oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
O jogo da leitura e da escrita no ensino-aprendizagem da língua estrangeira  [cached]
Francisco de Fátima da Silva
Alfa : Revista de Linguística , 2003,
Abstract: Com o objetivo de discutir as implica es que a desconstru o promove nas reflex es que buscam entender a linguagem, este artigo defende a leitura em língua estrangeira como produ o disseminada de sentidos, como tradu o inter e intralingual, como produ o (in-finita) de outros textos. Pretende-se com essa considera o trazer importantes reflex es sobre o ensino-aprendizagem de uma língua estrangeira, enfatizando a quest o da leitura e da escrita. Com o intuito de buscar valiosas colabora es, servimo-nos de leitura da psicanálise, de Derrida e da Análise do Discurso.
Transferência na aprendizagem de leitura em língua estrangeira: algumas reflex es  [cached]
Maria Inez Mateus Dota
Alfa : Revista de Linguística , 2001,
Abstract: Este artigo objetiva fazer uma reflex o sobre a quest o da transferência na aprendizagem de língua estrangeira, especificamente no que diz respeito ao processo de leitura. Discute posi es de estudiosos dentro da psicologia cognitiva e da psicolingüística e enfatiza o trabalho do professor nos pontos comuns entre as línguas.
O paradigma conexionista e o ensino de língua estrangeira
Rossa, Adriana Angelim,Rossa, Carlos Ricardo Pires
Letras de Hoje , 2009,
Abstract: O ensino de línguas adquire cada vez mais um papel de grande importancia no mundo acadêmico. Este artigo analisa brevemente as teorias behaviorista, cognitiva, da constru o criativa e o paradigma conexionista. As teorias s o apresentadas e seus principais pontos ressaltados. Concluímos que o ensino de língua estrangeira incorre em um grande erro quando da utiliza o dos modelos existentes. O paradigma conexionista pode dar uma explica o plausível para a elabora o de uma abordagem de ensino de línguas estrangeiras que esteja em consonancia com os achados recentes da neurociência.
Espanhol, língua estrangeira: um objeto fundamental  [cached]
Márcia Paraquett
Caligrama : Revista de Estudos Romanicos , 1998,
Abstract: Resumo: O presente trabalho prop e que o ensino de Espanhol, Língua Estrangeira, deve ser feito sob o enfoque cultural. A partir dessa vis o, sugere que nos Cursos de Letras das Universidades brasileiras, o ensino da Língua Estrangeira Instrumental ultrapasse os limites de instrumentos para a leitura de apoio teórico e se transforme em elemento fundamental à compreens o cultural das tradi es do país da língua-alvo. Palavras-chave: Língua espanhola; lingüística aplicada; ensino e aprendizagem de língua estrageira; cultura. Resumen: El presente trabajo propone que la ense anza del Espa ol, Lengua Extranjera, debe ser vista bajo el enfoque cultural. A partir de ese concepto, sugiere que en los Cursos de Letras de las Universidades brasile as, la ense anza de la Lengua Extranjera Instrumental sobrepase los límites de instrumentos para la lectura de apoyo teórico y se transforme en elemento fundamental a la comprensión cultural de las tradiciones del país de la lengua en estudio. Palabras-clave: Lengua espa ola; lingüística aplicada; ense anza y aprendizaje de lengua extrajera; cultura. Keywords: Spanish; applied linguistics; foreign language teaching and learning; culture.
Instantiation Schemes for Nested Theories  [PDF]
Mnacho Echenim,Nicolas Peltier
Computer Science , 2011,
Abstract: This paper investigates under which conditions instantiation-based proof procedures can be combined in a nested way, in order to mechanically construct new instantiation procedures for richer theories. Interesting applications in the field of verification are emphasized, particularly for handling extensions of the theory of arrays.
Cren as no processo de ensino-aprendizagem de língua estrangeira/língua inglesa: um estudo de caso Cren as no processo de ensino-aprendizagem de língua estrangeira/língua inglesa: um estudo de caso  [cached]
Daniele Castro de Jesus SANTOS,Elba Santana de SOUZA,Samylle Bonfim SOUZA
Entrepalavras : Revista de Linguística do Departamento de Letras Vernáculas da UFC , 2012,
Abstract: Result of concerns about the best way of learning in which believe the Lingua Estrangeira undergraduate students, as well as students of language courses, this study aims to indicate the beliefs and its actions on behavior. For this will be presented beliefs that pass through the teaching/learning process of foreign language, specifically, English Language as well as the natures of them. The research has as theoretical framework studies and researches in the area of teaching/learning foreign languages which focus on beliefs. As methodology, the case study was realized semi-open questionnaire, with under graduate students from Modern Language Course/English Language at Universidade Federal da Bahia and students from English language course and observations realized during the classes. The results suggest that beliefs are related to the construction of learning as many under graduate students (starts and graduates) as English language course students. And they influence both positive and negative, with special part in the student’s construct leaning. Resultado das inquieta es acerca da melhor forma de aprendizado na qual creem graduandos de Língua Estrangeira, bem como os alunos de curso de idiomas, este trabalho tem por objetivo indicar as cren as e suas a es sobre o comportamento. Para tal ser o apresentadas algumas das quais permeiam o ensino e aprendizagem de língua estrangeira, mais especificamente de Língua Inglesa, bem como aspectos concernentes a sua natureza. Como base teórica, foram utilizados estudos e pesquisas na área de ensino e aprendizagem de línguas com foco em cren as. Foram aplicados, para o estudo de caso, questionários aos alunos de Letras/Língua Estrangeira – Inglês, da Universidade Federal da Bahia, e alunos de cursos de idioma, juntamente com observa es realizadas em sala de aula. Os resultados apontam que as cren as est o relacionadas à constru o da aprendizagem tanto dos alunos de ensino superior (iniciantes e concluintes), como dos alunos dos cursos de idioma, influenciando tanto de forma positiva quanto negativa, ressaltando que elas possuem um papel fundamental no construto do aprendizado dos discentes.
ENSINO DE LíNGUA ESTRANGEIRA NO CURSO DE SECRETARIADO EXECUTIVO BILíNGUE: BUSCANDO UM CAMINHO PARA AS ANáLISES DE NECESSIDADES ESPECíFICAS
Ricardo José Orsi de Sanctis,Ivani Vecina Abib
Revista de Gest?o e Secretariado , 2010,
Abstract: O presente trabalho tem o objetivo de estabelecer uma abordagem para novos planos de ensino em língua estrangeira que leve em conta as necessidades dos alunos do Curso de Secretariado Executivo Bilíngue. Esse estudo foi realizado em uma grande universidade particular do sudeste do Brasil. Os métodos de pesquisa utilizados foram a análise dos relatos de experiência, a observa o sistemática de planos de ensino de docentes de língua estrangeira e um trabalho de campo com entrevistas com profissionais da área de Secretariado Executivo Bilíngue. Para suporte à realiza o de uma revis o bibliográfica tivemos como referencial teórico autores que discutem o ensino de língua estrangeira pesquisando as características, análises de necessidades de aprendizagem de língua para fins específicos, no caso em pauta, as necessidades do atuante na área de Secretariado Executivo. Como principais resultados tivemos discuss es ideológicas que foram da prática docente ao trabalho docente numa perspectiva marxista. Tais discuss es podem ser consideradas o embri o de uma pesquisa-a o que ainda está em andamento e que poderá suscitar inúmeros questionamentos ao longo dos replanejamentos com base na análise dos dados estudados pelos docentes envolvidos. Adicionalmente, pudemos observar que para que o trabalho docente garanta aos alunos acesso ao que n o é reiterativo na vida social, devemos por em cheque os conceitos desenvolvidos por estudiosos de língua estrangeira com rela o à necessidade subjetiva e objetiva, uma vez que a homogeneidade de necessidades é algo muito discutível, pois n o se consegue prever qual será modelo de gest o da empresa onde esse aluno trabalhará, bem como a prática social que dita a produ o de textos e o ambito de sua atua o.
Autonomia e Motiva o em narrativas de aprendizes de português como língua estrangeira  [cached]
Fernanda Sousa Carvalho
Revista Brasileira de Linguística Aplicada , 2007,
Abstract: Neste artigo, discuto os resultados de minha pesquisa dentro do projeto AMFALE - Autonomia em um Modelo Fractal de Aquisi o de Língua Estrangeira. Com base em conceitos de autonomia e motiva o e na correla o entre eles, analiso narrativas de aprendizes de português como língua estrangeira em Belo Horizonte. Tais análises atestam que a experiência de aprendizagem inserida em uma comunidade de falantes da língua-alvo propicia autonomia, à medida que caracteriza motiva o intrínseca e/ou integrativa e oferece uma variedade de possibilidades para o aprendiz agir autonomamente com rela o à própria aprendizagem. In this article, I discuss the results of my research within the project AMFALE-Autonomia em um Modelo Fractal de Aquisi o de Língua Estrangeira. Based on concepts of autonomy and motivation and in the correlation between them, I analyze narratives of learners of Portuguese as a foreign language in Belo Horizonte. Such analysis testify that the learning experience in a community of speakers of the target language makes autonomy possible, as it characterizes intrinsic and/or integrative motivation, providing a variety of possibilities for the learner to act with autonomy towards his own learning.
O jogo na aula de língua estrangeira: espa o aberto para a manifesta o do eu
Cecília Eller Rodrigues Nascimento
Alfa : Revista de Linguística , 2008,
Abstract: O presente artigo investiga o papel do jogo no processo de aprendizagem de língua estrangeira, no tocante à relevancia e à autenticidade. é feito um questionamento do conceito de autenticidade proposto pela abordagem comunicativista e das atividades de role play, t o difundidas dentro dessa perspectiva, nas quais o aluno precisa assumir o lugar de outro para falar na língua estrangeira. S o feitas considera es sobre como o contato com uma língua estrangeira leva a um questionamento da própria identidade, uma vez que se entra em contato com uma nova maneira de pensar o mundo e a realidade, o que se marca por um estranhamento tanto do eu quanto do outro. A partir dessa perspectiva, apresenta-se o jogo como um agente catalisador para a introdu o de um momento de verdadeira autenticidade, em que o aluno fala a partir da própria posi o, n o precisa fingir ser outro e se distanciar da própria realidade, se engaja numa atividade relevante e tem a oportunidade de se constituir enquanto sujeito na outra língua.
Experiências de aprendizagem: reflex es sobre o ensino de língua estrangeira no contexto escolar brasileiro  [cached]
Mariney Pereira Concei??o
Revista Brasileira de Linguística Aplicada , 2006,
Abstract: O objetivo deste trabalho é refletir a respeito do ensino de língua estrangeira (inglês) oferecido em escolas de Ensino Médio brasileiras, através de uma análise de relatos de experiências de aprendizagem de alunos de gradua o sobre sua aprendizagem da língua inglesa. Cinqüenta e um informantes participaram do estudo. Os instrumentos da coleta de dados foram um questionário escrito e entrevistas orais semi-estruturadas. Os resultados da análise sugerem que os professores ainda utilizam uma abordagem tradicional de ensino, através da tradu o de textos e listas de palavras para memoriza o. This paper aims at discussing the teaching of English in Brazilian high schools through the analysis of students' learning experiences. Participants in the research were 51 students and data were gathered through a written questionnaire and oral interviews. Results suggest that teachers use a traditional approach of teaching, based on translating and memorizing lists of words.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.