oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Efeito de dietas semi-simplificadas formuladas com subprodutos de mandioca ensilados ou n o sobre o desempenho e características de carca a de coelhos = Effect of half-simplified diets formulated with cassava by-product ensiled or not on performance and carcass characteristics of rabbits
Andréia Fróes Galuci Oliveira,Cláudio Scapinello,Elias Nunes Martins,Clóves Cabreira Jobim
Acta Scientiarum : Animal Sciences , 2011,
Abstract: Foram avaliados o desempenho da desmama ao abate e as características de carca a de 144 coelhos da ra a Nova Zelandia Branco, oriundos de matrizes alimentadas com dietas referência ou semi-simplificada com 79,83% de subprodutos de mandioca, distribuídos em gaiolas, em esquema fatorial 2 x 3 (duas ra es fornecidas às matrizes e láparos até a desmama versus três ra es fornecidas aos animais da desmama até o abate) com 12 repeti es e dois animais por unidade experimental. As dietas fornecidas, após a desmama, consistiram de umareferência e duas semi-simplificadas com 81,63% de subprodutos de mandioca ensilados ou n o antes da sua incorpora o. Coelhos cujas m es foram alimentadas com dieta semi-simplificadas se apresentaram mais leves à desmama que os desmamados com dieta-referência. Observou-se menor consumo de ra o para os coelhos que receberam a dieta maternidade semi-simplificada até a desmama, resultando em melhor convers o alimentar. Os pesos da carca a e dos cortes comerciais foram maiores nos animais alimentados com as ra es referência maternidade e referência crescimento. O uso de dietas semi-simplificadas com subprodutos de mandioca ensilados ou n o, da desmama ao abate, reduziu o ganho de peso diário e o consumo de ra o,porém melhorou a convers o alimentar e diminuiu o custo de ra o. A utiliza o das ra es semi-simplificadas apresenta-se como alternativa interessante para a produ o de coelhos. This study evaluated the performance from weaning to slaughter and carcass characteristics of 144 New Zealand White rabbits, from does fed with a reference diet or half-simplified diet containing 79.83% cassava by-product, allocated in iron cages, in a 2 x 3 factorialarrangement (two diets used for does and litters until weaning versus three diets supplied for animals from weaning to slaughter) with 12 replications and two animals per experimental unit. The supplied diets after weaning consisted of one reference and two half-simplified diets with 81.63% cassava by-product ensiled or not before its incorporation. Rabbits from mothers fed with the half-simplified diet gained less weight at weaning than rabbits fed with reference diet. Lower feed intake was observed for rabbits that received the maternity half-simplified diet until weaning, resulting in a better feed:gain ratio. The weight of carcass and commercial cuts were higher for animals fed with both reference diets: maternity and growth diets. The use of half-simplified diets with cassava by-product ensiled or not, from weaning to slaughter, reduced daily weight gain and feed intake; however,
Digestibilidade aparente dos nutrientes de dietas simplificadas baseadas em forragens para coelhos em crescimento
Ferreira, W.M.;Herrera, A.D.P.N.;Scapinello, C.;Fontes, D.O.;Machado, L.C.;Ferreira, S.R.A.;
Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , 2007, DOI: 10.1590/S0102-09352007000200027
Abstract: the effect of simplified diets based on forages on the apparent digestibility in white new zealand rabbits was evaluated. the treatments were based on the following diets: reference (ref), hay of alfalfa (fal), hay of rami leaves (fra), hay of mulberry leaves (fam) and hay of upper to 1/3 aereal part of cassava (fma). the type of food affected the digestibility of the diets. the fma diet showed low coefficients of digestibility in comparison to the other diets for all the analyzed nutrients. for the fam diet the coefficients of apparent digestibility of the nutrients had higher values (p<0.05) than the coefficients of the other studied diets. the animals that ingested fam diet showed digestive disorders and low consumption, with negative effect on the results. the coefficients of apparent digestibility of the remaining diets were similar (p>0.05). the estimated values of digestible energy (kcal de/kg dm) and digestible protein (%dp/dm) were, respectively, 2285.27 and 16.04 for alfalfa hay, 1857.88 and 16.37 for hay of rami leaves, 2838.48 and 15.12 for hay of mulberry leaves and 2155.55 and 10.57 for hay of upper to 1/3 aereal part of cassava.
Estudo exploratório descritivo do emprego de coelhos brancos da Nova Zelandia (Orytolagus cuniculus) como modelo animal na avalia o dos padr es de crescimento craniofacial  [PDF]
Cardoso, Eduardo Seixas et al.
Revista Odonto Ciência , 2007,
Abstract: Os coelhos brancos da Nova Zelandia s o freqüentemente relatados como o modelo animal selecionado para experimentos visando avalia o do crescimento craniofacial. Contudo, existe uma dificuldade de acesso às informa es referentes aos cuidados no emprego destes espécimes durante trabalhos experimentais. Este estudo exploratório pretende rever a literatura, no que refere-se à sele o de um modelo animal e experimentos que envolvem o crescimento craniofacial bem como relatar os eventos de sucesso e insucesso vividos pelos pesquisadores dentro de um primeiro trabalho experimental, com um modelo animal, numa linha de pesquisa sobre o crescimento craniofacial. Láparos (Oryctolagus cunicullus), em tenra idade, foram manejados dentro de uma rotina de Biotério, para um correto preparo visando à realiza o de uma cirurgia (experimento). Detalhes referentes ao transporte, cria o, fisiologia, comportamento, acomoda o, anestesia, morte e manejo de doen as s o discutidos para que futuros trabalhos com o propósito de utiliza o deste mesmo modelo animal possam ser abreviados no seu tempo inicial de contato e reconhecimento das peculiaridades desta espécie.
White New Zealand rabbits performance fed phosphorus sources containing high fluoride content Desempenho de coelhos Nova Zelandia variedade branca submetidos a fontes de fósforo com altas concentra es de flúor  [cached]
Artur Canella Avelar,Walter Motta Ferreira
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2009,
Abstract: Deleterious effects of fluoride content from eight different phosphates were investigated using 30 days white New Zealand young rabbits Oryctolagus cuniculus. Eight differents diet were formulated, each one using a different P source: calcinated bone meal, dicalcium phosphate, super triple phosphate, super simple phosphate, monoammonium phosphate, sulphur amonium phoshphate, ammoniated calcium polyphosphate and a bovine mineral supplement. The zootecnic parameters were followed during 42 days long. At the end of experiment, all animals were slaughtered and livers were collected and weighted. Animals receiving fluoride high level contents (phosphate of amonium and surphur, and bovine mineral salt) have shown the worst results of weight gain feed intake and feed conversion. Os efeitos deletérios do flúor presente em oito diferentes fosfatos foram investigados, utilizando coelhos Oryctolagus cuniculus Nova Zelandia variedade branca na faixa de idade entre 30 até 72 dias. Oito dietas foram formuladas, de acordo com as fontes de fósforo: farinha de ossos calcinada, fosfato bicálcico, fosfato super triplo, fosfato super simples, fosfato mono-am nico, fosfosulfato de am nio, polifosfato de cálcio e am nio e um sal mineral bovino. As variáveis zootécnicas foram acompanhadas ao longo de 42 dias. Os animais foram abatidos e os fígados coletados e pesados. Os animais que receberam dietas formuladas com fosfatos de alto teor de flúor (fosfosulfato de am nio e sal mineral bovino) apresentaram os piores resultados de ganho de peso, de consumo e de convers o alimentar.
Avalia o genética do ganho de peso e convers o alimentar de coelhos da ra a Nova Zelandia Branco criados em ambientes diferenciados = Genetic evaluation of weight gain and feed-to-gain ratio of White New Zealand rabbits raised in different environments
Alexandre Leseur Santos,Cláudio Scapinello,Elias Nunes Martins,Fernanda Granzotto
Acta Scientiarum : Animal Sciences , 2010,
Abstract: O objetivo do presente trabalho foi avaliar se a sele o para convers o alimentar (CA) e ganho de peso (GP), com base no desempenho individual e ou coletivo dos láparos, pode produzir ganhos genéticos em progênies criadas coletivamente, e animais submetidos à avalia o no período de 50 a 70 dias de idade, utilizando inferência Bayesiana. Realizaram-se seis análises bicaráter. No teste de desempenho foi observado que as características ganho de peso e convers o alimentar em ambos os ambientes tiveram valores para herdabilidade que variam de 0,42 a 0,60. Tanto a correla o genética 0,44 a 0,68 (GP) e 0,23 a 0,56 (CA) como a fenotípica 0,30 (GP) e 0,17 (CA) foram positivas para a mesma característica quando avaliada nos dois ambientes, coletivo ou individual, e foram negativas ou mesmo nulas, quando entre característica no mesmo ambiente ou em ambientes diferentes. Conclui-se que o uso do teste de desempenho em gaiolas individuais tanto para ganho de peso como para convers o alimentar, pode resultar em progresso genético quando suas progênies forem criadas em ambiente coletivo, visto que houve pequena mudan a na reclassifica o dosreprodutores de um ambiente para outro. This research evaluates whether the selection for feed-to-gain ratio (FGR) and weight gain (WG), based on individual and/or collective performance of rabbits, can lead to genetic gain in collectively-raised rabbit progenies. Animals were submitted to an evaluation period at the age of 50 to 70 days, using Bayesian inference. Six two-trait analyses were done. Performance testing observed WG and FC traits in both environments. Heritability values ranged from 0.42 to 0.60. Both the genetic correlation, 0.44 to 0.68 (WG) and 0.23 to 0.56 (FGR), and the phenotypic correlation, 0.30 (WG) and 0.17 (FGR), were positive when evaluated in the same trait between collective or individual environments; correlations between traits in the same or in different environments were negative, or almost null. It can be concluded that use of performance testing, in individual cages, for WG and FGR, can result in genetic progress when progenies are raised in collective environments, as there is a small re-classification of the breeders from one environment to another.
Valor nutritivo e desempenho de coelhos alimentados com ra es contendo milheto (Pennisetum glaucum (L.) R.Br)  [cached]
Furlan Antonio Claudio,Scapinello Claudio,Toral Fábio Luiz Buranelo,Faria Haroldo Garcia de
Revista Brasileira de Zootecnia , 2003,
Abstract: Três experimentos foram conduzidos com o objetivo de determinar o valor nutritivo e verificar o desempenho de coelhos em crescimento alimentados com ra es contendo diferentes níveis de milheto. No ensaio de digestibilidade (experimento 1) foram determinados os valores nutritivos dos milhetos dos cultivares Comum, BN2 e Iapar IA 98301. Foram utilizados 40 coelhos machos da ra a Nova Zelandia Branco, com idade média de 45 dias, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, com 10 repeti es. Em cada tratamento, os milhetos avaliados substituíram 30% de uma ra o referência. Os valores de energia digestível dos milhetos Comum, BN2 e Iapar IA 98301 foram, respectivamente, 3410, 3493 e 3505 kcal/kg de matéria natural. Nos ensaios de desempenho (experimentos 2 e 3) foram avaliadas ra es contendo níveis crescentes de milheto Comum ou Iapar IA 98301 (0, 25, 50, 75 e 100%) em substitui o ao milho. Em cada ensaio foram utilizados 60 coelhos da ra a Nova Zelandia Branco, sendo 30 machos e 30 fêmeas, com 40 dias de idade inicial, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, com 12 repeti es, sendo a unidade experimental constituída por um animal. N o foram observadas diferen as no desempenho dos coelhos quando o milho foi substituído pelo milheto Comum. Foram observados efeitos quadráticos dos níveis de substitui o do milho por milheto Iapar IA 98301. Menor ganho de peso, pior convers o alimentar e menor peso de carca a foram obtidos, respectivamente, com a substitui o de 64,09; 58,03 e 63,58% de milheto IA 98301 às ra es, entretanto, com 100% de substitui o os resultados foram satisfatórios. Pode-se concluir que os cultivares de milheto estudados apresentaram bom valor nutritivo e que, o milheto Comum ou Iapar IA 98301 podem substituir o milho nas ra es de coelhos em crescimento.
DESEMPENHO, RENDIMENTO DE CARCA A E pH CECAL DE COELHOS EM CRESCIMENTO ALIMENTADOS COM DIETAS CONTENDO NíVEIS DE PROBIóTICO  [cached]
Jeffrey Frederico Lui,Maria Cristina de Oliveira,Daiane Regina Caires,Luciana Cardoso Cancherini
Ciência Animal Brasileira , 2006,
Abstract: O objetivo deste experimento foi avaliar o desempenho, o rendimento de carca a e o pH cecal de coelhos em crescimento alimentados com dietas contendo diferentes níveis de probiótico composto por Lactobacillus acidophilus, L. casei, Bifidobacterium bifidum, Streptococcus salivarium, Enterococcus faecium, Bacillus subtillis, B. toyoi e Saccharomyces cerevisiae. Foram utilizados 48 coelhos Nova Zelandia Branco num delineamento inteiramente casualizado com quatro tratamentos e quatro repeti es. Os coelhos foram desmamados aos 35 dias e abatidos aos 85 dias de idade. Os níveis de probiótico dietético avaliados foram 0,00%, 0,01%, 0,02% e 0,03%. N o houve efeito significativo (P>0,05) em decorrência da inclus o do probiótico na dieta dos animais sobre o desempenho, rendimento e pH cecal, com vistas a uma melhoria nos índices zootécnicos desses animais. PALAVRAS-CHAVE: Aditivos, bactérias, microrganismos.
Efeito da utiliza o de oligossacarídeo manose e acidificantes sobre o desempenho de coelhos em crescimento  [cached]
Scapinello Claudio,Faria Haroldo Garcia de,Furlan Ant?nio Claudio,Michelan Andrea Cristiane
Revista Brasileira de Zootecnia , 2001,
Abstract: Foi conduzido um experimento com o objetivo de se determinar os efeitos da adi o às ra es de ácido fumárico, Oligossacarídeo manose (BIO-MOS ), acidificante (ACID-ALL ) e a combina o de oligossacarídeo com acidificantes sobre o desempenho de coelhos em crescimento. Foram utilizados 100 coelhos da ra a Nova Zelandia Branco, 50 machos e 50 fêmeas, de 39 a 75 dias de idade, distribuídos em um delineamento experimental inteiramente casualizado com cinco tratamentos e 10 repeti es e dois animais por unidade experimental. Considerando-se os períodos analisados 39-50 dias de idade e 39-75 dias, nenhuma das características de desempenho estudada foi afetada pela adi o de oligossacarídeo, acidificantes ou a combina o de ambos.
Digestibilidade aparente de dietas contendo diferentes níveis de amido para coelhos em crescimento  [cached]
Arruda Alex Martins Varela de,Carregal Ronaldo Dessimoni,Ferreira Renato Gon?alves
Revista Brasileira de Zootecnia , 2000,
Abstract: Com o objetivo de avaliar a influência do amido dietético sobre a digestibilidade aparente dos nutrientes, para coelhos em fase de crescimento, quatro dietas experimentais foram elaboradas de forma a conter níveis crescentes de amido de milho (23, 28, 33 e 38% de amido total na base da matéria seca (MS), os quais foram fornecidas a 20 coelhos da ra a Nova Zelandia Branco, distribuídos em gaiolas de metabolismo individuais, segundo delineamento inteiramente casualizado. Os resultados obtidos demonstraram efeito linear crescente para os coeficientes de digestibilidade aparente da MS, matéria organica (MO), fibra em detergente neutro (FDN) e amido, à medida que aumentou o nível de amido dietético nas dietas experimentais. O nível de 38% de amido dietético proporcionou, portanto, o melhor coeficiente de digestibilidade para o amido (87,26%). N o foram observadas diferen as para os coeficientes de digestibilidade aparente da proteína bruta (PB), energia bruta (EB) e fibra em detergente ácido (FDA), em rela o aos diferentes níveis de amido nas dietas experimentais. No entanto, para o teor de extrato etéreo (EE), foi verificado melhor aproveitamento (89,46%) para os animais alimentados com a dieta contendo 23% de amido. Os coelhos foram eficientes em digerir o amido de milho, quando este apresentou alta participa o na por o carboidrato total da dieta.
Lienal artery in New Zealand rabbit: Anatomical study for experimental research and surgical practice Artéria lienal em coelhos Nova Zelandia: estudo anat mico destinado a pesquisa experimental e prática cirúrgica  [cached]
Bárbara Xavier Silva,Magno Santos Roza,Ilma Cely Amorim Ribeiro,Márcio Antonio Babinski
Semina : Ciências Agrárias , 2011,
Abstract: In the study 30 specimens of adult New Zealand rabbits, 13 males and 17 females were used. After fixed with 10% formaldehyde solution and performing the injections with latex solution stained with pigment, the animals were dissected to identify the disposition of the lienal arteries. The statistical analysis was made by the Qui-square (X2) test, with a 5% level of significance, to test if the nullity hypothesis is true for the of lienal artery main ramifications. The relations between the lienal artery and spleen length with rostrum-sacral length were calculated by the correlation coefficient “r” varying between -1 and +1, that is, -1 ? r ?+1. The mean length of the lienal artery was 5.96 cm. In all (100%) dissected rabbits the lienal artery, originated directly from the celiac artery as an only one artery giving different numbers of branches to the spleen: one branch in seven (23.3%) animals, two branches in seven (23.3%) animals, three branches in 10 (33.3%) animals, four branches in four (13.3%) animals and five branches in two (6.7%) animals. From the spleen, the lienal artery gave different numbers of branches to the stomach greater curvature: one branch in seven (23.3%) animals, two in four (13.3%) animals, three in five (16.7%) animals, four in three (10%), and five in only one (3.3%) animal. Positive correlation was observed between the lienal artery and spleen length with the rostrum-sacral length. The number of lienal artery branches is not gender dependent. Na presente pesquisa foram utilizados 30 espécimes de coelhos adultos Nova Zelandia, 13 machos e 17 fêmeas. Após fixa o com solu o de formaldeido a 10% e preenchimento do sistema arterial com solu o de látex corado procedeu-se a dissec o para a observa o da disposi o das artérias lienais. A análise estatística foi realizada através teste do X2 (Qui-quadrado), ao nível de significancia de 5%, para testar se a hipótese de nulidade é verdadeira para o número de ramifica es principais da artéria lienal. As rela es do comprimento da artéria lienal e do ba o em fun o do comprimento rostro-sacral foram calculadas através do coeficiente de correla o “r”, que pode variar entre -1 e +1, isto é, -1 £ r £ +1. A média do comprimento da artéria lienal foi de 5,96 cm. Em todos os coelhos dissecados (100%) a artéria lienal se originou diretamente da artéria celíaca como uma artéria única, emitindo diferentes ramos para o ba o: um ramo em sete (23,3%) animais, dois ramos em sete (23,3%) animais, três ramos em 10 (33,3%) animais, quatro ramos em quatro (13,3%) animais e cinco ramos em dois (6,7%)
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.