oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
PRIVATIZA O DA RFFSA E APRIMORAMENTO DO SETOR DE TRANSPORTES NO BRASIL: ALGO EM COMUM?
Raul de Bonis Almeida Sim?es
Transportes , 2010,
Abstract: Faz uma análise sobre o processo de privatiza o do setor de transportes brasileiro, tendo como enfoque principal a privatiza o da RFFSA.
CENTRO DE FORMA O DE RECURSOS HUMANOS EM TRANSPORTES URBANOS - CEFTRU
Jose Augusto Abreu Sá Fortes
Transportes , 2010,
Abstract: O presente trabalho irá apresentar quest es referentes a cria o do Centro de Forma o de Recursos Humanos em Transportes Urbanos - CEFTRU. Tal Centro é um projeto bilateral entre os governos brasileiro e japonês, de iniciativa do Mestrado em Transportes Urbanos da Universidade de Brasília (UnB), sob os auspícios de Ministério das Rela es Exteriores - Agencia Brasileira de Coopera o - MRE/ABC e da Japan International Cooperation Agency - JICA. O projeto visa a constitui o e a posterior consolida o de um centro de excelência para a capacita o e a reciclagem de pessoal de nível superior, médio e fundamental em transportes urbanos, envolvendo as áreas de planejamento, gest o e opera o do sistema, com impactos socioecon micos para as popula es urbanas. O Centro tem por objetivo melhorar a qualifica o de pessoal envolvido com os transportes urbanos da administra o publica e privada, englobando o território nacional, nas áreas de meio ambiente, informática e ensino a distancia e tecnologia de transportes e tráfego.
As agências de regula o dos servi os no Brasil e na Fran a: transportes e telecomunica es
Anisio Brasileiro,R?mulo Orrico Filho
Transportes , 2009,
Abstract: Este trabalho analisa, nos casos do Brasil e Fran a, as experiências de cria o de agências regulatórias nas redes de transportes e telecomunica es. A escolha dessas duas redes deve-se ao fato de que ambas passam por reformas regulatórias importantes, cobrem um leque variado de possibilidades de regula o, e s o sujeitas a forte presen a do Estado na sua provis o baseada na no o de servi o público. Mas os dois países vêm seguindo caminhos diferentes. A Fran a busca uma terceira via, diferente da desregulamenta o anglo-sax nica; o Brasil busca combinar as no es de servi o público e de public utility, com resultados até o momento pouco claros. O trabalho assim se estrutura. Inicialmente, p e-se a problemática conceitual em torno das reformas regulatórias nas redes sociotécnicas. Em seguida, busca-se reconstituir, em uma perspectiva histórica, os grandes momentos, nos dois paises, de privatiza o-estatiza o-privatiza o com vistas a compreender os fatores culturais, econ micos e sociais que marcaram, desde seus inícios, as rela es entre o Estado e as empresas privadas. Por fim, analisam-se as leis brasileiras e francesas de cria o das agências de transporte e telecomunica es, ressaltando-se suas similitudes e diferen as.
QUESTOES PARA A DEFINI O DE UMA POLíTICA DE PESQIJISA EM TRANSPORTES NO BRASIL
José Eugenio Leal,Jorge Ant?nio Martins
Transportes , 2010,
Abstract: Este trabalho, originalmente apresentado no X ANPET, tem por objetivo levantar a discuss o sobre os rumos da pesquisa de transportes no país. Inicialmente s o apresentados alguns conceitos sobre os rumos no desenvolvimento do ambiente econ mico e social, na virada do século. Também será apresentado um levantamento das linhas e temas de pesquisas em importantes centros de pesquisa, a nível internacional. Com isto se pretende dar, para o caso brasileiro, elementos de compara o com os temas mais atuais na pesquisa em transportes, nos centros mais avan ados.
COMO PREPARAR UM TRABALHO PARA APRESENTA O NO CONGRESSO DE PESQUISA E ENSINO EM TRANSPORTES
Jose Reynaldo A Setti,Manoel Henrique A Sória
Transportes , 2010,
Abstract: Este artigo é endere ado aos autores que pretendam escrever textos papa serem apresentados nos Congressos de Pesquisa e Ensino em Transportes, que s o organizados anualmente pela ANPET. Por este motivo, contém recomenda es específicas das normas de publica o e prepara o de artigos adotadas por esta organiza o. A despeito disto, sua leitura pode ser útil a autores preparando textos para serem publicados em veículos técnicos ou científicos como revistas, anais e similares.
INTRODU AO AOS MODELOS ODE PARTICIPA O DE MERCADO EM SERVI OS DE TRANSPORTES
Antonio Galv?o Novaes
Transportes , 2010,
Abstract: Análises de participa o de mercado ("market share") s o comuns em estudos na área de "marketing", envolvendo produtos e respectivas marcas, de um lado, o perfil da demanda de outro, e o posicionamento das empresas produtoras que competem nesse mercado, num terceiro bloco. No setor de transportes a literatura registra aplica es em liga es aéreas e em servi os intermunicipais de nibus. Os modelos de participa o de mercado se aplicam normalmente a situa es em que os operadores oferecem servi os de transportes similares num determinado mercado, com a competi o sendo feita n o com base em atributos modais intrínsecos, mas sim apoiada em características diferenciadoras intra-modais mais tênues, tais como conforto, atendimento, promo es tarifárias, "marketing" e propaganda, etc. Neste artigo é feita uma introdu o aos modelos de "market share" em transportes, com a apresenta o de um exemplo de aplica o ao transporte intermunicipal de passageiros em nibus, sendo discutidos também aspectos ligados a calibra o e tais modelos. ABSTRACT Market share analysis is common in marketing studies involving products and respective brands, on one hand, the demand profile on the other hand, and the competiting industries on a third set. In the transport sector the literature registers a number of applications to air transport problems and to intercity bus services. Market share models are normally applied to situations in which operators offer, in a specific market, transport services that are similar in nature, with competition based not on intrinsic modal attributes, but rather on more tenous intra-mode differentiating characteristics, such as comfort, attendance, tariff promotions, marketing and advertising efforts, etc (sub-modal configurations). It is presented in this paper an introduction to market share modelling in transport, with an example concerning an intercity bus service in Brazil. Aspects related to the calibration and practical use of such models are also discussed in the text.
Rede de pesquisa em transportes: um instrumento de transforma o e melhora da qualidade de vida
Licinio da Silva Portugal,Josefina Flórez,Ant?nio Nélson Rodrigues da Silva
Transportes , 2010,
Abstract: Resumo: O artigo apresenta a concep o de uma Rede de Pesquisa em transportes como uma ferramenta para o desenvolvimento de metodologias e diretrizes compatíveis com a realidade das metrópoles latino-americanas que contribuam para promover a integra o dos grupos de pesquisa do continente e melhorar as condi es de mobilidade e de qualidade de vida de seus habitantes. Apresenta também a estrutura dessa Rede e como, por meio da cria o de uma base comum de experiências e práticas bem sucedidas, tem sido realizada a constru o e a promo o do conhecimento necessário para se introduzir as transforma es desejadas no planejamento integrado dos transportes, em especial dos Pólos Geradores de Viagens (PGVs), na América Latina. Abstract: This paper presents a Transportation Research Network deployed as a tool for the development of methodologies and guidelines tailored to the reality of Latin American metropolises, fostering integration among research groups on this continent with the final aim of improving mobility conditions and upgrading the quality of life of its inhabitants. The paper shows the conceptual structure of this Network and how, through the establishment of a common pool of expertise, it is building up and promoting the knowledge needed to introduce the desired transformations in integrated transportation planning, and particularly regarding Trip Generation Hubs (TGH), in Latin America.
Padr o de crescimento e sistema de transportes em Santa Catarina, 1880-1945  [cached]
Alcides Goularti Filho
América Latina en la historia económica , 2010,
Abstract: O objetivo deste artigo é discutir a forma o econ mica de Santa Catarina, 1880-1945, com base nos meios de transportes e nas vias de comunica o. O padr o de crescimento da economia catarinense nesse período era lento e pautado na pequena produ o mercantil, em que cada microrregi o se especializava numa atividade econ mica. A combina o destes dois elementos desdobrou-se num sistema de transporte desintegrado. Além da introdu o e de uma breve revis o historiográfica, o artigo está dividido em quatro tópicos: inicialmente discutiremos a forma o econ mica de Santa Catarina, destacando o padr o de crescimento, as principais atividades econ micas e as forma es microrregionais; em seguida, será feito um panorama geral do fragmentado sistema de transporte em Santa Catarina, que s o as ferrovias e a navega o fluvial; em terceiro lugar, será apresentado um breve esbo o sobre o projeto da Rede Catarinense de Via o Férrea, e por último, será discutida a rela o entre o padr o de crescimento e os transportes numa economia especializada e fragmentada. This article argues the economic formation of Santa Catarina, 1880 1945, the ways of transports and the way of communication. The standard of growth of the catarinense economy in this period was slow and based in the small mercantile production where each region was specialized in an economic activity. The combination of these two elements was unfolded in a system of disintegrated transport. Besides the introduction and a brief historiography review, the article is divided in four topics. Initially we will argue the economic formation of Santa Catarina, detaching the standard of growth, the main economic activities and the regional formations. After that, a general panorama of the broken up system of transport in Santa Catarina will be made: railroads and fluvial navigation. In third place, the text presents a brief sketch on the project of the Rede Catarinense de Via o Férrea. And finally, it will be argued the relation between the standard of growth and the transports in a specialized and broken up economy.
Estudo exploratório para aplica o de modelos de transportes baseados em atividades no Brasil
Fabiana Serra de Arruda,Ant?nio Nélson Rodrigues da Silva,Harry Timmermans
Transportes , 2009,
Abstract: Os modelos baseados em atividades têm sido apontados por diversos pesquisadores como sendo ferramentas promissoras no processo de análise de demanda por transportes. S o modelos robustos, que incorporam em sua estrutura uma grande quantidade de variáveis e, dessa forma, produzem resultados mais detalhados sobre o comportamento de viagens individuais. Esses modelos vêm sendo usados para aplica es práticas em várias cidades do mundo. Como no Brasil n o existem até o momento registros sistemáticos de sua aplica o, essa pesquisa tem como objetivo apresentar e discutir o potencial e as dificuldades de implementa o de um modelo baseado em atividades em uma cidade brasileira de porte médio. Esse processo é composto por três etapas: coleta dos dados, adapta o do modelo às condi es brasileiras e análise dos resultados obtidos na fase de calibra o. Mesmo sem envolver a fase de valida o do modelo, os resultados apontam a viabilidade da aplica o e mesmo o desenvolvimento de modelos de atividades no Brasil.
A PRIVATIZA??O DO SANEAMENTO
SANCHEZ, OSCAR ADOLFO;
S?o Paulo em Perspectiva , 2001, DOI: 10.1590/S0102-88392001000100011
Abstract: o texto analisa as tentativas de privatiza??o de sistemas municipais de saneamento básico no estado de s?o paulo entre 1995 e 1998, salientando a atua??o, estratégias e constrangimentos enfrentados pelos principais atores envolvidos, isto é, as empresas multinacionais interessadas em expandir seus mercados ante a resistência dos setores que defendem o status quo.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.