oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
FORMA O EM ANIMA O SOCIOCULTURAL: CONTRIBUTOS DE PROJECTOS DE INVESTIGA O E INTERVEN O EM ANIMA O SOCIOEDUCATIVA  [cached]
Joana Campos
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2011,
Abstract: No presente artigo procura-se evidenciar a potencialidade do uso de saberes de natureza teórica, técnica e prática, resultantes da participa o em projectos de investiga o científica e interven o para a forma o em anima o sociocultural – mais concretamente na sua vertente socioeducativa. Com esta ilustra o pretende-se sublinhar a potencialidade que a mobiliza o desses saberes pode ter no ambito da forma o dos futuros profissionais em anima o sociocultural, designadamente, no domínio científico, no domínio técnico-metodológico, e ainda, no domínio da profissionaliza o deste grupo profissional.
Investiga o epidemiológica e interven o sanitária em saúde do trabalhador: o planejamento segundo bases operacionais  [cached]
Vasconcellos Luiz Carlos Fadel de,Ribeiro Fátima Sueli Neto
Cadernos de Saúde Pública , 1997,
Abstract: O aperfei oamento das interven es em Saúde do Trabalhador pressup e a ado o de abordagens que operacionalizem fiscaliza es dos ambientes de trabalho, sob a forma de Interven es éticas de Impacto, no ambito do Sistema único de Saúde, segundo o mapeamento de riscos; o estabelecimento de fluxos de informa es e o delineamento dos perfis de morbimortalidade dos trabalhadores. Através da utiliza o de quatro Bases Operacionais: Sindical, Ramo Produtivo, Evento Sentinela e Microrregi o, pretende-se adequar o planejamento das a es às características locais, estabelecendo uma nova rela o dinamica entre as investiga es epidemiológicas e as interven es sanitárias, com vistas à transforma o dos processos de trabalho, determinantes do adoecimento dos trabalhadores.
Perspectivas em Psicologia Institucional: investiga o/interven o em escolas públicas da Maré Perspectives in Instutional Psychology: an investigation and intervention in Mare's public schools  [cached]
Angela Maria Dias Fernandes,Adriana Rozenowicz,Elaine Cristine de Moura Freitas,Joseane Pessanha Ferreira
Psicologia: Ciência e Profiss?o , 2003, DOI: 10.1590/s1414-98932003000400009
Abstract: Este texto pretende apresentar os resultados da investiga o realizada em escolas públicas da Maré/RJ. O objetivo da pesquisa era tornar visíveis os efeitos das a es de um programa social que se desenvolvia nas escolas, buscando a constru o de um instrumento de avalia o de projetos sociais assentada na perspectiva de participa o e coletiviza o. A metodologia adotada é denominada de investiga o/interven o, tendo como base ferramentas da Análise Institucional. Foi possível apreender a dinamica das rela es sociais produzidas a partir da inser o de novos atores sociais no cotidiano escolar, ganhando visibilidade as práticas instituídas e os limites das for as que se pretendem instituintes. This text intends to present the results of a research done in the public schools of Maré, Rio de Janeiro. The objective of the research was to bring light to the effects of the actions of a social program that was developed in the schools, looking for the construction of an evaluation instrument for social projects based on the perspective of participation and collectivity. The methodology adopted is called investigation/intervention, having Institutional Analysis as base tools. It was possible to apprehend the dynamics of the social relations produced by the insertion of new social actors in the school daily life, what highlighted the established practices and the limits of the forces that considered themselves instituted.
Contributos da interven o de enfermagem de Cuidados de Saúde Primários para a transi o para a maternidade Contribuiciones de una intervención de enfermería de Atención Primaria para la transición a la maternidad Contributions of primary health care nursing intervention to the motherhood transition  [cached]
Luís Carlos Carvalho Gra?a,Maria do Céu Barbiéri Figueiredo,Maria Teresa Concei??o Carreira
Revista de Enfermagem Referência , 2011,
Abstract: A transi o para a maternidade caracteriza-se por um compromisso intenso e envolvimento ativo que requer a reestrutura o de responsabilidades e comportamentos. Engloba tarefas relacionadas com a satisfa o pessoal, rela o com a família de origem e com o c njuge/companheiro, aceita o do bebé e reestrutura o da identidade materna. Enquanto a mulher n o desenvolve a perícia e formas particulares de gerir as necessidades, os profissionais de saúde s o um recurso importante para o desempenho do novo papel. No estudo analisamos o contributo de interven es de enfermeiras de Cuidados de Saúde Primários, na promo o da transi o para a maternidade. Trata-se de um desenho quasi-experimental, longitudinal, com uma amostra de 134 primíparas, com colheita de dados ao terceiro trimestre de gravidez, primeiro e sexto mês após o parto, tendo-se utilizado a escala Maternal Adjustment and Maternal Attitudes (Kumar, Robson e Smith, 1984), na vers o portuguesa de Figueiredo, Mendon a e Sousa (2004). A variável independente assumiu os modos: consulta individual; curso de prepara o para o parto/parentalidade; e visita domiciliária. Os resultados evidenciam evolu o positiva do ajustamento à maternidade nas dimens es sintomas somáticos e atitudes perante a gravidez e o bebé e evolu o negativa da imagem corporal e rela o conjugal. A interven o de Enfermagem n o teve efeitos significativos. La transición a la maternidad se caracteriza por un compromiso intenso y una participación activa que requiere la reestructuración de responsabilidades y comportamientos. Incluye tareas relacionadas con la satisfacción personal, relación con la familia de origen y con su cónyuge/pareja, aceptación al bebé, y reestructuración de la identidad materna. Hasta que la mujer no desarrolle conocimientos y formas particulares de gestión de las necesidades, los profesionales de la salud son un recurso importante para el desempe o del nuevo papel. Con el estudio se evaluó la contribución de intervenciones de enfermeras en Atención Primaria de Salud, en la promoción de la transición a la maternidad. Se trata de un dise o cuasi-experimental, longitudinal, con una muestra de 134 primíparas. La recolección de datos se produjo durante el tercer trimestre del embarazo, primero y sexto mes después del nacimiento, con la escala Maternal Adjustment and Maternal Attitudes (Kumar Robson y Smith, 1984), basada en la versión portuguesa de Figueiredo, Mendon a e Sousa (2004). La variable independiente incidió en: la consulta individual; el curso de preparación para el parto / parentalidad; y visita domicilia
Os partidos uruguaios: a transi o na transi o
Lanzaro Jorge
Opini?o Pública , 2003,
Abstract: Este artigo analisa a transi o e a vitalidade atual do sistema partidário uruguaio. Após um período de crise, que culminou com o rompimento da democracia nos anos sessenta, nos anos noventa o sistema partidário recupera sua centralidade conduzindo o processo de transi o democrática. Durante esse processo, observa-se o realinhamento do sistema partidário, que tende a tornar-se um sistema de multipartidarismo moderado, com o amadurecimento e fortalecimento da esquerda, representada sobretudo pelo Frente Amplio. O crescimento deste último deveu-se à sua capacidade de confrontar os partidos tradicionais e também por seu desenvolvimento como partido "catch-all", marcado pela reconvers o ideológica e competi o pelo centro, conforme aumentavam suas chances eleitorais. O crescimento do Frente Amplio implicou ainda, para os partidos tradicionais, o ingresso em um processo de aprendizagem de compromisso e participa o em governos de coaliz o e, para o processo de transi o liberal, a forma o de um quadro de distancias ideológicas moderadas, sem polariza o. Todavia, a clivagem esquerda-direita serve ainda de eixo para a competi o eleitoral.
Introdu o à transi o de fase Introdu o à transi o de fase  [cached]
Ivan Frederico Lupiano Dias
Semina : Ciências Sociais e Humanas , 2010, DOI: 10.5433/
Abstract: It is established here a comparison between phase transitions in magnetic systems and transition in other systems. It is discussed the main aspects wich led to the generalization of the concept of phase transitions until the appearance of the Landau theory. This article has didactic purposes. A problemática das transi es de fase em sistemas magnéticos é apresentada em um contexto de compara o com transi es em outros sistemas. Discute-se os principais aspectos que nortearam a generaliza o do conceito de transi es de fase até o surgimento da Teoria de Landau. Este artigo tem finalidades didáticas.
MENINAS N O BRIGAM? POSTURAS DIFERENCIADAS NA ESCOLA CONTEMPOR NEA  [cached]
Juliana Ribeiro de Vargas
Revista Espa?o do Currículo , 2010,
Abstract: Ao longo deste texto apresento e problematizo a participa o de um grupo de alunas de uma turma de quinta série de uma escola pública da periferia de Porto Alegre em situa es de violência física e verbal, protagonizadas principalmente no ambiente escolar. Para tanto, constituo minhas análises a partir das perspectivas teóricas dos Estudos Culturais e dos Estudos de Gênero, em uma abordagem pós-estruturalista. Dessa forma, entendo os comportamentos das meninas como articulados na cultura e no interior de práticas discursivas específicas, de acordo com Stuart Hall. Inicialmente, apresento considera es sobre um ideário de infancia feminina, a partir do qual entendo que as posturas das alunas acabam por ser interpretadas e descritas. Posteriormente, descrevo comportamentos e opini es de alunas, que se distanciam de características relacionadas à infancia feminina como naturais. Por fim, realizo uma breve problematiza o sobre a temática da violência escolar, pensando que as posturas apresentadas pelas alunas na contemporaneidade devam ser discutidas nas escolas, a partir do currículo escolar. Acredito que muitos outros comportamentos de meninas poderiam ser problematizados, n o em busca de solu es imediatas, mas para dar visibilidade a atitudes que, ainda, em muitas escolas, s o t o somente criticadas.
O Estado em reconstru o e a sua constitui o. A interven o no Iraque The State in reconstruction and its Constitution. The intervention in Iraq  [cached]
Mateus Kowalski
Rela??es Internacionais (R:I) , 2010,
Abstract: A elabora o de uma Constitui o assume-se como um elemento estruturante para o desenvolvimento de um Estado numa situa o de pós-conflito, para a coexistência pacífica dos seus cidad os e, em última análise, para garantir a coes o e reconcilia o social, bem como uma paz duradoura. O presente artigo aborda a importancia da dimens o político-constitucional como elemento do statebuilding, analisando os dilemas e perversidades inerentes, designadamente os que resultam da interven o dos actores externos. As li es que se podem retirar do caso extremo do Iraque s o relevantes para identificar os limites do auxílio externo na elabora o de uma Constitui o num processo de transi o política pós-conflito, bem como as áreas em que pode ser optimizado. O artigo argumenta que a interven o dos actores internacionais é benéfica se for marginal ou mesmo parcial num nível de baixa intensidade. The making of a Constitution is a fundamental process towards the development of a post-conflict State, the peaceful coexistence of its citizens and, in the end, to guaranty the social cohesion and reconciliation, as well as a lasting and sustainable peace. The present article focuses on the relevance of the politico-constitutional dimension as a statebuilding element, analyzing the inherent dilemmas and perversities that may result from the intervention of external actors. The lessons that may be learned from the case of Iraq are relevant in order to identify the limits from external assistance on the making of a Constitution within a post-conflict political transition process, as well as the areas in which it can be optimized. This article argues that the intervention by external actors can be constructive if marginal or even partial at a low intensity level.
Rupturas e continuidades no processo de transi o administrativa: as li es da prática
Rosimar Serena Siqueira Esquinsani
Revista Espa?o Acadêmico , 2009,
Abstract: A cada pleito eleitoral é comum se instalar um certo clima de inseguran a ante a possibilidade de que uma nova administra o, legitimamente eleita, desestruture tudo que foi anteriormente feito. Desta maneira, transi es administrativas costumam assinalar um certo compromisso com a ‘mudan a’ em rela o ao que o outro (partido, administra o, secretário, grupo...) fazia. O eterno recome ar, que vincula políticas públicas a políticas ou planos de governos quadrienais, faz com que o início de quase toda administra o seja mais expectativa do que confian a, mais indaga es do que respostas, mais inquieta es do que seguran a. Partindo desta premissa, o texto reflete sobre transi es e rupturas administrativas, sendo que o aporte para tais afirma es vem de uma pesquisa empírica com abordagem qualitativa, realizada em uma rede pública municipal de ensino de um município de porte médio, no interior sul-rio-grandense, a partir do mapeamento de dezesseis anos (1992-2008), ou quatro administra es municipais. O objetivo precípuo residiu em acompanhar quatro mudan as de governo e a forma como foram encaminhadas as transi es administrativas, sendo que a investiga o foi desenvolvida dentro de duas abordagens: a análise de conteúdo, advinda de fontes documentais (jornais de circula o local, atas de reuni es e relatórios) e a revis o bibliográfica sobre a temática. A pesquisa apontou indicativos que permitem a seguinte afirma o: a descontinuidade ou ruptura na elabora o e implementa o de programas e/ou projetos educacionais, dentro da demanda de políticas públicas para a educa o, é encarada como a forma legítima de estabelecer as diferen as entre o projeto vencedor e o projeto vencido. Para finalizar, considera-se que as políticas públicas para a educa o, bem como as a es encetadas nesta área, deveriam atender a políticas assumidas pela comunidade (no mínimo) escolar, pela rede de escolas e seus professores e n o a planos de governo, que têm a vida ‘útil’ vinculada a este governo.
Interven o arteterapêutica com uma paciente oncológica idosa  [cached]
Graciela Ormezzano,Liane Zart de Arruda
Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano , 2005,
Abstract: Este estudo apresenta o caso de uma paciente que fez parte de uma investiga o maior realizada no Posto 2 do Hospital S o Vicente de Paulo, na cidade de Passo Fundo, RS. Nesta pesquisa buscou-se a significa o de uma interven o arteterapêutica individual e dos desenhos realizados por Laura, com o intuito de interpretar o simbólico nas imagens produzidas no leito hospitalar, com base nas teorias do imaginário, e de conhecer a contribui o que a arteterapia pode trazer ao conforto e à melhoria da qualidade de vida de pacientes oncológicos idosos durante a interna o. O tratamento pode permitir a express o de idéias ou sentimentos n o verbalizados e auxiliar a resolver os desconfortos provocados por esses conteúdos internos. O diagnóstico do cancer nem sempre é sin nimo de morte; há muitos casos em que os pacientes se curam e aproveitam essa oportunidade para compreender o passado, ressignificar suas vidas e ter uma qualidade de vida melhor. Esta abordagem favoreceu a paciente a entender sua situa o, a reorganizar-se e a atenuar o choque diante da doen a e da hospitaliza o, proporcionando-lhe melhores condi es de vida durante a interna o. Ainda em casa ela se lembrava da significa o das suas imagens como uma maneira saudável de enfrentar a doen a e de aprender a lidar com ela.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.