oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Ecologia da paisagem: mapeamento da vegeta??o da Reserva Biológica da Serra do Japi, Jundiaí, SP, Brasil
Cardoso-Leite, Eliana;Pagani, Maria Inez;Monteiro, Reinaldo;Hamburger, Diana Sarita;
Acta Botanica Brasilica , 2005, DOI: 10.1590/S0102-33062005000200005
Abstract: it was realized the vegetation map of the reserva biológica municipal da serra do japi, at jundiaí, s?o paulo state, by analogical photointerpretation, on the scale 1:30.000. the map was digitized and changed to computer by the geographical information system - idrisi, and then to the corel draw program. eight landscape units, three anthropic - bare earth, anthropic prairie, homogeneous reforestation, and five natural units - mountainseasonal semideciduous forest with uniform canopy and microphanerophyts, mountain seasonal semideciduous forest with uniform canopy and mesophanerophyts, mountain seasonal semideciduous forest with emergent canopy, alluvial seasonal semideciduous forest with emergent canopy, and shrubby mountain refuges, were identified, mapped, and described. the natural units added 98,46% of the total area, showing that the reserve is carrying out this role in the ecosystem conservation, but as some units are not significantly represented, and since of the large forest extension outside reserve, it was offered the suggestion that the reserve with the enlarged area be changed to another conservation unit-category and that contemplate the public visitation, to help in the conservation process. the conservation unit more appropriated is a park, and could be denominated parque estadual da serra do japi.
Identifica o de áreas para recomposi o florestal com base em princípios de ecologia de paisagem  [cached]
Ferraz Sílvio Frosini de Barros,Vettorazzi Carlos Alberto
Revista árvore , 2003,
Abstract: O manejo de áreas florestais com base em princípios de ecologia da paisagem é uma tendência do setor florestal, que tem como proposta o gerenciamento integrado dos aspectos econ micos, sociais e ambientais da atividade produtiva, envolvendo decis es complexas que podem ser auxiliadas pelas técnicas de geoprocessamento. No presente trabalho objetivou-se o desenvolvimento de uma metodologia para aplica o dos conceitos de ecologia de paisagem no planejamento do uso da terra em áreas de reflorestamento, por meio da utiliza o de um sistema de informa es geográficas. Para tal, utilizou-se como área de estudo uma fazenda de reflorestamento da International Paper do Brasil, tendo sido estabelecidos cinco critérios para determina o de áreas para recomposi o: fertilidade dos solos, mata nativa existente, corpos d'água, declividade e suscetibilidade à eros o. Esses fatores foram analisados, empregando-se os recursos de decis o multicritérios, em ambiente SIG. Como resultado foi obtido um mapa com áreas adequadas à recomposi o florestal, segundo os critérios adotados. Com este mapa realizou-se uma simula o, alocando uma nova área de floresta nativa, e o resultado foi avaliado em nível de paisagem por meio de índices apropriados.
A paisagem do diabo contemporaneo - como a dinamica espacial articula as transforma es da paisagem urbana segregando classes sociais  [cached]
Roberto Jose Hezer Moreira Vervloet
Geografares , 2002,
Abstract: Visando n o confundir paisagem com espa o geográfico, este texto tenta levantar a quest o das transforma es da paisagem urbana diante do processode reprodu o do capital, sem levantar polêmicas.Tenta sistematizar um conjunto de idéias para explicar a articula o da reprodu o do espa o desigualcriador de paisagens urbanas fragmentárias. N odeixando de discutir a quest o da paisagem urbanae sua rela o com o espa o e o cotidiano do homemcontemporaneo, acaba por concluir a quest o da interven o e do planejamento da paisagem urbanacomo um processo que passa pela interven o nadinamica espacial.
Diagnóstico ambiental do município de Sinimbu (RS): a a o dos agentes transformadores na constru o da paisagem
Anderson Luís Ruhoff
Geografares , 2002,
Abstract: O trabalho teve por objetivo interpretar a forma odo atual espa o geográfico no município de Sinimbu(RS), tendo por base o estudo da interrela o entreas a es antrópicas e o suporte físico-biótico na forma o da atual paisagem. Buscou-se o entendimento da paisagem através da rela o homem x naturezae dos elementos contidos nessa rela o para determinar a estrutura e a dinamica do sistema ambientalque funciona e evolui em conjunto. Identificaramse os principais agentes transformadores da paisagem e, com a interpreta o de imagens de satélite,caracterizaram-se as diversidades da paisagem. Porfim, evidenciou-se a correla o entre os elementosdo quadro natural com as a es antrópicas.
ZONA DA MATA PARAIBANA: REESTRUTURA O DO SETOR SUCROALCOOLEIRO, REFORMA AGRáRIA E PAISAGEM RURAL
Emilia Moreira,Ivan Targino,Utaiguara da N. Borges,Vamberto José F. de Medeiros
Cadernos do Logepa , 2003,
Abstract: Esse trabalho faz parte do projeto “O ensino de Geografia da Paraíba: espa o agrário, uso do solo e difus o da informa o”. O recorte apresentado focaliza a reestrutura o do setor sucro-alcooleiro, o avan o da reforma agrária e seus impactos sobre a paisagem na Zona da Mata Paraibana. Trata-se de um estudo analítico-descritivo baseado na pesquisa bibliográfica, na análise de dados secundários e na pesquisa direta. A fonte estatística básica é o IBGE, através dos censos agropecuários de 1985 e 1995 e das publica es da produ o agrícola e da produ o pecuária municipal.
Florestamento – Desenraizamento: a transforma o da paisagem nos pampas e a identidade do gaúcho  [cached]
Angélica Kohls Schwanz
Diálogos , 2011, DOI: 10.4025/dialogos.v15i1.497
Abstract: Este trabalho tem por objetivo discutir as implica es sobre a identidade do gaúcho, a partir das transforma es na paisagem do Pampa rio-grandense, localizado na chamada “metade sul” do Rio Grande do Sul. As transforma es foram intensificadas a partir do ano de 2004, com o anúncio da amplia o das planta es de florestas para extra o de celulose. Parto do pressuposto de que a identidade do gaúcho e a rela o que este possui com o meio est o de tal forma enraizadas em seu fazer, que uma mudan a radical como a que tem sido processada naquele espa o, poderá afetar seu modo de se situar no mundo. A paisagem é entendida a partir de uma abordagem cultural, portanto se constitui na rela o com o homem. Para apreender essa rela o foram utilizados, a partir de minha inser o no local, os relatos orais dos moradores da regi o. Compreender como essas transforma es ocorrem a partir do olhar dos moradores permite avaliar a amplitude dos impactos das monoculturas na constitui o de suas memórias e identidades.
Cartografia da paisagem alterada  [cached]
Simone Cortez?o
Revista Tecer , 2011,
Abstract: O presente trabalho de pesquisa surge da investiga o de paisagens alteradas, áreas pós-industriais e da geografia urbana que é conformada pela indústria. A preocupa o principal é revê-las como espa o de investiga o crítica sob o ponto de vista particular, integradas às no es da peculiar natureza industrial com suas consequentes transforma es na paisagem, além das rela es do indivíduo com esse novo meio produzido. “Cartografia da paisagem alterada” é uma pesquisa que indicia a paisagem alterada em pelo menos dois estratos: um que é o da constru o da geografia da cidade pela indústria, e o outro que é a paisagem alterada subjetivamente, o que configura uma crítica e uma rea o à conforma o sócio geográfica em outros parametros - da proximidade, da experiência vivida e da constru o de um vocabulário próprio. A pesquisa teórica sobre áreas pós-industriais, associada a referências nas artes e arquitetura, constitui o primeiro estrato. Teorias e procedimentos artísticos de Robert Smithson, Joseph Beuys e Rem Koolhaas fornecem material para o segundo, mediante a pesquisa do cotidiano no lugar, a regi o do Vale do A o, que se configura em um guia - glossário
Re-significa o dos princípios do direito ambiental a partir da ecologia
Silvana Winckler,Reginaldo Pereira,Gilza Maria de Souza Franco
Sequência : Estudos Juridicos e Politicos , 2008,
Abstract: O presente trabalho surge da necessidadede serem estabelecidos parametros da ecologianatural para a compreens o dos princípios dodireito ambiental. Para tanto evidencia-se inicialmentea importancia da ecologia natural para aforma o do direito ambiental e o quanto os estudosda ecologia e do direito ambiental deveriamser informados e dirigidos pela formainterdependente e aninhada de organiza o assumidapelos sistemas naturais. A seguir realiza-seuma abordagem que procura confrontar os princípiosdo equilíbrio dinamico, da energia, da evolu oe conserva o das espécies e dos servi osecossistêmicos com os princípios do meio ambienteecologicamente equilibrado como direito fundamentaldo ser humano, do desenvolvimento sustentável,da preven o/precau o e do poluidorpagador.The present work appears from theneed to establish parameters of the natural ecologyfor the environmental law principlesunderstanding. For such, it initially becomesevident the importance of natural ecology for theenvironmental law building and how much theecology and the environmental law studies shouldbe informed and guided by the interdependent andsheltered organizing way assumed by the naturalsystems. In sequence, an approach is made in anattempt to confront the dynamic balanceprinciples, the energy principles, the evolutionand species maintenance principles, and theecosystem services as environment principlesecologically balanced as basic right of the humanbeing, of the sustainable development, of theprevention/precaution and of the paying pollutingagent.
Avalia o da transforma o da paisagem na bacia do ribeir o Vidoca, S o José dos Campos, SP, Brasil  [cached]
André Stempniak,Getulio Teixeira Batista,Ademir Fernando Morelli
Ambiente e água : An Interdisciplinary Journal of Applied Science , 2007,
Abstract: Bacias hidrográficas em áreas urbanas freqüentemente sofrem mudan as drásticas na sua paisagem. O presente trabalho consistiu na análise da transforma o da paisagem na Bacia Hidrográfica do Ribeir o Vidoca e do estado de conserva o da bacia no período de 1500 a 2003. Com base em técnicas de Sensoriamento Remoto e de Geoprocessamento analisaram-se quatro períodos distintos em termos das mudan as ocorridas: a) no período de 1500 a 1953 ocorreu a transforma o da vegeta o natural, composta principalmente por Floresta Estacional Semidecidual Aluvial, Floresta Estacional Semidecidual Montana dos Morros da Serra do Mar e Savana Arbórea Aberta, para campo antrópico e pastagens; b) de 1954 a 1985, antes da maci a ocupa o urbana, ocorreu uma breve regenera o da Floresta Estacional Semidecidual Aluvial e na regi o ao sul da Rodovia Carvalho Pinto, pastagens se transformaram em campos antrópicos; c) de 1986 a 1997 ocorreu forte urbaniza o com conseqüente substitui o das áreas com campo antrópico e pastagens; e) de 1998 a 2003 houve a consolida o do processo de urbaniza o em que áreas de várzea e margens de corpos d’água foram urbanizadas, promovendo impermeabiliza o dos solos. Concluiu-se que, apesar da cria o de uma legisla o ambiental conservadora, o processo de urbaniza o n o foi controlado e levou à degrada o ambiental hoje observada nessa bacia.
ECOANDO RESSON NCIAS DA EDUCA O AMBIENTAL: DESCOBERTAS, CONFLITOS, DIáLOGOS; POR UMA ECOLOGIA SONORA SENSíVEL.  [PDF]
REIGOTA, Marcos Antonio dos Santos (coord.),CATUNDA, Marta Bastos,PETRAGLIA, Marcelo Silveira;,SINTO, Carmemsilvia Maria
European Review of Artistic Studies , 2011,
Abstract: ResumoEste texto tem como objetivo narrar as práticas pedagógicas artísticas como ressonancia de estudos daambiência sonora envolvente realizadas durante a Oficina A, B, C, da paisagem sonora da Demétria(Escola Aitiara). O texto ora apresentado tem como base o quadro teórico metodológico das perspectivasecologistas da educa o e dos estudos do cotidiano, conforme os textos indicados na bibliografia, queevidencia as narrativas do cotidiano (da voz dos atores sociais) das práticas pedagógicas como umaimportante ferramenta científica. As narrativas s o compreendidas como refor o da vivência realizadadurante a oficina, ao lado da express o artística e sensível, dos atores sociais do referido bairro que temuma história impar, no tocante a ecologia humana. Neste caso, a sensibilidade destes atores sociais é aquiconsiderada parte significativa da ecologia do lugar. S o professores(as), músicos(os), compositores(as),consultores(as), de diversas áreas, estudantes que se debru aram durante 12 horas no exercício sensível daecologia sonora, expressando-a de diversos modos inclusive musical.AbstractThis text aims to narrate artistically pedagogic practices in resonance with the works listed in thebibliography, which highlights the stories of everyday life (from the voice of socialactors) of the pedagogic practices as an important scientific tool. The narratives are understoodas enhancing the experience madeduring the workshop, along with the sensitive and artisticexpression of social actors in that district, which has a unique history with respect to human ecology. Inthis case, the sensivity of these social actors is here considered significant part of the ecology of the place.They are teachers and musicians, engaged in the study of ambience sound, held during the Workshop A,B, C, the soundscape of Demétria (Aitira School). The text presented is based on the theoreticalframework of the methodological perspectives of education and ecological studies of everydaylife, composers, consultants in various areas, students who have worked for twelve hours in theexercise of sensitive sound ecology, expressing it in various ways, including music.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.