oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
VIABILIDADE DA SUBSTITUI O DA FARINHA DE TRIGO PELA FARINHA DE ARROZ NA MERENDA ESCOLAR  [cached]
Greice Elusa Rathke HEISLER,Graziela de Azevedo ANT?NIO,Renata Silva MOURA,Carla Rosane Barboza MENDON?A
Alimentos e Nutri??o , 2009,
Abstract: A cultura do arroz tem se mostrado muito promissora, justi cando as a es que objetivam tornar mais e caz sua produ o e distribui o. No Brasil, tendo em vista a dependência externa do trigo, um maior emprego da farinha de arroz em produtos de pani ca o poderia ser uma alternativa interessante. A importancia nutricional deste cereal deve-se a expressiva quantidade de calorias que fornece, aliada ao baixo índice glicêmico, que é responsável pela lenta absor o dos carboidratos e maior sensa o de saciedade. Adicionalmente, a farinha obtida do arroz, por n o conter glúten, pode ser empregada em produtos de pani ca o destinados à pessoas com necessidades alimentares especiais, como os celíacos. Além disto, possui substancias tais como o amido resistente, que tem mostrado efeitos bené cos à saúde, especialmente por auxiliar no transito intestinal. Apesar de todos os benefícios socioecon micos e nutricionais, a utiliza o da farinha de arroz ainda é modesta. Em fun o disto, objetivou-se veri car a viabilidade da substitui o da farinha de trigo por farinha de arroz na formula o de três produtos (cuquinha de banana, bolo de chocolate e torta salgada), utilizados na merenda escolar de crian as de 3 a 5 anos; para tanto, foi analisada a aceitabilidade, através de técnicas sensoriais; os custos e valores nutricionais das prepara es. Constatou-se que as prepara es a base de farinha de arroz apresentaram total aceitabilidade por parte das crian as; custos ligeiramente superiores às prepara es com farinha de trigo, e valor nutricional vantajoso, demonstrando, de um modo geral, a viabilidade para substitui o.
Valores energéticos e efeitos da inclus o da farinha integral da vagem de algaroba (Prosopis juliflora (Sw.) D.C.) em ra es de poedeiras comerciais  [cached]
Silva José Humberto Vilar da,Silva Edson Lindolfo da,Jord?o Filho José,Toledo Rodrigo Santana
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: Um ensaio de metabolismo foi realizado para determinar os valores de EMV e EMVn da farinha integral de vagem de algaroba (FVA) com galos cecectomizados, utilizando o método Sibbald. Um experimento de desempenho foi realizado para avaliar os efeitos da inclus o da FVA em níveis de 0; 5; 10; 15; 20; 25; e 30% em ra es peletizada e farelada para poedeiras comerciais. No experimento 1, foram obtidos valores de EMV e EMVn de 2819 e 2806 kcal, respectivamente, enquanto a FVA apresentou cinco vezes mais celulose e quatro vezes mais lignina em compara o com o milho. No experimento 2, verificou-se que a peletiza o aumentou o peso vivo, peso dos ovos e da clara e a porcentagem de clara e reduziu a porcentagem de gema. O nível de 30% da FVA reduziu o peso e a massa de ovos e piorou a convers o alimentar, em compara o ao tratamento controle. Houve efeito quadrático do nível da FVA (como efeito principal) sobre o consumo de ra o, a produ o de ovos, massa de ovos, convers o alimentar por massa e porcentagens de casca, clara e gema. O consumo da FVA cresceu linearmente nas ra es peletizada e farelada em resposta ao seu aumento na ra o. A inclus o da FVA até 13,6%, em substitui o ao milho, em ra es isoprotéicas e isoenergéticas n o afetou adversamente o desempenho de poedeiras comerciais.
Sistemas de alimenta o e suplementa o de farinha de casca de ostras sobre o desempenho e a qualidade da casca dos ovos de poedeiras comerciais
Faria Douglas Emygdio de,Junqueira Otto Mack,Sakomura Nilva Kazue,Santana áureo Evangelista
Revista Brasileira de Zootecnia , 2000,
Abstract: O objetivo desta pesquisa foi avaliar diferentes sistemas de alimenta o e suplementa o de farinha de casca de ostras sobre o desempenho e a qualidade da casca dos ovos, determinados constituintes sangüíneos, e sobre a disponibilidade aparente do cálcio e fósforo dietéticos, em 120 galinhas Lohmann LSL, com 70 semanas de idade, distribuídas em 20 unidades experimentais com seis aves cada. O delineamento utilizado foi o inteiramente ao acaso em arranjo fatorial 2 x 2: sistemas de alimenta o (ad libitum e jejum das 7 às 18 h) e suplementa o de farinha de casca de ostras (0 e 6,5 g/ave/dia), totalizando quatro tratamentos com cinco repeti es cada. Os resultados mostraram menor consumo de ra o para as galinhas submetidas à restri o alimentar. Produ o, peso e massa de ovos, convers o alimentar, porcentagem de casca, espessura de casca, densidade aparente dos ovos e os coeficientes de disponibilidade aparente do cálcio e fósforo n o foram afetados pelos tratamentos. Concluiu-se que o fornecimento de ra o após às 18 h e a suplementa o de casca de ostras n o se mostraram vantajosos para o desempenho e a qualidade da casca dos ovos de poedeiras comerciais.
Substitui o da farinha de peixe pela silagem de peixe na alimenta o de girinos de r -touro (Rana catesbeiana)  [cached]
Secco Edney Murillo,Stéfani Marta Verardino De,Vidotti Rose Meire
Ciência Rural , 2002,
Abstract: O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da substitui o da farinha de peixe por diferentes tipos de silagens de peixe na alimenta o de girinos de r -touro. Foram testadas cinco dietas experimentais: D0-100% de farinha de peixe (FP); D1-50% FP e 50% silagem ácida de resíduo da filetagem de tilápia (RTA); D2-100% RTA; D3- 50% FP e 50% silagem ácida de descarte de peixe inteiro de água doce (ADA) e D4-100% ADA, com quatro repeti es por tratamento num delineamento inteiramente casualizado. Os parametros analisados, tanto para desempenho dos girinos como para composi o corporal, indicaram que os melhores resultados foram obtidos quando os girinos receberam as dietas D0, D1 ou D3, as quais n o diferiram estatisticamente entre si. Estes resultados indicam que a farinha de peixe em dietas para girinos pode ser substituída em até 50% por silagem ácida de resíduo da filetagem de tilápia como por silagem ácida de descarte de peixe inteiro de água doce.
Substitui o do Milho pela Farinha de Varredura (Manihot esculenta, Crantz) na Ra o de Bezerros Holandeses.: 2. Digestibilidade e Valor Energético  [cached]
Jorge Jo?o Ricardo Vieira,Zeoula Lúcia Maria,Prado Ivanor Nunes do,Geron Luiz Juliano Valério
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: Foram utilizados 20 bezerros holandeses, n o castrados, com idade média de 160 dias e peso vivo inicial de 163 kg, em delineamento inteiramente casualizado, para avaliar o efeito de cinco níveis de substitui o (0, 25, 50, 75 e 100% na base da matéria seca) do milho pela farinha de varredura de mandioca sobre o consumo e digestibilidade aparente da matéria seca, proteína bruta, fibra em detergente neutro, amido e energia bruta. N o houve efeito dos níveis de substitui o do milho pela farinha de varredura no consumo de matéria seca. O aumento dos níveis de farinha de varredura nas dietas proporcionou aumento linear dos coeficientes de digestibilidade aparente da matéria seca, proteína bruta, amido e energia bruta, mas n o influenciou o da fibra em detergente neutro. N o houve efeito da substitui o do milho pela farinha de varredura nos valores energéticos das ra es.
Substitui o do Milho pela Farinha de Mandioca de Varredura em Dietas de Cabras em Lacta o: Produ o e Composi o do Leite e Digestibilidade dos Nutrientes
Mouro Gisele Fernanda,Branco Antonio Ferriani,Macedo Francisco Assis Fonseca de,Rigolon Luiz Paulo
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da substitui o do milho pela farinha de mandioca de varredura, em dietas de cabras Saanen em lacta o, sobre o desempenho, a composi o do leite (sólidos totais e proteína bruta), a digestibilidade da matéria seca (MS), matéria organica (MO), proteína bruta (PB), extrato etéreo (EE), fibra insolúvel em detergente neutro (FDN), e amido e a concentra o dos nutrientes digestíveis totais (NDT) das dietas. Foram utilizadas quatro cabras há 100 dias em lacta o. O delineamento utilizado foi o quadrado latino 4 x 4, em que os tratamentos consistiram em níveis de 0, 33, 67 e 100% de substitui o do milho pela farinha de varredura. Os tratamentos n o influenciaram a ingest o, excre o fecal, digest o total e a digestibilidade total da MS, MO, PB, FDN e carboidratos n o-fibrosos (CNF). Houve diminui o linear na excre o fecal e aumento na digestibilidade do amido, com a inclus o da farinha de mandioca de varredura. O NDT n o diferiu entre as dietas estudadas, com média de 71,59%. Houve correla o positiva entre a digestibilidade da matéria organica (DIGMO) e o NDT (r = 0,9472), permitindo estimativas do NDT a partir da equa o NDT (%) = 0,8897DIGMO (%) + 10,9940 (R2=0,8972). A substitui o da farinha da mandioca de varredura n o alterou a produ o, bem como a composi o do leite. Recomenda-se a utiliza o da farinha de mandioca de varredura em dietas de cabras em lacta o, em total substitui o ao milho, sem prejuízos na digestibilidade dos nutrientes e na produ o.
Qualidade física, química e sensorial de biscoitos tipo cookies elaborados com a substitui o parcial da farinha de trigo por farinha desengordurada de gergelim Physical, chemical and sensory quality of cookies elaborated with partial substitution of wheat flour by defatted sesame flour  [cached]
Maria Teresa Pedrosa Silva Clereci,Maísa Estefania de Oliveira,Elizabeth Harumi Nabeshuima
Brazilian Journal of Food Technology , 2013,
Abstract: Os objetivos deste trabalho foram o desenvolvimento e a avalia o sensorial e físico-química de biscoitos tipo cookies com farinha desengordurada de gergelim (FDG), que é um subproduto da extra o de óleo de gergelim. A partir de uma formula o padr o (F0), foram feitas substitui es da farinha de trigo por FDG nos níveis de 10 % (F1), 20 % (F2) e 30 % (F3). Foi realizado o teste de aceita o sensorial (textura, cor, sabor e aparência), bem como o teste de inten o de compra, para selecionar os cookies com maiores médias de aceita o, que foram analisados quanto às suas características tecnológicas e à composi o centesimal. Para a avalia o sensorial, foi feita a análise de variancia seguida de teste de Tukey (p < 0,05); para as demais análises, foi feito o teste de Student (p < 0,05). F0 e F1 foram selecionados pela avalia o sensorial, pois apresentaram significativamente os maiores valores para o sabor e a inten o de compra, em compara o com F2 e F3. Tecnologicamente, F0 e F1 n o apresentaram diferen a significativa em rela o a densidade de massa, a w, firmeza e atributos de cor L* e b*, porém F0 apresentou os menores valores de volume específico e atributo de cor a*. A composi o centesimal mostrou que o cookie F1 apresentou significativamente os maiores valores de cinzas (1,83 %), proteínas (10,88 %) e fibra alimentar (3,07 %), e menor teor de umidade (4,79 %), em compara o com F0. Foi possível obter biscoitos tipo cookies com substitui o da farinha de trigo por até 10 % de FDG, o que propiciou o aumento do teor de proteínas e fibra alimentar, com aceita o sensorial e características tecnológicas semelhantes ao cookie usado como controle. The objective of this work was the development and sensory and physicochemical evaluation of cookies with added defatted sesame flour (FDG), this being a by-product of the extraction of sesame oil. Based on a standard formulation (F0), the wheat flour was substituted with FDG at levels of 10 % (F1), 20 % (F2) and 30 % (F3). The sensory acceptability (colour, texture, flavour and appearance) and purchasing intent were determined in order to select the cookies with greater acceptance means, which were analyzed for their proximate composition and technological characteristics. The results of the sensory evaluation were submitted to the analysis of variance followed by Tukey′s test (p < 0.05), and the other results to the Student test (p < 0.05). F0 and F1 were selected by the sensory evaluation since they presented significantly higher values for taste and purchasing intent as compared to F2 and F3. F0 and F1
Substitui o do Milho pela Farinha de Mandioca de Varredura em Dietas de Cabras em Lacta o: Fermenta o Ruminal e Concentra es de Uréia Plasmática e no Leite  [cached]
Mouro Gisele Fernanda,Branco Antonio Ferriani,Macedo Francisco Assis Fonseca de,Guimar?es Kátia Cilene
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da substitui o do milho pela farinha de mandioca de varredura, em dietas de cabras Saanen em lacta o, sobre a degradabilidade potencial, efetiva e efetiva corrigida das ra es, bem como sobre o pH ruminal e as concentra es de am nia ruminal, uréia plasmática e uréia no leite em cabras em lacta o. Foram utilizadas quatro cabras há 100 dias em lacta o. O delineamento utilizado foi o quadrado latino 4 x4, em que os tratamentos consistiram em níveis de 0, 33, 67 e 100% de substitui o do milho pela farinha de mandiocade varredura. A degradabilidade das ra es experimentais foi determinada em bovinos pela técnica in situ. Apesar de a degradabilidade potencial das dietas experimentais ter tido pequena varia o para MS, PB e amido, a degradabilidade efetiva e a degradabilidade efetiva corrigida da MS, da PB e do amido aumentaram com a substitui o do milho pela farinha de varredura de mandioca. Os tratamentos n o influenciaram o pH ruminal, bem como as concentra es de NH3-ruminal, uréia plasmática e uréia do leite. Houve correla o positiva (P<0,05; r = 0,9288) entre as concentra es de uréia plasmática e a uréia do leite, permitindo estimativas da uréia plasmática a partir da equa o UP(mg/dL) = 0,7672UL (mg/dL) + 7,4894 (R2=0,8628). Conclui-se que a farinha de mandioca de varredura pode substituir totalmente o milho e ser utilizada em ra es de cabras em lacta o, em nível de até 30% da ingest o de MS, sem prejuízos para parametros ruminais e metabolismo do nitrogênio.
PERFIL HIGI NICO-SANIT RIO DAS UNIDADES DE PROCESSAMENTO DA FARINHA DE MANDIOCA (MANIHOT ESCULENTA CRANTZ) NA REGI O SUDOESTE DA BAHIA  [cached]
LIDIANE LACERDA DE OLIVEIRA,TIYOKO NAIR HOJO REBOU??AS
Alimentos e Nutri??o , 2009,
Abstract: O presente trabalho objetivou realizar um diagn 3stico higi anico-sanit rio direcionado s unidades de processamento da farinha de mandioca na regi £o Sudoeste da Bahia, visando detectar reas/condi § μes de risco sa ode p oblica em rela § £o aos seguintes itens: situa § μes e condi § μes da edi ca § £o; equipamentos e utens -lios; pessoal na rea de produ § £o / manipula § £o / venda; mat rias-primas e produtos expostos venda; uxo de produ § £o / manipula § £o / comercializa § £o e controle de qualidade, al m da obten § £o de subs -dios para elabora § £o de procedimentos adequados visando a qualidade em toda a fase de processamento da farinha de mandioca nesta regi £o. A pesquisa foi realizada nos munic -pios de Vit 3ria da Conquista, Belo Campo e C ¢ndido Sales. O instrumento utilizado para coleta de dados foi a aplica § £o da a€ Ficha de Inspe § £o de Estabelecimentos na rea de Alimentosa€ (FIEAA), utilizada como modelo pelo Programa Alimentos Seguros, segmento ind ostria (PAS-IND STRIA). A an lise dos dados revelou de ci ancia em 100% das unidades de processamento da farinha de mandioca em todos os requisitos observados, comprovando a necessidade de medidas corretivas, visando garantir a inocuidade dos alimentos e a sa ode do consumidor.
PROPRIEDADES NUTRICIONAIS, TECNOL “GICAS E SENSORIAIS DE BISCOITOS COM SUBSTITUI O DE FARINHA DE TRIGO POR FARINHA DE AVEIA OU FARINHA DE ARROZ PARBOILIZADO  [cached]
LET?-CIA MARQUES DE ASSIS,ELESSANDRA DA ROSA ZAVAREZE,ANDR?? LUIZ RAD??NZ,??LVARO RENATO GUERRA DIAS
Alimentos e Nutri??o , 2009,
Abstract: O objetivo no trabalho foi verifi car a viabilidade quanto s caracter -sticas nutricionais, tecnol 3gicas e sensoriais da substitui § £o parcial de farinha de trigo por farinha de aveia ou farinha de arroz parboilizado em biscoitos tipo a€ cookiea€ . Foram elaboradas formula § μes de biscoitos com 100% farinha de trigo e com substitui § £o de farinha de trigo em 25, 50 e 75% por farinha de aveia e por farinha de arroz parboilizado. Os biscoitos foram avaliados atrav s de par ¢metros qu -micos, f -sicos, cor, textura e atributos sensoriais. A adi § £o de farinha de aveia aos biscoitos proporcionou maior maciez, leve escurecimento e sensorialmente n £o apresentou diferen §a signifi cativa em compara § £o com o biscoito elaborado com 100% farinha de trigo. Nutricionalmente os biscoitos com farinha de arroz parboilizado apresentaram maior teor de amido resistente e menor teor de lip -dios do que os formulados com 100% farinha de trigo. Tecnologicamente, os produtos tornaram-se mais macios, e sensorialmente os biscoitos com at 75% de farinha de arroz parboilizado n £o diferiram significativamente quando comparados ao biscoito elaborado com 100% farinha de trigo.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.