oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
UMA PROPOSTA DE POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMA O NO GERENCIAMENTO DE SERVI OS DE TI  [PDF]
Maurício Rocha Lyra,Cláudio Gottschalg Duque
Brazilian Journal of Information Science , 2011,
Abstract: A Information Technology Infraestructure Library (ITIL) (Biblioteca de Infraestrutura de Tecnologia da Informa o) fornece um framework de boas práticas para o gerenciamento de servi os de tecnologia da informa o (TI). No estudo desse arcabou o percebe-se que o mesmo n o apresenta em seu corpo espa o para a arquitetura da informa o. Sendo um dos objetivos a arquitetura da informa o a organiza o das informa es para tomada de decis o, como pode esta ficar fora desse contexto? A proposta de posicionamento que este trabalho apresenta evidencia a percep o que os conceitos da arquitetura da informa o est o presentes nas necessidades do gerenciamento de servi os de TI. Essa proposta contribui para a uni o dos corpos de conhecimentos facilitando assim a cria o da estratégia e desenho dos servi os.
O DIREITO DA PROPRIEDADE INTELECTUAL: RELA ES COM OS ENTREGáVEIS DA ARQUITETURA DA INFORMA O
Guilherme Ataíde Dias,Silvana Aparecida Borsetti Gregório Vidotti
Perspectivas em Gest?o & Conhecimento , 2011,
Abstract: Discute o direito da propriedade intelectual associado a um projeto de Arquitetura da Informa o em um espa o informacional digital - Web. A prote o ao projeto é focado nos entregáveis da Arquitetura da Informa o. é apresentada a importancia dos bens do conhecimento em nossa sociedade contemporanea bem como o valor econ mico a eles associados. é explicado o conceito de propriedade intelectual e como a mesma está estruturada no ordenamento jurídico brasileiro. Os componentes integrantes dos entregáveis da Arquitetura de Informa o tal qual definido por Peter Morville e Louis Rosenfeld s o apresentados e explicados. A pesquisa conduzida é classificada como qualitativa, o método utilizado para abordar o problema foi o dedutivo. Em rela o aos procedimentos técnicos a pesquisa é classificada como bibliográfica. Conclui-se que embora seja possível proteger elementos de um projeto de Arquitetura da Informa o, a legisla o atual n o contempla todas as demandas trazidas pelas tecnologias digitais da informa o e comunica o.
O POSICIONAMENTO DA ARQUITETURA DA INFORMA O NA GOVERNAN A DE TI  [cached]
Claudio Gottschalg Duque,Mauricio Rocha Lyra
Brazilian Journal of Information Science , 2010,
Abstract: A governan a de TI está apoiada em vários modelos e padr es internacionais tais como o COBIT, ITIL, ISO 20000, ISO 27002. O principal objetivo desses modelos e padr es é dar transparência às a es e processos da TI. Em um breve estudo sobre cada um deles percebemos que os mesmos n o apresentam em seu corpo espa o para a arquitetura da informa o. Sendo um dos objetivos a arquitetura da informa o a organiza o das informa es para tomada de decis o, como pode esta ficar fora desse contexto? A pesquisa que se coloca tem como objetivo estudar os modelos de governan a de TI a fim de elaborar uma proposta de modifica o que posicione a arquitetura da informa o em cada um deles.
ARQUITETURA DE INFORMA O SEM WIREFRAME
Rodrigo Freese Gonzatto,Karla da Cruz Costa
Perspectivas em Gest?o & Conhecimento , 2011,
Abstract: Neste artigo é proposto o debate sobre o uso do wireframe, muitas vezes considerado o centro da Arquitetura de Informa o. A escolha pela utiliza o deste documento deve acontecer de forma planejada e n o por consequência da naturaliza o do wireframe como fundamento da Arquitetura de Informa o. Para tal, buscamos compreender a atividade do arquiteto da informa o, as características e usos do wireframe, suas vantagens e desvantagens. Por fim, s o levantadas alternativas ao wireframe tradicional, explorando quest es de documenta o, colabora o e comunica o. Questiona-se a centralidade no wireframe para que a disciplina n o seja subestimada ao ser confundida com um entregável.
Proposta de uma Arquitetura de Agentes Móveis para Recupera o de Informa o útil e Distribuída no Processo de Gest o do Conhecimento  [cached]
Andréa Sabedra Bordin,Renato Balancieri
Revista Eletr?nica de Sistemas de Informa??o , 2005,
Abstract: O processo de gest o do conhecimento no contexto institucional caracteriza-se pela gest o da competência dos seus colaboradores, seus relacionamentos internos e externos. Nesse sentido, abordagens e técnicas computacionais que capturem informa es sobre as competências do colaborador de maneira explícita e tácita fazem-se necessárias. A abordagem utilizada neste artigo considera que na maioria das situa es o colaborador explicita suas competências na forma de um curriculum vitae, o qual contém informa es sobre sua forma o escolar, experiência de trabalho, suas aptid es, etc. e o armazena dentro do seu computador pessoal no formato textual. Diante disso, prop e-se a utiliza o de uma arquitetura de agentes móveis que realize a detec o dessas informa es na intranet institucional para forma o de uma base textual única e centralizada que será utilizada no processo de gest o do conhecimento.
Arquitetura da informa o em web site de periódico científico/Information architecture in a scientific journal web site
Maria Fernanda Sarmento e Souza,Miriam Celí Pimentel Porto Foresti,Silvana Aparecida Borsetti Gregorio Vidotti,Juan Manuel Pineda,Vilma Fernandes Neves,Glória Radino,Regina Célia Baptista Belluzzo,Maria Teresa Miceli Kerbauy,Sidney Reinaldo da Silva,Rosangela Carrilo Moreno
ETD : Educa??o Temática Digital , 2004,
Abstract: Investigam-se elementos da Arquitetura da Informa o à serem considerados em web site de periódico científico, descrevendo-se critérios de qualidade e variáveis que devem ser mantidos, a fim de garantir a permanência das fun es memória e dissemina o, inerentes ao processo de comunica o científica. Apresentam-se o ‘Modelo para análise de estrutura de periódicos científicos eletr nicos’ e um estudo descritivo e comparativo dos web site das revistas Ciência da Informa o On-line e DataGramaZero. Resultados apontam a Arquitetura da Informa o como uma área de estudos que poderá subsidiar bibliotecários, autores e leitores na identifica o de periódicos de qualidade, e editores no desenvolvimento de projetos de periódicos científicos eletr nicos. Information Architecture elements were investigated for consideration in a scientific journal web site, describing the quality criteria and variables which must be maintained to ensure the permanence of archival and dissemination functions, inherent in the scientific communication process. The ‘Model for analysis of the structure of electronic scientific journals’ with a descriptive and comparative study of Ciência da Informa o On-line and DataGramaZero web sites were presented. Results show Information Architecture as an area of study that may help librarians, authors, and readers identify quality periodicals, and editors develop scientific electronic journals. Keywords Comunica o Científica --- Ciência da Informa o --- Arquitetura de Informa o --- Periódico Científico Eletr nico --- Internet --- web site --- Scientific Communication --- Information Science --- Information Architecture --- Electronic Scientific Journal --- Internet --- web site
Arquitetura da informa o em bibliotecas digitais: uma abordagem da Ciência da Informa o e da Biblioteconomia Arquitectura de la información en bibliotecas digitales: acercamientos de la Ciencia de la Información y de Bibliotecología  [cached]
Rafael dos Santos Nonato,Graciane S. Bruzinga Borges,Benildes Coura Maculan,Gercina ?ngela Borém de O. Gabol Lima
Informa??o & Informa??o , 2009, DOI: 10.5433/1981-8920.2008v13n2p125-141
Abstract: O artigo descreve os quatro elementos da arquitetura da informa o, propostos por Rosenfeld e Morville em 1998, para o desenvolvimento de websites, s o eles: sistema de organiza o; sistema de rotulagem; sistema de navega o e sistema de busca. Apresenta o uso de teorias, ferramentas e técnicas da Ciência da Informa o e da Biblioteconomia para a implementa o de cada um desses elementos no desenvolvimento de bibliotecas digitais. Ficou evidenciada a relevante contribui o da Ciência da Informa o e da Biblioteconomia nesse processo.
Otimiza o do acesso à informa o científica: discuss o sobre a aplica o de elementos da arquitetura da informa o em repositórios digitais
Odília Barbosa Ribeiro,Silvana Aparecida Borsetti Gregorio Vidotti
BIBLOS : Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informa??o , 2009,
Abstract: Consideram-se os repositórios digitais ferramentas para a promo o da comunica o científica, uma vez que possibilitam disponibilizar produtos de pesquisas científicas de maneira gratuita e n o-burocrática, facilitando assim a acesso a informa es de caráter acadêmico e consequentemente a obten o de conhecimento e o incentivo à pesquisa. Este trabalho aborda os benefícios do uso dos repositórios digitais principalmente em universidades e considera que, além da proposta de acesso livre à informa o, as institui es mantenedoras de repositórios digitais devem observar elementos que garantam realmente o acesso ao conteúdo apresentado. Isso ocorre através do uso de uma Arquitetura da Informa o voltada para o público-alvo, bem como atendendo às recomenda es de acessibilidade e usabilidade. Portanto, é discutida a aplicabilidade desses elementos em repositórios digitais.
Informa o, rede e redes sociais: fundamentos e transversalidades Información, red y redes sociales - fundamentos y transversalidades  [cached]
Regina Maria Marteleto
Informa??o & Informa??o , 2007, DOI: 10.5433/1981-8920.2007v12n0p
Abstract: O artigo pretende explorar a no o de rede, buscando algumas pistas dos seus fundamentos histórico-conceituais, suas incidências e alian as com o conceito de informa o. O objetivo é situar os modos de emprego do conceito de rede em campo de estudos com pouca densidade teórico-conceitual, como é o caso da ciência da informa o. Transversal como as idéias de “informa o-sistêmica” ou “informa o-fluxo”, o conceito de rede convida as perguntas de pesquisa sobre a informa o a se associarem a um enfoque do fen meno onde os sujeitos coletivos s o seus protagonistas centrais, ao mobilizarem redes sociais de conhecimentos. Para pensar assim, é relevante introduzir a idéia de uma “terceridade” do conhecimento, da informa o e das próprias configura es das redes sociais.
A DOCUMENTA O COMO UMA DAS ORIGENS DA CIêNCIA DA INFORMA O E BASE FéRTIL PARA SUA FUNDAMENTA O  [PDF]
Cristina Dotta Ortega
Brazilian Journal of Information Science , 2009,
Abstract: Objetiva explorar os princípios documentários como equivalentes às quest es nucleares propostas para a Ciência da Informa o, como modo de realizar o debate sobre seus fundamentos. O trabalho se justifica por considerar que a percep o sobre a crise de identidade em Ciência da Informa o pauta-se em literatura fortemente marcada por eixos específicos, os quais deflagram vis es parciais incapazes de constituírem partes articuladas de um todo. Como metodologia, realiza revis o de literatura e discuss o sobre a história da Ciência da Informa o, considerando-a anterior ao surgimento desta denomina o, e trata de sua disciplinaridade, apresentando constru es interdisciplinares significativamente consolidadas e problematizando a quest o das denomina es para a área. O estudo permite constatar que a celeuma que envolve a quest o da identidade da Ciência da Informa o n o se manifesta de forma relevante na literatura e nas práticas profissionais pautadas na Documenta o, a qual tem apresentado, simultaneamente, foco e densidade no decorrer do tempo. A história da Documenta o permite questionar os discursos sobre a ausência de consensos em Ciência da Informa o e sobre a frágil nuclearidade decorrente de sua dimens o técnica e da suposta fluidez intrínseca aos seus limites e áreas fronteiri as. Conclui que os princípios documentários configuram-se como parte basilar dos fundamentos da Ciência da Informa o e s o emblemáticos de sua unidade identitária.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.