oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Nota sobre leishmaniose canina no noroeste do Estado do Paraná, sul do Brasil  [cached]
Lonardoni Maria Valdrinez Campana,Teodoro Ueslei,Arraes Sandra Mara Alessi Aristides,Silveira Thaís Gomes Verzignassi
Revista de Saúde Pública , 1993,
Abstract: Em área endêmica de leishmaniose tegumentar americana no Município de Jussara, Estado do Paraná, Brasil, detectaram-se três c es domésticos infectados por Leishmania (Viannia) brasiliensis.
Estratégia e perspectivas de controle da leishmaniose tegumentar no Estado de S o Paulo
Gomes Almério de Castro,Neves Vera Lúcia Fonseca de Camargo
Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical , 1998,
Abstract: A multiplicidade de fatores que envolve a transmiss o da leishmaniose tegumentar americana resulta em dificuldades para se formular estratégia eficiente de controle da doen a. O Estado de S o Paulo, considerando o número de casos notificados por localidade, estabelece aplica o de DDT em área com ocorrência de dois ou mais casos. Com isto, parte do programa fica afetado, pois em 40% dos municípios tem-se registrado apenas um caso humano. Esses e outros fatores s o analisados diante de um crescimento de distribui o da incidência no Estado e da evolu o da doen a em ambiente extraflorestal. Procedimentos administrativos com retardamento na tomada de decis o afetam a eficácia do programa. Daí, a necessidade de uma revis o na estratégia.
Leishmaniose tegumentar na Regi o Metropolitana de Belo Horizonte: aspectos clínicos, laboratoriais, terapêuticos e evolutivos (1989-1995)
Passos Valéria M. A.,Barreto Sandhi M.,Romanha Alvaro J.,Krettli Antoniana U.
Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical , 2001,
Abstract: Foram investigados aspectos clínicos, laboratoriais, terapêuticos e evolutivos da leishmaniose tegumentar americana em Belo Horizonte. O estudo incluiu 358 pacientes com leishmaniose cutanea (LC) e 25 com leishmaniose mucosa (LM). Comparados aos pacientes com LC, aqueles com LM apresentaram maior tempo de doen a e relato de outras doen as concomitantes, sugerindo que a debilita o pela leishmaniose e/ou outras doen as podem contribuir para a ativa o e/ou dissemina o mucosa do parasito. As sensibilidades das rea es intradérmica, de imunofluorescência indireta e da pesquisa direta do parasito foram de 78,4, 79,3 e 68,3%, respectivamente. O tratamento com antimoniato de meglumina foi 100% eficaz, com 59% de efeitos colaterais ao longo do tratamento. A recidiva após tratamento ocorreu em 32 (10,1%) dos 318 casos seguidos por até dois anos. A maioria das recidivas (31 dos 32 casos) ocorreu em pacientes com LC tratados com 15mg Sb5+/kg/dia. Na investiga o de critérios de cura, a rea o intradérmica negativa foi o único fator associado a um risco três vezes maior de recidiva. Um aumento da dose ou do tempo de tratamento talvez melhore o prognóstico nestes pacientes.
Manifesta es otorrinolaringológicas relacionadas à Leishmanisoe Tegumentar Americana: revis o de literatura  [cached]
Palheta Neto, Francisco Xavier,Rodrigues, Amanda Castro,Silva, Lilian Lima da,Palheta, Angélica Cristina Pezzin
Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia , 2008,
Abstract: Introdu o: A LTA é um problema de Saúde Pública que acomete principalmente as cavidades nasal, oral e mais raramente faringe, laringe e orelha, provocando desfigura o dessas mucosas e levando n o só ao acometimento da saúde do indivíduo, mas também a estigmas sociais. Objetivo: Estudo de revis o sobre as Afec es Otorrinolaringológicas relacionadas à Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA). Método: Foi realizado por levantamento de dados nas bases SCIELO, MEDLINE, BIREME e livros médicos. Conclus o: O conhecimento a respeito das doen as endêmicas tropicais relacionadas às vias aéreas superiores e a compreens o das suas rela es com a otorrinolaringologia s o de extrema importancia para a resolutividade dessas les es, bem como para prevenir as deformidades causadas nas estruturas acometidas.
Características clínicas da leishmaniose tegumentar em crian as de 0 a 5 anos em uma área endêmica de Leishmania (Viannia) braziliensis
Ampuero Julia,Macêdo Vanize,Marsden Philip
Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical , 2006,
Abstract: Para caracterizar a clínica da leishmaniose tegumentar em crian as de 0 a 5 anos de idade, foram avaliadas, retrospectivamente, 4.464 fichas clínicas do Centro de Saúde de Corte de Pedra, Presidente Tancredo Neves, Bahia, Brasil, área endêmica de leishmaniose tegumentar americana, entre maio de 1987 e dezembro de 1995. Foram registrados neste período 4.275 casos novos de leishmaniose, dos quais, 491 (11,5%) correspondiam a crian as de 0 a 5 anos. A raz o entre gênero masculino e feminino nas crian as foi 1,1:1. A forma clínica predominante foi a cutanea (98%) e as les es ulceradas foram as mais freqüentes (99%). A localiza o das les es ocorreu, principalmente, acima da cintura (p<0,05), e 35,5% apresentaram les es múltiplas. A magnitude da doen a em crian as, a freqüência semelhante observada em ambos os gêneros e a localiza o das les es sugere a possibilidade de transmiss o vetorial no domicílio ou peridomicílio.
Pseudo-hemoptise por leishmaniose  [cached]
Melo Saulo Maia D'avila,Todt Neto Jo?o Carlos,Andrade Leila Caroline Faria de
Jornal de Pneumologia , 1999,
Abstract: é apresentado caso de leishmaniose tegumentar americana (LTA) acometendo a mucosa da laringe que, dentre as manifesta es clínicas iniciais, apresentou pseudo-hemoptise, levando ao diagnóstico e tratamento err neo de tuberculose pulmonar. A confirma o etiológica foi estabelecida através de estudo histopatológico. A localiza o primária na laringe é relativamente rara. é muito importante a experiência do broncoscopista em vias aéreas superiores para fazer diagnóstico exato.
Leishmaniose tegumentar canina em Morada das águias (Serra da Tiririca), Maricá, Rio de Janeiro, Brasil  [cached]
Serra Cathia M. B.,Leal Cristianni A.,Figueiredo Fabiano,Schubach Tania M.
Cadernos de Saúde Pública , 2003,
Abstract: Descreve-se a ocorrência da leishmaniose tegumentar em c es da localidade de Morada das águias (Serra da Tiririca), Maricá, Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Foram avaliados 83 c es por meio de exames clínico, sorológico e parasitológico. Os soros de 11 (13,2%) animais foram reagentes à imunofluorescência indireta (IFI) e de 30 (36,1%) ao ensaio imunoenzimático (ELISA). úlceras cutaneas e ou mucosas foram observadas em 18 (n = 83; 21,7%) dos animais. Leishmania foi isolada de 11 c es. Discute-se a ocorrência da doen a e a ocupa o da localidade.
Espacializa o da leishmaniose tegumentar na cidade do Rio de Janeiro  [cached]
Kawa Helia,Sabroza Paulo Chagastelles
Cadernos de Saúde Pública , 2002,
Abstract: Os autores analisam os determinantes históricos e espaciais da implanta o, persistência e difus o da leishmaniose tegumentar na cidade do Rio de Janeiro, e sua articula o com os processos de organiza o e ocupa o do espa o urbano na periferia da cidade, do início do século até o final da década de oitenta. A análise da distribui o dos surtos epidêmicos neste período, mostrou a presen a de um conjunto de focos descontínuos, delimitados no tempo e no espa o e articulados pela dinamica de valoriza o da terra urbana, constituindo uma grande zona endêmica de leishmaniose tegumentar caracterizada por unidades espaciais com riscos diferenciados da endemia. O modelo utilizado foi a análise do processo de ocupa o e organiza o do espa o na periferia da cidade, considerando as novas fun es dos elementos espaciais expressos através de diferentes rela es de trabalho, uso do solo e valor da terra. O movimento de urbaniza o criou as condi es necessárias à intensifica o da endemia em focos bem definidos, onde o processo de trabalho possibilitou maior contato entre indivíduos suscetíveis e vetores.
Investiga o sorológica em c es de área endêmica de leishmaniose tegumentar, no Estado do Paraná, Sul do Brasil  [cached]
Silveira Thaís Gomes V.,Teodoro Ueslei,Lonardoni Maria Valdrinez C.,Toledo Max Jean Ornelas de
Cadernos de Saúde Pública , 1996,
Abstract: A crescente notifica o de leishmaniose tegumentar no Estado do Paraná requer a busca de explica es para o esclarecimento da epidemiologia desta doen a e dos meios para o seu controle. Realizou-se um inquérito sorológico para investigar leishmaniose tegumentar em c es de seis propriedades agrícolas da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, situadas nos municípios de Jussara e Terra Boa, no Noroeste do Estado do Paraná. Foram investigados 132 c es, dos quais 24 (18,2%) apresentaram títulos significativos de anticorpos através da técnica de Imunofluorescência Indireta (IFI). De seis c es apresentando les es foram feitas laminas de esfrega o por aposi o, as quais foram negativas para Leishmania sp. à microscopia direta.
Aspectos epidemiológicos da leishmaniose tegumentar em área endêmica do Estado do Paraná, Brasil  [cached]
Silveira Thaís Gomes Verzignassi,Teodoro Ueslei,Lonardoni Maria Valdrinez Campana,Guilherme Ana Lúcia Falavigna
Cadernos de Saúde Pública , 1996,
Abstract: Realizou-se em 1992 e 1993 um inquérito epidemiológico para leishmaniose tegumentar (LT) envolvendo 684 indivíduos de uma popula o de aproximadamente 1400 pessoas de seis localidades agrícolas (Fazenda Palmital, Ceramica Andirá, Fazenda Jussara, Fazenda Lagoa, Destilaria Melhoramentos e Fazenda Mururê) de uma área endêmica nos Municípios de Jussara e Terra Boa, no Norte do Estado do Paraná, Brasil. Do total de 684 indivíduos estudados, 19,9% tinham história de LT. Ressalta-se que na Fazenda Jussara ocorreu o maior percentual de pessoas com história de LT (51/126 ou 40,5%). Das 684 rea es de imunofluorescência indireta realizadas, 58 (8,5%) tiveram títulos significativos, e destas, 17 (29,3%) eram de pessoas sem história de LT. A intradermorrea o de Montenegro foi realizada em 97 indivíduos com história de LT, sendo positiva em 80 (82,5%) deles. No momento do inquérito, sete indivíduos apresentavam les o característica de LT, e em quatro deles a pesquisa de Leishmania sp. foi positiva. A cepa de Leishmania isolada de um destes indivíduos foi identificada como Leishmania (Viannia) braziliensis.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.