oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Aplica o dos conceitos de proteína bruta e proteína ideal sobre o desempenho de frangos de corte machos e fêmeas criados no inverno  [cached]
Toledo Geni Salete de,López Jorge,Costa Paulo Tabajara,Souza Harvey de
Ciência Rural , 2004,
Abstract: Dois experimentos foram conduzidos com o objetivo de avaliar o desempenho e analisar a viabilidade econ mica comparativa entre dois conceitos protéicos e duas linhagens de frangos de corte (Hybro G e Hybro PG), criados no período de inverno, com temperatura média de 16degreesC e UR média de 72%. As aves foram alimentadas com dietas formuladas pelo conceito de Proteína Bruta (PB) sem suplementa o de aminoácidos e Proteína Ideal (PI), de 1 a 42 dias de idade nos dois sexos. O delineamento utilizado nos dois experimentos foi inteiramente casualizado num esquema fatorial 2 x 2 (2 conceitos protéicos e 2 linhagens) com 6 repeti es de 20 aves para cada sexo. Machos n o mostraram intera o entre proteína x linhagens para as variáveis estudadas; entretanto, machos do conceito PB consumiram mais ra o, porém ganharam menos peso e converteram pior que os PI. Para fêmeas, houve intera o para a variável convers o alimentar, sendo que as aves do conceito PI da linhagem PG, foram mais eficientes que as aves do conceito PB. Para a mesma categoria, na análise dos efeitos isolados, n o houve diferen a significativa para consumo, entretanto, as fêmeas PI ganharam mais peso que as fêmeas PB. Na análise econ mica dos resultados, foi observado que a formula o de dietas PI para ambos os sexos é mais rentável.
DETERMINA O DA CRONOLOGIA DENTáRIA DE MACHOS BUBALINOS(Bubalus bubalis) CRIADOS NO ESTADO DO PARá DETERMINATION OF DENTAL CRONOLOGY OF MALE BUFFALOES (Bubalus bubalis) RAISED IN PARá STATE, BRAZIL  [cached]
Vitória Nazaré Costa Seixas,Elyzabeth da Cruz Cardoso,Cláudio Vieira de Araújo,Washington Luis Assun??o Pereira
Ciência Animal Brasileira , 2007,
Abstract: O presente trabalho objetivou estimar a idade de machos bubalinos a partir da avalia o da denti o (den-tes incisivos) criados no Estado do Pará. Para isso, foram utilizados 174 animais do nascimento até cem meses de idade, sem distin o de ra a, distribuídos em oito grupos por faixa etária. Verificou-se a ausência dos cantos decíduos (4o par) nos animais de zero a três meses de idade. Os cantos estabeleceram-se definitivamente entre três e seis meses de idade. A partir dos seis meses de idade, todos os dentes incisivos decíduos estavam presentes e estabelecidos. Aos 24 meses observou-se o início da troca dentária das pin as (1o par). Entre os 30 e 55 meses de idade ocorreram as trocas dentárias dos primeiros e dos segundos médios (2o e 3o par, respectivamente) e acima dos 55 meses de idade houve a troca dos cantos. Dos 55 aos 100 meses de idade todos os dentes incisivos permanentes estavam estabelecidos. PALAVRAS-CHAVES: Bubalino, dentes, idade dentária. The present study had the purpose to identify the age of male buffaloes from Pará State, Brazil by teeth evaluation (incisive teeth). There was utilized 174 animals from zero to 100 month of age, without breed distinction and different farms in Pará State. Animals were separated in eight groups by age. Results showed the absence of 4th pair of incisive teeth (milk teeth) in animals aging between zero and three months. The 4th pair of incisive teeth was established definitively in animals aging between three and six months. After six months of age, animals had all of milk incisive teeth established. At 24 months of age was observed exchanges of the 1st pair of incisive teeth. Between 30 and 55 months of age occurred the exchanges of 2nd and 3rd pair of incisive teeth, respectively and above 55 months of age, animals had the exchange of 4th pair of incisive teeth. All permanent incisive teeth were established in animals aging between 55 to 100 month. KEY-WORDS: Buffalo, teeth, age.
Tipos de miosinas de linhagens de frangos de corte criados em sistemas de confinamento e semiconfinamento
Madeira, Luciene Aparecida;Sartori, José Roberto;Pizzolante, Carla Cachoni;Saldanha, érika Salgado Politi Braga;Silva, Maeli Dal Pai;Carani, Fernanda Regina;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2011, DOI: 10.1590/S1516-35982011000900017
Abstract: the objective was to evaluate body weight, leg weight and morphologic aspects of the muscle fibers of the flexor hallucis longus muscle and electrophoretic profile of myosin heavy chain of four strains of broilers, reared in confinement and semi-confinement systems. 1440 chicks were randomly assigned in a 4 × 2 factorial arrangement: four strains (ross 305, master gris, label rouge and vermelhao pesado), two production systems (confinement and semi-confinement), with four replicates for each treatment. four birds were sacrificed for each treatment, at 28 and 84 d, totaling 64 animals. electrophoresis technique identified the presence of three myosin heavy chain types: myhc-i, myhc-iia and myhc-iib, in the flexor hallucis longus muscle of the broilers. there was increase in myhc-ii and decrease in myhc-i, as age passed. only at 84 days-old was the myhc-ii expression influenced by strain, confirming a response of selection in ross lineage on a more glycolytic muscle. the ross lineage has higher live weight, leg weight, weight and area of the flexor hallucis longus, compared to different chicken strains.
Morfologia das fibras musculares esqueléticas de frangos de corte de diferentes linhagens criados em sistemas de confinamento e semiconfinamento
Madeira, Luciene Aparecida;Sartori, José Roberto;Saldanha, érika Salgado Politi Braga;Pizzolante, Carla Cachoni;Silva, Maeli Dal Pai;Mendes, Ariel Antonio;Takahashi, Sabrina Endo;Solarte, William Vicent Narvaez;
Revista Brasileira de Zootecnia , 2006, DOI: 10.1590/S1516-35982006000800018
Abstract: the effect of strain, breeding system and sex on body weight, carcass and leg yield, and morphologic aspects of skeletal muscle fibers of flexor hallucis longus muscle of broiler chickens was evaluated in this study. the experiment consisted of a 4x2x2 factorial arrangement of treatments, with four strains (ross-308, naked neck label rouge, caipirinha and paraiso pedrês), two breeding systems (confinement and semi-confinement) and two sexes, with two replicates per treatment, considering each bird selected randomly at 56 days of age an experimental unit, with a total of 64 birds. ross strain had the highest values of body weight, weights of legs and meat of legs and weight of flexor hallucis longus muscle and highest values of carcass yield and meat of leg yield. the higher muscle mass of birds selected for high growth is related to an increase in the area of the three types of muscle fibers evaluated (so, fog and fg). males presented higher muscle mass and a musculature higher in fast-glycolityc-type fibers than females. semi-confined system modified the composition of skeletal muscle fibers of males, increasing the oxidative-type fibers. however this effect was not observed in females.
Níveis de energia metabolizável e rela es energia:proteína para aves de corte de crescimento lento criadas em sistema semiconfinado = Metabolizable energy levels and energy:protein ratio for birds broilers of slow growth raised in free range system
Michele de Oliveira Mendon?a,Nilva Kazue Sakomura,Fabiana Ramos dos Santos,Nei André Arruda Barbosa
Acta Scientiarum : Animal Sciences , 2007,
Abstract: Foram conduzidos três ensaios para determinar as exigências de energiametabolizável (EM) e a melhor rela o energia:proteína (E:P) para fêmeas de corte de crescimento lento, criadas em sistema semiconfinado nas fases inicial, crescimento e final. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado com cinco níveis de EM(tratamentos) e quatro repeti es de 20 aves cada. Os níveis de EM na fase inicial variaram de 2600 a 3200 kcal kg-1, crescimento de 2700 a 3300 kcal kg-1, e na fase final de 2800 a 3400 kcal kg-1. A proteína bruta e os demais nutrientes foram mantidos constantes em todas asra es. A rela o E:P e o nível de EM que maximizaram o desempenho e as características da carca a das fêmeas ISA Label em cada fase estudada foram: 128 e 2750 (inicial); 147 e 2850 (crescimento); 172 e 3100 kcal de EM kg-1 na ra o (final). Three trials were conducted to determine the metabolizable energy (ME) requirements and the energy to protein ratio (E:P) for slow growth female broilers raised in free range system in the starter, grower and final phase. A completely randomized design was used with five levels of ME (treatments) and four replications of 20 birds per experimental unit. The levels of ME varied in the starter phase from 2600 to 3200 kcal kg-1, in the grower phase from 2700 to 3300 kcal kg-1, and in the final phase from 2800 to 3400 kcal kg-1. The crude protein and other nutrients were maintained at the same level in all diets. The E:P ratio and the ME level that provide the best performance and carcass characteristics for ISA Label females were 128 and 2750 (starter), 147 and 2850 (grower) and 172 and 3100 kcal of ME kg-1 of diet (final).
Efeitos dos cloretos de potássio e de am nia sobre o desempenho e deposi o de gordura na carca a de frangos de corte criados no ver o
Souza BB,Bertechini AG,Teixeira AS,Lima JAF
Revista Brasileira de Ciência Avícola , 2002,
Abstract: Foram utilizados 240 frangos machos, Hubbard, com peso médio inicial de 1204g, em DIC, com os tratamentos em esquema fatorial 2 x 3 x 2, sendo 2 níveis de KCl (0,0% e 1,2%) x 3 níveis de NH4Cl (0,0%; 0,2% e 0,4%) x 2 níveis de energia (3000 e 3200 kcal EM/kg de ra o), com 4 repeti es de 5 aves por parcela. Os parametros avaliados foram: peso médio (PM), consumo de ra o (CR), ganho de peso (GP), convers o alimentar (CA), rendimento de carca a (RC) e gordura abdominal (GA). Os dados foram analisados pelo programa estatístico Statistical Analyses System (SAS, 1996). As temperaturas máxima e mínima foram de 32,7degrees e 22,8degreesC, e o índice de temperatura do globo negro e umidade (ITGU) observado às 9:00 e 15:00 horas foi de 76 e 83, respectivamente. A análise de variancia revelou intera o (p<0,05) apenas entre o KCl e o nível energético da ra o sobre o CR. N o se verificou efeito (p>0,05) dos fatores estudados sobre o PM e GP. Para a CA houve efeito (p<0,05) do NH4Cl e do nível energético da ra o. Para o rendimento de carca a, n o se observou efeito (p>0,05) dos fatores estudados. Os frangos que receberam ra o suplementada com 1,2% KCl apresentaram menor teor de gordura abdominal (p<0,05) em rela o aos que n o receberam a suplementa o (1,16% vs 1,40%, respectivamente) e o nível energético alto elevou significativamente (p<0,01) a gordura abdominal em rela o ao nível baixo (1,42% vs 1,14%, respectivamente). Com os resultados obtidos, concluiu-se que a eleva o do nível energético da ra o melhorou a convers o alimentar e aumentou a gordura abdominal; o KCl n o afetou o desempenho, mas reduziu (p<0,05) a gordura abdominal independente do nível de energia da dieta; e a suplementa o com 0,4% de NH4Cl piorou a convers o alimentar de frangos de corte criados no ver o.
Cristaliza o de mel o pelo processo lento de a ucaramento  [cached]
Morita ?ngelo Shigueyuki,Gois Vilson Alves de,Pra?a Everardo Ferreira,Tavares José Celesmário
Ciência Rural , 2005,
Abstract: Este trabalho foi conduzido no laboratório de Tecnologia de Alimentos da Escola Superior de Agricultura de Mossoró (ESAM). Avaliou-se a possibilidade de processar o mel o como fruta cristalizada. Foram testadas as variedades Gália, Pele de Sapo e Orange Fresh, utilizando-se o processo lento de a ucaramento, retirando-se as polpas em formas de bolas e colocando-as sucessivamente em solu es de sacarose a 20, 30, 40, 50, 60 e 70masculine Brix até abrir a fervura, mantendo-se a polpa em repouso por 24 horas a cada solu o de sacarose. Em seguida, os frutos foram colocados em uma estufa a 50masculineC durante 6 horas, atingindo-se assim, a umidade final entre 26,16 a 27,53%. Foram determinados teor de umidade, pH, sólidos solúveis totais, e os produtos submetidos a uma análise sensorial. Constatou-se que a cristaliza o em mel o foi tecnicamente viável, que a variedade Pele de Sapo foi a melhor aceita, e que n o houve mudan a na colora o da polpa das variedades.
Desenvolvimento testicular e puberdade em machos da ra?a guzerá da desmama aos 36 meses de idade criados no cerrado mineiro
Pérez Osorio,Jair; Marc,Henry; García Bergmann,Jose Aurélio; Santana do Carmo,Adriana; Andrade Souza,Fernando;
Revista de Medicina Veterinaria , 2012,
Abstract: the objectives of this study were to characterize testicular development, assess the existing association between scrotal circumference (sc) and testicular volume (vol), as well as to identify testicular parameters in puberty of males of the guzerat breed. three hundred thirty males were evaluated, totaling 1757 observations every three months, from weaning to 36 months of age. sc, testicular length and width were measured. vol was calculated according to the method described by fields et al. animals with sc > 20 cm were subjected to semen collection through electro-ejaculation stimulation. animals with at least one motile sperm in the ejaculate were considered as pubertal. the testicular development curve was described using the logistic function, where the maximum inflection point of scrotal circumference and testicular volume was at 13.2 months (18.1 cm) and 23.3 months (389.4 cm3), respectively. the average growth rate of the scrotal perimeter and testicular volume before and after the inflection point was 0.58 cm/m, 16.3 cm3/m, 0.29 cm/m, 7.7 cm3/months of age, respectively. average age in puberty was 19.6 months, with 250.6 kg of weight, 22.8 cm of scrotal perimeter and 284.7 cm3 of testicular volume. the proportion of pubescent males at 12-16 months was 7.4 %; 41.23 % at 16-20 months; 68 % at 20-24 months; 91.96 % at 24-28 months. at 24 months of age, 91.96 % of the animals were pubescent. a high positive correlation was found between sc and vol (r = 0.91; p<0.001). these results indicate that, in the guzeratel race, scrotal circumference efficiently predicts scrotal volume and can therefore be used as a reliable measure for selecting young reproducers.
Efeito de dois regimes de suplementa o alimentar e dois sistemas de produ o, nos constituintes sangüíneos de cabras Saanen durante a lacta o
Nunes Adriana Sampaio,Barbosa Orlando Rus,Sakaguti Eduardo Shiguero,Sakuno Marlene Leiko Doi
Revista Brasileira de Zootecnia , 2002,
Abstract: Foram analisados os constituintes sangüíneos de oito cabras leiteiras cruza Saanen lactantes, entre novembro (1997) e maio (1998), submetidas a dois sistemas de produ o fraction three-quarters pastagem (S1) e semiconfinamento (S2) fraction three-quarters e dois regimes alimentares: 30% das exigências em energia líquida ao longo de toda a lacta o (R1) e 60% das exigências diárias em energia líquida da 3a a 13a semana de lacta o e 15% das exigências em energia líquida da 14a semana até o final da lacta o (R2). Amostras de sangue foram coletadas quinzenalmente de dois animais de cada tratamento para a análise de glicose (Gl), hemoglobina (Hb) e hematócrito (Ht). N o foram encontradas diferen as na concentra o de GL e Hb e no hematócrito, nos diferentes regimes alimentares. Os animais do sistema de produ o S1 apresentaram maiores valores de Hb (7,60 g/100 mL) e Ht (22,42%) em rela o aos animais do sistema de produ o S2 (Hb = 6,05 g/100 mL e Ht = 17,71%), n o havendo diferen a entre os dois sistemas de produ o em rela o à Gl.
Desempenho de coelhos em crescimento criados em diferentes densidades populacionais
Oliveira M.C.,Almeida C.V.
Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia , 2002,
Abstract: O objetivo deste experimento foi avaliar o desempenho de coelhos em crescimento criados em diferentes densidades populacionais. Foram utilizados 136 coelhos, n o sexados, desmamados aos 35 dias de idade, em delineamento em blocos ao acaso, com quatro tratamentos e quatro repeti es. As densidades avaliadas foram 11,67; 13,34; 15 e 16,67 coelhos/m2, correspondentes à ocupa o de sete, oito, nove e dez coelhos/gaiola. O período experimental foi de seis semanas. Os coelhos e a ra o foram pesados para obten o do peso final, ganho diário de peso, consumo diário de ra o, convers o alimentar e produ o de carne total ou kg de carne por m2. N o houve diferen a (P>0,05) entre densidade quanto ao peso final, ganho diário de peso, consumo diário de ra o e convers o alimentar. A produ o em quilos de carne por metro quadrado aumentou (P<0,05) linearmente com a densidade (27,86; 31,45; 34,64 e 38,12 kg/m2). O aumento da densidade populacional n o influiu no desempenho dos coelhos.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.