oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
MOVIMENTOS DE LUTA SOCIAIS DA CLASSE TRABALHADORA DO CAMPO NO BRASIL  [PDF]
Celi Zulke Taffarel,Micheli Ortega Escobar,Nair Casagrande,Adriana D'Agostini
ágora para la Educación Física y el Deporte , 2008,
Abstract: Resumo: Este trabalho é o resultado de um esfor o coletivo de grupos de pesquisa no nordeste do Brasil, articulado na rede LEPEL do grupo/ENFRENTADO/UFBA - grupo do estudo e da pesquisa na instru o física, esportes e lazer. (Faculdade da instru o, Universidade federal de Bahía - Brasil). O texto discute as possibilidades de trabalho que ensinam as oficinas da instru o física organizadas na constru o do conhecimento sobre o corpo da cultura. Tem a necessidade de relacionar o trabalho que ensina a instru o física do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) com a teoria do materialismo histórico e dialética do conhecimento -, e o projeto além do capital histórico, sem que funcionamento o risco de contribuir mais para a venda do que para o emancipa o da classe de funcionamento do campo. Elementos recuperados que mostram o índice da luta de classes e o centralismo da pergunta da terra no Brasil quando vier a desenvolver uma política cultural (instru o) que permita o acesso inteiro da classe de funcionamento aos recursos cultural, incluindo aqueles que se relacionam a cultura corporal - a educa o física, esporte, lazer. O texto culmina com uma exemplifica o concreta da experiencia desenvolvida com o MST -, no projeto de eleva o da escolariza o de jovens e adultos e forma o de professores (PRONERA) desenvolvido pelo Grupo LEPEL/FACED/UFBA com o conteúdo dan a e, nesse contexto, com a reflex o sobre a teoria pedagógica da educa o físicaemdesenvolvimento no Brasil. Abstract: This work is the result of a collective effort of research groups in the northeast of The Brazil, articulated in the Group network LEPEL / FACED / UFBA -Group of Study and Research in Physical Education, Sports and Leisure (Faculty of Education, Federal University of Bahia -- Brazil). The text discusses the possibilities of work teaching physical education workshops organized in the construction of knowledge about the culture body. Have a need to relate the job teaching physical education at the Movement of Workers of Camp Without land (MST) with the theory of knowledge -historical and dialectical materialism, and the project beyond the historic capital, without which run the risk of contributing more for sale than for the emancipation of the working class of the field. Retrieved elements that show the content of the class struggle and the centrality of the land question in Brazil when it comes to developing a cultural policy (education) that enables the entire working class access to cultural assets, including those relating to culture body – the physical education, s
Trajetória do movimento nacional de educa o do campo no Brasil  [cached]
Antonio Munarim
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2008,
Abstract: Este trabalho tem como eixo central a afirma o da tese de que se constitui no Brasil um “Movimento Nacional de Educa o do Campo”, que se contrap e às históricas políticas de “Educa o Rural”. Diversos fatores estariam a convergir no sentido da constitui o desse Movimento Social. Como fator primordial de sua origem estaria a experiência histórica do movimento Sem Terra. Mas n o só, também como protagonistas constam diversos movimentos sociais do campo e suas organiza es. Ainda, a presen a de institui es mobilizadoras de recursos da sociedade, como UNICEF, CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) e universidades públicas contribuem ao engendramento dessa prática social. Esse “Movimento” traz novidades em dois campos fundamentais: no campo das políticas públicas, na medida que os sujeitos sociais de sua base mudam de postura diante do Estado, e cobram o cumprimento de seu dever de oferecer educa o pública a todos e, no campo pedagógico, contraditoriamente, agora, no interior do Estado, os sujeitos do movimento contrap em-se à perspectiva liberal de educa o escolar. Assim, o conceito e a prática da Educa o do Campo constituem-se em objetos de disputa social. Palavras-chave: Educa o do Campo. Movimentos Sociais e Educa o. Políticas Públicas de Educa o.
História da educa o no Brasil: a constitui o histórica do campo (1880-1970)  [cached]
Vidal Diana Gon?alves,Faria Filho Luciano Mendes de
Revista Brasileira de História , 2003,
Abstract: O artigo aborda a constitui o do campo da história da educa o no Brasil de dois prismas. No primeiro, elabora um histórico da disciplina a partir de três pertencimentos: à tradi o historiográfica do Instituto Histórico e Geográfico do Brasil (IHGB); às escolas de forma o para o magistério e à produ o acadêmica entre os anos 1940 e 1970. No segundo, enfoca os trabalhos realizados nos últimos 20 anos, apontando temas e períodos de interesse e abordagens teóricas mais recorrentes.
"Estado do campo" da pesquisa em políticas públicas no Brasil
Souza Celina
Revista Brasileira de Ciências Sociais , 2003,
Abstract: Este trabalho discute o "estado do campo" da área de políticas públicas, analisando as lacunas e as possibilidades da produ o acadêmica no Brasil. A autora analisa as condi es favoráveis para o amadurecimento teórico e metodológico das pesquisas em políticas públicas, apesar das lacunas temáticas e dos problemas teóricos e metodológicos que requerem o cuidado e a aten o dos pesquisadores.
O campo do currículo no Brasil: constru o no contexto da ANPED  [cached]
Moreira Antonio Flavio Barbosa
Cadernos de Pesquisa , 2002,
Abstract: O campo do currículo está se caracterizando, em diferentes países, por uma significativa diversifica o de temas e de influências teóricas. Apoiando-se no conceito de campo de Bourdieu, o texto aborda o campo no Brasil, tal como vem sendo construído no Grupo de Trabalho - GT - de Currículo da ANPEd. Examina o funcionamento do grupo, procurando situá-lo no contexto mais amplo da associa o e das políticas de pós-gradua o. Focaliza, a seguir, os trabalhos apresentados nos encontros ocorridos no período de 1996 a 2000. Critica o grande número de textos selecionados, o que tem contribuído para a secundariza o da discuss o de problemas educacionais que carecem de aten o. Prop e perguntas e sugere estratégias que possam enriquecer o processo de constru o do conhecimento desenvolvido no GT.
A Educa o do Campo no Brasil: uma história que se escreve entre avan os e retrocessos
Fabiane Vanessa Breitenbach
Revista Espa?o Acadêmico , 2011,
Abstract: No presente artigo fa o um breve resgate da história da educa o do campo no Brasil, pontuando as dificuldades que foram e ainda s o encontradas pelos povos do campo na luta por uma educa o de qualidade do e no campo. Nesse sentido, dou enfoque especial para a assinatura, pelo Ministério Público gaúcho e Secretaria Estadual de Educa o em dezembro de 2008, do Termo de Ajustamento de Conduta que determina o fechamento das escolas itinerantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Ainda, defendo a importancia das lutas dos movimentos sociais do campo para a constru o de políticas públicas educacionais condizentes com seus anseios.
La reconfiguración del campo universitario en Brasil. Conceptos, actores, estrategias y acciones  [cached]
Jo?o Ferreira de Oliveira,Afranio Mendes Catani
Perfiles educativos , 2012,
Abstract: El artículo analiza el proceso de reconfiguración del campo de la educación superior en Brasil a partir de la segunda mitad de la década de 1990, para comprender conceptos, actores, estrategias y acciones presentes en la estructuración y disposición de este campo. Indaga acerca de: a) el impacto que esa reconfiguación tiene en la estructura del campo; b) la correlación entre las políticas, programas y acciones en el ámbito de la educación superior y las transformaciones experimentadas en ese campo durante los gobiernos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) y Lula da Silva (2003-2010); y c) los cambios en los papeles, posiciones y estrategias desempe adas por el Estado, el mercado, la academia y la sociedad civil en la reconfiguración de ese campo. Se busca explicitar, además, los objetivos, los mecanismos y los procesos presentes en la formulación e implantación de las políticas de educación superior, considerando las acciones de los diferentes agentes institucionales.
RETRATOS E DESAFIOS DA EDUCA O DO/NO CAMPO NO BRASIL E NA AMAZ NIA
Maria Sueli Corrêa dos Prazeres,Eraldo Souza do Carmo
Olhar de Professor , 2012, DOI: 10.5212/olharprofr.v.15i2.0012
Abstract: The main goal of this article is to refl ect about the scenario and the challenges of Rural Education in Brazil and in the Amazon, focusing on the concepts of countryside and rural education, major authors, subjects, challenges and perspectives of this educational modality. The refl ections focus on the two major themes of the Movement for Rural Education: 1) the inclusion of the demands of the fi eld on the political agenda of the country, 2) the construction of the concept of Rural Education.The article considers the design of educational public policies that have historically been offered to the fi eld, and refl ects on the challenges of Rural Education in the Amazon.The analyzes highlight the existence of great challenges for the provision of quality Rural Education, an education that considers heterogeneity and diversity, an education that values the country men and their rights. The article points out that although there have been meaningful improvements in the Brazilian legislation; they have not been enough for the affi rmation of Rural Education. The analyzes highlight the contradictions that are still present in the quality of the education offered; the article ends pointing out important elements for the theoretical debate about education for rural people in Brazil and in the Amazon.Resumo: Este artigo tem como principal objetivo refletir sobre o cenário e os desafios da educa o do campo no Brasil e na Amaz nia, situando os conceitos de campo e educa o do campo, os principais autores, sujeitos, desafios e perspectivas dessa modalidade educativa. Nossas reflex es enfocam as duas importantes bandeiras de luta do Movimento por uma Educa o do Campo: 1) a inclus o das demandas do campo na agenda política do país; 2) a constru o do conceito de educa o do campo. Posteriormente situamos o desenho das políticas públicas educacionais que têm sido ofertadas historicamente para o campo e refletimos acerca dos desafios da educa o do/no campo na Amaz nia. As análises realizadas destacam a existência de grandes desafios a serem vencidos para a oferta de uma educa o de qualidade no/do campo, uma educa o que contemple a heterogeneidade e a diversidade dos sujeitos, que valorize o homem do campo e seus direitos. O artigo destaca que apesar de haver avan os significativos no ambito da legisla o brasileira, estes n o têm sido sufi cientes para a afirma o da educa o no/do campo. As análises apontam as contradi es que ainda se materializam na qualidade da educa o ofertada e finalizam apontando importantes elementos para o debate teórico acerca da educ
Fitossociologia de trechos da vegeta??o do Complexo de Campo Maior, Campo Maior, PI, Brasil
Farias, Ruth Raquel Soares de;Castro, Antonio Alberto Jorge Farias;
Acta Botanica Brasilica , 2004, DOI: 10.1590/S0102-33062004000400025
Abstract: with the purpose to contribute to the knowledge of the phytophysionomy of transition in a area in campo maior province, recover for a vegetation denominated complex of campo maior, utilized the quadrants method considering all stem diameter of > 3cm at the soil level. they were allocated 100 points in each area, alto do comandante and baix?o da cobra, located in lourdes' farm. were showed 46 species in alto do comandante and 44 in baix?o da cobra, in a total of 68 species. the density values and of basal area were 2,730 and 2,799ind ha-1 and 38.22 and 38.58m2 ha-1, respectively. the species with major rate of importance value (ivi) in alto do comandante were casearia ulmifolia vahl. ex vent., aspidosperma subincanum mart., combretum leprosum mart. and bauhinia ungulata l. the first position of c. ulmifolia was in consequence of three relative parameter. only three species of major ivis contributed with the majors rate of covering value (ivc). in baix?o da cobra, the specie of major ivi was aspidosperma subincanum mart, also in consequence of three relative parameters values. combretum mellifluum eichler, bauhinia pulchella benth. and buchenavia capitata (vahl.) mart. also stood out. the four species with major ivi corresponded with that ones of major ivc. the rates of diversity of shannon (h') was 3.20 and 3.09nats ind-1 to alto do comandante and baix?o da cobra, this values can be considered high when compared with the values found in works developed an caatinga, carrasco and cerrado brazilian northeast.
Forma o do campo da crítica no Brasil: a contribui o de Otto Maria Carpeaux  [cached]
Mauro de Souza Ventura
Conex?o : Comunica??o e Cultura , 2009,
Abstract: O artigo estuda a obra jornalística de Otto Maria Carpeaux no contexto das transforma es ocorridas no campo da crítica literária brasileira nas décadas de 40 a 70 (século XX). Tendo em vista as formula es teóricas de Bourdieu (2007) em torno do conceito de hierarquia das legitimidades e os estudos de Gomes (1999, 2004) sobre lugares de sociabilidade, ser o estabelecidas reflex es sobre as mudan as operadas no ambito da crítica literária, em sua rela o com os agentes dos campos acadêmico e jornalístico. Por fim, a obra de Carpeaux é estudada a partir das rela es de interdependência entre o campo da produ o e as instancias de consagra o cultural no Brasil da segunda metade do século XX.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.