oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Desempenho produtivo de vacas 5/8 Holando/Zebu alimentadas com diferentes cultivares de palma forrageira (Opuntia e Nopalea)  [cached]
Santos Djalma Cordeiro dos,Santos Mércia Virginia Ferrreira dos,Farias Iderval,Dias Flávio Marcos
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Foi estudado o efeito de diferentes cultivares de palma forrageira sobre o desempenho produtivo de vacas mesti as holando/zebu. O delineamento experimental foi de ensaios alternativos, obedecendo a distribui o de quadrado latino, contendo três quadrados, com três períodos de 28 dias cada. Os tratamentos foram constituídos pelas cultivares de palma forrageira redonda, gigante e miúda. De modo geral, foram observadas pequenas varia es na composi o química dos cultivares de palma. N o foi observada diferen a significativa quanto ao consumo de palma in natura, consumo de restolho de milho e consumo de matéria seca, entre os animais alimentados com as diferentes cultivares de palma, sendo de 54,21; 7,91; e 9,04 kg/dia, respectivamente. Também n o foi observada diferen a para as variáveis leite produzido, leite a 4% de gordura e rela o de consumo de matéria seca para leite produzido. Os dados sugerem que vacas leiteiras mesti as podem ser alimentadas com diferentes cultivares de palma forrageira, sem comprometimento do desempenho produtivo das mesmas.
Palma forrageira (Opuntia ficus indica Mill) associada a diferentes volumosos em dietas para vacas da ra a Holandesa em lacta o = Addition of spineless cactus (Opuntia ficus indica Mill) to different types of roughage in the diet of lactating Holstein cows
Renata Rodrigues da Silva,Marcelo de Andrade Ferreira,Antonia Sherlanea Chaves Véras,Alenice Ozino Ramos
Acta Scientiarum : Animal Sciences , 2007,
Abstract: Objetivou-se avaliar o efeito da associa o da palma forrageira com diferentes volumosos sobre o consumo, produ o de leite e digestibilidade aparente de vacas em lacta o com peso médio de 560 ± 50 kg e produ o de 20 kg dia-1. Os tratamentos foram os diferentesvolumosos: baga o de cana-de-a úcar (BC), feno de capim-tifton, feno de capim elefante, silagem de sorgo e mistura de baga o de cana + silagem de sorgo. Foram avaliados os consumos de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro(FDN), carboidratos n o-fibrosos (CNF), carboidratos totais (CHT), matéria organica (MO) e nutrientes digestíveis totais (NDT); os coeficientes de digestibilidade aparente de MS, PB, EE, FDN, CNF, CHT, MO e a produ o e teor de gordura do leite. Os volumoso associados à palma forrageira n o influenciaram o consumo e digestibilidade da maioria dos nutrientes, n o influenciando também a produ o de leite, a produ o de leite corrigido para 3,5% de gordura e o teor de gordura do leite, com médias de 16,92 kg dia-1, 17,57 kg dia-1 e 3,76%, respectivamente. A palma forrageira pode ser associada a diferentes volumosos em dietas para vacas em lacta o, sem alterar o consumo, o desempenho e a digestibilidade da matéria seca e dos nutrientes. The experiment was carried out to evaluate the association of spineless cactus with different roughage sources on the apparentdigestibility, intake and milk yield of lactating cows (average 560 ± 50 kg LW and 20 kg of daily milk yield). The treatments contained different roughage sources with spineless cactus: sugar cane bagasse, tifton hay, elephant grass hay, sorghum silage and a mixture of sugar cane bagasse + sorghum silage. The voluntary intake of dry matter (DM), crude protein (CP), ether extract (EE), neutral detergent fiber (NDF), non-fiber carbohydrates (NFC), total carbohydrates (TCH), organic matter (OM) and total digestible nutrients (TDN) was evaluated. In addition, the apparent digestibility coefficient for DM, CP, EE, NDF, NFC, TCH, OM, milk production, and milk fat concentration of lactating Holstein cows were also evaluated. The different types of roughage in association with the spineless cactus did not affect the digestibility coeficients and the intake of most nutrients. The roughage sources also did not affect milk production, fat-corrected milk production and milk fat concentration, with averages of 16.92 kg day-1, 17.57 kg day-1 and 3.76%, respectively. The spineless cactus could be added to different roughage sources in diets for lactating cows without altering the intake, per
Palma Forrageira (Opuntia ficus indica Mill) em Substitui o à Silagem de Sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench) na Alimenta o de Vacas Leiteiras
Wanderley Walmir Lima,Ferreira Marcelo de Andrade,Andrade Dulciene Karla Bezerra de,Véras Ant?nia Sherlanea Chaves
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: O experimento foi conduzido com o objetivo de avaliar o desempenho de vacas da ra a Holandesa em lacta o, alimentadas com ra es contendo diferentes níveis (0, 12, 24 e 36%) de palma forrageira (Opuntia ficus indica Mill) em substitui o à silagem de sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench). Foram utilizadas oito vacas distribuídas em dois quadrados latinos (4x4). Cada período experimental teve dura o de 21 dias, sendo 14 destinados à adapta o dos animais às ra es e sete para coleta. Os consumos de matéria seca (MS), em kg/dia, % de PV e em rela o ao peso metabólico (g/kg0,75), e matéria organica e carboidratos totais, expressos em kg/dia, n o foram influenciados pela adi o de palma na ra o, apresentando valores médios de 20,18; 3,41; 167,80; 18,86; e 14,85, respectivamente. O consumo de carboidratos n o-fibrosos, em kg/dia, aumentou, e os de fibra em detergente neutro, em kg/dia e % de PV, fibra em detergente ácido; proteína bruta e extrato etéreo, expressos em kg/dia, diminuíram linearmente com a inclus o de palma na ra o. O consumo de sódio n o foi influenciado pela adi o de palma na ra o, com valor médio de 29,45g/dia. Os consumos de potássio e magnésio aumentaram e o de fósforo diminuiu linearmente com a adi o de palma na ra o. N o houve efeito da inclus o de palma sobre a produ o de leite com e sem corre o para 3,5% de gordura, cujos valores médios foram de 25,01 e 26,97kg/dia, respectivamente. O teor de gordura do leite foi influenciado de forma quadrática, sendo o teor máximo estimado em 4,08%, com 20,51% de palma na ra o. A convers o alimentar aumentou linearmente com a inclus o de palma.
Palma forrageira (Opuntia ficus indica Mill) e uréia em substitui o ao feno de capim tifton (Cynodon spp) em dietas de vacas da ra a holandesa em lacta o. 1. Digestibilidade = Forage cactus (Opuntia ficus indica Mill) and urea in replacement of tifton hay (Cynodon spp) in lactating Holstein cows diet. 1. Digestibility
Carmem Valéria de Araújo Cavalcanti,Marcelo de Andrade Ferreira,Mauriceia Costa Carvalho,Antonia Sherlanea Chaves Veras
Acta Scientiarum : Animal Sciences , 2006,
Abstract: Foi avaliado o efeito de quatro níveis (0%; 12,5%; 25%; 37,5%; e 50%) de palma forrageira e uréia em substitui o ao feno de capim tifton, na ra o de vacas da ra a holandesa em lacta o sobre a digestibilidade aparente da matéria seca (DAMS), da matéria organica(DAMO), da fibra em detergente neutro (DAFDN), da proteína bruta (DAPB), dos carboidratos totais (DACHOT) e dos carboidratos n o fibrosos (DACNF). Foram utilizadas cinco vacas, com peso médio de 480 kg e produ o média de leite de 20 kg/dia, distribuídas em um quadrado latino 5x5. As DAMS, DAMO, DACHOT e DACNF aumentaram, aDAFDN diminuiu linearmente e a DAPB n o foi influenciada com o aumento dos níveis de palma e uréia na dieta. Os nutrientes digestíveis totais de manten a, a energia digestível de lacta o, energia metabolizável de lacta o e energia líquida de lacta o aumentaram à medida que eram incluídas palma e uréia na dieta. The effect of five levels forage cactus and urea (0.0, 12.5, 25.0, 37.5 and 50%) in replacement of tifton hay in lactating Holstein cows diets, on the apparent digestibility of dry matter (ADDM), organic matter (ADOM), neutral detergent fiber (ADNDF), crude protein (ADCP), total carbohydrates (ADTC) and nonfiber carbohydrates (ADNFC) were evaluated. Five Holstein cows weighing on average 480 kg and with an average milk yield of 20 kg of milk/day were used in a 5x5 Latin square design. The DM, OM, TC and NFC apparent digestibility increased while NDF apparent digestibility decreased linearly and the CP apparent digestibility was not affected by the inclusion of forage cactus and urea. The total digestible nutrients of maintenance,digestible energy of lactation, metabolizing energy of lactation and liquid energy of lactation increased as the forage cactus and urea levels increased.
Desempenho produtivo de vacas 5/8 Holando/Zebu alimentadas com diferentes cultivares de palma forrageira (Opuntia e Nopalea)
Santos, Djalma Cordeiro dos;Santos, Mércia Virginia Ferrreira dos;Farias, Iderval;Dias, Flávio Marcos;Lira, Mário de Andrade;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001, DOI: 10.1590/S1516-35982001000100003
Abstract: the effect of different cactus forage cultivars upon the productive performance of 5/8 holstein/zebu dairy cows was studied. a latin square design was used in an alternative assay distribution, with three squares and three periods of 28 day each. the treatments were constituted of the cactus cultivars "redonda", "gigante" and "miúda". a few variations in the chemical composition were observed among cactus cultivars. no differences were observed as for fresh cactus forage and corn stalks intake, and dry matter intake, among the animal fed different cactus cultivars, with 54.21, 7.91, and 9.04 kg/day, respectively. also, no difference was observed for milk yield, 4% corrected fat milk yield and dry matter intake per milk yield. the data suggested that crossbred dairy cows could be fed with different cactus forage cultivars, without reducing their productive performance.
Palma Forrageira (Opuntia Fícus- Indica Mill) como alternativa na alimenta o se ruminantes (Forage Palm (Opuntia Fícus- Indica Mill) As Alternative In Ruminant Feeding)  [PDF]
Cristina Cavalcante Félix da Silva,Luciana Carvalho Santos
REDVET , 2007,
Abstract: Resumo A explora o pecuária na regi o Nordeste é apresenta baixo teor de fibra em prejudicada pelas constantes secas e detergente neutro, necessitando sua irregularidade das chuvas, causando assim, associa o a uma fonte de fibra que uma baixa produtividade de seu rebanho. apresente alta efetividade. Assim, torna-se Considerando essa má distribui o de possível a associa o da palma com chuvas, é necessária a busca de alimentos alimentos de baixo custo, permitindo alternativos e mais baratos, como a palma produ o de leite e manuten o em níveis forrageira. A palma forrageira sem espinho bastante próximos aos obtidos com n o é nativa do Brasil. No Nordeste do alimentos de maior valor comercial. Com Brasil s o encontrados três tipos distintos isso, esta revis o tem por objetivo de palma: gigante, redonda e miúda. Essa demonstrar a eficiência da utiliza o da forrageira apresenta alta produ o de palma forrageira na alimenta o de matéria seca por unidades de área, é uma ruminantes. excelente fonte de energia, rica em carboidratos n o fibrosos e nutrientes
Farelo de palma forrageira (Opuntia ficus-indica Mill) em substitui o ao milho: 1. digestibilidade aparente de nutrientes  [cached]
Veras Robson Magno Liberal,Ferreira Marcelo de Andrade,Carvalho Francisco Fernando Ramos de,Véras Ant?nia Sherlanea Chaves
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar o consumo e a digestibilidade aparente de nutrientes em dietas com quatro níveis de substitui o do milho (0, 25, 50 e 75%) pelo farelo de palma forrageira. Dezesseis carneiros com 30 meses de idade e peso vivo médio de 40 kg foram alocados em delineamento inteiramente ao acaso. N o houve efeito dos níveis de substitui o do milho pelo farelo de palma sobre o consumo de nutrientes, o qual foi restrito em 2,5% do peso vivo. A inclus o do farelo de palma forrageira n o influenciou o coeficiente de digestibilidade aparente da matéria seca, matéria organica, fibra em detergente neutro, carboidratos totais, extrato etéreo e proteína bruta. O coeficiente de digestibilidade aparente da fibra em detergente ácido aumentou linearmente com a inclus o de palma forrageira na dieta.
Utiliza o de técnicas multivariadas na avalia o da divergência genética entre clones de palma forrageira (Opuntia ficus-indica Mill.)  [cached]
Ferreira Carlos Adonai,Ferreira Rinaldo Luiz Caraciolo,Santos Djalma Cordeiro dos,Santos Mércia Virginia Ferreira dos
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Avaliou-se, por meio de técnicas multivariadas, a divergência genética entre clones de palma forrageira (Opuntia ficus-indica Mill.), em um experimento instalado na Esta o Experimental da Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária - IPA, Caruaru - PE. O delineamento foi em blocos casualizados, com três repeti es. Os tratamentos foram 19 clones de palma do Banco de Germoplasma do IPA. Foram mensuradas: a) medidas em artículos, conforme a ordem: comprimento, largura, espessura, número e peso da matéria verde. b) medidas por planta: presen a de espinho, número de artículos por ordem e total, altura total, infesta o por cochonilha e peso da matéria verde. Realizaram-se análises de variancia univariada (ANOVA) e multivariada (MANOVA), das variáveis can nicas (VC) e de agrupamento (AA). Na ANOVA, foi verificada diferen a entre as médias de clones e por meio da MANOVA, diferen a entre vetores de médias de clones. Com a aplica o da VC, foi possível reduzir a dimensionalidade original para duas dimens es, com explica o de 85,03% da varia o total. Foi considerada, como característica passível de descarte, a porcentagem de infesta o por cochonilha. Na AA discriminaram-se nove grupos. A característica porcentagem de infesta o por cochonilha n o deve ser incluída no estudo da diversidade genética nas condi es estudadas. As características de maior discrimina o foram espessuras dos artículos primário, secundário e terciário, número de artículo primário e pesos médios de matéria verde por artículos secundário e terciário. Em um programa de melhoramento de palma forrageira, devem-se considerar o grupo de clones e o desempenho do clone quanto às características de maior relevancia agron mica e zootécnica.
Palma Forrageira (Opuntia Fícus- Indica Mill) como alternativa na alimenta o de ruminantes (Forage Palm (Opuntia Fícus- Indica Mill) as alternative in ruminant feeding)  [PDF]
Cristina Cavalcante Félix da Silva,Luciana Carvalho Santos
REDVET , 2006,
Abstract: ResumoA explora o pecuária na regi o Nordeste éprejudicada pelas constantes secas eirregularidade das chuvas, causando assim,uma baixa produtividade de seu rebanho.Considerando essa má distribui o dechuvas, é necessária a busca de alimentosalternativos e mais baratos, como a palmaforrageira. A palma forrageira sem espinhon o é nativa do Brasil. No Nordeste do Brasils o encontrados três tipos distintos depalma: gigante, redonda e miúda. Essaforrageira apresenta alta produ o dematéria seca por unidades de área, é umaexcelente fonte de energia, rica emcarboidratos n o fibrosos e nutrientesdigestíveis totais. Porém, a palma apresentabaixo teor de fibra em detergente neutro,necessitando sua associa o a uma fonte defibra que apresente alta efetividade. Assim,torna-se possível a associa o da palma comalimentos de baixo custo, permitindoprodu o de leite e manuten o em níveisbastante próximos aos obtidos com alimentosde maior valor comercial. Com isso, estarevis o tem por objetivo demonstrar aeficiência da utiliza o da palma forrageira naalimenta o de ruminantes. AbstractAnimal exploration in Northeast region isimpaired by constant droughts and rainirregularity, causing low herd productivity.Considering this bad rain distribution it isnecessary to search alternative and cheaperfeed, as forage palm. The forage palmwithout thorn is not native of Brazil. In BrazilNortheast there are three distinct types ofpalm: giant, round and small. This forageshows high dry matter production per unit ofarea, is an excellent energy source, rich innon fiber carbohydrates and total digestiblenutrients. However, palm shows low neutraldetergent fiber content, being necessary itsassociation to a fiber source that shows higheffectively. Thus, it become possible toassociate palm to low cost feed, allowing milkproduction and supporting in levels near tothat obtained with greater commercial feed.This review has the objective of demonstrateforage palm efficiency of utilization inruminant feeding.
Bebida mista à base de goiaba (Psidium guajava L.) e palma forrageira (Opuntia fícus-indica): desenvolvimento e aceitabilidade
Batista,Rita Débora de Sá Rodrigues; da Silva,Robson Alves; Brand?o,Tatiane Menezes; Veloso,Teresinha Rodrigues; Neves,Josyanne Araújo; e Santos,Débora Nascimento;
Archivos Latinoamericanos de Nutrición , 2010,
Abstract: nowadays, in the beverage industry, the mixture of products became an alternative to increase the nutritional value or even to develop new flavors in the formulation of mixed drinks. the objective of this work was to develop a mixed drink of forrageira palm with guava. four formulations with different palm concentrations and soluble solids were evaluated, keeping the concentration of guava stable. the products were submitted to chemical characterization (ph, soluble solids, titratable acidity, vitamin c) sensory evaluation (flavor, color, body and global acceptance) and microbiological analysis (total coliforms and thermotolerants, salmonella and estaphylococcus aureus). all the samples were well accepted in the sensory aspect and did not present any significant difference (p<0,5) among them. and the level of acceptance ranged from "i liked it slightly." to "i liked it moderately." for all the evaluated features. the formulated mixed drink was according to the chemical and microbiological patterns set by brazilian laws, except for the ph that was above the ideal level for industrialized products. in respect of the microbiological analysis, none of the formulations presented microorganisms. the results showed that the elaborated product is in accordance with the identity and quality standards established for beverages. it also has a good sensory acceptance, which makes it a product with high potential for industrialization.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.