oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Arbovírus Ilheus em aves silvestres (Sporophila caerulescens e Molothrus bonariensis)  [cached]
Pereira Luiz Eloy,Suzuki Akemi,Coimbra Terezinha Lisieux Moraes,Souza Renato Pereira de
Revista de Saúde Pública , 2001,
Abstract: OBJETIVO: Relatar o isolamento do vírus Ilheus no Estado de S o Paulo e avaliar o seu impacto para a saúde pública. MéTODOS: O isolamento de vírus foi realizado em camundongos albinos Swiss, a partir de sangue de aves silvestres, capturadas com redes de espera tipo mist net, armadas no nível do solo, no Parque Ecológico do Tietê, S o Paulo. A identifica o das cepas isoladas foi feita pelos testes de inibi o da hemaglutina o, fixa o de complemento e neutraliza o em camundongos. Amostras de plasma de aves e de mamíferos silvestres foram submetidas à pesquisa sorológica para detec o de anticorpos inibidores de hemaglutina o. RESULTADOS: Foram isoladas duas cepas do vírus Ilheus em sangue de aves das espécies Sporophila caerulescens e Molothrus bonariensis e detectados anticorpos em aves das espécies Columbina talpacoti, Geopelia cuneata, Molothrus bonariensis e Sicalis flaveola, em sagüis das espécies Callithrix jacchus e Callithrix penicillata e no quati Nasua nasua. CONCLUS ES: O isolamento do vírus Ilheus e a detec o de anticorpos específicos em aves residentes, migratórias e de cativeiro, em sagüis e quatis, comprovam a presen a desse agente no Parque Ecológico do Tietê. O comportamento migratório de aves silvestres pode determinar a introdu o do vírus em outras regi es. Considerando-se a patogenicidade para o homem e a confirma o da circula o desse agente viral em área urbana, freqüentada para atividade de lazer e de educa o, o risco de ocorrência de infec o na popula o humana n o pode ser descartado.
Detección de ectoparásitos en aves silvestres evaluadas en Medellín (Colombia) Deteccao do ectoparasitas em aves salvagens availadas em Medellin (Colombia) Detection of ectoparasites in wild birds evaluated in Medellin (Colombia)
Gabriel Parra-Henao,Erika P Alarcón Pineda,Gustavo López Valencia,Diber M Ramírez Monroy
Revista Colombiana de Ciencias Pecuarias , 2011,
Abstract: Algunas especies de artrópodos son causantes de enfermedades en humanos, animales domésticos y silvestres, actuando como vectores biológicos y mecánicos de importantes patógenos; además de los da os directos que ocasionan por sus hábitos alimenticios y de fijación en diferentes partes del cuerpo de sus hospederos. El objetivo de este trabajo fue identificar las diferentes especies de ectoparásitos presentes en las aves silvestres ingresadas al Centro de Atención y Valoración de Fauna Silvestre (CAV) del área metropolitana del Valle de Aburrá. Se realizó un estudio descriptivo longitudinal, en el cual se analizaron 43 aves infestadas con ectoparásitos que ingresaron al centro, durante el periodo de octubre de 2006 a noviembre de 2007. Se colectaron 202 ectoparásitos de los órdenes Pthiraptera, Diptera y ácaros del orden Parasitiformes (Arachnida). El orden Phthiraptera presentó la mayor diversidad, con 18 especies, todas del grupo Mallophaga. Del orden Diptera se identificó una especie y diez larvas de la familia Muscidae, mientras que en los ácaros se identificaron tres géneros, de los subórdenes: Astigmata y Mesostigmata. Los resultados de este estudio permiten ampliar el rango de hospederos del género Bonnetella a la especie Ramphastos citroelaemus. Además se registra la presencia de Menacanthus eurysternus y Colpocephalum turbinatum en Pelecanus occidentalis y Buteo platypterus. Se recomienda realizar estudios microbiológicos y parasitológicos para identificar las especies patógenas presentes en estos ectoparásitos, que permitan establecer el riesgo de transmisión de enfermedades y proponer medidas de prevención y control de enfermedades zoonóticas. Algumas espécies de artrópodes s o causadores de doen as tanto para os humanos como para animais domésticos e silvestres, atuando como vetores biológicos e mecanicos de patogenias importantes, além de causar danos diretos por seus hábitos alimentares e a sua fixa o em diferentes partes do corpo do hospedeiro. O objetivo foi identificar as diferentes espécies de ectoparasitas hachados em aves silvestres do "Centro de Atención y Valoración de Fauna Silvestre del area metropolitana del Valle de Aburrá". Foi feito um estudo descritivo longitudinal em 43 aves as quais ingressaram ao Centro infestadas com ectoparasitas desde outubro de 2006 até novembro de 2007. Coletaram-se 202 ectoparasitas das ordens Phthiraptera, Diptera e ácaros da ordem Parasitiformes (Arachnida). A ordem Phthiraptera apresentou a maior diversidade, com 18 espécies todas do grupo Mallophaga, Da ordem Díptera identificou-se uma espécie e d
Avalia o soroepidemiológica do vírus influenza em aves domésticas e silvestres no Estado do Rio de Janeiro
Oliveira Jr. J.G.,Belluci M.S.P.,Vianna J.S.M.,Mazur C.
Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , 2001,
Abstract: Estudou-se a presen a de anticorpos para o vírus da influenza aviária, subtipos H1N1 e H3N2, por meio da técnica de inibi o da hemaglutina o no plasma de 225 aves da Funda o RIO-ZOO, do Bwana Park e de pequenas cria es do Estado do Rio de Janeiro. Entre as aves estudadas 60 (26,6%) foram soropositivas, sendo 22 (9,8%) para o subtipo H1N1, 28 (12,4%) para o subtipo H3N2 e 10 (4,4%) para os dois subtipos. Esses resultados indicam a ocorrência dos subtipos do vírus da influenza aviária investigados no Rio de Janeiro e apontam para o risco potencial de sua transmiss o para a avicultura industrial e para pessoas.
PREVALêNCIA DE ENDOPARASITAS EM AMOSTRAS FECAIS DE AVES SILVESTRES E EXóTICAS EXAMINADAS NO LABORATóRIO DE ORNITOPATOLOGIA E NO LABORATóRIO DE ENFERMIDADES PARASITáRIAS DA FMVZ-UNESP/BOTUCATU-SP PREVALENCE OF ENDOPARASITES IN FECAL SAMPLES OF EXOTIC AND WILD BIRDS EXAMINED IN THE LABORATORY OF ORNITOPATOLOGY AND LABORATORY OF PARASITICS DISEASES OF THE FMVZ – UNESP/BOTUCATU, SP  [cached]
Guilherme Augusto Marietto-Gon?alves,Thiago Fernandes Martins,Edna Tereza de Lima,Raimundo de Souza Lopes
Ciência Animal Brasileira , 2009,
Abstract: Dos vários problemas sanitários que afetam as aves, as enfermidades parasitárias est o entre as mais frequentes. Analisou-se no presente trabalho a prevalência de endoparasitas das 207 amostras fecais de aves silvestres e exóticas atendidas no Laboratório de Ornitopatologia e no Laboratório de Enfermidades Parasitárias do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade Estadual Paulista (FMVZ-UNESP), campus de Botucatu, SP. As amostras foram inicialmente analisadas através do exame direto a fresco e, após a constata o da presen a de ovos, cistos ou oocistos nas fezes, as mesmas amostras foram submetidas à Técnica de Faust e ao Método de Willis. No estudo encontraram-se ovos de três gêneros de nematoídes e cistos de quatro gêneros de protozoários em cinco de doze ordens aviárias, sendo Passeriformes a que apresentou o maior número de indivíduos parasitados. PALAVRAS-CHAVES: Aves, ornitopatologia, parasitologia. Among the various sanitary problems affecting birds, parasitic diseases are some of the most common ones. This study analyses the prevalence of endoparasites in 20 fecal samples of wild and exotic birds attended at the Ornitopathology and Parasitic Diseases Laboratories of the Veterinary Hospital, Faculty of Veterinary Medicine and Zootecnics, S o Paulo State University (FMVZ-UNESP), campus Botucatu. After confirmation of eggs, cysts or oocysts through direct fecal test, Faust technique and Willis Method were performed on feces. Eggs of three genera of nematodes as well as cysts of four genera of protozoaries were found in five of 12 avian orders, with the order Passeriformes representing the most of the parasited individuals. KEY WORDS: Birds, ornitopathology, parasitology.
Sexagem fetal em ovelhas Santa Inês por ultra-sonografia  [cached]
Santos Maico Henrique Barbosa dos,Moraes érica Paes Barreto Xavier de,Guido Sebasti?o Inocêncio,Bezerra Filipe Queiros Gondim
Ciência Rural , 2006,
Abstract: O presente estudo teve a finalidade de identificar o sexo e de determinar o dia da migra o do tubérculo genital (TG) de fetos ovinos através da ultra-sonografia em tempo real. O sexo foi identificado no Experimento I (EI) levando-se em considera o a localiza o do TG e no Experimento II (EII), a presen a do pênis, prepúcio e bolsa escrotal no feto macho e das tetas, vulva e clitóris no feto fêmea. No EI, as fêmeas (n=17) foram monitoradas em intervalos de 12 horas, do 35o ao 46o dia de gesta o, por via transretal com transdutor linear (6,0 e 8,0 MHz). No EII, as fêmeas (n=30) com gesta o de 55 a 75 dias foram examinadas apenas uma vez, utilizando-se o mesmo transdutor e via de exame do EI. Das 17 fêmeas do EI, 11 (64,6%) tiveram seus fetos corretamente sexados, independente da gesta o ter sido simples (7/11), dupla (3/11) ou tríplice (1/11). Nas 6 (35,4%) gesta es restantes, 3 (17,7%) foram duplas, sendo impossível sexar um feto de cada gesta o. Nas outras 3 (17,7%) gesta es, os fetos foram corretamente sexados, apesar dos nascimentos n o coincidirem com a quantifica o. Num feto macho de uma gesta o simples, a migra o ocorreu no 37degrees dia e até o 46degrees, todos os fetos das outras gesta es estavam corretamente sexados. Das 30 fêmeas do EII, 16 (53,4%) apresentaram gesta es simples e a acurácia da sexagem foi de 100%. Nas 14 (46,6%) restantes, as gesta es foram duplas, sendo impossível, em quatro casos, determinar o sexo de, pelo menos, um dos gêmeos. De todos os fetos nascidos, a acurácia geral da sexagem foi de 88,0% (EI) e 90,9% (EII), n o sendo observada diferen a (P>0,05) entre ambos os experimentos. Os resultados permitem concluir que a ultra-sonografia em tempo real é um método eficiente para diagnosticar o sexo fetal pela visualiza o do TG, assim como pela identifica o do pênis, prepúcio e bolsa escrotal no feto macho e das tetas, vulva e clitóris no feto fêmea, desde que os exames sejam realizados a partir do 50o dia de gesta o.
Vírus da doen a de Newcastle em aves n o vacinadas no Estado do Rio de Janeiro  [cached]
Oliveira Junior Jorge Granja de,Portz Cristiana,Loureiro Bernardo Oliveira,Schiavo Paula Amorin
Ciência Rural , 2003,
Abstract: O vírus da doen a de Newcastle (VDN) tem sido isolado na maioria das espécies de aves de vida livre e doméstica em todo o mundo. O comércio internacional de aves deve ser considerado como um fator importante na dissemina o da doen a. Infec es naturais e experimentais já foram demonstradas em, pelo menos, 236 espécies de aves. Portanto, aves silvestres livres ou cativas, e aves domésticas n o vacinadas, podem atuar como reservatório para o VDN. Para analisar esta hipótese, aves do Zoológico Municipal do Rio de Janeiro e de propriedades particulares nos municípios de Seropédica, Japeri, Paulo de Frontin, Paracambi, Valen a, Barra do Piraí, Rio de Janeiro e Nova Friburgo tiveram sangue coletado para detec o de anticorpos para VDN. Um painel de 837 plasmas foi obtido, no período de agosto de 1998 a julho de 2001, e analisado pelo teste de inibi o da hemaglutina o (HI), dos quais 12 foram soropositivas (1,43%) para o VDN, indicando prévio contato das aves com o patógeno.
Ticks on birds caught on the campus of the Federal Rural University of Rio de Janeiro, Brazil Carrapatos em aves capturadas no campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Brasil
ísis Daniele Alves Costa Santolin,Hermes Ribeiro Luz,Nívea Maria Alchorne,Michele da Costa Pinheiro
Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária , 2012, DOI: 10.1590/s1984-29612012000300007
Abstract: The prevalence of parasitic infections, particularly those caused by ectoparasites, may influence the biology and ecology of wild birds. The aim of this study was to investigate occurrences and identify the species of ticks collected from wild birds caught on the campus of the Federal Rural University of Rio de Janeiro. The birds were caught using mist nets between October 2009 and December 2010. In total, 223 birds were caught, represented by 53 species and 19 families in nine orders. Nineteen birds (n = 7 species) were parasitized by immature ticks (prevalence of 8.5%). Forty-four ticks were collected, of which 23 were nymphs and 21 were larvae. There were associations between parasitism by ticks and non-Passeriformes birds, and between parasitism and ground-dwelling birds, which was possibly due to the presence (or inclusion among the captured birds) of Vanellus chilensis (Charadriiformes: Charadriidae). All the nymphs collected were identified as Amblyomma cajennense. In general terms, we must emphasize that wild birds in the study area may play the role of dispersers for the immature stages of A. cajennense, albeit non-preferentially. A prevalência das infec es parasitárias e em particular, aquelas causadas por ectoparasitos, pode influenciar na biologia e ecologia das aves silvestres. O objetivo do estudo foi investigar a ocorrência e identificar as espécies de carrapatos coletadas em aves silvestres capturadas no campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. As aves foram coletadas em rede-de-neblina durante o período de outubro de 2009 a dezembro de 2010. No total foram capturadas 223 aves representadas por 53 espécies, 19 famílias em 9 ordens. Parasitismo por formas imaturas de carrapatos, foram encontradas em 19 aves (n = 7 espécies) correspondendo a uma prevalência de 8,5%. Foram coletados 44 carrapatos onde 23 estavam em estágio de ninfa e 21 em estágio de larva. Houve associa o entre o parasitismo por carrapatos e aves n o Passeriformes e entre o parasitismo e aves de hábitos terrestres capturadas, que se deu possivelmente pela presen a (ou inclus o da captura) de Vanellus chilensis (Charadriiforme: Charadriidae). Todas as ninfas coletadas foram identificadas como Amblyomma cajennense. De modo geral, devemos ressaltar que aves silvestres da área estudada podem exercer papel de dispersoras, ainda que n o preferenciais, para estágios imaturos de A. cajennense.
ESTADO ACTUAL DEL CONOCIMIENTO DE HELMINTOS EN AVES SILVESTRES DE CHILE CURRENT STATE OF KNOWLEDGMENTS OF HELMINTHS IN CHILEAN WILD BIRDS  [cached]
Ana Hinojosa-Sáez,Daniel González-Acu?a
Gayana (Concepción) , 2005,
Abstract: Se revisaron un total de treinta y tres trabajos en helmintos de aves silvestres en Chile. Identificándose 22 familias y 34 géneros de helmintos. Entre las aves hospederas identificadas, los órdenes Chraradriiformes y Pelecaniformes presentan la mayor cantidad de registros. Este trabajo complementa la lista parcial elaborada por Cattan (1995) In Chile 33 publications of wild bird helminths were reviewed. 22 families and 34 genues of helminths were identified. Among the host birds, the orders Charadriiformes and Pelecaniformes were the most frequently reported. This study complements the partial list elaborated by Cattan (1995)
El Virus del Nilo Occidental y las Aves Silvestres de Colombia: experiencia en San Andrés Islas  [cached]
Diego Soler-Tovar,Victor Vera
Memorias de la Conferencia Interna en Medicina y Aprovechamiento de Fauna Silvestre, Exótica y no Convencional , 2006,
Abstract: El Virus del Nilo Occidental (VNO) es una zoonosis transmitida por zancudos (Culex spp.), por lo tanto pertenece al grupo de los Arbovirus, se clasifica dentro del género Flavivirus, familia Flaviviridae. El virión es de cadena sencilla, ARN de secuencia positiva de aproximadamente 11 kb (kilobases). Pertenece al serocomplejo de la Encefalitis Japonesa. Debido a la actualidad e importancia del VNO, entre septiembre de 2005 y febrero de 2006, se realizo una investigación entre la Línea de Microbiología y Epidemiología Veterinaria de la Facultad de Medicina Veterinaria y de Zootecnia de la Universidad Nacional de Colombia y la Fundación ProAves, con el apoyo del Centro de Control y Prevención de Enfermedades de los Estados Unidos (CDC), para detectar el VNO en aves silvestres de San Andrés Islas, Colombia.
Arbovírus Ilheus em aves silvestres (Sporophila caerulescens e Molothrus bonariensis)
Pereira,Luiz Eloy; Suzuki,Akemi; Coimbra,Terezinha Lisieux Moraes; Souza,Renato Pereira de; Chamelet,Esther Luiza Bocato;
Revista de Saúde Pública , 2001, DOI: 10.1590/S0034-89102001000200003
Abstract: objective: to report the first ilheus arboviruses isolated from wild birds and analyze its public health impact. methods: wild birds and mammals were captured using mist nets and tomahawk traps, respectively. blood samples were drawn from these animals and inoculated intracerebrally in swiss suckling mice found in the parque ecológico do tietê, brazil. the isolates were identified by serological tests, such as hemagglutination, hemagglutination inhibition, complement fixation and neutralization. besides virus isolation, serum samples were also tested for the presence of hemagglutination inhibition antibodies. results: two strains of ilheus virus were isolated from the bird species sporophila caerulescens and molothrus bonariensis. specific antibodies to ilheus virus were detected in serum samples of some birds (columbina talpacoti, geopelia cuneata, sicalis flaveola and molothrus bonariensis), marmosets (callithrix jacchus and callithrix penicillata) and coati (nasua nasua). conclusions: virus isolation and detection of specific antibodies in serum samples of local, migratory and captive birds, captive marmosets and wild coati corroborate the circulation of ilheus virus in the parque ecológico do tietê. the migrating behavior of some species of wild birds, like sporophila caerulescens, enables the virus spread to other regions. taking into consideration its human pathogenicity and the presence of the virus in this area, local authorities should be aware of the risk of infecting the local community.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.