oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Correla es fenotípicas em características fisicoquímicas do maracujazeiro-azedo
Dell’Orto Morgado Marcos Ant?nio,Magalh?es dos Santos Carlos Eduardo,Linhales Heloisa,Horst Bruckner Claudio
Acta Agronómica , 2010,
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar o grau de associa o entre caracteres fisicoquímicas do maracujazeiro- azedo (Passiflora edulis), auxiliando assim os programas de melhoramento que utilizam a sele o indireta. Avaliou-se 1120 frutos colhidos em ensaio com 26 famílias de irm os completos de maracujazeiro-azedo, nos quais mensuraram-se as seguintes características: número de frutos por planta (NF), produ o estimada (PE), massa média do fruto (MF), massa média da casca (MC), massa média da polpa (MP), comprimento médio do fruto (CF), diametro médio do fruto (DF), espessura média da casca (EC), teor médio de sólidos solúveis totais (SST), acidez total titulável média (ATT), e colora o da polpa (CP). A correla o entre número de frutos por planta com produ o estimada por planta apresenta magnitude maior (rf = 0.92**) que a correla o massa do fruto com produ o estimada (rf = 0.54**), indicando a maior contribui o do número de frutos por planta para obten o de famílias mais produtivas. A correla o de maior magnitude foi comprimento do fruto com massa do fruto, indicando que a sele o de plantas com frutos pesados podem ser feitas diretamente no campo, a partir do comprimento do fruto.
Produtividade de seis cultivares de maracujazeiro-azedo durante três anos em Vargem Bonita, DF  [cached]
Melo Karina Tittoto,Manica Ivo,Junqueira Nilton Tadeu Vilela
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2001,
Abstract: Avaliou-se a produtividade de cultivares de maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis), com vistas à sele o de um material mais produtivo nas condi es do Distrito Federal para frutos destinados ao consumo in natura. As cultivares Maguari, CSB Marília, NJ3 Vermelho, CSB Marília x NJ3 Vermelho, Roxo Australiano e Sele o DF foram avaliadas durante três anos de produ o, em Latossolo Vermelho-Amarelo, no sistema de espaldeira vertical. A cultivar Maguari apresentou porcentagem de germina o das sementes superior à das demais cultivares. A média da altura das plantas das cultivares Sele o DF e Roxo Australiano foi superior à das outras quatro cultivares. A cultivar Maguari apresentou o maior vigor vegetativo durante os três anos de experimento, e o menor número de plantas perdidas por declínio da cultura. A cultivar CSB Marília foi a mais precoce e a primeira a produzir frutos. Na primeira safra, as cultivares CSB Marília, CSB Marília x NJ3 Vermelho, Roxo Australiano e Sele o DF foram as mais produtivas. No segundo ano de colheita, as seis cultivares apresentaram alta produtividade, destacando-se a cultivar Sele o DF, que produziu 50 t/ha. No terceiro ano de produ o, em que ocorreu um declínio considerável, a cultivar Maguari apresentou a maior produtividade. Na produ o média dos três anos, as seis cultivares mostraram-se superiores em produtividade aos resultados já conhecidos da pesquisa no Brasil.
Produtividade de genótipos de maracujazeiro azedo sob doses de potássio, no Distrito Federal  [cached]
Oliveira Aurélio Tinoco de,Peixoto José Ricardo,Junqueira Nilton Tadeu Vilela,Rangel Luiz Eduardo Pacifici
Revista Brasileira de Fruticultura , 2003,
Abstract: Objetivando avaliar o efeito de três diferentes níveis de aduba o potássica sobre a produ o do maracujazeiro azedo (Passiflora edulis Sims e P. edulis Sims f. flavicarpa Deg.), foi realizado um experimento na Fazenda água Limpa da Universidade de Brasília de dezembro/1999 a maio/2001, utilizando-se o delineamento em blocos casualizados, em esquema fatorial 9x3, sendo nove genótipos e três níveis de aduba o potássica, totalizando 27 tratamentos, quatro repeti es e nove plantas úteis/parcela. Os genótipos avaliados foram: Híbrido EC-2-0; Marília Sele o Cerrado; F1 (Roxo Fiji x Marília); Porto Rico; Vermelh o (RC1); F1 (Marília x Roxo australiano); Redond o; IAC-273 e Itaquiraí. Os três níveis de aduba o potássica aplicados foram de 0, 640 e 1280 kg de K2O ha-1, utilizando-se como fonte o cloreto de potássio. Ao final de cinco meses de colheita os genótipos híbrido EC-2-0 e Marília Sele o Cerrado foram os que apresentaram as maiores produ es (21.675 e 21.577 kg ha-1) e maiores números de frutos por planta (155,28 e 149,24), respectivamente. O peso médio de fruto variou de 88g (Itaquiraí) até 103,42g (F1 - Marília x Roxo Australiano). As doses de aduba o potássica influenciaram as seguintes variáveis estudadas: produ o de frutos de primeira ha-1; produ o frutos totais ha-1; peso médio de frutos de primeira e peso médio de frutos 1A. A intera o genótipos x aduba o potássica apresentou diferen a estatística para o número de frutos de primeira/planta para uma dosagem de 640 kg K2O ha-1.
INFLUêNCIA DE DIVERSOS SUBSTRATOS NO DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO AZEDO (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa DEG)
SILVA ROGéRIO PEREIRA DA,PEIXOTO JOSé RICARDO,JUNQUEIRA NILTON TADEU VILELA
Revista Brasileira de Fruticultura , 2001,
Abstract: Objetivando avaliar a influência de diversos substratos no desenvolvimento de mudas de maracujazeiro-azedo, conduziu-se um experimento em casa de vegeta o da Emprapa Cerrados. Utilizou-se o delineamento experimental de blocos casualizados, em esquema fatorial 2 x 4 x 3 x 2, totalizando 48 tratamentos, 18 plantas úteis por parcela e 4 repeti es. Os tratamentos constituíram-se das combina es de: dois substratos comerciais (PlantmaxR -- à base de vermiculita mais casca de Pinus sp e VermiculitaR); três fontes organicas (f.o.) (húmus, esterco de curral e NutriplantaR (produto à base de bactérias) e ausência de f.o., na propor o de 3:1 do substrato básico para a f.o.); duas formula es de adubo [OsmocoteR na fórmula 14-14-14 (produto de lenta libera o de nutrientes) e 4-14-8 (de libera o normal)], além da ausência de adubo; e Glomus etunicatum, ausência e presen a. O substrato comercial PlantmaxR foi superior à VermiculitaR em todas as características analisadas. Dentre as f.o., o NutriplantaR junto com o esterco proporcionaram o melhor desempenho. O OsmocoteR promoveu o maior desenvolvimento das mudas, seguido pelo 4-14-8. A presen a ou ausência de f.o. combinada com PlantmaxR praticamente n o influenciou nas características analisadas. N o se deve utilizar o Glomus etunicatum associado a PlantmaxR, devido ao alto teor de fósforo presente neste substrato.
Desenvolvimento de plantas de maracujazeiro-amarelo produzidas por enxertia hipocotiledonar em cinco porta-enxertos de passifloras silvestres
Nogueira Filho, Geraldo Costa;Roncatto, Givanildo;Ruggiero, Carlos;Oliveira, Jo?o Carlos de;Malheiros, Euclides Braga;
Revista Brasileira de Fruticultura , 2010, DOI: 10.1590/S0100-29452010005000070
Abstract: the experiment was carried out in an area of a small producer supplier of maguari (kraft foods of brazil) in araguari-mg, and aimed to assess the development of yellow passion fruit plant grafted on five rootstocks of native passifloraceas using the hypocotyledonary grafting method. the treatments used as rootstocks were p. edulis f. flavicarpa, p. caerulea, p. alata, p. gibertii and p. cincinnata. the yellow passion fruit non-grafted seedlings were used as control, completing six treatments. for all treatments, the yellow passion plant fb 200 was used as canopy crown variety. it was used the experimental design randomized blocks with three repetitions. the plot was formed by a line of 20 meters long containing four plants. the passion fruit planting was done according to cultural treatments recommended for this culture. the characteristics evaluated were plant height, number of leaves, diameter of the region of grafting, the scion diameter, diameter of the rootstock, relation between scion and rootstock. the plants of p. edulis f. flavicarpa, p. caerulea and the non-grafted seedlings showed better development. plants of the rootstock p. alata had the worst development. although the non-grafted seedlings have exceeded the development of grafted with p. cincinnata e p. gibertii, they did not differ significantly from them, and the rootstock p. alata negatively influenced on the plant height, number of leaves, diameter of the region of grafting, the graft diameter, diameter of the rootstock, relation between scion and rootstock.
Produ??o de mudas de maracujazeiro-amarelo por enxertia hipocotiledonar sobre sete espécies de passifloras
Nogueira Filho, Geraldo Costa;Roncatto, Givanildo;Ruggiero, Carlos;Oliveira, Jo?o Carlos de;Malheiros, Euclides Braga;
Revista Brasileira de Fruticultura , 2011, DOI: 10.1590/S0100-29452011005000027
Abstract: the yellow passion fruit (passiflora edulis sims f. flavicarpa deg.) passifloraceae is the main crop in brazil, and the crop has found some difficulties, particularly concerned to the orchards longevity, which has been reduced due to diseases and nematodes that attack the root system. this study was carried out to establish technologies for the production of seedlings of yellow passion fruit by hypocotyledonary grafting on seven rootstocks. the treatments used as rootstocks were: p. edulis f. flavicarpa, p. caerulea, p. alata, p. giberti, p. coccinea, p. cincinnata and p. setacea. the experimental design was completely randomized, with 36 replications for each rootstock. the percentage of graft survival, plant height, number of leaves and rootstock diameter were the characteristics evaluated. the hypocotyledonary grafting methodology was successful for most species tested. p. caerulea, p. giberti, p. cincinnata and p. flavicarpa were the stood out rootstocks by their high conditions of plants growth, and by their early plants production.
PRODU O DE MUDAS DE VIDEIRA 'RUBI' PELO MéTODO DE ENXERTIA DE MESA EM ESTACAS HERBáCEAS DOS PORTA-ENXERTOS IAC 313 'TROPICAL' E IAC 766 'CAMPINAS'
REZENDE LEILA DE PAULA,PEREIRA FERNANDO MENDES
Revista Brasileira de Fruticultura , 2001,
Abstract: Com o objetivo de estudar o método de enxertia de mesa em estacas herbáceas para a obten o de mudas de videira, experimentos foram desenvolvidos em camara de nebuliza o, localizada no ripado do Departamento de Produ o Vegetal da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da UNESP, no período de novembro de 1997 a dezembro de 1999. Foram utilizadas estacas herbáceas dos porta-enxertos IAC 313 'Tropical' e IAC 766 'Campinas' e borbulhas e garfos da cultivar Rubi. Foram testados os métodos de enxertia de garfagem em fenda cheia e de borbulhia em placa, em estacas herbáceas sem raízes e enraizadas, o tipo de prote o do enxerto, o tamanho das estacas e o recipiente de enraizamento. Foram avaliados o enraizamento e o pegamento de enxertos. O método de enxertia de mesa com garfagem e com prote o do enxerto com saco plástico apresentou maior pegamento de enxerto aos 30 (45,25%) e 60 dias (66,20%) após a enxertia. O tamanho da estaca n o afetou o pegamento dos enxertos. Contudo, em todos os experimentos, o índice de sobrevivência dos enxertos foi muito baixo ou nulo. Estacas sem enxertia proporcionaram maior porcentagem de enraizamento (65,62%) em rela o às estacas enxertadas. O método de enxertia de mesa em estacas herbáceas dos porta-enxertos IAC 313 'Tropical' e IAC 766 'Campinas' n o foi eficiente para a forma o de mudas de videira.
Rea??o a doen?as e produtividade de um clone de maracujazeiro-azedo propagado por estaquia e enxertia em estacas herbáceas de Passiflora silvestre
Junqueira, Nilton Tadeu Vilela;Lage, Daniel Anacleto da Costa;Braga, Marcelo Fideles;Peixoto, José Ricardo;Borges, Thiago Alves;Andrade, Solange Rocha Monteiro de;
Revista Brasileira de Fruticultura , 2006, DOI: 10.1590/S0100-29452006000100027
Abstract: diseases induced by soil-borne pathogens cause expressive losses in passion fruit crops in brazil. the use of resistant rootstocks could be an alternative to control these diseases. passiflora nitida is one of the wild species of passifloraceae, which have presented resistance to these diseases, but its utilization as seedling rootstock has been limited mainly due to differences of thickness between rootstock and the graft of the commercial cultivars. this problem can be solved by using grafting on rootstock of rooted-herbaceous cuttings and hypocotyledonary grafting, but data about the performance and yield of grafted passion fruit in field conditions are yet scarce in brazil. the objective of this work was to evaluate the reaction to disease attack, yield and physical characteristics of fruits from a commercial passion fruit clone propagated by rooted cuttings, by grafting on rooted cuttings of a wild p. nitida (source ec-pn 1) and by seeds. the plants were cultivated in a red-yellow latosol with a drip irrigation system and oriented on a vertical espalier of 1,90 meters high. harvest occurred weekly during 14 months and disease eva1uations were carried out at 17, 18 and 19 months after the planting. plant yields from rooted cuttings were twice greater than those from grafted plants or seedlings. the plants propagated by grafting and rooted cuttings were lesser affected by diseases.
Diversidade genética entre genótipos comerciais de maracujazeiro-amarelo (Passiflora edulis f. flavicarpa) e entre espécies de passifloras nativas determinada por marcadores rapd  [cached]
Viana Alexandre Pio,Pereira Telma Nair Santana,Pereira Messias Gonzaga,Souza Margarete Magalh?es de
Revista Brasileira de Fruticultura , 2003,
Abstract: A diversidade genética entre genótipos de maracujazeiro amarelo foi avaliada por meio de marcadores genéticos de DNA tipo RAPD. Para tanto, materiais genéticos foram coletados em popula es comerciais em regi es tradicionais de fruticultura da Regi o Norte Fluminense (Itaperuna, S o Francisco do Itabapoana, Campos dos Goytacazes). Foi também estimada a diversidade entre a espécie cultivada (Passiflora edulis f. flavicarpa Deg.) e espécies relacionadas no gênero, P. alata, P. giberti, P. cincinnata, P. foetida, P. edulis. P. maliformes, P. mucronata, P. suberosa, P. malacophylla. Para o estudo dos acessos de maracujá amarelo n o foi verificada expressiva diversidade genética; as popula es se distribuíram conforme sua origem, sendo que os indivíduos coletados em S o Francisco do Itabapoana apresentaram uma maior consistência no seu agrupamento. Para o estudo interespecífico, verificou-se que P. maliformis ficou em um grupo distinto, assim como P. giberti, mas próximo a P. mucronata. Para a espécie P. alata foi também verificada a sua aloca o em um grupo distinto. Para as espécies P. cincinnata e P. edulis (Maracujá roxo), ambas ficaram alocadas em mesmo grupo, evidenciando uma proximidade entre as mesmas. As espécies P. foetida e P. suberosa formaram um grupo único.
Efeito dos substratos artificiais no enraizamento e no desenvolvimento de estacas de maracujazeiro-azedo (Passiflora edulis Sims f. flavicarpa Deg)  [cached]
OLIVEIRA JAIME ABR?O DE,JUNQUEIRA NILTON TADEU VILELA,PEIXOTO JOSé RICARDO,PEREIRA AILTON VITOR
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: Os ensaios foram instalados em casa de vegeta o na Embrapa Cerrados, Planaltina-DF, em agosto de 1999. Nos primeiros 30 dias, estacas da cultivar MSC (Marília Sele o Cerrados) foram mantidas sob nebuliza o com duas regas diárias. Avaliaram-se os seguintes parametros: percentagens de estacas brotadas, enraizadas, com fungos, peso de matéria fresca e seca da parte aérea e das raízes, aos 90 dias após o plantio. O estudo foi composto de dois experimentos. No primeiro, utilizaram-se estacas coletadas em agosto de 1999, e oito tipos de substratos. O Plantmax Florestal Estacaò proporcionou maior brota o e enraizamento, e ainda menorincidência de estacas contaminadas por Colletotrichum gloeosporioides, comparativamente ao substrato à base de Plantmax Hortali as.ò O aditivo Nutriplantaò quando combinado com o fertilizante Osmocoteò, no substrato à base de Plantmax Florestal Estacaò, proporcionou maior brota o e enraizamento e também menor incidência de estacas contaminadas com C. gloeosporioides. No segundo ensaio, utilizaram-se estacas do híbrido RC1 ((F1: Marília x Roxo Australiano) x Marília), coletadas em agosto de 2000, tratadas com 2.000 ppm de AIB, plantadas em bandejas de poliestireno expandido com doze tipos de substratos. Para enraizamento das estacas do Híbrido RC1, n o houve diferen a entre os substratos testados. A adi o de um g de Osmocote por estaca, aos 30 dias após o plantio no substrato Plantmax Florestal Estaca , proporcionou o melhor desenvolvimento da parte aérea das estacas do Híbrido RC1.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.