oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Autonomia e autoridade em diálogo com a teoria e a prática: o caso da profiss o docente
Maria Isabel da Cunha,Ana Maria Ranzan Rigo,Carmem Lúcia Lascano Pinto,Denise Grosso da Fonseca
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2004,
Abstract: As reflex es sobre a profissionalidade docente têm remetido para a análise de dois conceitos constitutivos de sua condi o, que s o autonomia e autoridade. Para se constituir em uma profiss o, o magistério precisa incorporar elementos que d o contornos próprios ao seu fazer e, especialmente, ser reconhecido como um campo portador de conhecimentos e saberes que identifiquem a profiss o. Nesse contexto, os conceitos de autoridade e autonomia assumem propor es significativas porque est o ligados ao reconhecimento e valoriza o social que se atribui aos professores, numa inser o política e social. O texto realiza um diálogo com a teoria, procurando, em autores contemporaneos, vis es e reflex es sobre quest es relacionadas com os conceitos de autoridade e autonomia na profiss o docente. Explicita, também, o resultado de um diálogo com a prática, tendo referência o depoimento de professores de diversos níveis de ensino. Inscreve-se como constru o coletiva, realizada em Seminário Temático de doutorado no Programa de Pós-Gradua o em Educa o da Universidade. Palavras-chave: Autonomia. Autoridade. Profiss o. Docente.
AUTONOMIA MUNICIPAL NO CONTEXTO FEDERATIVO BRASILEIRO Municipal autonomy in the Brazilian federative context Autonomia municipal em el contexto federativo brasile o  [cached]
Angela Penalva Santos
Revista Paranaense de Desenvolvimento , 2011,
Abstract: Português O objetivo deste artigo é analisar o contexto histórico-institucional em que se situa a autonomiados governos municipais no ambito do federalismo brasileiro. A Constitui o de 1988 tornouo Município “ente federativo” dotado de autonomia política, legislativa, administrativa efinanceira. Ao longo dos últimos 23 anos em que a atual Constitui o está em vigor, umnovo desenho institucional suscitou rea es que colocaram em xeque aquela autonomia,em particular a financeira. Para avaliar tais rea es foram levantadas as Emendas à Constitui oque afetaram a autonomia municipal. Dados relativos a alguns indicadores de finan asmunicipais foram apresentados para situar o impacto das reformas constitucionais. A análisedos dados sugere que os anos 1990 foram marcados por um ataque à autonomia financeirados municípios, considerados entes federativos pouco comprometidos com o ajuste fiscalem contexto de crise econ mica. Na década seguinte avan ou a coopera o interfederativa,inclusive com aumento das transferências governamentais para os municípios. Resta, contudo,resolver problemas decorrentes da estrutura federativa tripartite, marcada por forteheterogeneidade entre os municípios brasileiros.English The purpose of this article is to analyze the historical and institutional context in which theautonomy of municipal governments is situated within the Brazilian federative sphere. The1988’s Brazilian Federal Constitution treats the municipality as a “federative entity” withpolitical, legislative, administrative, and financial autonomy. However, the new institutionaldesign provoked reactions that jeopardized such autonomy, especially the financial one. Inorder to evaluate such reactions, this research analyzed Amendments to the Constitutionthat somehow affected the municipal autonomy over the last 23 years, in which the current Constitution is in force. Statistics on some municipal financial indicators were presented tosituate the impacts of the constitutional reforms. The analysis of the facts suggests that the1990s were marked by an attack to the financial autonomy of the municipalities, which wereconsidered federative entities somewhat committed to the fiscal adjustment in the economiccrisis context. During the following decade, the interfederative cooperation increased, evenwith the expansion of governmental transfers to the Municipalities. Though, problems arisingfrom tripartite federal structures, marked by a strong heterogeneity between Brazilianmunicipalities, still have to be solved.Espa ol El objetivo de este artigo es el de analizar el contexto histó
Autonomia das escolas públicas: limites e possibilidades/Autonomy in public school: limits and possibilities
Areta Held Previatti,Maria Eugênia Castanho,Carolina Messora Bagnolo
ETD : Educa??o Temática Digital , 2007,
Abstract: O presente estudo teve como principal problemática o exame da autonomia da escola pública. Procuramos investigar os fatores que influenciam essa autonomia a fim de constatar se existem mais possibilidades ou mais limites. Para isto priorizou-se a pesquisa bibliográfica e, a fim de considerar a prática e ter dados empíricos para análise, foram realizadas duas entrevistas com profissionais da educa o de diferentes institui es: um da unidade escolar e outro da Diretoria de Ensino. Os dados mostraram que, apesar da legisla o garantir maior autonomia para a escola, esta continua sofrendo um controle exagerado dos órg os superiores. Conclui-se que a luta por uma escola mais aut noma e igualitária é árdua, porém constitui-se como um processo possível de realiza o. The present article discusses and analyses the autonomy in Public Schools. We have investigated the factors that influence this autonomy aiming to demonstrate the existence of more limits or possibilities. In order to do that, we prioritized the bibliographic research. Also, to consider the praxis and have real data for the analysis, two interviews were done with professionals from education: one from a school and the other from the “diretoria de ensino”. The data collected indicates that, despite of the fact that brazilian laws guarantee more autonomy to the schools, they continue to suffer an exaggerated control from superior institutions. We Conclude that the fight for a more autonomic and equal school is very hard, but constitutes itself as a process that can happen. Keywords Escola pública --- Autonomia --- Burocratiza o --- Public school --- Autonomy --- Bureaucracy
Considera es sobre a autonomia e a promo o da saúde Considerations on autonomy and health promotion
Laura de Macedo Haeser,Fátima Büchele,Fabíola Stolf Brzozowski
Physis: Revista de Saúde Coletiva , 2012, DOI: 10.1590/s0103-73312012000200011
Abstract: Este artigo tem o objetivo de discutir a rela o existente entre a autonomia individual e coletiva e a promo o da saúde. Assim, apresenta uma revis o bibliográfica sobre o percurso conceitual da promo o da saúde desde a perspectiva da Carta de Ottawa, destacando os momentos desse percurso onde é possível encontrar a amplia o da autonomia como um norte para as a es de promo o da saúde. Destaca a importancia de as estratégias de promo o da saúde no Brasil priorizarem políticas públicas voltadas para a diminui o das iniquidades sociais, evidenciadas nas desigualdades em saúde, visando a ampliar a autonomia individual e coletiva. This paper aims to discuss the relation between individual and collective autonomy and health promotion. In order to do so, it reviews the literature on the conceptual course of health promotion since the Ottawa Charter, emphasizing the amplification of autonomy as a guide for health promotion actions. It also highlights the importance of health promotion strategies in Brazil, which prioritize public policies in order to decrease social inequalities. In particular, Brazilian policies are addressed towards increasing individual and collective autonomy.
AUTONOMIA PRIVADA E DIREITOS DA PERSONALIDADE – PERSONALITY RIGHTS AND PRIVATE AUTONOMY
Rafael da Silva Rocha
Revista da SJRJ , 2011,
Abstract: Os direitos da personalidade s o inerentes à condi o humana e, como tais, s o irrenunciáveis e intransmissíveis. No entanto, além da renúncia e da transmiss o, existem outras formas de disposi o, que devem ser admitidas. O sujeito n o pode transmitir o direito propriamente dito, mas pode ceder o exercício e até consentir na sua les o, em situa es excepcionais. Para tanto, em primeiro lugar, a vontade há de ser livre, sem influências de condicionamentos externos, e deve ser manifestada por um sujeito capaz de discernir, que esteja devidamente informado sobre as consequências dos seus atos. Além disso, para ser eficaz, o ato de disposi o deve promover a dignidade da pessoa humana. Do contrário, desde que n o seja ilícita, a conduta poderá até ser protegida pelo ordenamento jurídico a título de manifesta o positiva da liberdade individual, mas n o receberá san o positiva nem negativa. PALAVRAS-CHAVE: Rela es existenciais. Dignidade da pessoa humana. Liberdade individual. Consentimento informado. ABSTRACT: Personality rights are inherent to the human condition and therefore are non-renounceable and not transferable. However, besides renouncement and transmission, there are other ways of disposal, which must be accepted. The person cannot transmit the right itself, but may transfer the exercise and might consent to its injury, in exceptional situations. Firstly, it is required a free will, with no influence of external constraints, and must be a decision manifested by a subject able to discern, properly informed about the consequences of his actions. Furthermore, to be effective, the act of disposal must promote human dignity. Otherwise, unless it is illegal, the conduct is likely to be protected by law as a positive manifestation of individual freedom, but will not receive a positive or negative sanction. KEYWORDS: Existential relations. Human dignity. Individual freedom. Informed consent.
Juventudes e contemporaneidade: entre a autonomia e a tutela Contemporaneity and youth: between autonomy and protection  [cached]
Ana Paula Serrata Malfitano
Etnográfica , 2011,
Abstract: A juventude vem ganhando discuss es e a es públicas mundiais em propor es ascendentes, caracterizada como um grupo social plural e emergente. Contudo, a partir de uma vis o homogeneizante, os jovens s o predominantemente interpretados como um “problema político” que requer o desenvolvimento de interven es disciplinares e de controle. Tais interven es debatem-se com a constitui o jurídica, cultural e social da juventude, questionando quem deve estar em prote o, sob tutela, e quem tem a liberdade e a autonomia de decis o sobre si. Os servi os sociais direcionados a essa popula o intencionam realizar seu cuidado com vistas à promo o de sua autonomia. A partir de um trabalho de campo de base etnográfica, realizado por quatro anos junto a institui es sociais e a jovens que as frequentavam, apresenta-se a trajetória de vida de um jovem no limiar de entrada para a vida adulta, compreendendo a passagem para a maioridade como um evento crítico de sofrimento social. Enfatiza-se o acesso, naquela história, a uma autonomia socioecon mica, mas que se apresenta como exce o, devido ao pequeno alcance concreto das a es dos servi os sociais junto aos jovens de grupos populares. Youth, characterized as a plural and emerging social group, has been increasingly present in public debates and actions globally. However, young people from popular classes are predominantly being regarded though a homogenising perspective as a “political problem”, leading to the development of disciplinary intervention and control. Such interventions struggle with the legal, cultural and social constitution of youth, questioning who should be the youngsters under protection and guardianship, and which ones should have the freedom and autonomy to decide about their lives. Social services targeted to this population do intend to promote their autonomy. Based on ethnographic work, done for four years with social institutions and young people who attended them, the article presents the life story of a young man on the threshold to adult life, understanding the passage to adulthood as a critical event of social suffering. We emphasize the access gained, in his itinerary, to social and economic autonomy, but this case is presented as an exception, given the actual narrow effects of the actions of social services regarding young people of lower-class groups.
Autonomia profissional dos enfermeiros Autonomía profesional de los enfermeros The professional autonomy of nurses  [cached]
Jorge Manuel da Silva Ribeiro
Revista de Enfermagem Referência , 2011,
Abstract: A evolu o do conhecimento científico, em enfermagem, tem gerado importantes contributos para ganhos em saúde. Apesar disso, o reconhecimento social da autonomia dos enfermeiros, continua a ser um assunto problemático e paradoxal, quest o que justificou a realiza o deste estudo. Este trabalho tem como objetivo: analisar a correla o entre o nível de autonomia percebida pelos enfermeiros no seu contexto de trabalho e as variáveis (idade, tempo de servi o, número de servi os em que trabalhou, grau da satisfa o com a profiss o de enfermagem e capacidade de tomar decis es na atividade profissional), e analisar as diferen as no nível de autonomia percebida pelos enfermeiros no contexto de trabalho, em fun o das variáveis (sexo, habilita es académicas, local de trabalho e categoria profissional). A análise inferencial indica diferen a significativa no nível de autonomia em fun o das variáveis (habilita es académicas, local de trabalho, categoria profissional); e que os enfermeiros que se manifestam mais satisfeitos com a sua profiss o, e revelam mais capacidade de tomada de decis o no contexto de trabalho, expressam também uma maior perce o de autonomia profissional. La evolución del conocimiento científico, en enfermería, ha proporcionado importantes aportes traducidos en ganancias para la salud. A pesar de ello, el reconocimiento social de la autonomía de los enfermeros sigue siendo un asunto problemático y paradójico, cuestión que ha justificado la realización de este estudio Este trabajo tiene por objetivo analizar la correlación entre el nivel de autonomía percibida por los enfermeros en su contexto de trabajo y las variables (edad, tiempo de servicio, número de servicios en que trabajó, grado de satisfacción con la profesión de enfermería y capacidad de tomar decisiones en la actividad profesional), y analizar las diferencias a nivel de la autonomía percibida por los enfermeros en el contexto de trabajo, en función de las variables (sexo, habilitaciones académicas, lugar de trabajo, categoría profesional). El análisis inferencial indica una diferencia significativa a nivel de la autonomía en función de las variables (formación académica, lugar de trabajo, e categoría profesional). Además revela que los enfermeros que se muestran más satisfechos con su profesión, y manifestan más capacidad de toma de decisión en el contexto de trabajo, expresan también una mayor percepción de autonomía profesional. The evolution of scientific knowledge in nursing has generated important contributions to health gains. Nonetheless, the social recognition of nursing a
Active methodologies and the nurturing of students’ autonomy As metodologias ativas e a promo o da autonomia de estudantes  [cached]
Neusi Aparecida Navas Berbel
Semina : Ciências Sociais e Humanas , 2011,
Abstract: In this article, a literature-based reflection is registered, taking studies aimed at the nurturing of students’ autonomy and the potential of the pedagogic area with active methodologies as interface to achieve results in the same direction. The main objective of the text is to identify converging points between these two study areas and share them with educators and their professors, inciting critical thinking and possible experiments in order to increase the amount of data as well as discussions about the quality of teaching. Methodological alternatives are exemplified in their essential characteristics, emphasizing the problematization methodology within Maguerez′s Arch to guide students to autonomy learning as well as the studies that have been used. Com este artigo, registra-se uma reflex o respaldada na literatura, tomando como interface estudos voltados para a promo o da autonomia de alunos e o potencial da área pedagógica, com o uso de metodologias ativas, para a obten o de resultados na mesma dire o. O objetivo maior da elabora o do texto é o de, ao identificar pontos de convergência entre essas duas linhas de estudos, compartilhá-los com educadores e seus formadores, provocando uma reflex o crítica e possíveis experimentos, no sentido de ampliar registros e discuss es com vistas à qualidade do ensino. S o exemplificadas alternativas metodológicas com suas características essenciais, com ênfase na metodologia da problematiza o com o arco de Maguerez, pelo potencial de levar alunos a aprendizagens para a autonomia, assim como estudos que a utilizaram.
Autonomia de aprendizes on-line de inglês/The autonomy of English e-learnes
Cláudio Paiva Franco,Marilene Proen?a Rebello de Souza e,Denise Trento Rebello Souza,Adria Simone Duarte de Souza,Carlos Guillermo Rojas Nino,Wilson Correia,Renilson Rosa Ribeiro,Eric Ferdinando Passone,Carolina Messora Bagnolo,Marcos dos Santos Moreira,Eva Seitz,Rita Buzzi Rausch,,Ana Maria Falc?o de Arag?o Sadalla,Rita Buzzi Rausch,,Ana Maria Falc?o de Arag?o Sadalla,Claudia Monteiro da Rocha Ramos,Ubirajara Alencar Rodrigues,Paulo Reis dos Santos,Marcia Regina da Silva,Maria Fernanda P. Turina,Alexandre
ETD : Educa??o Temática Digital , 2008,
Abstract: O presente trabalho aborda como as novas tecnologias de informa o e comunica o podem promover a autonomia de aprendizes de língua inglesa. Nesse sentindo, o papel desempenhado por alunos e professores adquire um novo significado. Express es como “aprendizagem colaborativa” e “constru o de conhecimento” s o empregadas de modo a esclarecer ao leitor a importancia de recursos da Web que privilegiem a vis o dialógica. Desse modo, alunos tornam-se protagonistas na constru o do conhecimento. O estudo finaliza atentando para a forma o do sujeito social e a potencializa o de suas múltiplas inteligências através do contexto digital. The present study addresses how the new technologies of information and communication can promote the autonomy of learners of English. In this perspective, the role played by students and teachers carries a new meaning. Expressions like “collaborative learning” and “construction of knowledge” are employed in order to raise the reader’s awareness of the importance of online resources which favour the dialogue. Thus, students become agents in the construction of knowledge. The study finishes with the focus on the formation of the social being and the empowerment of their multiple intelligences made possible by the digital environment. Keywords Autonomia --- Internet --- Inteligências múltiplas --- Aprendizes de inglês --- Autonomy --- Internet --- Multiple intelligences --- Learners of English
Autonomia e Engajamento: Arte como esclarecimento na vis o de Theodor Adorno
Maria de Fátima Bessa Soares
Revista Espa?o Acadêmico , 2010,
Abstract: O presente trabalho tem como foco o conceito de esclarecimento e sua rela o com a autonomia ou engajamento da arte contemporanea. Trataremos da rela o entre mito e esclarecimento e localizaremos a indústria cultural frente a esses dois conceitos. Em seguida discutiremos a posi o da arte contemporanea diante da indústria cultural, e finalmente traremos dois exemplos do teatro brasileiro. Palavras-chave: Arte aut noma, arte engajada, Indústria Cultural, Teatro brasileiro,
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.