oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Atualiza??o da proteína ideal para frangos de corte: arginina, isoleucina, valina e triptofano
Campos, Anastácia Maria de Araújo;Rostagno, Horacio Santiago;Nogueira, Eduardo Terra;Albino, Luiz Fernando Teixeira;Pereira, Jo?o Paulo Leles;Maia, Rosana Cardoso;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2012, DOI: 10.1590/S1516-35982012000200014
Abstract: two experiments were carried out to evaluate digestible arginine:lysine, isoleucine:lysine, valine:lysine and tryptophan:lysine ratios for male broilers in two periods: 7 - 21 (starter) and 28 - 40 (finisher) days of age. a total of 1800 starter and 1440 finisher broilers were distributed in a completely randomized experimental design with 9 treatments, eight replicates of 25 and 20 birds per experimental unit in the starter and the finisher periods, respectively. the ratios used in the starter period were: 100, 105 and 110 arginine:lysine; 60, 65 and 70 isoleucine:lysine; 70, 75 and 80 valine:lysine; 15, 16 and 17 tryptophan:lysine, and in the finisher: 95, 105 and 115 arginine:lysine; 58, 67 and 76 isoleucine:lysine; 71,5, 77 and 82,5 valine:lysine; 14, 17 and 20 tryptophan:lysine. diets were formulated to meet or exceed the nutritional requirements in both periods, except for digestible lysine (1.08% for the starter period and 0.98% for the finisher). at the end of each experiment, weight gain, feed intake, feed conversion and breast and breast fillet weight and yield were determined. in the starter period, the arginine:lysine and tryptophan:lysine ratios did not affect the evaluated parameters, but there were linear effects of isoleucine:lysine and valine:lysine ratios on birds weight gain and feed conversion. in the finisher period, the arginine:lysine ratios influenced linearlly weight gain and feed conversion. there was a quadratic effect of isoleucine:lysine, valine:lysine, and tryptophan:lysine on weight gain. the increase in the isoleucine:lysine and valine:lysine ratios results in better performance of the broilers from 7 to 21 days of age. the recommended isoleucine:lysine, valine:lysine and tryptophan:lysine ratios for broilers from 28 to 40 days of age are 69, 76 and 18%, respectively.
Valida??o das rela??es dos aminoácidos metionina, treonina, triptofano e valina com a lisina digestível na proteína ideal em ra??es para porcas em lacta??o
Haese, Douglas;Donzele, Juarez Lopes;Oliveira, Rita Flávia Miranda de;Kill, Jo?o Luís;Abreu, Márvio Lob?o Teixeira de;Saraiva, Alysson;Silva, Francisco Carlos de Oliveira;Puppo, Débora Del;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2010, DOI: 10.1590/S1516-35982010000700015
Abstract: this experiment aimed at validating the relationship between digestible amino acids with the digestible lysine proposed on the basis of the ideal protein concept. this experiment used 120 lactating sows distributed in a complete randomized block design with six treatments and 20 repetitions and one sow per experimental unity. the diets were formulated based on a reference diet - which contained 19.5% of crude protein (cp) and 0.95% of digestible lysine supplemented with digestible methionine, threonine, tryptophan and/or valine to meet the ideal protein based determined relationships with digestible lysine. the diets did not change weight loss and variation, thickness and thickness variation of backfat, protein and body protein variation, fat and body fat variation, neither they changed the weaning-estrus interval or milk production of the sows. the relationships between metionine + cistine, threonine, tryptophan, and valine digestible amino acids with digestible lysine based proposed on ideal protein meet the requirements of lactating sows for better reproductive and productive performances.
Níveis de lisina mantendo a rela o aminoacídica para frangos de corte no período de 1 a 21 dias de idade, em diferentes ambientes térmicos  [cached]
Cella Paulo Segatto,Donzele Juarez Lopes,Oliveira Rita Flávia Miranda de,Albino Luiz Fernando Teixeira
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Foram utilizados 480 pintos de corte, machos, Ross, com peso inicial de 43±0,2 g, no período de 1 a 21 dias de idade, distribuídos em um delineamento experimental em esquema fatorial 2 x 4, dois ambientes (conforto térmico e alta temperatura) e quatro níveis de lisina total (1,1; 1,2; 1,3; e 1,4%), com seis repeti es e 10 aves por unidade experimental. Verificou-se efeito do ambiente sobre o consumo de ra o (CR) e o ganho de peso (GP), que foram maiores no ambiente de conforto, enquanto a convers o alimentar (CA) e a eficiência de utiliza o de lisina foram melhores no ambiente de alta temperatura. No ambiente de conforto térmico, o GP e o consumo de lisina aumentaram com os níveis de lisina da ra o e a eficiência de utiliza o de lisina para GP melhorou de forma linear. Na alta temperatura, os níveis de lisina da ra o influenciaram o GP e o consumo de lisina, que aumentaram de forma linear, e melhoraram também, de forma linear, a eficiência de utiliza o de lisina para GP. A convers o alimentar melhorou de forma quadrática até o nível de 1,29% de lisina. Apesar do aumento linear, o modelo LRP foi o que melhor se ajustou aos dados de GP, estimando em 1,24% o nível de lisina, a partir do qual ocorreu um plat . A alta temperatura ambiente influenciou negativamente o GP e CR, embora tenha melhorado a CA. Frangos de corte de 1 a 21 dias exigiram 1,4 e 1,29% de lisina total, respectivamente, nos ambientes de conforto e alta temperatura.
Necesidades de lisina y aminoácidos azufrados digestibles en gallinas Leghorn Blancas  [cached]
Benjamín Fuente Martínez,Antonio Díaz Cruz,Jorge Lecumberri López,Ernesto ávila González
Veterinaria México , 2005,
Abstract: Se realizaron dos experimentos con el objeto de conocer las necesidades de lisina y aminoácidos azufrados digestibles en gallinas Leghorn Blancas; para cada uno de ellos se emplearon 240 gallinas de la línea Isa Babcock B-300 de 24 semanas de edad, alojadas en jaula. Se utilizaron dise os completamente al azar, con cinco tratamientos en ambos experimentos. En el experimento 1 se emplearon cinco niveles de lisina digestible (0.47%, 0.57%, 0.67%, 077% y 0.87%) y en el experimento 2, cinco niveles de metionina + cistina digestibles (0.41%, 0.47%, 0.53%, 0.59% y 0.65%). En los experimentos, las dietas basales se elaboraron con sorgo, soya y gluten de maíz, con 15.69% de proteína, y para lograr los diferentes niveles de aminoácidos en las dietas se empleó L-lisina HCl y DL-metionina. Se llevaron registros de las variables productivas, porcentaje de postura, peso del huevo, masa del huevo ave-día, consumo de alimento y conversión alimentaria. Los datos de las variables para cada estudio se analizaron por medio de un análisis de varianza multivariado. Los resultados en diez semanas para los experimentos mostraron un efecto cuadrático (P < 0.01), los niveles óptimos para un máximo comportamiento productivo fueron de 0.728% de lisina digestible y 0.615% de metionina + cistina digestible; o un consumo diario por ave de 655 mg de lisina y 553 mg de aminoácidos azufrados digestibles. Estos resultados indican que las relaciones ideales, para la gallina de postura, lisina y metionina + cistina digestibles para un máximo comportamiento son: considerando a la lisina como 100% de 84.4% para metionina + cistina
Níveis de lisina para leitoas selecionadas geneticamente para deposi o de carne magra, dos 60 aos 95 kg
Fontes Dalton de Oliveira,Donzele Juarez Lopes,Ferreira Aloisio Soares,Oliveira Rita Flávia Miranda de
Revista Brasileira de Zootecnia , 2000,
Abstract: Foram utilizadas 50 leitoas mesti as (Hampshire, Landrace Belga, Pietran) com peso inicial médio de 60,23±0,49 kg e alto potencial genético para deposi o de carne magra na carca a, para avaliar diferentes níveis de lisina. Foi usado delineamento de blocos ao acaso com cinco tratamentos, cinco repeti es e dois animais por unidade experimental. Os tratamentos corresponderam a uma ra o basal com 15,8% de proteína bruta, suplementada com cinco níveis de L-lisina HCl, resultando em ra es com 0,75; 0,85; 0,95; 1,05; e 1,15% de lisina. N o se observou efeito dos tratamentos sobre consumo de ra o e ganho de peso diário, entretanto, o consumo de lisina diário elevou-se de forma linear com o aumento do nível de lisina da ra o. Houve efeito quadrático dos níveis de lisina sobre a convers o alimentar e o teor de uréia no soro sangüíneo, que reduziram até o nível de 1,00% de lisina ou 0,302% /Mcal de ED, o que correspondeu a um consumo estimado de lisina de 23,90 g/dia. N o se observou efeito dos tratamentos sobre a porcentagem de água e proteína e taxa de deposi o de proteína na carca a, entretanto, a porcentagem e a taxa de deposi o de gordura diminuíram de maneira linear. Concluiu-se que leitoas com alto potencial genético para deposi o de carne magra, dos 60 aos 95 kg de peso vivo, requerem 1,00% de lisina (0,302%/Mcal de ED) e 0,90% (0,272%/Mcal de ED) de lisina digestível verdadeira, para máximo desempenho, o que corresponde a consumo diário de lisina total e digestível de 23,9 e 21,5 g, respectivamente.
Levels of digestible isoleucine on performance, carcass traits and organs weight of gilts (15 - 30 KG) Níveis de isoleucina digestível sobre o desempenho, características de carca a e peso de órg os de fêmeas suínas (15 - 30 kg)  [cached]
Leandro Dalcin Castilha,Paulo Cesar Pozza,Ricardo Vianna Nunes,Doglas Batista Lazzeri
Ciência e Agrotecnologia , 2012, DOI: 10.1590/s1413-70542012000400009
Abstract: The ideal protein concept for pigs has allowed reducing levels of crude protein in the diet, since synthetic amino acids are included because the branched chain amino acids may be limiting. In order to determine the digestible isoleucine requirement for gilts from 15 to 30 kg, a performance assay was accomplished, using 40 crossbreed gilts of high genetic potential, averaging 15.00 ± 0.52 kg of body weight, alloted in a randomized blocks design, consisting of five treatments (0.45, 0.52, 0.59, 0.66, 0.73% of digestible isoleucine), four replicates and two animals per experimental unit. Performance traits were determined and at the end of the experiment one animal per experimental unit was slaughtered to determine carcass composition and organs weight. Levels from 0.45 to 0.73% of digestible isoleucine did not affect the carcass traits and organs weight of gilts from 15 to 30 kg. A quadratic effect (P<0.05) of digestible isoleucine levels on isoleucine efficiency for weight gain was observed, that increased up to 0.506% digestible isoleucine, which ratio of digestible isoleucine: lysine was 0.51. O conceito de proteína ideal, para suínos, tem permitido reduzir os níveis de proteína bruta da dieta, desde que haja a inclus o de aminoácidos sintéticos, pois os aminoácidos de cadeia ramificada podem ser limitantes. Com o objetivo de determinar a exigência de isoleucina digestível para fêmeas suínas dos 15 aos 30 kg, foi realizado um ensaio de desempenho, utilizando-se 40 fêmeas suínas, mesti as de alto potencial genético, com peso vivo inicial de 15,00 ± 0,52kg, distribuídas em um delineamento experimental de blocos ao acaso, constituído de cinco tratamentos (0,45; 0,52; 0,59; 0,66; 0,73% de isoleucina digestível), quatro repeti es e dois animais por unidade experimental. Foram determinadas características de desempenho e, ao final do experimento, um animal de cada unidade experimental foi abatido, para a determina o da composi o de carca a e peso de órg os. Níveis de 0,45 a 0,73% de isoleucina digestível n o influenciaram as características de carca a e peso de órg os dos animais. Houve efeito quadrático (P<0,05) dos níveis de isoleucina digestível sobre a eficiência de utiliza o de isoleucina para ganho de peso, com aumento até o nível 0,506%; cuja rela o isoleucina:lisina digestível foi de 0,51.
Manipula o de cereais para acúmulo de lisina em sementes  [cached]
Molina Silvia Maria Guerra,Gaziola Salete Aparecida,Lea Peter John,Azevedo Ricardo Antunes
Scientia Agricola , 2001,
Abstract: A lisina é um aminoácido essencial cuja via de biossíntese faz parte da via metabólica do ácido aspártico, pela qual s o também sintetizados os aminoácidos treonina, metionina e isoleucina. Além disso, a lisina é o principal aminoácido limitante em todos os cereais e por cerca de 30 anos a via do ácido aspártico tem sido estudada em plantas, com o intuito de desvendar e caracterizar os principais pontos chave na regula o das vias de biossíntese desses aminoácidos. Duas etapas distintas, uma primeira originada a partir do desenvolvimento da cultura de tecidos (anos 70-80) e a segunda a partir do desenvolvimento de técnicas para a transforma o de plantas (anos 90), permitiram que mutantes bioquímicos e plantas trangênicas fossem produzidos com altera es específicas em passos metabólicos chave, levando à superprodu o e acúmulo de treonina em vários tecidos das plantas. Entretanto, a acumula o de lisina em sementes n o foi obtida. Tal fato, associado a estudos bioquímicos da via de degrada o da lisina em cereais e em leguminosas, indicou que a manipula o da degrada o seria t o ou mais importante que a manipula o da biossíntese de lisina para o acúmulo deste aminoácido em sementes dos cereais . Em milho, o uso e estudo de outros mutantes tais como o opaco-2 e variedades QPM (Quality Protein Maize) contribuíram significativamente para a compreens o dos eventos regulatórios. As estratégias para a obten o de materiais ricos em lisina e sua relevancia à manipula o de outros aminoácidos s o revisados.
Metionina mais cistina digestível e rela o metionina mais cistina digestível: lisina para codornas japonesas Digestible methionine plus cystine and relation digestible methionine plus cystine: lysine for japanese quails  [cached]
Bruno Andreatta Scottá,José Geraldo Vargas Junior,Felipe Barreto Petrucci,Leandro Félix Demuner
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2011,
Abstract: Objetivou-se determinar o melhor nível de metionina mais cistina digestível e a melhor rela o metionina mais cistina digestível:lisina digestível em diferentes níveis de proteína para codorna em postura. Foram utilizadas 400 codornas japonesas produtoras de ovos de consumo com 45 dias de idade, em delineamento inteiramente casualizado, num esquema fatorial 2 x 5, dois níveis de proteína bruta (19,5% e 21,5%) e cinco níveis de metionina mais cistina digestível (0,60%; 0,67%; 0,74%; 0,81% e 0,88%), com cinco repeti es e oito aves por unidade experimental. Foram analisadas as taxas de postura (%), peso médio dos ovos (g), massa de ovos (g de ovos/ave/dia), consumo de ra o (g/ave/dia), convers o alimentar (g de ra o/g de ovos), peso e porcentagem de gema (g e %), peso e porcentagem de clara (g e %) e peso e porcentagem de casca (g e %). Para o nível de 19,5% de proteína 0,60% de metionina mais cistina digestível e rela o metionina mais cistina digestível:lisina digestível de 0,66% foram suficientes para otimizar a produ o. Para o nível de 21,5% de proteína 0,851% de metionina mais cistina digestível com rela o metionina mais cistina digestível:lisina digestível de 0,935% com consumo diário de 223,3mg/ave levou a uma melhor produ o de ovos de codornas. This research had the purpose to determine the best level of digestible methionine plus cystine and the best relation of digestible methionine plus cystine:digestible lysine in different levels of protein for laying Japanese quails. 400 laying Japanese quails, with 45 days of age were used in a completely randomized design, with a factorial 2 x 5, two crude protein levels (19,5% and 21,5%) and five levels of digestible methionine plus cystine (0,60%; 0,67%; 0,74%; 0,81% e 0,88%), with five replicates and eight quails per experimental unity. There were analysis of the posture rate (%), egg average weight (g) egg mass (egg grams/bird/day), feed intake (g/bird/day), feed conversion (ration g/ egg g), yolk weight and percentage (g and %), egg white weight and percentage (g and %) and shell weight and percentage (g and %). For the 19,5% level of protein, 0,60% of digestible methionine plus cystine and 0,66% of the relation of digestible methionine plus cystine:digestible lisyne were enough to optimize production. For the 21,5% level of protein, 0,851% of digestible methionine plus cystine and relation of digestible methionine plus cystine:digestible lysine of 0,935% with daily intake of 223,3 mg/quail suggested a better egg production for the quails.
Teores de proteína, óleo, lisina e triptofano em gr?os integrais de diversos cultivares de arroz
Teixeira, J. P. F.;Furlani, P. R.;Azzini, L. E.;
Bragantia , 1976, DOI: 10.1590/S0006-87051976000200019
Abstract: the purpose of this study was to determine the content of oil, protein, lysine, and triptophan of 12 rice cultivars of the state of s?o paulo. these data are of large interest as a support for the future rice breeding program in order to improve the nutritional value of this cereal. significant differences were found for all the characteristics caused by vari-etal effects. environmental factors, such as the year and the location where the rice grew, severely affected the protein content of all the cultivars, but for the iac-47. in general, the low protein cultivars showed higher levels of lysine and triptophan. the iac-47 cultivar revealed the most stable chemical composition and very promising to be used in the breeding for high-protein rices.
Digestibilidade verdadeira da lisina HCl e da lisina Sulfato determinada com galos cecectomizados
Neme Rafael,Albino Luiz Fernando Teixeira,Rostagno Horacio Santiago,Rodrigueiro Ramalho José Barbosa
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi determinar a digestibilidade verdadeira da lisina HCl e da lisina Sulfato, com galos adultos cecectomizados. Foram utilizados 18 galos Leghorn, cecectomizados, com peso médio de 2,854 kg, e alojados individualmente em gaiolas metálicas durante dez dias. Após os dois primeiros dias de adapta o às baterias, estes animais passaram por um período de cinco dias recebendo ra o em dois períodos diários de uma hora cada (manh , 8 h e tarde, 16 h), com o objetivo de dilata o do papo para evitar regurgita o da ra o a ser introduzida. Foi utilizado o método de alimenta o for ada, com 12 galos alojados individualmente em gaiolas metálicas com bandejas coletoras de excretas. O delineamento experimental foi inteiramente casualisado com dois tratamentos (duas fontes de lisina), com seis repeti es cada. Um ensaio paralelo com 6 aves em jejum foi conduzido para determina o das perdas endógenas/metabólicas das aves. Os teores de aminoácidos das dietas e das excretas foram analisados para a determina o dos coeficientes de digestibilidade verdadeira das lisinas. Os coeficientes de digestibilidade verdadeira, expressos em porcentagem, foram de 97,59% para a lisina HCl e de 98,34% para a lisina sulfato, n o diferindo estatisticamente.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.