oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
DEJAR DE FUMAR: FACTOR PROTECTOR DE CáNCER GáSTRICO DEIXAR DE FUMAR: FATOR PROTETOR DE C NCER GáSTRICO QUIT SMOKING: PROTECTION FACTOR TO GASTRIC CANCER  [cached]
Eduardo Casta?o Molina,Hernán Parra Sánchez
Hacia la Promoción de la Salud , 2007,
Abstract: El cáncer gástrico (CG) es una de las mayores causas de muerte en la población colombiana. Su incidencia es variable y se han identificado zonas de alto riesgo, entre ellas el departamento de Caldas y en especial Manizales. En esta patología de etiología compleja se hallan comprometidos factores externos e internos. Entre los externos están las exposiciones ocupacionales y/o ambientales a compuestos carcinogénicos o procarcinógenos. Uno de ellos es el humo del cigarrillo y por ello se exploró su posible asociación con el riesgo a CG. Se estudiaron los casos nuevos de CG que se presentaron durante 18 meses en el Hospital de Caldas. De ellos, 65 reunieron los criterios de inclusión y se aparearon con 65 controles. Se colectó la información haciendo énfasis en el tabaquismo. Se evidenció asociación significativa entre el hábito de fumar y el riesgo a CG (OR=2,1, p=0,035). También se halló asociación significativa entre el CG y los estratos socioeconómicos medio y bajo (p=0,000). En conclusión, estos resultados sugieren que dejar de fumar protege del riesgo a desarrollar CG; aunque también existen otros factores de riesgo endógenos y exógenos que inciden en la presentación de este tipo de cáncer que no fueron explorados en este estudio. O cancer gástrico é uma das maiores causas da morte na povoa ao colombiana. Sua incidência é variável e tem identificado zonas de alto risco, entre elas o estado de Caldas e em especial Manizales. Em está patologia de etimologia complexa encontram-se comprometidos fatores externos e internos. Entre os externos estao as exposi es ocupacionais e/ou ambientais a compostos carcinogênicos ou procarcinogenos. Uno de eles é o fumo do charuto e por esta razao exploro-se a sua possível associa ao com o risco a CG. Estudaram se os casos novos de CG que presentearam se durante 18 mêses no hospital de Caldas. De eles, 65 reuniram os critérios de inclusao e emparelhou-se com 65 controles. Coleto-se a informa ao fazendo ênfase em tabagismo. Evidencia-se a associa ao significativa entre o hábito de fumar e o risco a CG (OR=2,1,0.035). Também encontrarem-se uma associa ao significativa entre o CG e os estratos socioecon micos médios baixos (p=0.000). Em conclusao, estes resultados sugerem que deixar de fumar protege do risco a desenvolver CG; porém também existem outros fatores de risco endógeno e exógeno que incidem na apresenta ao deste tipo de cancer que no foram explorados neste estúdio. Gastric cancer (GC) is one of the major causes of death in the Colombian population. Its incidence is variable and high risk zones have been identified
Desvaloriza o de ganhos e perdas monetárias em fumantes, fumantes em tratamento e n o fumantes Discounting of monetary gains and losses by smokers, smokers seeking treatment and non-smokers  [cached]
Arianne de Sá Barbosa,Lisiane Bizarro
Estudos de Psicologia (Natal) , 2012,
Abstract: Fumantes tendem a escolher recompensas imediatas de menor valor e desvalorizar as atrasadas de maior valor em modelos de desvaloriza o pelo atraso (DA). Entretanto, pouco se sabe sobre a escolha temporal de consequências apetitivas e aversivas de fumantes que decidem parar de fumar. Por isso, investigou-se a DA em uma tarefa com perdas e ganhos de valores monetários hipotéticos em fumantes (n = 20), fumantes em tratamento (n = 20) e n o fumantes (n = 20), que também responderam o questionário de tolerancia de Fagerstr m e o ASSIST. A DA foi maior para fumantes do que para n o fumantes para ganhos (mas n o perdas). Fumantes em tratamento n o diferiram dos outros grupos, apresentando uma DA intermediária. Estes podem ser um subgrupo de fumantes menos impulsivos ou a decis o de parar de fumar reduziu a DA. A DA pode ser uma preditora do sucesso da cessa o do tabagismo. Smokers tend to choose immediate reward of small magnitude and discount delayed reward of larger magnitude in Delay Discounting Models (DD). However, little is known about temporal choice of appetitive and aversive consequences among smokers who seek to quit smoking. DD was examined in a task of hypothetical monetary gains and losses in smokers (n = 20), smokers seeking treatment (n = 20) and non-smokers, who also answered the Fagerstr m Tolerance Questionnaire, and ASSIST. Smokers showed a greater DD than non-smokers in the appetitive condition (but not aversive). DD in smokers on treatment to quit was not different from remaining groups, and showed an intermediate DD. These smokers seeking treatment might either be a less impulsive subgroup of smokers or the decision to quit smoking reduced DD. DD might be an outcome predictor in smoking cessation treatment.
Tobacco chippers seeking assistance for smoking cessation: a case series Tobacco chippers em busca de auxílio para parar de fumar: série de casos
Gabriel Natan Pires,Luciana Rizzieri Figueiró,Maristela Ferigolo,Helena Maria Tannhauser Barros
Trends in Psychiatry and Psychotherapy , 2012,
Abstract: OBJECTIVE: To describe a series of cases of tobacco chippers (TCs) who sought assistance for smoking cessation. DESCRIPTION OF CASES: We describe the case of three TCs who participated in a free quit-smoking support group. Smokers answered self-administered questionnaires covering sociodemographic data, smoking history, nicotine dependence, perceived health status, and motivational stages. Of the 183 smokers enrolled in the program, three (1.6%) were considered TCs. All three were women and reported alcohol use, although at low frequencies. Two of them reported the presence of potentially tobacco-related disease. All TCs presented light nicotine dependence and reported difficulties quitting smoking. All dropped out after the first group meeting. COMMENTS: This study describes a subgroup of smokers not extensively described in the literature: TCs seeking assistance for smoking cessation, with some degree of nicotine dependence, and who do not adhere to regular group therapy. Interventions aimed at this population may be an interesting strategy for smoking cessation. OBJETIVO: Descrever uma série de casos de tobacco chippers (TCs) que buscaram auxílio para cessa o do hábito de fumar. DESCRI O DOS CASOS: S o descritos três casos de TCs que participaram de um grupo de apoio terapêutico a tabagistas. Os participantes responderam questionários autoaplicados que incluíam quest es sobre dados sociodemográficos, histórico de tabagismo, dependência à nicotina, estado de saúde percebido e estágios motivacionais. Dos 183 tabagistas inscritos no grupo, três (1,6%) foram considerados TCs. Todos os três casos eram mulheres e relataram o uso de álcool, embora em frequências baixas. Duas relataram a presen a de doen as potencialmente relacionadas ao uso do tabaco. Todas apresentavam baixos níveis de dependência à nicotina e relataram dificuldades em parar de fumar. Todas desistiram do tratamento após a primeira sess o. COMENTáRIOS: Este estudo descreve um subgrupo de fumantes ainda n o muito explorado na literatura: TCs que buscam auxílio para cessa o do hábito de fumar, apresentam algum grau de dependência à nicotina e n o aderem à terapia de grupo tradicional. Interven es direcionadas especificamente a essa popula o podem ser uma estratégia interessante para a cessa o do hábito de fumar.
Viés atencional em fumantes  [PDF]
Lopes, Fernanda Machado,Peuker, Ana Carolina,Bizarro, Lisiane
Psico , 2008,
Abstract: Processos cognitivos básicos como percep o, aten o e memória est o envolvidos nos comportamentos aditivos. Aspectos cognitivos do uso de tabaco, como viés atencional (VA) para estímulos associados ao fumar, têm sido importantes para o entendimento da dependência desta substancia. Com o uso repetido do cigarro, pistas relacionadas aos seus efeitos atraem a aten o do fumante, exacerbam o desejo de fumar e estimulam o consumo repetido. O objetivo deste estudo foi revisar a literatura para discutir abordagens teóricas atuais e principais métodos de investiga o do papel do VA no comportamento dos fumantes. Realizou-se busca nas bases de dados Medline, Pubmed e Lilacs, do ano 2000 até 2008. Estudos evidenciam que o viés pode operar durante todo o processo cognitivo da aten o. Porém, há resultados contraditórios sobre como os níveis de dependência afetam os diferentes estágios da aten o. O entendimento das limita es da metodologia utilizada contribui para o planejamento de estudos mais controlados.
Associa o entre idade, classe social e hábito de fumar maternos com peso ao nascer  [cached]
Silva Antonio A.M. da,Gomes Uilho A.,Bettiol Heloisa,Dal Bo Creusa M.R.
Revista de Saúde Pública , 1992,
Abstract: Foi realizado inquérito em Ribeir o Preto, Brasil, de junho de 1978 a maio de 1979, que constou de entrevistas com m es de nascidos vivos hospitalares, de partos únicos, correspondendo a 98 % dos nascimentos ocorridos durante o período no Município. O maior percentual de nascimentos com baixo peso ocorreu entre as m es jovens, fumantes e pertencentes às classes trabalhadoras. O maior número de m es jovens foi encontrado também nessas classes. A prevalência do hábito de fumar foi maior nas m es jovens, porém houve pouca diferen a na freqüência de mulheres fumantes entre as classes sociais, variando de 25 a 30%. Observou-se que o pencentual de baixo peso foi maior para as m es trabalhadoras n o fumantes do que para as m es burguesas fumantes. O modelo logito foi ajustado aos dados para estudo da possível associa o múltipla entre hábito de fumar, idade materna e classe social com o peso ao nascer. Os resultados indicaram que hábito de fumar materno, idade materna e classe social foram independentes no seu efeito sobre o peso ao nascer, n o se observando intera o. Esses achados sugerem que a maior prevalência de baixo peso entre m es n o fumantes das classes trabalhadoras em rela o às m es fumantes da burguesia provavelmente refletiu a concentra o de outros fatores de risco entre as mulheres das classes trabalhadoras, tais como: baixa escolaridade, cuidado pré-natal inadequado, alta paridade, diferen as no comportamento reprodutivo.
Hábito de fumar entre estudantes de medicina da Universidade Federal de Pelotas, Brasil: compara o entre as prevalências de 1986 e 1991  [cached]
Menezes Ana Maria B.,Horta Bernardo L.,Rosa Asandro da,Oliveira Fernando K.
Cadernos de Saúde Pública , 1994,
Abstract: O presente estudo teve como objetivo investigar a tendência temporal no hábito de fumar entre os estudantes de Medicina da Universidade Federal de Pelotas, através de entrevistas com todos os alunos matriculados nos cinco primeiros anos do curso, em 1986 e 1991. Os percentuais de perdas foram de 4% e 2%, respectivamente. Houve uma diminui o na prevalência de fumantes de 21,6%, em 1986, para 14,6%, em 1991. Os percentuais de ex-fumantes foram de 7,3% e 10,9%, respectivamente. N o foi encontrada uma rela o entre sexo e hábito de fumar assim como n o houve associa o entre o tabagismo de pais e filhos. Em 1991, o percentual de fumantes foi maior nas duas últimas séries do curso; a sintomatologia respiratória mostrou-se associada significativamente com o hábito de fumar. Concluindo, o presente estudo mostra que o tabagismo está se tornando menos comum entre os estudantes de Medicina da Faculdade de Medicina de Pelotas.
Morbidade respiratória em crian?as fumantes passivas
CARVALHO, LUISA MARIA TORRES DE;PEREIRA, EANES DELGADO BARROS;
Jornal de Pneumologia , 2002, DOI: 10.1590/S0102-35862002000100004
Abstract: objective: to study the prevalence of respiratory morbidity among passive smoking children and to determine the effects of environmental tobacco smoke in the upper and lower respiratory system of these children in the city of fortaleza, ceará, brazil. cases and method: this is a cross sectional study of 1,104 children under the 5 years old. information about respiratory symptoms and illnesses of the children, family history of respiratory diseases, smoking habits of household members and housing conditions were assessed by a questionnaire addressed to the children's parents. results: among the 1,104 children, 558 were males and 546 were females. respiratory morbidity was greater in the children exposed to environmental tobacco smoke than in those who were not exposed (82% vs 74%). regarding the lower respiratory tract, the most frequent complaints were wheeze (57.7%; or = 1.32; ic 95%: 1.04-1.68), dyspnea (43.8%; or = 1.56; ic 95%: 1.22-1.99), asthma, bronchitis or pneumonia (29.4%; or = 1.31; ic 95%: 1.00-1.71). as to the upper respiratory tract, rhinitis was the most frequent complaint (38.1%; or = 1.46; morbidade respiratória em crian?as fumantes passivas ic 95%: 1.13-1.88). logistic regression analysis showed that the lower respiratory tract complaints were associated with: mother's smoking (or = 2.02; ic 95% 1.12-3.66); father's smoking (or = 1.99; ic 95%: 1.16-3.40); mould (or = 1.55; ic 95%: 1.14-2.13) and family history of respiratory diseases (or = 1.72; ic 95%: 1.26-2.35). upper respiratory tract complaints were associated with: family history of respiratory diseases (or = 1.44; ic 95%: 1.13-1.85) and mother's smoking (or = 1.54; ic 95%: 1.01-2.35). conclusion: the authors concluded that the exposure to environmental tobacco smoke is a risk factor for upper and lower respiratory morbidity among children under 5 years old
Análise perceptivo-auditiva, acústica computadorizada e laringológica da voz de adultos jovens fumantes e n o-fumantes  [cached]
Figueiredo Daniele C. de,Souza Paula R. F. de,Gon?alves Maria Inês R.,Biase Noemi G. de
Revista Brasileira de Otorrinolaringologia , 2003,
Abstract: OBJETIVO: Realizar a avalia o laringológica, análise perceptivo-auditiva e acústica computadorizada das vozes de adultos jovens fumantes e n o-fumantes, sem queixa vocal, compará-las e verificar a incidência de altera es laríngeas. FORMA DE ESTUDO: Caso-controle. MATERIAL E MéTODO: Foram analisadas as vozes de 80 indivíduos com idades compreendidas entre 20 e 40 anos. Estes foram divididos em quatro grupos: 20 homens fumantes, 20 homens n o-fumantes, 20 mulheres fumantes e 20 mulheres n o-fumantes. Este estudo envolveu laringoscopia, realizada e interpretada por uma médica otorrinolaringologista, e grava o em fita cassete das vogais sustentadas /a/, /m/, /i/ e /u/, contagem dos números de 1 a 20, emiss o dos dias da semana, dos meses do ano e da can o "Parabéns a você". A grava o em fita cassete foi editada para posterior análise espectrográfica e avalia o perceptiva auditiva por quatro avaliadores com experiência na área de voz. RESULTADOS: Após a análise, foi constatada uma discreta diminui o da freqüência fundamental da voz dos indivíduos fumantes de ambos os sexos, bem como maior incidência de rouquid o e de altera es laríngeas entre os tabagistas.
Ensaio clínico randomizado: efetividade da abordagem cognitivo-comportamental e uso de adesivos transdérmicos de reposi o de nicotina, na cessa o de fumar, em adultos residentes no Município do Rio de Janeiro, Brasil  [cached]
Otero Ubirani Barros,Perez Cristina de Abreu,Szklo Moysés,Esteves Gilcenira Ataliba
Cadernos de Saúde Pública , 2006,
Abstract: Ensaio clínico randomizado conduzido para avaliar efetividades dos métodos de abordagem cognitivo-comportamental e terapia de reposi o de nicotina com adesivos para cessa o de fumar. Participaram 1.199 voluntários, adultos, do Município do Rio de Janeiro, Brasil, alocados aleatoriamente em dez grupos: aconselhamento breve (GB) intensivo de 1 ou 2 sess es (G1-G2) e de 3 ou 4 sess es (G3-G4), com/sem terapia de reposi o de nicotina. Propor es de abstinência foram estimadas durante os 12 meses. Essas propor es nos grupos sem adesivo foram 20% (GB), 17% (G1-G2) e 23% (G3-G4). Nos grupos com adesivo foram aproximadamente 30% (GBA), 34% (G1A-G2A) e 33% (G3A-G4A). Após ajuste múltiplo, as raz es de propor o de abstinência parecem seguir padr o consistente com efeito "dose-resposta": comparadas com GB foram 0,85 (G1-G2); 1,13 (G3-G4); 1,51 (GBA); 1,66 (G1A-G2A) e 1,75 (G3A-G4A) (p < 0,05). Os resultados sugerem que acrescer terapia de reposi o de nicotina aumenta a propor o de abstinência na cessa o. Padr es tipo "dose-resposta" encontrados nas raz es de propor o de abstinência sugerem que a abordagem cognitivo-comportamental pode ser uma op o razoável no tratamento do fumante.
CONOCIMIENTOS Y ACTITUDES ASOCIADAS AL INICIO DEL HáBITO DE FUMAR DURANTE LA VIDA UNIVERSITARIA CONHECIMENTOS E ATITUDES ASSOCIADAS AO INICIO DO HáBITO DE FUMAR DURANTE A VIDA UNIVERSITARIA KNOWLEDGE AND ATTITUDES ASSOCIATED WITH THE ONSET OF SMOKING DURING COLLEGE LIFE
Clemencia Pinilla-Vásquez,Adriana Angarita-Fonseca
Hacia la Promoción de la Salud , 2012,
Abstract: Introducción: Se determinó la asociación entre conocimientos y actitudes frente al inicio del hábito de fumar en estudiantes universitarios. Materiales y métodos: Estudio de corte transversal realizado mediante una encuesta auto-diligenciada por 433 estudiantes seleccionados aleatoriamente entre abril y mayo de 2010. Se realizaron análisis de regresión de Poisson simple y múltiple y se calcularon las razones de prevalencia (RP) crudas y ajustadas. Resultados: Se encontró que ser hombre (RP = 1,62; IC95%: 1,21-2,18) y conocer la legislación colombiana sobre tabaco (RP = 1,75; IC95%: 1,25-2,45) aumenta la probabilidad de inicio del hábito tabáquico durante la carrera. En contraste, conocer que generalmente los fumadores mueren más jóvenes (RP = 0,72; IC95%: 0,53-0,98), que la mayoría de pacientes con cáncer de pulmón son o han sido fumadores (RP = 0,64; IC95%: 0,46-0,89) y considerar el fumar un vicio (RP = 0,58; IC95%: 0,42-0,80) o una drogodependencia (RP = 0,48; IC95%: 0,27-0,82) están asociados con menor probabilidad de inicio del hábito de fumar durante la vida universitaria. Conclusión: El conocimiento sobre los efectos de fumar disminuye el inicio de este hábito durante la carrera. Introdu o: Determinou se a associa o entre conhecimentos e atitudes frente ao inicio do hábito de fumar em estudantes universitários. Metodologia: Estudo de corte transversal realizado mediante uma enquete autopreenchida por 433 estudantes selecionados aleatoriamente entre abril e maio de 2010. Realizaram se analise de regress o de Poisson simples e múltiplo e se calcularam as razoes de prevalências (RP) severas e ajustadas. Resultados: Encontrou se que ser homem (RP = 1,62; IC95%: 1,21-2,18) e conhecer a legisla o colombiana sobre tabaco (RP = 1,75; IC95%: 1,25-2,45) aumenta a probabilidade de inicio de habito tabagismo durante os estudos universitários. Em contraste, conhecer que geralmente os fumantes morrem mais jovens (RP = 0,72; IC95%: 0,53-0,98), que a maioria de pacientes com cancer de pulm o é ou tem sido fumantes ou uma drogo-dependencia (RP = 0,48; IC95%: 0,27-0,82) est o associados com menor probabilidade de inicio do habito de fumar durante a vida universitária. Conclus es: O conhecimento sobre os efeitos de fumar diminuiu inicio deste habito durante os estudos universitários. Introduction: The association between knowledge and attitudes before the onset of smoking during college life in college students was determined. Materials and Methods: Cross-sectional study carried out through self-report survey in a sample of 433 students randomly selected between
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.