oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Sistemas de preparo e resistência à penetra o e densidade de um Latossolo Vermelho eutrófico em cultivo intensivo e pousio
Prado Renato de Mello,Roque Cassiano Garcia,Souza Zigomar Menezes de
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2002,
Abstract: O manejo inadequado do solo causa a sua degrada o e à queda no rendimento de muitas culturas. O objetivo deste trabalho foi avaliar altera es na resistência à penetra o e na densidade do solo em raz o de sistemas de preparo do solo, durante e após o cultivo intensivo e após cinco anos de pousio em um Latossolo Vermelho eutrófico. Foram estudados dois sistemas de preparo do solo, com grade aradora e preparo reduzido com enxada rotativa e três épocas de amostragem compreendendo os anos agrícolas 1992/1993, 1993/1994 (sob cultivo intenso) e 1999/2000 (cinco anos sob pousio). Na avalia o dos sistemas de preparo do solo, nas diferentes épocas de amostragens, foram utilizados como parametros a resistência à penetra o e a densidade do solo. Os sistemas de preparo do solo afetaram significativamente a resistência à penetra o e a densidade do solo nas profundidades estudadas. No solo submetido a longo período de pousio, a resistência à penetra o sofreu aumento significativo, comparado ao solo sob cultivo intenso, independentemente do sistema de preparo de solo anteriormente utilizado. Após cinco anos em pousio, a densidade do solo foi maior no sistema de preparo do solo com grade aradora do que no sistema de preparo com enxada rotativa.
ALTERA ES NA DENSIDADE E NA MACROPOROSIDADE DE UM LATOSSOLO VERMELHO-ESCURO CAUSADAS PELO SISTEMA DE PREPARO DO SOLO SYSTEMS OF SOIL PREPARATION EFFECT ON DENSITY AND MACROPOROSITY OF SOIL  [cached]
Pedro Marques da Silveira,José Geraldo da Silva,Luís Fernando Stone,Francisco José Pfeilsticker Zimmermann
Pesquisa Agropecuária Tropical , 2007, DOI: 10.5216/pat.v29i2.2866
Abstract: O trabalho foi conduzido na Embrapa Arroz e Feij o, em Goiania, GO, em latossolo vermelho-escuro textura argilosa, por quatro anos consecutivos (1992 a 1996), durante os quais efetuaram-se oito opera es de preparo do solo. O objetivo foi estudar os efeitos de quatro sistemas de preparo sobre a densidade e a macroporosidade do solo. O delineamento experimental usado foi o inteiramente casualizado, em parcelas subdivididas. Os sistemas de preparo foram: arado/grade; arado; grade e plantio direto. No preparo do solo, de acordo com o tratamento, foram utilizados arado de aiveca, operando até a profundidade de 30 cm, e grade aradora, operando até 15 cm. A densidade do solo foi determinada pelo método do cilindro volumétrico e a macroporosidade pela mesa de tens o. A grade aradora diminuiu a densidade do solo na camada superficial (0-10 cm), e o arado de aiveca, nas camadas mais profundas (10-20, 20-30 cm). O plantio direto aumentou a densidade do solo na camada superficial. A macroporosidade diminuiu com o aumento da densidade do solo. PALAVRAS-CHAVE: Grade aradora; arado de aiveca; plantio direto; características físicas do solo. The study was conducted at the Embrapa Arroz e Feij o, Goiania-Goiás, Brazil, in a clayey dark red latosol, for four consecutive years (1992-1996). During this period eight soil preparation operations were conducted. The objective of the study was to evaluate the effect of systems of soil preparation on density and macroporosity of soil. The experiment was conducted in a completely randomized design with split plots. Soil preparation systems were: moldboard plough/harrow disc; moldboard plough; harrow disc and no-tillage. Soil was prepared by moldboard plough at 30 cm depth and by harrow disc at 15 cm depth. Soil density was determined by cylinder volume method and macroporosity by table tension method. Harrow disc reduced soil density in the upper layer (0-10 cm) and moldboard plough in the deeper layer (10-20, 20-30 cm). No-tillage increased soil density in the upper layer, whereas macroporosity reduced with increasing soil density. KEY-WORDS: Harrow disc; no-tillage; moldboard plough; physical characteristics of soil.
Chemical characteristics and global density of an eutroferric red latosol cultivated with cover crops in Toledo District, Parana State Características químicas e densidade global de um latossolo vermelho eutróferrico cultivado com plantas de cobertura em Toledo-PR  [cached]
Márcia Holanda Nozaki,Maicon Vendrúscolo
Semina : Ciências Agrárias , 2010,
Abstract: The expansion of agricultural frontier through deforestation, adoption of mechanization and intensive use of inappropriate management practices, has promoted changes in the physical, chemical and biological properties of the soil, resulting in degradation processes, thus reducing productivity. Based on this, the objective the work was to evaluate the chemical characteristics and the global density of an Eutroferric Red Latosol of the experimental area of the Parana Catholic University, Toledo Campus. The experimental design used was casualized blocks with four replicates, in which the treatments were: millet, hairy vetch and control (spontaneous vegetation). The evaluations were: dry mass production, with the highest amount for millet (7.07 Mg ha1), global soil density in which the lowest value was under control and the highest in hairy vetch; density of weeds population in which the control treatment had the highest value on; soil chemical characteristics, in which both hairy vetch and millet presented higher results compared to the control, being different in some nutrients, such as phosphorus, potassium and nitrogen. A expans o da fronteira agrícola através de desmatamentos, ado o de mecaniza o intensiva e uso de práticas de manejo inadequadas, tem promovido altera es nas propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, resultando em processos de degrada o, reduzindo desta maneira a produtividade. Com base no exposto, o objetivo do trabalho foi avaliar características químicas e densidade global de um Latossolo Vermelho Eutróferrico, da área experimental da Fazenda da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Campus Toledo, sob tratamentos do milheto (Pennisetum glaucum) e da ervilhaca peluda (Vicia villosa) como plantas de cobertura. O delineamento utilizado foi o de blocos ao acaso com quatro repeti es, em que os tratamentos foram: milheto, ervilhaca peluda e testemunha (vegeta o espontanea). As avalia es foram de produ o de massa seca, na qual o milheto apresentou maior quantidade (7.07 Mg ha1); densidade global do solo, em que a testemunha apresentou menor valor, enquanto a ervilhaca peluda teve o maior; densidade populacional de plantas daninhas, que foi maior no tratamento testemunha; química do solo, na qual tanto a ervilhaca peluda quanto o milheto apresentaram bons resultados comparados com a testemunha, diferenciando-se em alguns nutrientes, como fósforo, potássio e nitrogênio.
Formas de carbono em Latossolo Vermelho Eutroférrico sob plantio direto no sistema biogeográfico do cerrado
Rosa M. E. C.,Olszevski N.,Mendon?a E. S.,Costa L. M.
Revista Brasileira de Ciência do Solo , 2003,
Abstract: Este trabalho teve por objetivo avaliar aspectos da física, química e da dinamica de carbono de um Latossolo Vermelho Eutroférrico, sob diferentes condi es de uso. Foram utilizados materiais de solo cultivado com plantio direto, irrigado e sequeiro, e sob floresta nativa, na regi o de Santa Helena de Goiás (GO). As amostras foram coletadas de camadas de 0,00-0,05, 0,05-0,10, 0,10-0,20, 0,20-0,30 e 0,30-0,40 m e separadas em agregados maiores e menores que 0,25 mm. Foram realizadas análises químicas e físicas para caracteriza o do solo e determinados o carbono organico total, o carbono mineralizável, o carbono da biomassa microbiana, o carbono solúvel em água e a matéria organica lábil. Os resultados, indicaram que o plantio direto n o foi capaz de manter os níveis de carbono nos agregados, quando comparado ao solo sob floresta nativa; a matéria organica desempenhou papel relevante na forma o e estabiliza o de agregados maiores que 0,25 mm; a porosidade, resistência ao penetr metro e densidade do solo demonstraram que houve aumento da compacta o do solo no sistema plantio direto, quando comparado ao solo sob floresta nativa, tendo a densidade se mostrado uma variável satisfatória para a avalia o de compacta o no Latossolo Vermelho Eutroférrico; a matéria organica lábil apresentou potencial para ser utilizada em estudos de ciclagem de nutrientes e fen menos de dispers o e flocula o de argila.
Propriedades físicas de um Latossolo Vermelho distrófico cultivado e sob mata nativa  [cached]
Araujo M. A.,Tormena C. A.,Silva A. P.
Revista Brasileira de Ciência do Solo , 2004,
Abstract: A compreens o e a quantifica o do impacto do uso e manejo na qualidade física dos solos s o fundamentais no desenvolvimento de sistemas agrícolas sustentáveis. O objetivo deste trabalho foi avaliar algumas propriedades indicadoras da qualidade física de um Latossolo Vermelho distrófico da regi o Noroeste do Paraná, cultivado e sob mata nativa. Foram coletadas 24 amostras de solo com estrutura n o deformada, na profundidade de 0-0,20 m, em duas áreas contíguas, sob mata nativa e cultivado, localizadas na Fazenda Experimental da Universidade Estadual de Maringá, município de Maringá, PR. A área cultivada tem sido utilizada com culturas anuais, com preparo convencional do solo (arado de discos e grade niveladora). A área sob mata nativa é classificada como Floresta Estacional semidecidual. Avaliaram-se a porosidade, a densidade do solo, a curva de reten o de água do solo, a curva de resistência do solo à penetra o e o intervalo hídrico ótimo. Os resultados indicaram valores significativamente maiores de densidade do solo e menores de macroporosidade e porosidade total na área cultivada. N o foi constatado efeito significativo do uso do solo na curva de reten o de água, apesar de ter sido ela influenciada pela densidade do solo. A curva de resistência foi significativamente influenciada pelo uso do solo, evidenciada pelos maiores valores de resistência à penetra o com o secamento do solo na área cultivada. O intervalo hídrico ótimo (IHO) foi menor no solo cultivado, uma vez que a resistência à penetra o e a porosidade de aera o determinaram os limites, inferior e superior, de água disponível com o aumento da densidade do solo. No solo sob mata nativa, o IHO foi igual à água disponível determinada pela capacidade de campo e pelo ponto de murcha permanente. A compacta o do solo na área cultivada resultou em mudan as no sistema poroso, as quais foram descritas pelos menores valores do IHO na área cultivada.
Altera es estruturais e comportamento compressivo de um Latossolo Vermelho distrófico argiloso sob diferentes sistemas de uso e manejo
Oliveira Geraldo César de,Dias Junior Moacir de Sousa,Resck Dimas Vital Siqueira,Curi Nilton
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2003,
Abstract: Uma das principais conseqüências do manejo inadequado do solo é a compacta o, que leva à perda da sua sustentabilidade e à redu o da produtividade. O objetivo deste estudo foi avaliar as altera es estruturais e o comportamento compressivo de um Latossolo Vermelho distrófico sob Cerrado (C), plantio direto (PD) e preparo com arado de discos (AD), após duas décadas de uso e manejo. Nas profundidades de 0-5 cm e 20-30 cm coletaram-se amostras indeformadas para medir a press o de preconsolida o, densidade do solo e a sua porosidade, e amostras deformadas para a caracteriza o física e química do solo. A densidade do solo variou na seguinte ordem: PD = AD > C (0-5 cm) e AD > PD > C (20-30 cm). Os dados de matéria organica mostraram que C = PD > AD (0-5 cm) e C = PD = AD (20-30 cm), demonstrando a capacidade de incremento da matéria organica pelo PD. A press o de preconsolida o variou na seguinte ordem: PD = C > AD (0-5 cm; tens o de -1.500 kPa), e AD > C = PD (20-30 cm; tens o de -1.500 kPa).
PRODU O DE FITOMASSA DE ESPéCIES DE COBERTURA EM LATOSSOLO VERMELHO DISTROFéRRICO PHYTOMASS YIELD OF TROPICAL COVERING SPECIES ON A CERRADO DYSTROPHIC OXISOL
Antonio Joaquim Braga Pereira Braz,Huberto José Kliemann,Pedro Marques da Silveira
Pesquisa Agropecuária Tropical , 2007, DOI: 10.5216/pat.v35i1.2292
Abstract: Avaliou-se a produ o de fitomassa total (MST) e o índice de área foliar (IAF) de culturas de cobertura em sistema plantio direto. O experimento foi conduzido em um Latossolo Vermelho distroférrico, no município de Santo Ant nio de Goiás (16o28'S de latitude, 49o17'W de longitude e altitude de 823 m). Usaram-se as seguintes culturas: braquiária, braquiária consorciada com milho, guandu, milheto, momba a, sorgo e estilosantes. Para fins de análise de crescimento, coletaram-se semanalmente as partes aéreas das plantas e determinaram-se a área foliar e a fitomassa total. Os valores estimados de MST das gramíneas foram: braquiária solteira > sorgo > milho > capim momba a > milheto > milho em consórcio com braquiária; e das leguminosas: guandu > estilosantes. Os valores estimados de IAF das gramíneas seguem a ordem decrescente: braquiária solteira > capim momba a > milheto ? sorgo > milho > milho em consórcio com braquiária; e das leguminosas: estilosantes > guandu. PALAVRAS-CHAVE: Análise de crescimento; gramíneas tropicais; leguminosas; cerrados. Phytomass yield and leaf area index of tropical cover crops under no-tillage system were evaluated. The experiment was carried out on a dystrophic Oxisol, at Santo Ant nio de Goiás, Brazil (16o28'S; 49o17'W; altitude 830 m). The following crops were used: Brachiaria, Brachiaria/corn association, pigeon pea, millet, guineagrass, sorghum, and Stylosanthes. For growth analysis, shoots of the cover species were weekly sampled for leaf area index and total dry mass determination. In a decreasing rank grasses with the highest estimated values of dry matter yield were: single Brachiaria > sorghum > corn > guineagrass > millet > Brachiaria/corn association; and for leguminous: pigeon pea > Stylosanthes. In a decreasing rank the leaf area indexes for grasses were: single Brachiaria > guineagrass > millet sorghum > corn > Brachiaria/corn association; and for leguminous: Stylosanthes > pigeon pea. KEY-WORDS: growth analysis, tropical grasses, leguminous, Cerrado.
CARACTERIZA O FíSICO-HíDRICA DE UM LATOSSOLO VERMELHO PERFéRRICO SUBMETIDO A DOIS SISTEMAS DE MANEJO DO SOLO PHYSICAL AND HYDRIC CHARACTERIZATION OF A ‘LATOSSOLO VERMELHO PERFéRRICO’ UNDER THE NO-TILLAGE SYSTEM AND CONVENTIONAL SOIL PREPARATION  [cached]
Gisele de Macedo e Silva,Wilian Henrique Diniz Buso,Luiz Fernando Coutinho de Oliveira,Jorge Luiz do Nascimento
Pesquisa Agropecuária Tropical , 2007, DOI: 10.5216/pat.v31i2.2479
Abstract: Este trabalho teve como objetivo a caracteriza o física e hídrica de um latossolo vermelho perférrico submetido ao sistema de plantio direto e preparo convencional do solo. As amostras desolo foram coletadas no município de Santo Ant nio de Goiás (GO), em duas áreas irrigadas sob piv -central na área experimental da Embrapa Arroz e Feij o. Foram avaliados a textura, a porosidade total, macro e microporosidades, densidade do solo e de partículas, condutividade hidráulica do solo saturado, curva de reten o e umidade na capacidade de campo. A porosidade total, a macro e a microporosidades foram superiores no preparo convencional do solo, na camada de 0 - 0,15 m, quando comparado ao plantio direto. Apesar de a reten o de água no solo ter sido um pouco maior no plantio direto na camada superficial, a disponibilidade de água n o foi maior em rela o ao manejo convencional. PALAVRAS-CHAVE: Solo; plantio direto; reten o de umidade. This work had as objective the physical and hydric characterization of a ‘latossolo vermelho perférrico’ submitted to the system no-tillage and conventional preparation of the soil. The soil samples were collected in the municipal district of Santo Ant nio de Goiás (GO), in two areas irrigated under pivot-central. They were appraised the texture, the total porosity, macro and personal computer porosities, density of the soil and of particles, hydraulic conductivity of the saturated soil, curves of retention and humidity in the field capacity. The total porosity, to macro and personal computer porosities was superior in I prepare it conventional of the soil, in the layer of 0-0.15 m when compared to the no-tillage. In spite of the retention of water in the soil to have been a little larger in the no-tillage in the superficial layer, the readiness of water was not larger in relation to the conventional handling. KEY-WORDS: Soil; no-tillage; moisture retention.
Caracteriza o química e físico-hídrica de um Latossolo Vermelho após vinte anos de manejo e cultivo do solo  [cached]
Oliveira G. C.,Dias Junior M. S.,Resck D. V. S.,Curi N.
Revista Brasileira de Ciência do Solo , 2004,
Abstract: O manejo e o cultivo alteram a estrutura do solo que, por sua vez, interfere em uma série de propriedades físico-hídricas na camada superficial. Este trabalho teve por objetivo avaliar parametros químicos e físico-hídricos com implica es na agrega o do solo, além da macroporosidade e disponibilidade de água em um Latossolo Vermelho submetido à semeadura direta e ao preparo com arado de discos por 20 anos, tendo como testemunha o solo sob Cerrado nativo. A semeadura direta, pela ausência de revolvimento e tráfego de máquinas, foi o sistema que mais alterou a estrutura do solo, na profundidade de 0-5 cm. Entretanto, este aspecto n o indicou restri o para cultivo, tendo sido observado, neste sistema, maior disponibilidade de água nessa profundidade, em rela o aos sistemas arado de discos e Cerrado. A densidade do solo na semeadura direta, nas profundidades 0-5, 5-10, 10-20, 20-30 e 30-40 cm, foi inferior ou igual àquela do arado de discos, possivelmente em raz o do maior teor de carbono organico presente no solo e ausência de revolvimento. O valor de diametro médio geométrico dos agregados até à profundidade de 10 cm foi maior no Cerrado, seguido da semeadura direta e arado de discos, n o tendo sido encontradas diferen as significativas a partir desta profundidade. Na profundidade de 20-30 cm, o sistema de preparo com arado de discos foi o que mais alterou a estrutura do Latossolo Vermelho, evidenciado pelo maior valor da densidade do solo, menor volume de macroporos e maior deslocamento, para baixo, da curva característica de água no solo na faixa de tens o entre 0 e 6 kPa e, para cima, entre 6 e 100 kPa.
ATRIBUTOS FíSICOS, QUíMICOS E BIOLóGICOS DE LATOSSOLO VERMELHO DISTRóFICO DE CERRADO SOB DUAS ROTA ES DE CULTURA
Graziella Carvalho Fonseca,Marco Aurélio Carbone Carneiro,Adriana Rodolfo da Costa,Geraldo César de Oliveira
Pesquisa Agropecuária Tropical , 2007,
Abstract: Este estudo teve por objetivo avaliar o efeito de duasrota es de culturas sobre atributos físicos, químicos e biológicos,em um Latossolo vermelho distrófico. Um delineamentoexperimental em blocos ao acaso com parcelas subdivididas foiutilizado, com seis repeti es. Os tratamentos consistiram deduas rota es de cultura, feij o/soja + braquiária/feij o (F/S+B/F)e feij o/milho + braquiária/feij o (F/M+B/F), e uma área decerrad o como referência, nas parcelas, e duas profundidades deamostragem de solo 0-2,5 cm e 15-17,5 cm, nas subparcelas. Asamostras foram coletadas em setembro de 2004, por ocasi o doflorescimento da cultura do feijoeiro. Os atributos avaliados foram:densidade do solo, volume total de poros, macroporosidade,microporosidade, diametro médio geométrico, diametro médioponderado e agregados maiores que 2,0 mm, carbono organico,nitrogênio total, carbono da biomassa microbiana e quocientemicrobiano. A passagem do solo sob cerrad o para sistemas deprodu o agrícola, independentemente da rota o adotada,ocasionou aumento da densidade do solo e redu o do volumetotal de poros, macroporosidade, carbono organico, nitrogêniototal e carbono da biomassa microbiana. O sistema de rota oF/S+B/F reduziu a densidade do solo e macroporosidade, e aumentoua microporosidade, diametro médio geométrico, diametromédio ponderado, agregados maiores que 2,0 mm, carbonoorganico e nitrogênio total, em rela o à rota o F/M+B/F.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.