oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Rede de apoio, eventos estressores e mau ajustamento na vida de crian as e adolescentes em situa o de vulnerabilidade social [Social networks, stressful events and maladjustment in the lives of vulnerable children and adolescents]  [cached]
Normanda Araujo de Morais,Sílvia Koller,Marcela Raffaelli
Universitas Psychologica , 2012,
Abstract: O estudo comparou dois grupos de crian as e adolescentes (N = 98; 11–18 anos) em situa o de vulnerabilidade social (G1 em situa o de rua e G2 vivia com família) quanto às variáveis: rede de apoio, eventos estressores e mau ajustamento. Avaliou, ainda, o efeito de modera o das características (tamanho e proximidade) da rede de apoio dos participantes sobre a associa o entre eventos estressores e mau ajustamento. Os dados foram coletados com o método de inser o ecológica em institui es e com o uso de instrumentos padronizados. Houve diferen a de composi o nas redes de apoio dos grupos: G1 possui mais contatos e maior fator de proximidade no campo de amigos/vizinhos/parentes que G2; maior média de eventos estressores e o pior indicador de ajustamento. Proximidade familiar moderou o ajustamento de quem vivencia alto nível de eventos estressores. Programas sociais que visem ao atendimento de famílias em situa o de vulnerabilidade social devem ser priorizados.
Eventos estressores em crian?as e adolescentes em situa??o de vulnerabilidade social de Porto Alegre
Poletto,Michele; Koller,Sílvia Helena; Dell'Aglio,Débora Dalbosco;
Ciência & Saúde Coletiva , 2009, DOI: 10.1590/S1413-81232009000200014
Abstract: this paper investigated the occurrence and impact of stressing events for 297 low- income children/adolescents (both sexes; 7-16 years, m =11.22; sd = 2.13) in the city of porto alegre. group 1 (g1) consisted of 142 participants (living with their families) and group 2 (g2) of 155 institutionalized individuals. all were individually interviewed and answered the stressing events inventory for children/adolescents. the most frequent stressing events for the sample were: follow orders given by the parents (85.2%); quarrels with friends (72.9%); death of relatives (71.8%); failure at school (69.2%); and rivalry of siblings (68%). student's t-test revealed significant difference between groups (p <0,001) regarding the occurrence of stressing events, g2 presented higher scores (m = 26.79; sd = 8.67) than g1 (m = 19.16; sd = 9.37). the events that caused the greatest impact upon the studied group were: death of parents and friends, rape, rejection by relatives and violence. there was no significant difference between sexes (p>0.05). the high frequency and strong impact of stressing events reveal the situation of social and familiar vulnerability, presence of violence and lack of resources in the whole group.
Rela o entre estressores, estresse e ansiedade  [cached]
Margis Regina,Picon Patrícia,Cosner Annelise Formel,Silveira Ricardo de Oliveira
Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul , 2003,
Abstract: Os autores apresentam uma breve revis o de literatura sobre a rela o entre ansiedade, eventos estressores e estresse. S o descritas as diferentes situa es estressoras, a defini o de evento de vida estressor e os aspectos cognitivos, comportamentais e fisiológicos da resposta frente ao estresse. A neuroanatomia e os principais neurotransmissores envolvidos na resposta fisiológica de ansiedade ao estresse s o descritos. Estudos genéticos que evidenciam a rela o entre os eventos de vida estressores como fator de risco para ansiedade s o apresentados. A rela o causal entre os eventos de vida estressores e o aparecimento de ansiedade é abordada a partir de estudos realizados com adultos e adolescentes.
Associa o de eventos estressores e morbidade psiquiátrica em gestantes  [cached]
Larissa Horta Esper,Erikson Felipe Furtado
SMAD Revista Electrónica Salud Mental, Alcohol y Drogas , 2010,
Abstract: La literatura rese a importantes asociaciones entre la vivencia de eventos estresores por parte de gestantes y perjuicios a la salud mental materna. Este estudio tuvo como objetivo analizar la relación entre la ocurrencia de eventos estresores y la morbilidad psiquiátrica en el tercer trimestre de la gestación. Se trata de un estudio epidemiológico clínico, observacional, transversal, sobre muestra de 449 gestantes reclutadas en forma secuencial y aleatoria en una maternidad pública en la ciudad de Ribeir o Preto-SP. Los datos fueron recolectados a través de los siguientes instrumentos: un cuestionario estructurado, apuntando a la obtención de datos sociodemográficos, histórico gestacional y salud de la gestante, un cuestionario de morbilidad psiquiátrica (QMPA) y una entrevista semiestructurada para eventos recientes de vida (IRLE). Todas las participantes presentaron eventos estresores (m=5; dp=2,2; min=1 - máx=14) resultando la categoría salud la más frecuente (99,1%) y los eventos "embarazo no deseado" (60,58%; n=272) y "dificultad financiera media" (31,58%; n=143) los más comunes. El número total de eventos estresores presentó una correlación positiva y significativa en relación a los síntomas y quejas emocionales de las gestantes (p<0,01). Cuando fueron evaluados en forma separada por categorías, "finanzas" fue la más fuertemente relacionada (p<0,01). Los resultados demuestran alta vivencia materna de eventos estresores durante el período gestacional y una correlación positiva entre eventos estresores y síntomas psiquiátricos.
Homicídios entre adolescentes no Sul do Brasil: situa es de vulnerabilidade segundo seus familiares  [cached]
Sant'Anna Ana,Aerts Denise,Lopes Marta Júlia
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: Os autores apresentam um estudo sobre homicídios de jovens, entre 10 e 19 anos, ocorridos no ano de 1997, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. A fonte de dados foi o Sistema de Informa o sobre Mortalidade, da Secretaria Municipal da Saúde. A partir do endere o registrado na Declara o de óbito, as famílias desses jovens foram visitadas e entrevistadas. Dos 68 casos selecionados, foi possível entrevistar 57 famílias, tendo ocorrido oito recusas e três endere os n o localizados. Os resultados mostraram que os jovens encontravam-se em situa o de vulnerabilidade social, indicada pelo alto abandono (78,9%) escolar e a baixa renda per capita e escolaridade dos pais. Apresentavam também situa es de vulnerabilidade relacionadas ao gênero, com predomínio de mortes entre o sexo masculino (91,2%), e ao comportamento, sendo que 40,4% consumiam bebidas alcoólicas, 45,6% drogas ilícitas e 58,6% apresentavam história de antecedentes criminais, passagem na Funda o Estadual do Bem-Estar do Menor ou polícia. O estudo aponta para a importancia de a es intersetoriais dirigidas ao jovem dentro de sua família, escola e comunidade, como uma resposta às vulnerabilidades programáticas, sociais e individuais as quais o jovem encontra-se exposto.
Drogas e álcool na rela o com a violência: o olhar de adolescentes em situa o de rua = Drugs and alcohol use and their relationship to violence: the perspective of adolescents in street situation  [PDF]
Arpini, Dorian M?nica,Gon?alves, Camila dos Santos
Psico , 2011,
Abstract: Este artigo é resultado de um estudo acerca da violência do ponto de vista de adolescentes em situa o de rua. A pesquisa foi delineada por uma abordagem qualitativa e utilizou como técnicas de coleta de dados entrevistas n o diretivas e grupos focais. Os participantes foram adolescentes, de ambos os sexos, com idades entre 12 e 18 anos. Os dados foram analisados através da analise de conteúdo. Os principais resultados apontam que os adolescentes atribuiram uma forte vincula o entre a presen a de drogas e álcool nos eventos violentos. Além disso, o álcool e as drogas foram apontados como o maior fator gerador de conflitos na família, sendo responsável por grande parte da violência nas rela es intrafamiliares. Identifica-se a vulnerabilidade desse grupo social em rela o ao uso de drogas e álcool e aos eventos violentos, principalmente no ambito familiar. This article is the result of a study about violence carried out with adolescents in street situation. The research was designed considering a qualitative approach and its data collection techniques were non-directive interviews and focal groups. Adolescents, from both sexes, aged 12 to 18, participated on the study. Data was analysed through content analysis. Main results point out that adolescents attributed a strong link between alcohol and violence presence in violent events. Moreover, alcohol and drugs were pointed out as the main factors that generate conflicts in the family, also responsible for violence in intra-family relationships to a great extent. Vulnerability concerning drug and alcohol use and the violent events in this social group was identified, mainly regarding the family context.
Eventos Estressores e Conduta Social na Adolescência
Andreia Mello de Almeida Schneider,Janaína Thais Barbosa Pacheco
Gerais : Revista Interinstitucional de Psicologia , 2010,
Abstract: This study aimed to verify the existence of the relationship between the occurrence of stressful life events and thesocial behavior of adolescents. Using the Social Behavior Scale and the Adolescent Stressful Life Events Inventory,this study sought to identify, in a sample of 144 adolescents, the predominant behavior (antisocial, prosocial,oppositional-defiant), the most frequent types of stressful events and their perceived intensity. The relation betweenstressful events and social conduct was verified by means of the t-Test and the Pearson Correlation Test, and theanalyses showed that some experiences have a significant relation with the adolescents’ social conduct. The resultsshowed an average significantly higher for the antisocial behavior among boys. Among the investigated events,“psychological abuse” was the most frequent and “sexual abuse” was the one causing the biggest impact. Theoccurrence of “psychological abuse” may be a risk factor for the development of “antisocial behavior”.
Crian as com dificuldade de aprendizagem: um estudo de seguimento  [cached]
Santos Luciana Carla dos,Marturano Edna Maria
Psicologia: Reflex?o e Crítica , 1999,
Abstract: Considerando que dificuldades de aprendizagem s o fator de vulnerabilidade no desenvolvimento, intensificadas quando presentes outras condi es adversas, buscou-se verificar a associa o entre condi es antecedentes e ajustamento atual, em adolescentes que quando crian as foram atendidos em um ambulatório de psicologia por dificuldades de aprendizagem. Os adolescentes e suas m es foram entrevistados. Dados referentes às condi es de vida na época do atendimento foram obtidos em prontuários. Avaliados 41 adolescentes de ambos os sexos, com idade média de 13 anos e nove meses, foram constituídos dois grupos: G1, com nove adolescentes encaminhados a servi os de Saúde Mental por apresentarem atualmente dificuldades severas de ajustamento; G2, com dez adolescentes apresentando dificuldades mínimas de ajustamento. Comparando os grupos, observou-se maior acúmulo de fatores negativos antecedentes, familiares e pessoais, no grupo de adolescentes com pior ajustamento atual. Torna-se clara a necessidade de acompanhamento psicológico das crian as com dificuldade de aprendizagem associada a outras condi es de vulnerabilidade.
Significados da maternidade e paternidade para adolescentes em processo de vulnerabilidade e desfilia o social  [PDF]
Daniela Tavares Gontijo,Marcelo Medeiros
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2010,
Abstract: A existência de adolescentes nas ruas dos grandes centros urbanos reflete as situa es de vulnerabilidade e desfilia o social que resultam do processo de marginaliza o social vivenciado por milh es de pessoas. Para este grupo, as ruas tornam-se o cenário da vida cotidiana onde a descoberta e exercício da sexualidade se concretizam. O objetivo deste estudo foi descrever e analisar os significados de maternidade e paternidade para adolescentes com experiência de vida nas ruas, que vivenciam o processo de vulnerabilidade/desfilia o. Pesquisa social estratégica de abordagem qualitativa, realizada em duas casas de abrigo temporário em uma capital da Regi o Centro Oeste em 2007. Participaram 13 adolescentes de 12 a 17 anos, com experiência de vida nas ruas. Na coleta dos dados foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas e observa o participante. A análise foi conduzida por meio do Método de Interpreta o de Sentidos. Os resultados apontam a complexidade que envolve os processos de significa o dos fen menos em estudo. Os significados atribuídos à maternidade e paternidade pelos adolescentes s o permeados pelo processo de vulnerabilidade/desfilia o vivenciado cotidianamente, assim como pelas rela es de gênero tidas como hegem nicas em nossa sociedade. O estudo traz subsídios para elabora o de a es de promo o de saúde sexual e reprodutiva direcionados para esta popula o.
Análise da vulnerabilidade dos adolescentes à hepatite B em Teresina/PI  [PDF]
Telma Maria Evangelista de Araújo,Khelyane Mesquita de Carvalho,Rebeca Mendes Monteiro
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2012,
Abstract: Os adolescentes fazem parte de grupos com elevada suscetibilidade à infec o pelo vírus da hepatite B em fun o da ado o de comportamentos de risco. Este trabalho objetivou analisar a vulnerabilidade dos adolescentes à hepatite B. Para isso, realizou-se estudo desenvolvido por meio de inquérito epidemiológico com 196 adolescentes de 14 a 19 anos. Os resultados mostraram que 57,1% dos adolescentes já haviam iniciado a vida sexual, destes 45,5% n o tinham parceiro(a) estável, 54,5% pertenciam a faixa etária de 14 a 16 anos, 24,1% n o usavam preservativo nas rela es sexuais, 62,8% referiram n o saber da transmiss o do vírus da hepatite B e 61,2% n o apresentavam cobertura vacinal contra este agravo. Conclui-se que os adolescentes constituem grupo vulnerável à hepatite B, devido a fatores condicionantes e determinantes, tais como desconhecimento sobre a doen a, baixa cobertura vacinal, ado o de comportamento de risco e sensa o de invulnerabilidade.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.