oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Aplica o de QFD e preferência declarada no transporte de cabotagem
Marc Alan Stanton,Fernando Dutra Michel,?ngela de Moura Ferreira Danilevicz,Luiz Afonso dos Santos Senna
Transportes , 2009,
Abstract: Este artigo versa sobre qualidade de servi o em logística. S o utilizadas duas técnicas que se baseiam na pesquisa de mercado, disponíveis há algumas décadas: Quality Function Deployment (QFD) e Preferência Declarada (PD). Embora n o sejam novas, o uso combinado destas técnicas tem como objetivo encontrar respostas para duas freqüentes quest es do mundo dos negócios: o que desejam os consumidores e quanto eles est o dispostos a desembolsar pela satisfa o de suas necessidades. A pesquisa foi realizada na indústria de transporte, com ênfase no aumento do volume transportado por cabotagem ao longo da costa brasileira.A identifica o dos fatores determinantes da escolha da cabotagem, através do QFD, e a propens o em pagar por estes atributos, através da PD, permite aos ofertantes deste servi o criar uma posi o competitiva sustentável, maximizando o potencial do servi o.
Rodoviário, ferroviário ou marítimo de cabotagem? O uso da técnica de preferência declarada para avaliar a intermodalidade no Brasil
Ant?nio Galv?o Novaes,Brunno Santos Gon?alves,Maria Beatriz Costa,Silvio dos Santos
Transportes , 2009,
Abstract: A modelagem da demanda de transporte de carga no Brasil ainda é pouco difundida, principalmente devido às dificuldades para obten o de dados acerca do setor. A utiliza o da Técnica de Preferência Declarada vem consolidando-se como uma ferramenta bastante eficiente para a coleta de dados e posterior utiliza o em modelos de divis o modal e aloca o de demanda. Neste estudo, elaborou-se a partir da Técnica de Preferência Declarada uma metodologia para a modelagem da demanda de cargas de alto valor agregado brasileiras, buscando verificar na opini o de embarcadores, qual a importancia relativa de determinados fatores, tais como, tarifa, confiabilidade, tempo, intervalo entre embarques e seguran a, quando da escolha dos modos de transporte, rodoviário, ferroviário ou marítimo de cabotagem.
Impactos da lei 8.630 sobre a infra-estrutura de terminais de contêineres e na viabiliza o da navega o de cabotagem no Brasil
Edson José Dalto,Daniel Ramos Victorino
Transportes , 2009,
Abstract: Com a reforma da legisla o portuária e o processo de privatiza o dos portos, os terminais públicos marítimos passaram por significativa reestrutura o. O elevado investimento e a simplifica o da lei propiciaram o aumento de produtividade e de seguran a e redu o das tarifas. A melhoria nos terminais de contêineres viabilizou a consolida o da navega o de cabotagem de carga geral, como alternativa de transporte rodoviário. Estas mudan as trouxeram novas perspectivas na presta o de servi o por parte dos armadores, no sentido de atender plenamente as necessidades de transportes dos embarcadores, através de um servi o logístico completo porta-a-porta, como alternativa ao transporte porto-a-porto, incluindo a oferta de transporte multimodal, estufagem de contêineres e armazenagem. S o ainda apresentados dois exemplos práticos de transporte de resinas no sentido norte-sul e de arroz, no sentido oposto, ilustrando como as mudan as no setor favoreceram a migra o do transporte rodoviário para o marítimo. Abstract With the changing on port legislation and privatization process in Brazilian ports, the maritime public terminals passed trough an important restructuring. The expressive investment and simplification on law brought productivity and security improvement and reduced fees. The enhancement on container terminals enabled strengthening of cabotage navigation as an alternative to road transportation. These changes brought new perspective on service offered by shipowners, in a sense of attending the fully transport necessities of the shippers, by a complete logistic service door-to-door, as alternative to a port-to-port transportation, including the multimodal transport offering, container filling and wholesaling. It is so introduced two practical examples of transportation of gum, over the north-south bound and rice over the opposite direction, illustrating how changes on the sector favored the migration from road transport to maritime one.
Modelagem para localiza??o de hubs no transporte de encomendas expressas
Alamo, Javier Antonio Timaná;Brinati, Marco Antonio;
Produ??o , 2006, DOI: 10.1590/S0103-65132006000300009
Abstract: this study proposes a mathematical model of linear programming with binary variables 0/1 to project the configuration of a distribution network for express cargo which aims to minimize costs and guarantee a high level of service. the model, which is a modification of the formulation proposed by o?kelly, defines the position of the hubs, their allocation regarding the other physical installations, and the building of itineraries with only one intermediate stop, which increases agility in meeting the demand of cargo transport. it assumes the installation of a single, major hub (main hub), which serves as the transfer point for the flow of cargo between distinct regions of a territory and a set of regional terminals (mini hubs) serving as connection points solely for the flow of cargos existing within a determined area of coverage. extensions were proposed with capacity constrains for the main hub, thereby avoiding congestion, and two different strategies to induce an increase of the flow of cargo manipulated by the mini-hubs. the proposed model and its extensions were applied to an actual case study, obtaining consistent results and a significant reduction in the total cost for the distribution network of the company studied.
FORMA O DE RECURSOS HUMANOS PARA UM TRANSPORTE DESENVOLVIDO E COMPETITIVO
Anísio Brasileiro,Luiz Carlos Rodrigues Ribeiro,Joaquim José Guilherme de Arag?o
Transportes , 2010,
Abstract: Este artigo origina-se de um position paper apresentado pelos autores em mesa redonda realizada no X ANPET- Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, realizado em Brasília (1995) com o intuito de fomentar o debate sobre a discuss o e defini o de programas integrados para a forma o de recursos humanos em transporte do nosso País.
Previs?es para o mercado de carnes
Souza, Geraldo da Silva e;Souza, Mirian Oliveira de;Marques, Daniela Vieira;Gazzola, Rosaura;Marra, Renner;
Revista de Economia e Sociologia Rural , 2011, DOI: 10.1590/S0103-20032011000200009
Abstract: this work aimed to present brazilian forecasts of production, consumption, exports and export average price of meat (beef, pork and poultry). forecasts were generated using the markovian representation (state space) model and an autoregressive integrated moving average (arima). annual growth rates were also calculated. series observed involve the period from 1972 to 2009 and the analysis of the forecasts involves the period from 2010 to 2020. the forecasts of the products are well adjusted to the observations. according to the results, brazil showed a growth trend in all the analyzed variables. it is concluded that the brazilian meat market indicates good perspectives of strengthening in world terms, especially for poultry.
Proposta de metodologia para classifica o de empresas de transporte rodoviário de combustíveis líquidos
Marne Lieggio Júnior,Carmen L. E. da Fonseca Caixeta,Marcos Paulo Bogossian,Sérgio Ronaldo Granemann
Transportes , 2009,
Abstract: O objetivo deste trabalho consiste em propor uma metodologia de classifica o de empresas de transporte rodoviário de combustíveis líquidos, de forma a oferecer ao embarcador uma ferramenta de apoio à tomada de decis o, no processo de contrata o de uma transportadora. A metodologia de classifica o é construída a partir da vis o de três grupos de atores: os transportadores de combustível líquido, técnicos da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT e especialistas em transporte e logística. Os atributos da oferta de servi o importantes para o transporte rodoviário de combustíveis líquidos levantados junto aos grupos de atores entrevistados deram suporte à elabora o da proposta metodológica.
Redefini o automática da rede de transporte coletivo para aloca o de fluxo de equilíbrio
Fernando Ramiro Castro Aragón,José Eugenio Leal
Transportes , 2010,
Abstract: Muitas formula es para resolver problemas de aloca o de fluxos para o transporte coletivo utilizam redes lógicas redefinidas a partir de uma rede inicial para este modo de transporte. A rede de transporte coletivo é redefinida criando-se nós e arcos adicionais a representa o da rede viária, para permitir a aplica o de algoritmos que modelam o comportamento dos passageiros na hora da escolha da rota e para poder representar os diferentes componentes do tempo total de viagem como os tempos de caminhada, tempos de espera, tempos de transbordo e tempos de descida nos pontos de parada. Este trabalho visa demonstrar que este processo de redefini o da rede pode ser executado de uma forma automática a partir de certas informa es do modelo de rede original e dos itinerários das linhas de nibus. ABSTRACT Most approaches of transit network problems use a redefined network that consider behavioral assumptions and different components of total travel time. The purpose of this article is to demonstrate that it is possible to automate the representation of a logic transit network, including walking arcs, waiting arcs, transfer arcs and aligthing arcs, starting from some representation of the street network and from transit lines information as itineraries, frequency and speed.
Diretrizes para o aperfei oamento dos regulamentos do transporte público urbano de passageiros: o confronto de três estudos
Karla Fabiana F. Barboza,R?mulo Orrico Filho,Enilson Medeiros dos Santos
Transportes , 2009,
Abstract: A crise por que passa hoje o transporte público urbano no Brasil imp e a revis o crítica e a reelabora o das políticas regulatórias adotadas para o setor. Nos últimos anos, três iniciativas de destaque a isso se dedicaram, a saber: os estudos COPPETEC/GEIPOT, ANTP/NTU/Fórum Nacional e SEDU. Neste artigo, estes três estudos s o confrontados segundo urna matriz de análise, no sentido de identificar divergências e consensos e com o objetivo de extrair diretrizes para urna boa prática de reforma regulatória.
Modelo integrado de apoio ao planejamento da rede de servi os no transporte ferroviário de cargas: aplica o para transporte de minério de ferro
Luciano Bandeira Campos,Marta Monteiro da Costa Cruz,Fabiano Mezadre Pompermayer
Transportes , 2011,
Abstract: Resumo: Apresenta-se um modelo de otimiza o para auxiliar o planejamento tático ferroviário com vis o integrada da rede (opera es em linha e pátios), e que foi aplicado ao transporte de minério de ferro numa conhecida ferrovia brasileira, considerando o efeito congestionamento. O problema é de programa o n o linear inteira, e a solu o foi obtida por um aplicativo computacional disponível no mercado. O objetivo é facilitar o planejamento da rede de servi os: quais trens (servi os) devem ser operados, sua frequência, e a sequência recomendada das opera es e servi os desde a origem das cargas até o destino. A pesquisa de literatura identificou um modelo que, mediante adapta es, foi aplicado ao fluxo de trens com diferentes op es preestabelecidas de configura o, desde 11 pontos de origem até um terminal exportador e passando por três pátios intermediários, onde os trens podem ser combinados entre si. Os resultados variam conforme a abordagem adotada para a fun o objetivo, com diferen as significativas na frequência dos diversos servi os disponíveis e no uso dos pátios intermediários.Abstract: This paper presents an optimization model developed to help tactical planning at railroads with an integrated view of the network (line and yard operations). The model was applied to iron ore transportation in a well-known Brazilian railroad, considering congestion effects. This is an integer nonlinear problem, which was solved by an optimization package. The objective is to help decision making related to service network design: which trains (services) should run, how frequently and what should be the recommended sequence of activities to be performed at intermediate yards from origin to destination of cargo. Literature research identified a model that could be modified and adapted to the flow of different predefined train consist options, which are operated from 11 mines toward an export terminal. Three intermediate rail yards may be used to combine train consists. Results are presented and vary according to the objective function approach, with relevant differences in service frequencies as well as in the use of intermediate rail yards.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.