,33% en bloqueo de rendimientos, y 38% en el caso de una posible alteración de política fiscal. Estas probabilidades reflejan un grado de confianza razonable por parte de gestores nacionales en la toma de decisión sobre la inversión extranjera. La experiencia reciente demuestra que esta confianza no fue del todo exagerada. Economic globalization associated with intense and volatile capital movements lead corporations to keep risk at the centre stage of the analysis of their investment decisions. There are several studies that analyze the impact of different types of risks that are faced by firms. In this particular study, we analyze the political sensitivity of the Portuguese investment in Brazil. The case study shows that the investment is not as politically sensitive as analyses in trade newspapers and magazines tends to suggest. In particular, the case study reveals that implicit probabilities of 52% in the case of expropriation, 12.33% in the case of blocked funds, and 38% in the case of change in fiscal policy. These probabilities reveal the confidence t
à Parte - Os Fundos de Pens o no Contexto da Financeiriza o Capitalista  [cached]
Stefania Becattini Vaccaro
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporanea , 2010,
Abstract: Este trabalho discute criticamente a expans o da previdência privada fechada no Brasil. A premissa principal é de que se trata de um campo preferencial de influência da esfera financeira que caracteriza a fase atual do capitalismo. O objetivo é discutir a expans o do sistema de fundos de pens o em substitui o à previdência pública n o como fator de aumento da prote o social, mas como condi o para a convers o do dinheiro em capital que pode resultar numa catástrofe social. Para tanto, utiliza-se de método dedutivo de pesquisa, com base no aporte teórico desenvolvido por Hilferding (1985) dentro da dinamica da rela o social do capital. Os resultados evidenciam que a escolha da previdência privada fechada é uma op o política de (im)previdência que pode trazer graves consequências sociais em raz o da volatilidade financeira dos investimentos a que se vinculam os fundos de pens o. Palavras-chave: Capital produtivo; previdência pública; fundos de pens o; prote o social.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.