oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Direitos, Fronteiras e Desigualdades em Saúde  [cached]
Vera Maria R. e Maria Geusina Nogueira e da Silva
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporanea , 2010,
Abstract: Este artigo explora a intercess o entre os direitos sociais, políticos e econ micos e as desigualdades territoriais em saúde nas áreas fronteiri as. Evidencia a interferência das concep es de fronteiras e territórios no acesso aos bens, a es e servi os públicos de saúde por parte da popula o estrangeira. Inicialmente, apresenta as altera es estruturais vivenciadas pelos países em desenvolvimento e seu impacto na cidadania social, destacando o debate atual acerca da fronteira e do território e seu potencial em dire o à amplia o dos direitos sociais. Constata como as no es tradicionais sobre fronteiras e territórios vêm sendo superadas em dire o à no o de territorialidade nas áreas de fronteiras, expressas nos acordos bilaterais assinados pelo Brasil e Uruguai e Brasil e Argentina, instituindo uma relativa ausência de limites entre estes Estados nacionais. Concluindo, aponta as possibilidades de garantia dos mesmos direitos para a popula o brasileira e estrangeira no campo da aten o à saúde. Palavras-chave: Direitos sociais; território; fronteiras; políticas públicas; desigualdades em saúde.
Condi es de saúde bucal do idoso: revis o de literatura
Nicolau Silveira Neto,Luciele Raquel Luft,Micheline Sandini Trentin,Soluete Oliveira da Silva
Revista Brasileira de Ciências do Envelhecimento Humano , 2007,
Abstract: O envelhecimento caracteriza-se por ser um processo natural e gradual, capaz de produzir limita es e altera es no funcionamento do organismo tornando o indivíduo mais vulnerável às doen as. Essas mudan as poderiam ser minimizadas com atitudes preventivas. Segundo os últimos dados do censo demográfico, houve um aumento no número de idosos, bem como da estimativa de vida desta popula o no Brasil. Esse fato justifica a necessidade do atendimento à saúde deste grupo de forma mais ativa, já que a popula o idosa tem sido sistematicamente excluída das programa es de saúde bucal em nível coletivo. Assim, enfatiza-se a atua o da classe odontológica de modo a organizar e desenvolver pesquisas e a es que ampliem o acesso aos servi os para melhorias das condi es de vida da popula o. O objetivo deste trabalho é fazer uma revis o sobre as condi es de saúde bucal do idoso, analisando os aspectos fisiopatológicos, a influência das condi es sistêmicas em seu aspecto bucal, bem como o impacto na qualidade de vida nessa parcela da popula o.
Aspectos epidemiológicos das desigualdades raciais em saúde no Brasil  [cached]
Chor Dóra,Lima Claudia Risso de Araujo
Cadernos de Saúde Pública , 2005,
Abstract: Evidências empíricas nas áreas de educa o, trabalho e justi a indicam que a discrimina o racial é fator estruturante das desvantagens econ micas e sociais enfrentadas por minorias étnico-raciais no Brasil. Apesar disso, as desigualdades étnico-raciais, no ambito da saúde, têm sido pouco investigadas. Apresentam-se indicadores que demonstram que as categorias raciais predizem, de forma importante, varia es na mortalidade. A mortalidade precoce predomina entre indígenas e pretos; os níveis de mortalidade materna e por doen as cerebrovasculares s o mais elevados entre as mulheres pretas; e no capítulo das agress es, os homens jovens pretos apresentam ampla desvantagem. Entre as possíveis causas das desigualdades étnico-raciais em saúde, destacam-se as diferen as sócio-econ micas que se acumulam ao longo da vida de sucessivas gera es. Sugere-se que a discrimina o racial, com seus efeitos próprios na saúde, encontra-se na origem de grande parte dessas desigualdades. Instrumentos diretos e indiretos de avalia o do impacto da discrimina o racial na saúde s o discutidos. Prop e-se que o estudo do impacto, na saúde, das inter-rela es entre classe social e ra a é um campo promissor para a investiga o e interven o nas desigualdades de saúde.
Associa o do índice CPO-D com indicadores sócio-econ micos e de provis o de servi os odontológicos no Estado do Paraná, Brasil  [cached]
Baldani Márcia Helena,Vasconcelos Ana Glória Godoi,Antunes José Leopoldo Ferreira
Cadernos de Saúde Pública , 2004,
Abstract: Este estudo ecológico investigou as associa es entre cárie dentária, indicadores sócio-econ micos e de oferta de servi os odontológicos no Estado do Paraná, Brasil, para o ano de 1996. Dois tipos de informa es foram reunidos: (1) dados sobre prevalência de cárie dentária (CPO-D aos 12 anos) para os municípios do Estado; (2) dados relativos às condi es sócio-econ micas e de oferta de servi os odontológicos. Com base em análise de regress o linear simples demonstrou-se correla o significativa entre o índice de cárie dentária nos municípios e os vários indicadores sociais e de oferta de servi os. Resultados da análise de regress o linear múltipla apontaram que apenas um indicador de desigualdade de renda permaneceu significativamente associado com cárie dentária, demonstrando que as piores condi es de saúde bucal n o podem ser dissociadas das disparidades de renda. Observou-se correla o negativa significativa entre o CPO-D e a propor o de popula o que recebe água fluorada, principalmente nos municípios com piores indicadores de desigualdade de renda. Nesse sentido, sublinha-se a importancia desse benefício n o só como recurso para a redu o dos níveis de cárie, como também para atenuar o impacto das desigualdades sócio-econ micas sobre a prevalência de cárie dentária.
Desigualdades educativas estruturais no Brasil: entre estado, privatiza o e descentraliza o
AKKARI A. J.
Educa??o & Sociedade , 2001,
Abstract: No Brasil, mais que em outros países do Sul, a escola constitui um produto social desigualmente distribuído. Seu acesso é modulado n o apenas por múltiplos padr es distintivos (categoria socioecon mica, sexo, etnicidade, local de residência?), como também pelo tipo de rede escolar freqüentado (pública, particular). Este artigo analisa a constitui o histórica e progressiva de uma escolariza o em várias velocidades. O discurso político republicano, que insiste sobre a fun o homogeneizadora e igualitária da escola que socializa em comum e fabrica cidad os iguais, foi se esvaziando progressivamente de sua substancia. A heterogeneidade provocada pela atual fragmenta o do sistema escolar brasileiro em várias redes reproduz, acentuando-as, as desigualdades sociais e compromete de modo durável o desenvolvimento econ mico e social desse país.
Abordagens das desigualdades socioecon micas no Brasil do século XXI
Evilásio Salvador,álvaro André Santarém Amorim
Em Pauta : Teoria Social e Realidade Contemporanea , 2012,
Abstract: O artigo problematiza o índice de Gini como instrumento de mensura o das desigualdades no Brasil, expondo dimens es fundamentais das desigualdades socioecon micas quanto a renda do trabalho; mercado de trabalho; distribui o funcional da renda; e desigualdades tributárias. A conclus o é que há poucas altera es nas desigualdades socioecon micas do Brasil quando essas dimens es s o consideradas. O mercado de trabalho n o se alterou substancialmente em rela o à desestrutura o vivenciada nas últimas décadas do século XX, agravando as desigualdades socioecon micas intraclasses. A participa o dos lucros na fatia da renda nacional aumentou e a desigualdade marcante se revela no financiamento tributário, pois o peso da carga de impostos está sobre os trabalhadores assalariados e os mais pobres, ao mesmo tempo que os recursos públicos s o canalizados para os mais ricos por meio do pagamento de juros e amortiza o da dívida pública. Palavras-chave : índice de Gini; mensura o das desigualdades; desigualdade de renda; estrutura tributária.
Análise do crescimento econ mico e das desigualdades regionais no Brasil  [PDF]
Júlio César de Oliveira
Estudos do CEPE , 2008,
Abstract: Este artigo examina a evolu o do crescimento econ mico, em termos de divergência e convergência, das desigualdades regionais da renda per capita no Brasil, no período entre 1939 e 2006. Inicialmente, analisam-se as teorias do crescimento econ mico divergente e convergente. Posteriormente, investiga-se a evolu o do crescimento da economia brasileira, a partir de diversos estudos realizados nas últimas décadas, à luz dessas teorias. A análise demonstra que, no início, predominou a concentra o econ mica no país, e nas fases atuais, prevaleceu a dispers o do crescimento. Abstract This article examines the evolution of economic growth in Brazil, regarding divergence and convergence of the regional inequalities of the per capita income in the country between 1939 and 2006. Initially, it analyzes some theories about divergent and convergent economic growth. Later, it explores the evolution of the Brazilian economic growth, during the last decades, according to those theories. The analysis shows that, in the beginning of the period, there was a highly concentrated pattern of growth in the country, but, lately, it has turned into a scattered economic growth.
Desigualdades raciais no Brasil: síntese de indicadores e desafios no campo das políticas públicas  [cached]
Heringer Rosana
Cadernos de Saúde Pública , 2002,
Abstract: Este artigo pretende sistematizar e analisar indicadores que revelam a dimens o das desigualdades raciais no Brasil. Parte-se do princípio de que as desigualdades raciais, ao afetarem a capacidade de inser o dos negros na sociedade brasileira, comprometem o projeto de constru o de um país democrático e com oportunidades iguais para todos. Essas desigualdades est o presentes em diferentes momentos do ciclo de vida do indivíduo, desde a infancia, passando pelo acesso à educa o, à infra-estrutura urbana e cristalizando-se no mercado de trabalho e, por conseqüência, no valor dos rendimentos obtidos e nas condi es de vida como um todo. Também ser o apresentadas as principais vertentes do atual debate político sobre desigualdades raciais no Brasil, identificando as iniciativas por parte do Estado brasileiro e da sociedade civil destinadas a enfrentar a discrimina o e as desigualdades raciais. Finalmente, pretende-se apontar alguns desafios colocados para os formuladores de políticas de saúde a partir deste quadro.
Aspectos epidemiológicos da saúde bucal do idoso no Brasil  [cached]
Colussi Claudia Flemming,Freitas Sérgio Fernando Torres de
Cadernos de Saúde Pública , 2002,
Abstract: Com o objetivo de analisar os estudos epidemiológicos sobre a saúde bucal dos idosos no Brasil, foram pesquisados todos os artigos indexados nas bases de dados BBO, LILACS e MEDLINE, a partir de 1988, data da publica o do Levantamento Epidemiológico Nacional. Foram encontrados 29 artigos, dos quais sete estudos foram analisados quanto à metodologia utilizada (faixa etária, tipo de amostra, forma de apresenta o dos dados) e quanto aos resultados apresentados (índice CPOD, participa o de dentes extraídos, percentual de edêntulos, e uso e necessidade de prótese). O CPOD encontrado variou de 26,8 a 31,0, sendo que o componente extraído representou cerca de 84% desse índice. A prevalência do edentulismo ficou em 68%. Somente 3,9%, um pequeno percentual dos idosos, n o necessitam nem usam qualquer tipo de prótese, e o uso da prótese total é mais freqüente no arco superior do que no inferior. A falta de padroniza o na organiza o e apresenta o dos dados, assim como a sua escassez, prejudicaram a análise, sugerindo que deva haver uma maior preocupa o por parte dos pesquisadores quanto à realiza o de novas pesquisas, e principalmente, quanto à maneira como estas ser o conduzidas. Apesar disso, confirmaram-se as condi es muito precárias de saúde bucal em idosos no Brasil.
Iniquidades raciais em saúde bucal no Brasil
Guiotoku,Sandra Katsue; Moysés,Simone Tetu; Moysés,Samuel Jorge; Fran?a,Beatriz Helena Sottile; Bisinelli,Júlio Cezar;
Revista Panamericana de Salud Pública , 2012, DOI: 10.1590/S1020-49892012000200007
Abstract: objective: to identify racial inequities in oral health between groups of adults selfdeclared as white, black, or mixed in brazil. methods: secondary data were obtained from the national oral health survey of the brazilian population (sb-brasil 2002-2003) database. initially, a cross-sectional study was conducted to compare the following outcome variables: caries, tooth loss, pain of dental origin, and need for prostheses according to race/color in a sample of 12 811 adults of both sexes, aged 35 to 44 years. in the second stage, an ecologic study was carried out with data aggregated by brazilian state to contextualize racial inequity in a population of 6 918 black individuals (black and mixed). for that, the oral health outcomes studied in the first stage were correlated with human development and income distribution indicators. results: significant differences were observed between the race/color groups for all oral health outcomes examined (p < 0.01). correlations were found between oral health outcomes and indicators related to the human development profile, average family income, and income inequality by state for the group of brazilian blacks. conclusions:the results show racial inequity in oral health in brazil for all the indicators analyzed (caries, tooth loss, pain, and need for prostheses), with greater vulnerability among the black population compared to whites. contextual factors related to the human development profile, income distribution, and access to health care policies appear to play a key role in describing the vulnerability of populations to oral health problems.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.