oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Concep es da professora acerca do abuso sexual infantil  [cached]
Brino Rachel de Faria,Williams Lúcia Cavalcanti de Albuquerque
Cadernos de Pesquisa , 2003,
Abstract: A escola mostra-se como lugar ideal para detec o e interven o em casos de abuso sexual infantil, uma vez que o principal agressor geralmente encontra-se na família. Considerando que a escola deve ter como objetivo garantir a qualidade de vida de sua clientela, bem como promover a cidadania, para delinear um programa que possa capacitar tais profissionais em casos de abuso sexual, parece necessário, em primeiro lugar, conhecer o universo de informa es que eles detêm sobre o tema, sobre a legisla o a respeito e sobre os direitos da crian a. Este estudo teve como objetivo caracterizar as informa es de 20 educadoras de escolas municipais de educa o infantil sobre o abuso sexual de crian as em uma cidade de médio porte. As informa es obtidas foram analisadas e divididas em sete categorias. Os resultados indicam que a maioria das educadoras possuía informa es insuficientes acerca do tema e afirmava adotar procedimentos inadequados diante dos casos de crian as que sofreram abusos sexuais.
O estresse do familiar acompanhante de idosos dependentes no processo de hospitaliza o  [PDF]
Gilson de Bitencourt Vieira,Angela Maria Alvarez,Juliana Balbinot Reis Girondi
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2011,
Abstract: O aumento da expectativa de vida e envelhecimento trás consigo possíveis perdas das capacidades funcionais. Estudo qualitativo, que objetivou identificar os fatores de estresse vivenciados por familiares de idosos dependentes durante o processo de hospitaliza o. A metodologia foi a pesquisa convergente assistencial, baseada na Teoria dos Sistemas de Betty Neuman. Participaram onze familiares acompanhantes de idosos dependentes internados numa clínica médica de um hospital universitário do sul do país, entre mar o a julho de 2007. Para coleta de dados utilizou-se a observa o participante e entrevista semiestruturada. Para aferir o grau de dependência dos idosos utilizou-se a escala de Katz. Os resultados foram organizados em seis categorias: condi es do idoso e familiar acompanhante; rela es familiares; rela es com os profissionais; organiza o familiar para o cuidado; percep es do cuidado e alta hospitalar. A pesquisa ressalta a importancia do papel do enfermeiro enquanto educador, intermediador e agente capaz de desenvolver novas tecnologias de cuidado.
A comunica o no processo da hospitaliza o do imigrante japonês  [cached]
Chubaci Rosa Yuka Sato,Merighi Miriam Aparecida Barbosa
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2002,
Abstract: A comunica o-verbal e n o-verbal-no processo da hospitaliza o é um importante caminho para um novo olhar e agir dos profissionais de enfermagem. Partindo do pressuposto que a compreens o da doen a e da hospitaliza o pode ser prejudicada pelo n o entedimento da língua portuguesa, realizamos o presente estudo, que objetivou conhecer a importancia da comunica o para o imigrante japonês durante o seu processo de hospitaliza o. Para desvelar a experiência vivida optamos pela pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica. Entrevistamos 17 pacientes imigrantes japoneses em um hospital na cidade de S o Paulo. Resultados mostraram que a dificuldade com o idioma português interfere na compreens o da doen a, do tratamento e no relacionamento com a equipe de saúde, fazendo suscitar o sentimento de inseguran a, e que a cultura realmente exerce influência importante no comportamento e atitudes desses imigrantes japoneses em rela o à doen a e hospitaliza o.
Concep es de professores de História da rede municipal de ensino de Belo Horizonte acerca da informática educacional  [cached]
Andréia de Assis Ferreira,Paulo Cezar Santos Ventura
Educa??o : Revista do Centro de Educa??o UFSM , 2007,
Abstract: Este artigo é resultado da pesquisa de mestrado1 que envolveu, de um lado, as contribui es da Informática Educacional (IE) para o processo de ensino-aprendizagem de História e, de outro, a rela o que os professores dessa disciplina estabelecem com a IE e suas dificuldades em se apropriarem dessa tecnologia. O questionário, enviado a todos professores de História da Rede Municipal de Belo Horizonte, mostrou-se o instrumento mais adequado para esta pesquisa. Na análise dos dados, utilizamos o pacote estatístico SPSS, por contar com recursos como o cruzamento de respostas múltiplas e correla o de variáveis. O estudo levantou algumas informa es sobre as concep es dos professores de História acerca da IE, a fim de contribuir para o desenvolvimento dessa área e para a elabora o e implementa o de propostas mais eficientes voltadas para a melhoria do ensino de História a partir do uso da IE. Palavras-chave: Ensino de História. Informática Educacional. Concep es de Professores. Ensino de História.
Da teologia ao rural: reflex es acerca de idéias religiosas e concep es políticas na Arquidiocese de Mariana  [PDF]
Reinaldo Azevedo Schiavo,Fabrício Roberto Costa Oliveira
Revista IDeAS : Interfaces em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade , 2008,
Abstract: O objetivo deste artigo é fazer uma análise da atua o política de grupos leigos da paróquia de Nossa Senhora da Concei o de Porto Firme - MG, tendo como foco principal de análise a emergência das Comunidades Eclesiais de Base e a organiza o da PROVIC (Proposta de Vida em Comunidade). Nosso interesse nessa temática se justifica pela tentativa de compreender como tais a es, t o vinculadas à Teologia da Liberta o, se fizeram presentes e atuantes na Arquidiocese de Mariana num período em que o arcebispado era avesso a tais concep es religiosas.
O ACOMPANHANTE NO ALOJAMENTO CONJUNTO DA MATERNIDADE  [cached]
Fernanda Cardinal,Luana Cláudia dos Passos Aires,Marisa Monticell,Diogo de Souza C orreia
Revista de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria , 2011,
Abstract: Pesquisa qualitativa exploratório-descritiva, realizada no Alojamento Conjunto do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina, de agosto a novembro de 2010, com o objetivo de observar a inser o e as a es do acompanhante nessa unidade. Participaram 32 sujeitos. Da análise dos dados, coletados através da observa o participante, emergiram seis categorias: a) O acompanhante na admiss o e na alta; b) Receber e dar informa es: a complexidade comunicacional na unidade; c) O difícil e consternado papel de coadjuvante no cuidado ao recém-nascido; d) A insubstituível ajuda no cuidado à puérpera; e) A solidariedade com as demais famílias; e f) Entre a vigília e o sono. Conclui-se que a inser o do acompanhante é ainda tímida, apesar do suporte prático e emocional que proporcionam às puérperas.
A CONCEP O CLáSSICA DA GEOGRAFIA POLíTICA  [cached]
Armando Corrêa da Silva
Revista do Departamento de Geografia , 1984, DOI: 10.7154/rdg.v0i3.279
Abstract: A CONCEP O CLáSSICA DA GEOGRAFIA POLíTICA
A temática cultura organizacional nos estudos na área da saúde e da enfermagem
Bastos Marisa Antonini Ribeiro
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2001,
Abstract: O objetivo deste artigo é apresentar uma revis o da literatura sobre a temática cultura organizacional apontando os pressupostos subjacentes às diferentes concep es teórico-metodológicas. Focaliza os estudos na área da saúde a da enfermagem.
Expectativas dos alunos do curso de enfermagem acerca da disciplina de Enfermagem Neonatológica  [cached]
Maria Isabel Ruiz Beretta,Silvia Helena Zem Mascarenhas,Giselle Dupas
Revista Eletr?nica de Enfermagem , 2008,
Abstract: Este estudo teve como objetivos verificar as expectativas dos alunos quanto a: concep es sobre o Recém-nascido (RN), o que esperavam da disciplina de Enfermagem Neonatológica e, a vis o que tinham da família do RN. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo que foi desenvolvido com 33 alunos do Curso de Gradua o em Enfermagem da Universidade Federal de S o Carlos (UFSCar), no segundo semestre de 2007. Os resultados mostraram que as expectativas dos alunos, quanto à disciplina de Enfermagem Neonatológica, s o de apreens o quando esses visualizam a fragilidade do RN e as dificuldades no manejo dos cuidados. Neste sentido, a figura do professor surge como a de um profissional que pode contribuir para que as dificuldades minimizem ou mesmo desapare am. Também foi apontada a família como tendo um papel fundamental no atendimento ao RN.
Assistência ao parto com a presen a do acompanhante: Experiências de profissionais Asistencia del parto con la presencia del acompa ante: Experiencias de profesionales The partner’s presence in delivery care: The professionals′ experience  [cached]
Luiza Akiko Komura Hoga,Cleusa Maia de Souza Pinto
Investigación y Educación en Enfermería , 2007,
Abstract: A Organiza o Mundial da Saúde recomenda a participa o de um acompanhante de escolha da gestante no parto. Objetivo: descrever a experiência dos membros da equipe profissional relativa à presen a do acompanhante no parto. Metodologia: A pesquisa foi realizada em um hospital público do Estado de S o Paulo-Brasil, entre Janeiro e Junho de 2001 e entrevistados 24 profissionais das seguintes categorias: médico obstetra e neonatogista, enfermeira obstétrica e auxiliar de enfermagem. Resultados: a presen a do acompanhante provocou reflexos positivos em vários aspectos da assistência ao parto; A implementa o de projetos de inser o do acompanhante no parto requer prepara o sistemática; A inser o do acompanhante deve ser parte de uma proposta ampla de humaniza o da assistência; A presen a do acompanhante fez com que os profissionais identificassem novas demandas na assistência ao parto. Conclus es: Os profissionais e a estrutura física devem estar preparados para inserir o acompanhante no parto e esta deve ser uma medida que integre uma proposta ampla de humaniza o da assistência ao parto. La Organización Mundial de la Salud recomienda la participación de un acompa ante en el parto. Objetivo: Describir la experiencia de los miembros del equipo profesional frente a la presencia del acompa ante en el parto. Metodología: La investigación fue realizada en un hospital público del Estado de S o Paulo, Brasil, entre enero y junio del 2001, y para ello fueron entrevistados 24 profesionales de las siguientes categorías: médico obstetra, neonatólogo, enfermera obstétrica y auxiliares de enfermería. Los datos fueron analizados inductivamente e identificadas las semejanzas en las experiencias individuales. Resultados: Estas fueron las categorías descriptivas emergentes: La presencia del acompa ante fue positiva en varios aspectos de la asistencia del parto. La implementación de proyectos de inclusión del acompa ante en la asistencia del parto requirió preparación sistemática. La presencia del acompa ante durante el parto partió de una propuesta amplia de asistencia. La presencia del acompa ante durante el parto obligó a los profesionales a identificar nuevas demandas en la asistencia del parto. Conclusiones: Los profesionales y la estructura física deben estar preparados para incluir al acompa ante en el parto, medida ésta que debe formar parte de una propuesta integral de humanización de la asistencia durante el parto. The W.H.O. recommends the partner’s presence during childbirth. Objective: To describe professional staff experiences related to the partner’s presen
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.