oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Programa o dinamica aplicada à aloca o de recursos no transporte de cargas
Antonio Martins Lima Silva,Nicolau D. Fares Gualda
Transportes , 2009,
Abstract: O planejamento operacional de um sistema de transporte de cargas de longa distancia implica resolver um problema de otimiza o de rede dinamica capacitada, visando a efetuar de forma eficaz e eficiente os movimentos das cargas, utilizando os recursos de transporte disponíveis. O presente trabalho aborda a utiliza o de programa o dinamica aproximada e adaptativa para solu o desse tipo de problema. A metodologia de solu o proposta substitui o processo de otimiza o global da rede por um modelo de Programa o Dinamica aplicado a cada estágio do problema; o método baseia-se em uma heurística para estimar o valor que a solu o de cada estágio transfere para os estágios subseqüentes. A técnica utilizada reduz sensivelmente a quantidade de variáveis envolvidas, o que viabiliza a constru o de modelos matemáticos mais realistas em um horizonte de planejamento mais amplo. S o apresentados resultados de uma aplica o bem sucedida do modelo com utiliza o do Jensen Network Solver.
O DESDOBRAMENTO DAS ESTRATéGIAS E A ESTRUTURA O DA GEST O ESTRATéGICA: O CASO DE UMA EMPRESA DE TRANSPORTE INTERNACIONAL RODOVIáRIO DE CARGAS  [cached]
Nelmar Vaccari
InternexT : Revista Eletr?nica de Negócios Internacionais da ESPM , 2008,
Abstract: No ambiente competitivo e globalizado no qual as empresas est o inseridas atualmente, é cada vez mais relevante que a quest o logística seja adequadamente valorizada. Considerando a variável logística, o transporte possui um grande peso em fun o da representatividade de seus custos e sua influência sobre outros parametros competitivos. Sendo assim, as empresas do setor de transportes precisam utilizar todos os conceitos da gest o estratégica, planejando e implementando as suas a es estratégicas. Neste contexto, o Balanced Scorecard é uma técnica poderosa para que as empresas consigam desdobrar os seus planos estratégicos em a es alinhadas com os seus objetivos. Neste trabalho, s o descritos os resultados de uma pesquisa-a o realizada em uma empresa de transporte rodoviário de cargas. Durante o processo, a empresa pesquisada elaborou o seu planejamento estratégico, sendo abordada a forma como os objetivos foram desdobrados em estratégias e a es, com os seus respectivos indicadores de performance. O processo de constru o do modelo específico de BSC gerou oportunidade de aprendizado e de valoriza o da gest o estratégica, discutidos neste trabalho.
Um estudo das tendências e incertezas do setor de transportes rodoviários de cargas no Brasil por meio da stakeholder analysis Un estudio de las tendencias y las incertidumbres en el sector de transporte de mercancías por carretera en Brasil por stakeholder analysis Study of trends and uncertainties of the freight highway transportation industry in Brazil using stakeholder analysis  [cached]
Pérsio Martins,Jo?o Boaventura,Benny Costa,Denis Donaire
Revista Portuguesa e Brasileira de Gest?o , 2009,
Abstract: O objetivo deste estudo é apresentar as principais tendências e incertezas promovidas pelas for as de influência, oriundas das a es presentes e futuras dos stakeholders do setor de transportes rodoviários de cargas no Brasil, considerando o horizonte de dez anos, a partir de 2008. No centro da análise est o os transportadores rodoviários de cargas, cuja atividade é responsável por 60% da movimenta o de cargas do país e por 60% dos custos logísticos das empresas. O método de pesquisa empregado é o stakeholder analysis e a coleta de dados é majoritariamente desenvolvida por meio de entrevistas em profundidade junto a diversos especialistas do setor, todavia pertencentes a distintos grupos de stakeholders. Os resultados puderam demonstrar que a stakeholder analysis é uma eficiente ferramenta para a aplica o proposta. Quanto ao setor, constatou-se que os stakeholders de maior influência s o o Governo, clientes embarcadores, consumidores finais, operadores logísticos e associa es. Já as principais incertezas do setor est o centradas nos desdobramentos das a es governamentais, dos clientes embarcadores e dos operadores logísticos. El propósito de este estudio es presentar las principales tendencias y la incertidumbre promovida por las fuerzas de la influencia, de las acciones presentes y futuras de las partes interesadas en el sector del transporte de carga por carretera en el Brasil, teniendo en cuenta el horizonte de diez a os, a partir de 2008. En el centro del análisis son el transporte de mercancías por carretera, actividad que es responsable de 60% de la manipulación de la carga en el país y el 60% de los costes logísticos de las empresas. El método de investigación empleado es el stakeholder analysis y la recopilación de datos se desarrolla principalmente a través de entrevistas en profundidad com expertos en el sector, pero pertenecientes a diferentes grupos de stakeholder . Los resultados podrían demostrar que el stakeholder analysis es un instrumento eficaz para la aplicación propuesta. En relación al sector, se constato que los stakeholders más influyentes son el gobierno, clientes, los consumidores finales, operadores logísticos y asociaciones. Ya las principales incertidumbres de la industria se centran en las deficiencias del gobierno, los clientes y a los operadores logísticos. The objective of this study is to present a panorama of the freight highway transportation industry in Brazil that shows how the different agents of this sector are engaged. The focus of this analysis is transportation companies. The transportation infrastruc
Um estudo da estrutura organizacional e as mudan as organizacionais: proposta de um novo modelo  [cached]
Maria Clara Fraga da Costa,Bruno Silvestre Silva de Souza,André Felipe de Albuquerque Fell
Navus : Revista de Gest?o e Tecnologia , 2012,
Abstract: O estudo apresenta como objetivo a proposi o de novo modelo de estrutura organizacional, frente às mudan as impostas pela atualidade. A partir de pesquisa bibliográfica sistematizada, evidenciou-se a evolu o das estruturas organizacionais dentro da literatura existente sobre o tema. A nova proposta foi denominada estrutura organizacional por conjunto e utiliza a base gráfica de uni o de conjuntos matemáticos e teóricos sobre a estrutura organizacional de hipertexto. Ela está fundamentada na ideia de adequa o às mudan as e exigência de sustentabilidade das empresas, levando em considera o a possibilidade de crescimento dentro de um ambiente turbulento.
ESCOLHA DA ESTRUTURA APROPRIADA DE UM SISTEMA DE CONTROLE GERENCIAL: UMA PROPOSTA DE ANáLISE  [cached]
ANDSON BRAGA DE AGUIAR,FáBIO FREZATTI
Revista de Educa??o e Pesquisa em Contabilidade , 2007,
Abstract: Uma das principais quest es de pesquisa na literatura empírica de controle gerencial é a identifica o dos fatores que determinam a escolha apropriada da estrutura de um sistema de controle gerencial. Diante desse propósito, um dos critérios utilizados é a análise do seu relacionamento com o desempenho organizacional, considerando o efeito de variáveis contingentes. Entretanto, tem sido defendido que é difícil isolar o impacto da estrutura de um sistema de controle gerencial sobre o desempenho organizacional, tendo em vista a quantidade de outras variáveis contextuais que podem influenciá-lo. Diante dessa limita o, este estudo pretende sugerir, por meio de análise crítica, uma proposta para identifica o e análise da estrutura apropriada de um sistema de controle gerencial que tenha como parametro de defini o os benefícios decorrentes de seu uso, da satisfa o do usuário e do impacto individual. Esta proposta é construída a partir de duas estruturas teóricas: de um lado, o modelo de sucesso de um sistema de informa o (Delone; Mclean, 1992) e, de outro lado, da estrutura de um sistema de controle gerencial (Ferreira; Otley, 2006). Ao final, apresentam-se oportunidades para futuras pesquisas a partir da proposta de análise sugerida.
Proposta de metodologia para classifica o de empresas de transporte rodoviário de combustíveis líquidos
Marne Lieggio Júnior,Carmen L. E. da Fonseca Caixeta,Marcos Paulo Bogossian,Sérgio Ronaldo Granemann
Transportes , 2009,
Abstract: O objetivo deste trabalho consiste em propor uma metodologia de classifica o de empresas de transporte rodoviário de combustíveis líquidos, de forma a oferecer ao embarcador uma ferramenta de apoio à tomada de decis o, no processo de contrata o de uma transportadora. A metodologia de classifica o é construída a partir da vis o de três grupos de atores: os transportadores de combustível líquido, técnicos da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT e especialistas em transporte e logística. Os atributos da oferta de servi o importantes para o transporte rodoviário de combustíveis líquidos levantados junto aos grupos de atores entrevistados deram suporte à elabora o da proposta metodológica.
Condi es de saúde no setor de transporte rodoviário de cargas e de passageiros: um estudo baseado na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios  [cached]
Neri Marcelo,Soares Wagner L.,Soares Cristiane
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: O objetivo deste artigo é realizar um comparativo das condi es de saúde dos profissionais do setor de transporte rodoviário e a saúde dos ocupados nos demais setores da economia nos Estados brasileiros. As informa es foram obtidas com base nos microdados do suplemento saúde da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 1998, e por meio de regress es logísticas estimou-se as chances de um trabalhador ficar doente ou se auto-avaliar doente, segundo suas características sócio-demográficas. O contingenciamento de algumas variáveis também permitiu avaliar a "produ o sacrificada" decorrente da restri o das atividades de trabalho por motivo de saúde no setor de transporte rodoviário. Quanto às doen as cardiovasculares e músculo-esqueléticas, observou-se varia es nas chances de adquirir essas afec es em fun o da idade e dos anos de escolaridade, assim como o risco aumentado para trabalhadores do setor de cargas e de passageiros, e para a categoria motoristas e cobradores. A média de dias perdidos de trabalho dos motoristas e cobradores foi de 6,28 dias, o que representou uma perda salarial de aproximadamente R$ 6,6 milh es nos Estados da Bahia, Rio de Janeiro, S o Paulo e Minas Gerais.
Avalia o de Características Físicas e Ambientais Viárias Associadas ao Transporte de Cargas O Caso do Corredor Rodoviário Centro-Oeste Brasileiro
Laura Sinay,Maria Cristina Fogliatti,Amilcar Sampedro Tamayo
Geografares , 2012,
Abstract: As condi es da extensa rede rodoviária brasileira s o complexas. Mais da metade do total de vias e corredores encontra-se em condi es, físicas e ambientais, regular ou ruim, situa o por demais preocupante quando mais de 60% das cargas s o transportadas no país pelo modal rodoviário. A deterioroa o da infraestrutura viária provoca o aumento significativo dos custos logísticos dos principais produtos, sendo também responsável pelos altos custos econ micos e sociais associados aos acidentes no tráfego que representam mais de 1,5% do PIB nacional anual contabilizando no período mais de 40.000 óbitos. O objetivo deste trabalho é apresentar procedimentos para avalia o das condi es físicas e ambientais que influenciam a seguran a rodoviária e que s o potencializadas pelo transporte, aplicando-os em um corredor de transporte de gr os de Brasil, o Corredor Centro-Oeste. Os processos se baseiam na identifica o das características físicas que mais afetam a seguran a do transporte e das ambientais, derivadas desse transporte. As avalia es, tanto quantitativas quanto qualitativas, e a forma de apresentar os resultados facilitam a identifica o rápida e objetiva dos elementos da infraestrutura que se encontram em piores condi es e representam riscos à seguran a da circula o, assim como os componentes ambientais da área de influência da via que podem constituir o passivo ambiental associado, sendo estas, vantagens importantes num cenário onde recursos financeiros e materiais para a manuten o viária e para a fiscaliza o s o escassos.
The transport infrastructure go-ahead the expansion of soybean cultivation in Brazil / A infra-estrutura de transporte frente à expans o da cultura da soja no Brasil  [cached]
Tiago Santos Telles,Maria de Fátima Guimar?es,Antonio Carlos Roessing
Semina : Ciências Agrárias , 2009,
Abstract: The soybean is the main crop of the Brazilian agricultural sector, both for the area it occupies as by the impact on the gross domestic product of the country. The comparative technological advantages in the production of this commodity put Brazil as the second largest producer and supplier of the world. However, the limitations of the logistics infrastructure for the disposal of production raise the costs of transport. The paper was developed from a historical and economic recovery soybean cultivation and the transport infrastructure, in the period from 1975 to 2005, based on descriptive methodology. Overall, while growth of soybean area cultivated was 305% in the period analyzed, the transport infrastructure was only 25.3%. This study shows that the expansion of the occupied area by the soybean crop, due to technological advances, was not accompanied by the development of transport infrastructure, undermining their competitiveness. A soja se configura como a principal cultura do setor agrícola brasileiro, tanto pela área que ocupa como pelo impacto no Produto Interno Bruto do país. As vantagens tecnológicas comparativas na produ o desta commodity colocam o Brasil como segundo maior produtor e abastecedor mundial. Entretanto, as limita es da infra-estrutura logística para o escoamento da produ o elevam os custos de transporte. Assim, o estudo foi desenvolvido, a partir de um resgate histórico-econ mico do cultivo da soja e da infra-estrutura de transporte, no período de 1975 a 2005, com base em metodologia descritiva, com o objetivo de verificar as restri es logísticas no transporte da oleaginosa. De modo geral, enquanto o crescimento da área cultivada com soja foi de 305%, no período analisado, o da infra-estrutura de transportes foi de apenas 25,3%. O estudo revela que a expans o da área ocupada pela cultura da soja, decorrente de avan os tecnológicos, n o foi acompanhada pelo desenvolvimento da infra-estrutura de transporte, prejudicando sua competitividade.
Modelo integrado de apoio ao planejamento da rede de servi os no transporte ferroviário de cargas: aplica o para transporte de minério de ferro
Luciano Bandeira Campos,Marta Monteiro da Costa Cruz,Fabiano Mezadre Pompermayer
Transportes , 2011,
Abstract: Resumo: Apresenta-se um modelo de otimiza o para auxiliar o planejamento tático ferroviário com vis o integrada da rede (opera es em linha e pátios), e que foi aplicado ao transporte de minério de ferro numa conhecida ferrovia brasileira, considerando o efeito congestionamento. O problema é de programa o n o linear inteira, e a solu o foi obtida por um aplicativo computacional disponível no mercado. O objetivo é facilitar o planejamento da rede de servi os: quais trens (servi os) devem ser operados, sua frequência, e a sequência recomendada das opera es e servi os desde a origem das cargas até o destino. A pesquisa de literatura identificou um modelo que, mediante adapta es, foi aplicado ao fluxo de trens com diferentes op es preestabelecidas de configura o, desde 11 pontos de origem até um terminal exportador e passando por três pátios intermediários, onde os trens podem ser combinados entre si. Os resultados variam conforme a abordagem adotada para a fun o objetivo, com diferen as significativas na frequência dos diversos servi os disponíveis e no uso dos pátios intermediários.Abstract: This paper presents an optimization model developed to help tactical planning at railroads with an integrated view of the network (line and yard operations). The model was applied to iron ore transportation in a well-known Brazilian railroad, considering congestion effects. This is an integer nonlinear problem, which was solved by an optimization package. The objective is to help decision making related to service network design: which trains (services) should run, how frequently and what should be the recommended sequence of activities to be performed at intermediate yards from origin to destination of cargo. Literature research identified a model that could be modified and adapted to the flow of different predefined train consist options, which are operated from 11 mines toward an export terminal. Three intermediate rail yards may be used to combine train consists. Results are presented and vary according to the objective function approach, with relevant differences in service frequencies as well as in the use of intermediate rail yards.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.