oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Por que as crian as s o maltratadas?: Explica es para a prática de maus-tratos infantis na literatura  [cached]
Gomes Romeu,Deslades Suely Ferreira,Veiga Márcia Motta,Bhering Carlos
Cadernos de Saúde Pública , 2002,
Abstract: Este artigo tem como objetivo analisar os fatores que s o identificados como atuantes para a ocorrência das situa es de maus-tratos cometidos contra crian as, presentes nos três principais periódicos brasileiros de Pediatria. A produ o bibliográfica foi tratada com base na análise de conteúdo. Considerando os critérios de inclus o dos artigos, foram analisados 14 trabalhos. Em termos de resultados, ressaltam-se como modelos teóricos explicativos: (a) a reprodu o das experiências de violência; (b) os desajustes familiares, psíquicos e alcoolismo; (c) a ordem macro estrutural. Dentre as conclus es, destaca-se que as políticas de preven o e interven o dos maus-tratos cometidos contra a infancia ter o maior êxito se conseguirem articular uma compreens o teórico-prática. é preciso integrar a singularidade de cada caso ao conhecimento acumulado no atendimento a milhares de famílias envolvidas na prática de maus-tratos (no Brasil e no mundo).
Resiliência e maus-tratos à crian a  [cached]
Junqueira Maria de Fátima Pinheiro da Silva,Deslandes Suely Ferreira
Cadernos de Saúde Pública , 2003,
Abstract: O artigo prop e discutir o conceito de resiliência a partir de uma revis o crítica. Foram priorizados textos produzidos por órg os que têm um papel direcionador no campo da saúde da crian a e do adolescente (OPAS - Organiza o Pan-Americana da Saúde; ASBRA - Associa o Brasileira de Adolescência). Discute-se as principais defini es de resiliência. S o debatidas as contribui es e limita es das leituras vigentes. Debate-se ainda, as possibilidades conceituais e operativas da resiliência frente às situa es de maus-tratos contra crian a e adolescente, tomando o exemplo do abuso sexual intrafamiliar. Conclui-se que o conceito de resiliência apresenta polariza es em torno de certos eixos: "adapta o/supera o", "inato/adquirido", "permanente/circunstancial". Contudo, ele aponta para um ponto comum: a singularidade e a delicadeza das rela es microssociais de promo o em saúde.
Maus-tratos infantis: percep o e responsabilidade do cirurgi o-dentista  [PDF]
GranvilleGarcia, Ana Flávia,Menezes, Valdenice Aparecida de,Silva, Paula Fernanda Rodrigues de Melo
Revista Odonto Ciência , 2008,
Abstract: Objetivo: Verificar a percep o e a responsabilidade do cirurgi o-dentista em rela o a maus-tratos contra a crian a e o adolescente. Metodologia: Foram entrevistados 54 cirurgi es-dentistas em atividade em clínicas particulares ou no servi o público. Utilizou-se um questionário estruturado com quest es objetivas, em sua maioria, para a coleta de dados. Resultados: A maioria dos cirurgi es-dentistas afirmou ter conhecimento sobre o assunto (87%) e considerou-se apto ao diagnóstico (65%), porém as les es bucais foram pouco citadas como injúrias decorrentes de maus-tratos (4%). De forma geral, os profissionais denunciariam maus-tratos (96%), sendo o Conselho Tutelar (63%) seguido do Juizado da Infancia e Adolescência (22%) os órg os de prote o à crian a mais citados. Porém, muitos entrevistados n o saberiam como documentar o caso (61%) nem receberam informa o sobre o assunto durante a gradua o (93%). Conclus o: Há necessidade de esclarecimento da responsabilidade ética e legal do cirurgi o-dentista e sua obriga o diante de casos de maus-tratos contra a crian a e o adolescente.
Child abuse: review of the literature Maus-tratos infantis. Revis o da literatura  [cached]
Bernardo Barcellos Terra,Eduardo Ant?nio de Figueiredo,Morena Pretti Espindula de Oliveira Lima Terra,Carlos Vicente Andreoli
Revista Brasileira de Ortopedia , 2013,
Abstract: Non-accidental injuries in children are an important cause of morbidity and mortality in this population. Fractures are the second most common clinical manifestation of child abuse. The fracture of the femur is associated in more than 60% of child abuse in children younger than 3 years. The objective was to review the literature on child abuse in the major databases and report a rare case of bilateral subtrochanteric femur fractures associated with unilaterall humeral fracture in a 28-day newborn. The orthopedic surgeon is often the first physician to evaluate these children, so a high degree of suspicion, and a physical examination and a detailed clinical history is mandatory when evaluating a newborn with musculoskeletal injuries. Les es n o acidentais em crian as s o uma importante causa de morbidade e mortalidade nesta popula o. Fraturas s o a segunda causa mais comum de manifesta o clínica de maus tratos. A fratura do fêmur está associada em mais de 60% dos casos a maus tratos em crian as menores de 3 anos. O objetivo do trabalho foi fazer uma revis o da literatura nas principais bases de dados a respeito dos maus-tratos infantis e relatar um caso raro de fratura subtrocantérica bilateral de fêmur associada com fratura umeral unilateral em um recém-nascido de 28 dias. O ortopedista muitas vezes é o primeiro médico a avaliar essas crian as; portanto, um alto grau de suspei o, além de um exame físico minucioso e uma história clínica detalhada, é mandatório ao se avaliar um recém-nascido com les es musculoesqueléticas.
Maus-tratos a idosos: revis o integrativa da literatura Abuso contra ancianos: revisión integradora de la literatura Elderly maltreatment: integrative review of the literature  [cached]
Annelissa Andrade Virgínio de Oliveira,Debora Raquel Soares Guedes Trigueiro,Maria das Gra?as Melo Fernandes,Antonia Oliveira Silva
Revista Brasileira de Enfermagem , 2013,
Abstract: O estudo objetivou identificar, a partir de uma revis o integrativa da literatura, o conhecimento científico produzido entre 2005 e 2009, sobre maus-tratos contra idosos. Para tal, foram selecionados dezesseis estudos nos bancos LILACS e SciELO e na base BDENF. Dentre os dezesseis estudos, 56,25% compreendiam artigos originais. O periódico que mais publicou foi o Caderno de Saúde Pública (25%), sendo a maioria dos estudos desenvolvidos no Sudeste (56,25%). O levantamento revelou que a violência física foi predominante entre os idosos, sendo o domicílio o ambiente onde frequentemente ocorre a agress o, sendo os familiares os principais agressores. Entre os idosos agredidos, observou-se que as mulheres s o as vítimas mais acometidas. Esses achados suscitam o desenvolvimento de outras pesquisas que possam clarificar as múltiplas dimens es da violência contra o idoso. El estudio tuvo como objetivo identificar, a través de una revisión bibliográfica integrada, los conocimientos científicos, producidos entre 2005 y 2009 sobre maltrato a ancianos. Con este fin, se seleccionaron dieciséis estudios en los bancos LILACS e SciELO e en la base de datos BDENF. De ellos, 56,25% eran artículos originales. La revista más utilizada para publicación, fue el Cuaderno de Salud Pública (25%), y la mayoría de los estudios se desarrollaron en el Sudeste (56,25%). La encuesta reveló que la violencia física era la más frecuente entre los ancianos; el entorno familiar es adonde ocurre con mayor frecuencia la agresión; y los familiares son los principales agresores. Entre las personas de edad que fueron atacados, se observó que las mujeres son las víctimas más afectadas. Estos resultados plantean el desarrollo de otras investigaciones que puedan aclarar las múltiples dimensiones de la violencia contra los ancianos. The study aimed to identify, through an integrative literature review, scientific knowledge, produced between 2005 and 2009 about the mistreatment of the elderly. It was selected sixteen studies in the data banks LILACS, SciELO and BDENF. Of the sixteen studies, 56.25% comprised original articles. The journal that published the most was the Public Health Journal (25%), being the majority of the studies from the Southeast (56.25%). The survey revealed that the physical violence was prevalent among the elderly; the home was the environment where aggression occurs more frequently; and family members were the main aggressors. Among the elderly attacked, it was observed that women are the victims most affected. These findings raise the development of other researches that m
Maus-tratos em crian as e adolescentes com deficiência e/ou perturba es do desenvolvimento Abuse in children and adolescents with disabilities and/or developmental disorders  [cached]
Vera Cruz,Cristina P. Albuquerque
Revista Brasileira de Educa??o Especial , 2013,
Abstract: A presente investiga o tem como principal objetivo analisar as características da associa o entre deficiência e/ou perturba es do desenvolvimento e maus-tratos na popula o infanto-juvenil portuguesa, e destacar as respectivas implica es no domínio da educa o especial. A amostra é constituída por 198 crian as e adolescentes com deficiência e/ou perturba es do desenvolvimento, que foram vítimas de maus-tratos. A informa o foi recolhida através de um questionário, elaborado para este fim, e respondido por psicólogos e assistentes sociais. Em termos dos resultados obtidos, verificou-se que o maltrato misto (associa o entre duas ou mais formas de maltrato) foi o mais comum, seguindo-se a negligência. Os agentes de maltrato mais frequentes foram os progenitores. A detec o dos maus-tratos foi efetuada, em regra, na etapa pré-escolar, sendo as suas principais fontes as institui es/servi os que já acompanhavam a família. Foi também detectada uma elevada percentagem de problemas de saúde física e mental, de dependências e de dificuldades de inser o social nos pais destas crian as/adolescentes. A quase generalidade das crian as e famílias beneficiou de alguma interven o após a sinaliza o dos maus-tratos. No que respeita a conclus es, e uma vez que os maus-tratos tendem a ocorrer cedo e em famílias com múltiplos fatores de risco, apontam-se estratégias de interven o familiar e sublinha-se a importancia que os programas de interven o precoce podem revestir. Também se indica o papel que os professores podem desempenhar na detec o dos maus-tratos e real a-se a relevancia e a composi o dos programas direcionados para o ensino de estratégias de prote o e autodefesa. This study analyses characteristics of the association between disability and/or developmental disorders and abuse among Portuguese children and youth. It also underscores the consequences of this association for special education. The sample consists of 198 children and adolescents with disabilities and/or developmental disorders that were abused. The data was collected using a checklist designed specifically for this study, completed by psychologists and social workers. The results showed that the most frequent type of abuse was a combination of two or more types of maltreatment, followed by neglect. The most frequent perpetrators were the parents, who were also the children's main caretakers. Abuse was identified early, usually at age 4, and mainly by institutions or services that were already following the families. A high percentage of physical and mental health problems, substance ab
A abordagem dos maus-tratos contra a crian a e o adolescente em uma unidade pública de saúde
Gomes Romeu,Junqueira Maria de Fátima Pinheiro da Silva,Silva Cristiani de Oliveira,Junger Washington Leite
Ciência & Saúde Coletiva , 2002,
Abstract: Este estudo integra uma pesquisa sobre a abordagem dos casos de maus-tratos cometidos contra crian as e adolescentes. O objetivo é analisar a percep o dos profissionais de saúde da rede pública frente à abordagem realizada nestes casos. O desenho metodológico baseia-se em estudo de caso, numa abordagem qualitativa de pesquisa social, através da técnica de entrevista semi-estruturada. O campo de estudo é o Instituto Fernandes Figueira da Funda o Oswaldo Cruz. O tratamento dos dados baseia-se em princípios do método de análise de conteúdo. Dentre os resultados, destaca-se que os maus-tratos ora assumem uma visibilidade na identifica o por parte dos profissionais, ora ficam invisíveis em seu atendimento. Junto a isso, verifica-se que a percep o dos profissionais oscila entre a cren a e a descren a na resolubilidade dos casos. Em termos de conclus o, ressalta-se que, frente à complexidade da violência cometida contra crian as e adolescentes, quest es como capacita o profissional, planejamento de a es integradas e participa o dos profissionais em a es públicas devem ser equacionadas, visando a uma melhor abordagem desses casos.
O resgate do vínculo m e-bebê: estudo de caso de maus tratos The restoration of the link between mother and her baby: study case of child abuse  [cached]
Carolina Marocco Esteves,Edson Sá Borges
Psicologia: Ciência e Profiss?o , 2007, DOI: 10.1590/s1414-98932007000400015
Abstract: Este artigo dedica-se a refletir sobre maus-tratos e a vincula o entre a m e e seu bebê, sendo importante destacar que uma das principais conseqüências da má forma o desse vínculo s o os maus-tratos. O artigo exp e uma discuss o teórico/prática relacionada aos aspectos teóricos da experiência clínica de dois anos de estágio profissional de Psicologia na enfermaria de queimados, no Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre. Foram estudados, durante o período, cinqüenta casos. O presente artigo descreve um dos atendimentos. O critério utilizado para a escolha foi a de que o caso é típico e oferece possibilidade de aprendizagem para o leitor. A abordagem utilizada no atendimento da díade foi a psicoterapia breve, com enfoque psicanalítico. Com base no acompanhamento desse caso clínico, pode-se concluir que a forma como a m e atendida consegue se relacionar com o filho evidencia que a mesma se encontra incapacitada para desempenhar uma fun o materna adequada ao desenvolvimento da crian a. Um dos fatores que contribui para isso é a história pregressa da m e, observada durante os atendimentos psicológicos: doen a mental devido a maus-tratos no passado. é importante destacar que o atendimento psicoterápico funcionou, no estudo, como um dispositivo de saúde e resgate desse vínculo. Diante desse quadro, elaborou-se uma proposta que tem como objetivo promover a saúde e/ou prevenir a doen a, tanto do bebê quanto da m e, iniciando o mais breve possível, o diagnóstico e o acompanhamento psicológico (ou psiquiátrico), que deverá ter continuidade após a interna o e durante o desenvolvimento da crian a. The objective of the present study is to describe child abuse and the link between the mother and her baby. It is important to emphasize that one of the consequences of child abuse is a bad development of the mother's link with the child. This paper presents the theoretical and methodological approaches used during at least two years of professional Psychology training in the burned (nursing) ward in the emergency section of a hospital in Porto Alegre. We studied fifty cases during the process. This study examined one of the cases with a study-case design. The criterion used for the choice is that the case is typical and offers the reader the possibility of learning. A brief psichotherapy based on psycoanalysis conducted the treatment of the dyads. Through the clinical case, the way the mother treated the baby showed that she is unable to develop proper maternal care. One of the factors that generates this situation was observed during the psychological treatment d
Velhos amigos
Bosi, Viviana;
Psicologia USP , 2008, DOI: 10.1590/S0103-65642008000100004
Abstract: this text makes a short presentation of the book of stories velhos amigos, by ecléa bosi, from the point of view of the dominating tone, the style, the themes and its main purposes.
Maus tratos contra crian?as e adolescents
Martins, Christine Baccarat de Godoy;
Revista Brasileira de Enfermagem , 2010, DOI: 10.1590/S0034-71672010000400024
Abstract: the maltreatments against children and adolescents are admitted as a crescent phenomenon in world, but its knowledge are in building process due to its complexity. this study show a revising the literature with aims know and publicise epidemiological data about the violence against children and adolescents, discuss the knowledge about magnitude of this violence, the related factors and the consequences for victims. the literature show the range and magnitude violence against children and adolescents. furthermore, studies reinforce the importance of recognizing the nature and reality of these events to form a diagnosis that helps elaborate and accomplish specific prevention and intervention policies.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.