oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Tecnologias de cuidado em saúde e enfermagem e suas perspectivas filosóficas  [cached]
Magda Santos Koerich,Dirce Stein Backes,Helenice de Moura Scortegagna,Marilene Loewen Wall
Texto & Contexto - Enfermagem , 2006,
Abstract: La tecnología como una expresión del progreso de la ciencia acompa a la evolución histórica de la humanidad, mostrándose cada vez más extraordinaria y abierta en las diferentes áreas del conocimiento. A pesar de que su inserción es cada vez mayor en las diversas formas de las relaciones entre los seres y de ellos con el medio ambiente, este es un tema que todavía necesita de mucha reflexión. Por ese motivo, nosotras nos propusimos cuestionar, reflexionar y aproximar los fenómenos de la "tecnología y el cuidado", no como una crítica a las tecnologías disponibles, sino más bien como una reflexión a cerca de las tecnologías del cuidado y sus perspectivas filosóficas. En este ejercicio reflexivo destacamos la responsabilidad ética como un imperativo moral a ser seguido por los profesionales del área de la salud, como participantes de la civilización del desarrollo tecnológico. La responsabilidad no presupone la bondad y la perfección del hombre donde, siendo el responsable, procurará siempre actuar para el bien, sino que también indica la capacidad individual de asumir con anticipación aquello que va a hacer, teniendo conciencia de todas las consecuencias de sus propias acciones y omisiones.
Hospitalización en unidad de terapia intensiva y la familia: perspectivas de cuidado Hospitalization in intensive care unit and family: care perspectives Interna o em unidade de terapia intensiva e a família: perspectivas de cuidado  [cached]
BETTINELLI LUIZ ANTONIO,LORENZINI ERDMANN ALACOQUE
Avances en Enfermería , 2009,
Abstract: Estudio de enfoque cualitativo y hermenéutico interpretativo dirigido a comprender lo que significa la hospitalización en la Unidad de Terapia Intensiva (UTI) para la familia del paciente. Se entrevistaron 16 familiares de pacientes hospitalizados en la UTI general de un hospital del interior de RS. A partir del análisis temático surgieron las siguientes categorías: Familia en busca de apoyo y solidaridad; Aspectos bioéticos de la hospitalización en la UTI; Aprehensión y esperanza (desesperanza) de los familiares, y, Separación y desorganización de la familia. Del estudio se desprende que el proceso de humanización del cuidado en el ambiente clínico también debe alcanzar a la familia, y que los profesionales del área de cuidados intensivos deben aumentar la atención a los familiares de los pacientes como nueva perspectiva de cuidado. This qualitative and hermeneutic study focus on understanding the meaning of hospitalization in Intensive Care Unit (UTI) for patient’s relatives. Sixteen of these relatives were interviewed in the UTI of a general hospital in one city of RS.From the analysis emerged the following thematic categories: Family in search of acceptance and solidarity; Bioethical aspects of hospitalization in the UTI; Apprehension and hope (despair) of the family; and, Separation and disorganization of the family. Thereby, the process of humanization of care in the hospital also must involve the family, and the professionals of the unit of intensive therapy must pay more attention to the patients’ relatives, as a new perspective of care. Estudo de abordagem qualitativa e abordagem hermenêutica interpretativa com o objetivo de compreender o significado da interna o em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para familiares de pacientes. Foram entrevistados 16 familiares de pacientes internados na UTI geral de um hospital do nterior do RS.Da análise temática emergiram as categorias: Família em busca de acolhimento e solidariedade; Aspectos bioéticos da interna o na UTI; Apreens o e esperan a (desesperan a) dos familiares; e, Separa o e desorganiza o da família. Depreende-se que o processo de humaniza o do cuidado no ambiente hospitalar também alcance a família, e que os profissionais do intensivismo incrementem sua aten o aos familiares dos pacientes internados como uma nova perspectiva de cuidado.
Mulheres idosas: desvelando suas vivências e necessidades de cuidado Mujeres ancianas: revelando sus experiencias y necesidades de cuidado Elderly women: revealing their experiences and care needs
Miriam Aparecida Barbosa Merighi,Deíse Moura de Oliveira,Maria Cristina Pinto de Jesus,Rafaella Queiroga Souto
Revista da Escola de Enfermagem da USP , 2013,
Abstract: Estudo qualitativo com abordagem da fenomenologia social que objetivou a compreens o da vivência da mulher idosa, suas necessidades de cuidado e expectativas nesse período da vida. Participaram nove mulheres, cujos depoimentos foram obtidos de fevereiro a maio de 2011, por meio de entrevista semiestruturada. A mulher idosa refere limita es de ordem física, mental e social, e valoriza a preserva o de sua autonomia nas atividades diárias e no cuidado consigo mesma. Refere a família como suporte fundamental e tem expectativas e necessidades de se manter saudável, da busca pelo lazer e de ter melhor acesso aos servi os de saúde para receber informa es e atendimento qualificado. Nessa fase, a ausência de perspectivas relaciona-se à perda de pessoas significativas e da saúde. Este estudo revelou facetas da vivência da mulher idosa, suscitando novas investiga es e a adequa o do ensino, prática e gest o às reais necessidades dessa mulher. Estudio cualitativo con abordaje de fenomenología social, objetivando comprender la experiencia de la mujer anciana, sus necesidades de cuidado y expectativas en dicho período. Participaron nueve mujeres, cuyos testimonios fueron obtenidos de febrero a mayo de 2011 mediante entrevista semiestructurada. La mujer anciana refiere limitaciones de orden físico, mental y social, y valoriza la preservación de su autonomía en las actividades diarias en el cuidado de sí misma. Determina a la familia como soporte fundamental, tiene expectativas y necesidades de mantenerse saludable, adhiere a actividades recreativas y busca mejor acceso a servicios de salud, para recibir información y atención calificada. En esta fase, la ausencia de perspectivas se relaciona a la perdida de personas cercanas y de la salud. El estudio reveló facetas de la experiencia de la mujer anciana, sugiriendo nuevas investigaciones y la adecuación de la ense anza, práctica y gestión a las reales necesidades de estas mujeres. This qualitative study used a social phenomenology approach to elucidate the experiences, care needs and expectations of the elderly women. Nine elderly women were interviewed between February and May 2011 using a semi-structured questionnaire. The elderly women referred to their physical, mental, and social limitations. They valued the preservation of their autonomy in daily activities and in self-care and considered their families to be a fundamental support. They had expectations of remaining healthy, pursuing leisure activities, and having improved access to healthcare information and treatment. The absence of prospects at this stag
A pesquisa em ensino de química no Brasil: conquistas e perspectivas
Schnetzler, Roseli P.;
Química Nova , 2002, DOI: 10.1590/S0100-40422002000800004
Abstract: this article summarizes the main achievements of the brazilian research in chemistry education in these 25 years of existence of the brazilian chemical society and raises some prospective questions for the field. six main events are described as the responsible ones for the development of research in chemistry teaching in brazil. valuable contributions of brazilian researches are discussed and related with international trends in science education. some perspectives for improving research in chemistry teaching in brazil are also presented.
A pesquisa em ensino de química no Brasil: conquistas e perspectivas  [cached]
Schnetzler Roseli P.
Química Nova , 2002,
Abstract: This article summarizes the main achievements of the Brazilian research in chemistry education in these 25 years of existence of the Brazilian Chemical Society and raises some prospective questions for the field. Six main events are described as the responsible ones for the development of research in chemistry teaching in Brazil. Valuable contributions of Brazilian researches are discussed and related with international trends in science education. Some perspectives for improving research in chemistry teaching in Brazil are also presented.
Angustia e mulher // Anguish and woman  [PDF]
Elisabeth da Rocha Miranda
Affectio Societatis , 2012,
Abstract: O artigo visa discutir, a partir dos postulados por Freud e Lacan, a possibilidade de uma angústia específica à mulher. N o há universal feminino e a posi o feminina de um sujeito é referida ao modo como ele se relaciona com o gozo, isto é, situando-se do lado do gozo n o-todo fálico. A quest o seria ent o melhor formulada: haveria uma angustia específica da n o-toda fálica? A angústia nas mulheres pode ser experimentada em aspectos diferentes; a angústia da mulher histérica cuja defesa é a inveja do pênis e a eterniza o da reivindica o fálica; a angústia da m e que presentifica a possibilidade da perda do filho enquanto falo. Mas a angústia própria à mulher, ao n o-toda fálica, é esta que tem rela o direta com o S(A) com a falta no Outro, com o gozo experimentado como infinito. // The article tries to discuss, based on Freud and Lacan premises, the possibility of a specific anguish in women. There is neither a female universe nor a female position in an individual more referred to the manner as it is related to the jouissance (sexual pleasure); i.e., being beside no- quite phallic jouissance. The question, then, would be better asked: would there be a no-quite phallic specific anguish? The anguish in women can be experimented in different aspects; the anguish of the hysterical woman whose defense is the envy of the penis and the perpetuation of the phallic claim; the anguish of a mother who thinks about the possibility of losing her child as phallus. But the proper anguish of woman, no-quite phallic, is that which is directly related to S(A) the lack in the Other, with the jouissance experimented as infinite.
O cuidado à mulher que vivencia a menopausa sob a perspectiva da desmedicaliza o  [PDF]
Andréia Lara Lopatko Kantoviski,Octavio Muniz da Costa Vargens
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2010,
Abstract: A menopausa é uma fase da vida da mulher a que está associado vários tabus e sobre a qual permanece uma vis o negativae depreciativa, construída com base nas ideias da medicaliza o da sociedade e da aten o à saúde. O presente artigo tempor objetivo discutir a menopausa sob a perspectiva da desmedicaliza o. Nesse contexto, a medicaliza o pelo uso deterapia de reposi o hormonal é utilizada como uma possível solu o para as mudan as fisiológicas que ocorrem durante amenopausa, gerando na mulher a expectativa de permanecer sempre jovem e bela. Este estudo aborda a terapia dereposi o hormonal a partir de sua rela o com a medicaliza o do corpo e do cuidado; resgata o fisiológico e natural dastransforma es inerentes ao período e que s o marcantes no corpo e na vida das mulheres; apresenta o cuidadodesmedicalizado como estratégia para melhorar a qualidade de vida de mulheres que vivenciam a menopausa. Assim,entende-se que cabe aos profissionais que lidam com esse grupo específico o papel de desmistificar essa fase da vida epossibilitar informa es de modo a favorecer o empoderamento das mulheres e desenvolver os cuidados sob a perspectiva dadesmedicaliza o.
8 de mar o: conquistas e controvérsias  [cached]
BLAY EVA ALTERMAN
Revista Estudos Feministas , 2001,
Abstract: O Dia Internacional da Mulher foi proposto por Clara Zetkin em 1910 no II Congresso Internacional de Mulheres Socialistas. Nos anos posteriores a 1970 este Dia passou a ser associado a um incêndio que ocorreu em Nova Iorque em 1911. Neste artigo procuro recuperar a história do Dia 8 de Mar o e as distor es que têm sido feitas sobre ele e sobre a luta feminista.
N o basta ser mulher... n o basta gostar de crian as... “Cuidado/educa o” como princípio indissociável na Educa o Infantil  [cached]
Déborah Thomé Say?o
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2010, DOI: 10.5902/198464441604
Abstract: Resumo O presente artigo é parte da tese de doutorado em cujo foco estava o trabalho docente de professores na Educa o Infantil. Na tese, era objetivo compreender como os homens se constituem como docentes na educa o das crian as de zero a seis anos – profiss o caracterizada como “tipicamente feminina”. Assinalando a op o por uma perspectiva socioantropológica e a partir dessa perspectiva, é explicada e conceituada a categoria central do estudo – rela es de gênero, entendendo as mesmas como uma constru o social pelas quais é possível compreender como hierarquia, diferen a e poder se moldam, conformam, instalam e atuam nas identidades e nos espa os institucionais. O texto aqui apresentado destaca o conceito de cuidado/educa o considerado como princípio indissociável na Educa o Infantil, partindo do pressuposto de que o corpo está no cerne do debate acerca dos cuidados na infancia menor. A partir dos dados empíricos encontrados, tornou-se necessário problematizar o debate empreendido na área da Educa o Infantil acerca das concep es e das práticas que o bin mio cuidado/educa o das crian as pequenas vem assumindo, tomando o trabalho realizado por professores homens no interior das creches e centros de Educa o Infantil no município de Florianópolis/Santa Catarina. A preocupa o central aqui destacada denota como o cuidado era concebido quando professores atuavam em creches, pensando nos significados da educa o das crian as pequenas, e deslindando conceitos e discursos sobre o “cuidado”. Para compreendê-lo, foi necessário investigar em que medida “cuidado”, como prática sociocultural e, no caso desse estudo, desenvolvida por homens e mulheres em creches, possibilitava avan ar em rela o às ambigüidades presentes nas express es cuidado-e-educa o, cuidado-educa o ou cuidado/educa o, grafias que vêm sendo usadas por diversos autores e autoras com significados semelhantes. Palavras-chave: Educa o Infantil. Cuidado-educa o. Rela es de gênero. Trabalho docente. Prática sociocultural.
E a mídia criou a mulher  [PDF]
Keske, Humberto Ivan
Sess?es do Imaginário , 2002,
Abstract: A Imagem de Brigitte Bardot projetada em E Deus criou a mulher (Et Dieu créa la femme, 1956, Roger Vadim), filme de estréia da musa francesa, redefiniu na época o conceito de sensualidade e beleza feminina, inspirando milh es de imitadoras em todo o mundo. Embalou os sonhos secretos de multid es masculinas que se encantavam com a nudez indiferente e maliciosa, mas infantil e frágil, de um dos maiores produtos de exporta o da indústria cultural francesa.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.