oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Hacia un modelo de educación para el emprendimiento: una mirada desde la teoría social cognitiva Rumo a um modelo de educa o para o empreendimento Towards a model of education for entrepreneurship from the standpoint of cognitive social theory: um olhar desde a teoría social cognitiva  [cached]
Fabián Fernando Osorio Tinoco,Fernando Pereira Laverde
Cuadernos de Administración , 2011,
Abstract: Para estimar el potencial de la educación para el emprendimiento es preciso buscar una perspectiva diferente, que genere en los individuos las capacidades necesarias para tomar decisiones en acciones emprendedoras. Desde este punto de vista, los autores discuten las variables que incidirían de manera significativa en una alternativa sistémica y holística como la que proponen. Encuentran en la teoría social cognitiva el marco teórico pertinente para su búsqueda, examinan los aportes y limitaciones de los enfoques actuales para delimitar, configurar y construir válidamente el dominio del emprendimiento. Para estimar o potencial da educa o para o empreendimento é necessário procurar uma perspectiva diferente, que gere nos indivíduos as capacidades necessárias para a tomada de decis es em uma a o empreendedora. Desde este ponto de vista, os autores discutem as variáveis que incidiriam de maneira significativa em uma alternativa sistèmica e holística como a que prop em. Encontram na teoría social cognitiva o escopo teórico pertinente para sua busca, examinam as contribui es e limita es existentes nos atuais enfoques, para abordar o problema de delimitar, configurar e construir validamente o domínio do empreendimento. In order to estimate the potential of education for entrepreneurship, a fresh approach is needed which will generate the capacities required by the individual to take decisions in entrepreneurial actions. From this point of view, the authors discuss the variables which will have a significant effect on a system and holistic alternative such as that which they propose. They find that the cognitive social theory provides them with a relevant theoretical framework for their search; they examine the contributions and limitations of approaches made so far and tackle the problem of establishing valid limits, configurations and constructions of the domain of entrepreneurship.
Perfil ambiental do empreendimento denominado de "praias fluviais", Estado do Tocantins
Brito Elizabeth Rodrigues,Silva Elias,Martins Sebasti?o Venancio,Ribeiro Guido Assun??o
Revista árvore , 2002,
Abstract: No Estado do Tocantins há um tipo de empreendimento impactante denominado de "praias fluviais". Estas surgem entre os meses de junho e setembro, exatamente quando ocorre a diminui o da vaz o dos rios, o que permite o aparecimento dos bancos de areia. Nestes locais s o implantadas infra-estruturas para atrair os visitantes, o que leva à descaracteriza o acentuada do ambiente ribeirinho. Assim, o presente trabalho teve como objetivo listar os impactos ambientais decorrentes dessas "praias fluviais", a partir da identifica o e descri o de suas atividades impactantes. Lan ou-se m o do método do check-list para a listagem dos impactos, enquanto a identifica o e a descri o das atividades impactantes resultaram de consultas à literatura especializada e de contatos via Internet. Foram identificadas 21 atividades impactantes, sendo 10, 6 e 5 para as etapas de Implanta o, Utiliza o e Desativa o, respectivamente. Identificaram-se 35 impactos ambientais, sendo 21 (60%) negativos e 14 (40%) positivos. A principal conclus o é a de que o presente estudo pode ser utilizado como referencial teórico para nortear o processo de licenciamento ambiental do empreendimento denominado de "praias fluviais", no Estado do Tocantins.
Evaluation of the environmental sustainability of the Port of A u industrial complex in face of the socio-environmental changes Evaluación de la sustentabilidad ambiental del entorno del complejo portuario industrial de A u: Las comunidades frente a las transformaciones socio ambientales oriundas del emprendimiento Avalia o da sustentabilidade ambiental do entorno do Complexo Portuário Industrial do A u ante as transforma es socioambientais oriundas do empreendimento  [cached]
Quinto Junior Luiz de Pinedo,Rangel Coutinho Roger,Osorio Giselle Andrea
Bitácora Urbano-Territorial , 2012,
Abstract: This paper discusses the evaluation of the environmental impacts within the Industrial Complex of A u Port, (S o Jo o da Barra - RJ), with emphasis on the impact resulting from the process of urban density caused by the centralized power inherent in large projects like this. Thus, the present study measures and evaluates the impacts caused by the process of high density of area of direct influence –AID– of the enterprise. The methodology used is named Ecological Footprint, a tool to assess the impact of continuous population growth and its implications on the environmental resistance capacity of the area of investigation. Este artículo trata sobre la evaluación de los impactos ambientales del complejo portuario industrial del A u (S o Jo o da Barra), con énfasis en el impacto del proceso de densificación urbano causado por el poder de centralidad innato a este tipo de emprendimientos. Por lo tanto, el presente estudio mide y evalúa los impactos derivados del proceso de concentración de la población del área de influencia directa –AID– del emprendimiento. Para ello, se utiliza la metodología de Ecological Footprint (huella ecológica) como herramienta para evaluar el impacto del continuo crecimiento de la población y sus consecuencias para la capacidad de soporte ambiental de la zona de estudio. O presente trabalho trata da avalia o dos impactos ambientais do Complexo Portuário Industrial do A u (S o Jo o da Barra - RJ), com ênfase no impacto oriundo do processo de adensamento urbano, ocasionado pelo poder de centralidade inato de grandes empreendimentos como esse. Dessa forma o presente estudo mensura e avalia os impactos decorrentes do processo de concentra o populacional da área de influência direta -AID- do empreendimento. Para isso, é utilizada a metodologia denominada Ecological Footprint (pegada ecológica), como ferramenta para avaliar o impacto do processo de crescimento da popula o e suas implica es na capacidade de suporte ambiental da área em estudo.
El emprendimiento y el bien común: competencias complementarias o excluyentes? O empreendimento e o bem comum: competências excludentes ou complementarias? Entrepreneurship and the common good: complementary or exclusive aptitudes?  [cached]
Juan David Enciso-Congote
Educación y Educadores , 2010,
Abstract: Este trabajo propone un análisis comparativo entre los requerimientos de la formación de competencias para el emprendimiento y para el desempe o laboral, de acuerdo con el escenario que sirve de contexto a cada una de ellas. En el caso del desempe o laboral, se toma como punto de referencia la estructura burocrática descrita por Max Weber. En cuanto al emprendimiento, las raíces son antropológicas, la naturaleza humana, independientemente de cualquier referente cultural o histórico. Estas consideraciones proporcionan un marco de referencia para reflexionar sobre las dificultades conceptuales y pedagógicas que obstaculizan la construcción de una visión más inclusiva de lo público y del compromiso que debe tener un profesional con la búsqueda del bien común y, por tanto, de la responsabilidad que recae en la formación universitaria para procurar este cometido. Este trabalho prop e uma análise comparativa entre os requisitos para a forma o de competências para o empreendimento e o desempenho no trabalho, segundo o cenário que fornece o contexto para cada um deles. No caso do desempenho de trabalho, toma-se como ponto de referência a estrutura burocrática descrita por Max Weber. Respeito ao empreendimento, as raízes s o antropológicas -da natureza humana-, independentemente de qualquer referência cultural ou histórica. Estas considera es fornecem um quadro para refletir sobre os desafios conceituais e pedagógicos que dificultam a constru o de uma vis o mais abrangente do bem público, do compromisso dos profissionais em procura do bem comum e, portanto, da responsabilidade que se encontra no ensino universitário para garantir esse papel. This study proposes a comparative analysis between the requirements involved in building aptitudes for entrepreneurship and those for job performance, according to the scenarios that serve as the context for each of them. In the case of job performance, the bureaucratic structure described by Max Weber is used as a point of reference. With respect to entrepreneurship, the roots are anthropological and human nature, regardless of the cultural or historical reference. These considerations provide a framework for reflecting on the conceptual and educational difficulties that hamper the construction of a more inclusive view of what is public and the commitment required of a professional to the search for the common good and, hence, the responsibility incumbent upon a college education to secure that commitment.
A articula o entre trabalhadores, universidade e poder público na constitui o de um empreendimento econ mico solidário
Lucas Bittencourt Alves,Carlos André Coelho da Rocha,Carlos Rodrigues Ladeia,Ana Maria Rodrigues de Carvalho
Revista Ciência em Extens?o , 2010,
Abstract: Introdu o: A organiza o coletiva em empreendimentos econ micos solidários é uma alternativa de enfrentamento ao desemprego, gerado pela globaliza o e políticas neoliberais. Essa forma de organiza o, baseada em valores democráticos, cooperativos e solidários, estimula os trabalhadores a realizarem n o somente as atividades de trabalho, mas também a desenvolver opini es críticas e rela es éticas no empreendimento. A produ o de novas rela es sociais, orientadas pelo estímulo à participa o ativa e à valoriza o humana, conjuga-se com a capacidade de produ o e sustenta o do empreendimento, provendo o sustento dos trabalhadores. Objetivos: Este trabalho tem por objetivo relatar e refletir sobre a experiência de constitui o da Associa o Quataense de Catadores de Materiais Recicláveis - ASQUARE, em Quatá - SP, enfocando a articula o entre esses trabalhadores, a Incubadora de Cooperativas Populares da Unesp – Núcleo de Assis e o poder público local. Métodos: O processo de constitui o do empreendimento contou com a participa o direta da equipe da Incop Unesp, projeto apoiado pela Pró-Reitoria de Extens o – PROEX. As estratégias participativas adotadas baseiam-se nos princípios da Educa o Popular e na perspectiva da Psicologia Sócio-Histórica. Além dos encontros sistemáticos desenvolvidos com o grupo para a sua organiza o, a equipe prestou assessoria ao poder público local na implementa o de políticas públicas, visando à implanta o da coleta seletiva solidária com a inclus o de catadores. Outra participa o fundamental no processo foi a de representantes do Comitê Regional dos Catadores, compartilhando experiências e divulgando os princípios do Movimento Nacional de Catadores. Resultados: O trabalho desenvolvido surgiu da demanda apresentada à Incubadora, pelo CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, visando à gera o de trabalho e renda aos catadores. A articula o entre as institui es referidas e os catadores resultou na implanta o da Coleta Seletiva Solidária em toda a área urbana e na constitui o e formaliza o da ASQUARE, gerando catorze postos de trabalhos. Além dos benefícios ambientais, possibilitou aos catadores melhores condi es de trabalho, pois passaram a ter acesso direto aos recicláveis, recolhidos nos domicílios, sem ter contato com o lixo. Com a infra-estrutura garantida pela Prefeitura, o grupo também passou a enfardar seus materiais, melhorando as comercializa es e a renda do grupo. Outro resultado importante refere-se à valoriza o que aqueles catadores vêm dando ao trabalho coletivo, sentindo-se mais fortalecid
Sobre a diversidade de sentidos de comunidade  [PDF]
Silva, Rosalina Carvalho da,Simon, Cristiane Paulin
Psico , 2005,
Abstract: Nosso objetivo neste trabalho foi realizar algumas reflex es sobre as implica es da expans o do uso do termo comunidade e sua diversidade de sentidos. Pretendemos discutir os usos indiscriminados do termo nem sempre acompanhados da devida reflex o e crítica. A partir das perspectivas da sociologia, saúde e psicologia social identificamos que o termo ainda permanece arraigado aos ideais de comunidades naturais próprios aos períodos do feudalismo e do pós-revolu o industrial. Esta concep o pode camuflar formas impositivas de trabalho em muitos dos quais o termo comunidade é empregado praticamente como sin nimo de popula o-alvo e participa o comunitária é vista meramente como freqüência às atividades propostas por profissionais que determinam quem s o as comunidades. Comprometem-se assim, as práticas emancipatórias. Para repensarmos comunidades, hoje, consideramos necessário relevar os aspectos processuais relacionais, dialógicos e identitários em constantes mudan as. Assim, a condi o de comunidade extrapola a delimita o geográfica para as possibilidades de pertencimento e participa o através dos espa os simbolicamente delimitados.
Lugares y Sentidos de la Memoria Indígena Paez  [cached]
José Herinaldy Gómez Valencia
Convergencia , 2000,
Abstract: La presente reflexión trata sobre los sentidos culturales y políticos que subyacen en la memoria de los indígenas paeces. El tiempo no es pensado separadamente del espacio territorial, por lo que la memoria y las narraciones son construidas a partir de lo que sucede en el territorio y por derivación a sus habitantes. Estos sentidos pueden servir de reinterpretación, con sus respectivos significados, para otros grupos indígenas de América Latina.
Análise de layout do sistema produtivo de panifica es: o caso de um empreendimento em Sítio do Quinto, Bahia
Auriza Carvalho Souza,Josefa Amanda de Oliveira Santana,Maria Poliana Souza Cruz,Carlos Eduardo Silva
Revista Brasileira de Administra??o Científica , 2011, DOI: 10.6008/ess2179-684x.2011.002.0003
Abstract: A administra o de produ o e opera es é uma área a qual tem conquistado grande importancia no ambito empresarial, visto que esta tem sido muito utilizada como forma de melhorar os processos internos das empresas. A introdu o do presente trabalho aborda conceitos e informa es relevantes sobre a temática. O objetivo principal deste estudo foi discutir o layout ou arranjo físico aplicado às panifica es, bem como propor modelos de análise destes através de um experimento realizado em um empreendimento no município de Sítio do Quinto, Estado da Bahia. A metodologia foi baseada em revis o teórica e estudo de caso, através de entrevistas estruturadas. A revis o teórica é constituída por conceitos sobre fundamentos de produ o e opera es, bem como a aplica o destes no arranjo físico de panifica es. Os resultados da pesquisa giram em torno de proposta genéricas e especificas sobre modelos de layout para panifica es. Conclui-se com o estudo que o layout serve como decis o fundamental no gerenciamento da imagem da empresa fazendo com que idéias simples e criativas inovem o seu negócio para a conquista de novos clientes, fideliza o dos atuais e lucros cada vez mais presentes.
O tema como operador de sentidos no jornalismo de revista  [cached]
Reges Toni Schwaab,Frederico de Mello Brand?o Tavares
Galáxia , 2010,
Abstract: O presente texto reflete sobre o tema como um objeto de estudo no Jornalismo. Especificamente, partimos do universo do jornalismo de revista para pensá-lo n o apenas como referente, mas como operador de sentidos no ambito das rotinas produtivas e dos produtos aí envolvidos. Para isso, problematizamos e complexificamos a ideia de tema, tendo em vista sua presen a em revistas semanais e especializadas. A partir deste percurso, realizamos o cruzamento e tensionamento de quest es discursivas e conceituais, buscando contribuir com os estudos de jornalismo e jornalismo de revista.
Habilidades de gerenciamento e de empreendimento na profiss o de bibliotecário e cientista da informa o Habilidades de administrar y emprender en la profesión de Bibliotecario y Cientista de la Información  [cached]
Irene Wormell
Informa??o & Informa??o , 1999, DOI: 10.5433/1981-8920.1999v4n1p
Abstract: A informa o pode ser considerada tanto um processo como um produto. é também considerada como uma mercadoria de valor econ mico. Partindo deste pressuposto, uma pesquisa foi realizada em organiza es ou empresas que oferecem e taxam servi os de informa o. A partir da descri o dos dados, um manual foi elaborado, visando ajudar alunos e profissionais no empreendimento em servi os de informa o.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.