oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Vivenciando a classifica o internacional de práticas de enfermagem em saúde coletiva: relato de experiência Experimentando la clasificación internacional de prácticas de enfermería en salud colectiva: informe de la experiencia Living the international classification of nursing practices in public health: report of experience  [cached]
Kisna Yasmin Andrade Alves,Cilene Nunes Dantas,Pétala Tuani Candido de Oliveira Salvador,Rodrigo Assis Neves Dantas
Escola Anna Nery , 2013,
Abstract: Objetivou-se realizar um relato de experiência acerca da constru o de roteiros para consultas de Enfermagem utilizando-se os Diagnósticos de Enfermagem na perspectiva da Classifica o Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva articulada à Sistematiza o da Assistência de Enfermagem. Para tanto, foram desenvolvidos, no período de 2007 a 2008, quatro encontros vivenciais em uma institui o de ensino superior do Rio Grande do Norte, com 146 participantes, sendo duas educadoras. Os encontros visaram ao aprofundamento teórico acerca da temática e à constru o dos roteiros para nortear as consultas realizadas pelos educandos. Constataram-se resultados positivos, os quais provam a viabilidade da utiliza o deste instrumento, e negativos, o que indica a deficiência da forma o dos profissionais na perspectiva da sistematiza o da assistência no contexto da Aten o Primária à Saúde. Assim, a classifica o das práticas é uma atividade inovadora em saúde coletiva importante para pesquisa e o ensino, pois revela potencialidades como os diagnósticos e interven es de Enfermagem. El objetivo es realizar un informe con las experiencias sobre la construcción de planes de trabajo para la consulta de Enfermería, a través de la utilización de los Diagnósticos de Enfermería desde la perspectiva de la Clasificación Internacional para la Práctica de Enfermería en Salud Pública y de la Sistematización de la Asistencia de Enfermería. Se ha desarrollado, en el período 2007 a 2008, cuatro reuniones en una institución de educación superior de Rio Grande do Norte, con 146 participantes y dos profesores. Así, el estudio ha tenido un resultado positivo, lo que demuestra la viabilidad de utilizar el instrumento, y negativo, lo que indica la deficiencia de la formación en vista del sistema de atención en el contexto de la Atención Primaria. Por lo tanto, la clasificación de la actividad práctica es innovadora en materia de salud pública de gran importancia para la investigación y la ense anza. The objective to achieve an experience report about the construction of roadmaps for nursing consultation, utilizing the nursing diagnoses from the perspective of the International Classification for Nursing Practice in Public Health coordinated to the Nursing Care System. It had been developed in the period 2007 to 2008, four meetings at the Supreme crafted experiential, with 146 participants, two educators. The meetings were aimed at strengthening the theoretical on the subject and the construction of the road maps to guide the consultations held by the students. Thus, it appe
Diagnósticos/resultados de enfermagem para parturientes e puérperas utilizando a Classifica o Internacional para Prática de Enfermagem  [cached]
Aline Franco da Silva,Maria Miriam Lima da Nóbrega,Wania Cristina Morais de Macedo
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2012,
Abstract: O objetivo deste estudo foi desenvolver afirmativas de diagnósticos de enfermagem para parturientes e puérperas, utilizando o modelo dos setes eixos da Classifica o Internacional para Prática de Enfermagem. Foram elaboradas 68 afirmativas de diagnóstico de enfermagem, as quais foram agrupadas de acordo com as necessidades humanas básicas de Horta. A formula o de diagnósticos de enfermagem expressa o julgamento clínico do enfermeiro acerca dos fen menos pelos quais é responsável para atingir resultados de enfermagem, após realizar uma interven o. A utiliza o da linguagem padronizada para constru o desses diagnósticos e resultados favorece a documenta o de enfermagem, que por sua vez, contribui para evidenciar os conceitos importantes para prática profissional na aten o à saúde materna.
Classifica??o Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC?
Cubas, Marcia Regina;Egry, Emiko Yoshikawa;
Revista da Escola de Enfermagem da USP , 2008, DOI: 10.1590/S0080-62342008000100024
Abstract: the project international classification of the nursing practices in collective health - cipesc was the brazilian contribution for the incorporation of the notion of collectiveness in the international classification of nursing practice - icnp . this article aims at analyzing the bibliographical production concerning nursing classifications available in the virtual library in health database since 1990. this is a bibliographical survey of nursing practice classification systems and is part of a larger research that intends to identify the collective face of the cipesc instrument in the municipal health network of the city of curitiba, in the state of paraná. the result shows that the majority of the texts are based on the clinical-individual model, and those that emphasize the social-epidemiologic model are still a minority. in addition, most studies focused on the collective were disseminated through the publications of the brazilian nursing association, which has the hegemony in the diffusion of the knowledge about the collective face of classification systems.
Cipescando rumo à equidade: reflex?es acerca da Classifica??o Internacional de Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva
Egry, Emiko Yoshikawa;
Revista Brasileira de Enfermagem , 2009, DOI: 10.1590/S0034-71672009000500020
Abstract: the paper aims to discuss the way of equity can be reached by international classification of nursing practice in collective health - cipesc?. cipesc? is a brazilian system to classify nursing phenomena, it's used in nursing consultation in primary care. equity in health means that everyone in the society has opportunity to improve their potential of health. cipesc? allows to know the nursing diagnoses and interventions and doing this allows knowing health needs and vulnerabilities of the social groups. nursing interventions in the most vulnerable groups results interventions heading for equity. at the same time, it's possible to revisit work process in health aiming to better focusing nursing actions. also it's possible to create new tools to the nursing interventions.
Classifica o Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE ): uma revis o de literatura  [PDF]
Marcia Regina Cubas,Sandra Honorato da Silva,Mariangela Rosso
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2010,
Abstract: A Classifica o Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE ) vem se consolidando mundialmente como uma tendência para a padroniza o da comunica o e da troca de informa es entre os enfermeiros, visando à representa o da prática de enfermagem nos Sistemas de Informa o em Saúde. Esta revis o narrativa tem porobjetivo percorrer a trajetória histórica e descrever a evolu o dos conceitos nas diversas vers es da CIPE . Contempla uma abordagem do surgimento da CIPE e dos elementos constituintes de cada uma das publica es, desde a CIPE vers o Alfa (1996) até a vers o 2 (2009). As mudan as ocorridas recaíram, entre outras, na apresenta o dos termos nos modelos multiaxiais, que evoluíram de dois Modelos de oito (8) eixos para um Modelo de sete (7) eixos, que responde as exigências da composi o dos elementos básicos a que se destina e, ao mesmo tempo, minimiza a complexidade sem perda de consistência, fator este que poderá estimular os enfermeiros para suaefetiva utiliza o. O artigo é uma contribui o no sentido de aproximar enfermeiros e acadêmicos a este conhecimento, favorecendo a incorpora o da CIPE ao Processo de Enfermagem e possibilitando a visibilidade das práticas de Enfermagem ao universo da informa o.
Classifica??o Internacional das Práticas de Enfermagem em Saúde Coletiva - CIPESC?: instrumento pedagógico de investiga??o epidemiológica
Nichiata, Lúcia Yasuko Izumi;Padoveze, Maria Clara;Ciosak, Suely Itsuko;Gryschek, Anna Luiza de Fátima Pinho Lins;Costa, ?ngela Aparecida;Takahashi, Renata Ferreira;Bertolozzi, Maria Rita;Araújo, Núbia Virgínia D'ávila Limeira de;Pereira, érica Gomes;Dias, Vania Ferreira Gomes;Cubas, Marcia Regina;
Revista da Escola de Enfermagem da USP , 2012, DOI: 10.1590/S0080-62342012000300032
Abstract: the cipesc? is a tool that informs the work of nurses in public health and assists in prioritizing their care in practice, management and research. it is also a powerful pedagogical instrument for the qualification of nurses within the brazilian healthcare system. in the teaching of infectious diseases, using the cipesc? assists in analyzing the interventions by encouraging clinical and epidemiological thinking regarding the health-illness process. with the purpose in mind of developing resources for teaching undergraduate nursing students and encouraging reflection regarding the process of nursing work, this article presents an experimental application of cipesc?, using meningococcal meningitis as an example.
Reprodutibilidade interobservador da classifica o da distopia genital proposta pela Sociedade Internacional de Continência
Feldner Jr Paulo Cezar,Bezerra Leonardo Robson Pinheiro Sobreira,Oliveira Emerson,Sartori Marair Gracio Ferreira
Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia , 2003,
Abstract: OBJETIVO: testar a reprodutibilidade entre observadores das medidas e do estádio da distopia genital pela classifica o do prolapso pélvico feminino preconizada pela Sociedade Internacional de Continência (ICS). MéTODOS: foram avaliadas 51 pacientes atendidas no setor de Uroginecologia e Cirurgia Vaginal do Departamento de Ginecologia da UNIFESP/EPM durante investiga o uroginecológica. Descrevemos a localiza o dos pontos propostos pela classifica o da ICS, sendo dois na parede vaginal anterior, dois no ápice vaginal, dois na parede vaginal posterior, além do hiato genital, corpo perineal e comprimento vaginal total. A seguir, realizamos o estadiamento da distopia genital baseada nesta classifica o. O procedimento foi realizado por dois investigadores diferentes sem contato prévio entre eles. A reprodutibilidade das nove medidas sítio-específicas e do estádio final foi analisada pela correla o de Pearson e a média dos pontos específicos pelo teste de t-pareado. RESULTADOS: houve correla o significativa e substancial para as medidas avaliadas. O índice de correla o para o ponto Aa foi de 0,89 (p<0,0001), ponto Ba de 0,90 (p<0,0001), ponto C de 0,97 (p<0,0001), ponto Ap de 0,72 (p<0,0001), ponto Bp de 0,84 (p<0,0001), ponto D de 0,91 (p<0,0001), hiato genital de 0,65 (p<0,0001), corpo perineal de 0,66 (p<0,0001) e comprimento vaginal total de 0,73 (p<0,0001). Também n o se observou varia o na média das medidas realizadas pelos dois examinadores. Da mesma forma, o estádio final da distopia foi altamente reprodutível (r = 0,81, p<0,0001). Em nenhuma paciente houve varia o maior que um estádio, sendo idênticos em 86,2% dos casos. CONCLUS ES: existe reprodutibilidade nas medidas obtidas pelo sistema de classifica o da distopia genital da Sociedade Internacional de Continência.
Saúde Coletiva: um desafio para a enfermagem  [cached]
Matumoto Silvia,Mishima Silvana Martins,Pinto Ione Carvalho
Cadernos de Saúde Pública , 2001,
Abstract: O texto parte da saúde pública para discutir o que é saúde coletiva, seu objeto e campo de atua o, dando ênfase à concep o de homem, à discuss o a respeito do ambito individual e coletivo e ao conceito de saúde-doen a, passando pelo debate da constru o interdisciplinar da saúde coletiva. Em seguida, busca situar a enfermagem nesse campo, destacando aquilo que parece ser um grande desafio, compreender a enfermagem como prática de rela es.
Equivalência entre revis es da Classifica o Internacional de Doen as: causas de morte  [cached]
Santo Augusto H
Revista de Saúde Pública , 2000,
Abstract: OBJETIVO: Avaliar a comparabilidade entre a causa básica e as causas múltiplas de morte codificadas segundo as regras e disposi es correlatas da nona e da décima revis es da Classifica o Internacional de Doen as. MéTODOS: Os dados provieram de uma amostra sistemática de 3.313 declara es de óbito de falecidos residentes no Estado de S o Paulo, no ano de 1992 (1,6% do total dos óbitos naquele ano). Os dados foram processados pelo sistema "Automated Classification of Medical Entities", incluindo códigos para todas as afec es mencionadas nos atestados médicos e a causa básica que havia sido avaliada e revista segundo as disposi es da nona revis o. Todas as afec es foram recodificadas segundo as disposi es da décima revis o e os códigos resultantes introduzidos no banco de dados original para sele o da causa básica pelo sistema de declara es de óbito de S o Paulo. As tabula es das causas múltiplas de morte codificadas pela nona e pela décima revis es foram obtidas pelas vers es respectivas do programa "Tabulador de Causas Múltiplas". A compara o das causas de morte foi realizada a partir dos capítulos de ambas as revis es da Classifica o Internacional de Doen as. RESULTADOS/CONCLUS ES: As mudan as mais importantes para as causas básicas, ocorridas nos capítulos I, III e VIII da nona revis o e nos correspondentes capítulos I, IV e X da décima revis o, devem-se ao deslocamento das mortes causadas pela doen a devido ao vírus da imunodeficiência humana e pela preteri o das pneumonias como causa de morte. Em rela o às causas múltiplas de morte, verificou-se o aumento de men es de doen as respiratórias e a correspondente diminui o de men es incluídas no capítulo das afec es mal definidas, devido à recodifica o da insuficiência respiratória.
A epidemiologia como referencial teórico-metodológico no processo de trabalho do enfermeiro La epidemiología como referencial teórico-metodológico en el proceso de trabajo del enfermero Epidemiology as a theoretical-methodological framework in the nurses' working process
Adeli Regina Prizybicien de Medeiros,Liliana Müller Larocca,Marta Maria Nolasco Chaves,Marineli Joaquim Meier
Revista da Escola de Enfermagem da USP , 2012,
Abstract: Esta reflex o teve como objetivo compreender a Epidemiologia como referencial teórico-metodológico para a prática da Enfermagem em Saúde Coletiva. O método de pesquisa foi uma investiga o bibliográfica, com a análise de artigos e livros de estudiosos que apontam as possibilidades e limites das Epidemiologias clássica, social e crítica, com intuito de aproximar suas concep es à prática do enfermeiro. Discute-se que a articula o dos conhecimentos advindos das supracitadas vis es de Epidemiologia possibilita a constru o de interven es de Enfermagem para a transforma o de realidades de saúde. A Epidemiologia Crítica ampara-se no reconhecimento dos processos protetores e de desgastes determinantes do processo saúde-doen a vividos por grupos de classes sociais distintas. Assim, cabe ao enfermeiro planejar a interven o em saúde para além do adoecimento identificado, propondo interven es comprometidas com a mudan a de processos históricos e sociais, nas dimens es singular, particular ou estrutural, que acabam por determinar o processo saúde-doen a em indivíduos ou grupos. Reflexión que objetivó comprender la Epidemiología como referencial teórico-metodológico para la práctica de Enfermería en Salud Colectiva. Se realizó una investigación bibliográfica, con análisis de artículos y libros de expertos que sugieren las posibilidades y límites de las Epidemiologías clásica, social y crítica, con la intención de aproximar sus concepciones a la práctica del enfermero. Se discute que la articulación de los conocimientos devenidos de las citadas visiones de Epidemiología posibilita la construcción de intervenciones de Enfermería para la transformación de realidades de salud. La Epidemiología Crítica se ampara en el reconocimiento de procesos protectores y desgastes determinantes del proceso salud-enfermedad experimentados por grupos de distintos estratos sociales. Corresponde al enfermero planificar la intervención en salud más allá del padecimiento identificado, proponiendo intervenciones comprometidas con cambios de procesos históricos y sociales, en dimensiones singulares, particulares o estructurales, que lleven a determinar el proceso salud-enfermedad en individuos o grupos. The objective of this reflection was to understand epidemiology as the theoretical-methodological framework for collective health nursing practice. This study is a bibliographic investigation which analyzed articles and books that point out the strengths and weaknesses of classic, social and critical epidemiology, with the purpose to examine their concepts in regards to nursing practice
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.