oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Século XXI: nova cultivar de goiabeira de dupla finalidade  [cached]
Pereira Fernando Mendes,Carvalho Celso Albano,Nachtigal Jair Costa
Revista Brasileira de Fruticultura , 2003,
Abstract: A goiabeira (Psidium guajava L.) é uma espécie que vem se tornando de grande importancia em diversas regi es do Brasil, principalmente no Estado de S o Paulo, maior produtor nacional. Desde 1985, a UNESP/FCAV, Campus de Jaboticabal, vem desenvolvendo um programa de melhoramento genético da goiabeira, com o objetivo de obter plantas com boas características agron micas e com frutos que possam ser destinados tanto à industrializa o quanto ao consumo na forma de fruta fresca. Partindo-se de 219 plantas, oriundas de diversos cruzamentos, e após dez anos de avalia o, chegou-se à cultivar Século XXI, cujas principais características s o: planta muito produtiva com ciclo precoce (130 dias da flora o à colheita), frutos grandes, com polpa espessa, róseo-avermelhada, ótimo sabor e com poucas e pequenas sementes.
Produ o de mudas de goiabeira (Psidium guajava L.), inoculadas com o fungo micorrízico arbuscular Glomus clarum, em substrato agro-industrial  [cached]
SCHIAVO JOLIMAR ANTONIO,MARTINS MARCO ANTONIO
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: Conduziu-se um experimento em casa de vegeta o, com o objetivo de avaliar o crescimento de mudas de goiabeira (Psidium guajava L.), produzidas em blocos prensados, confeccionados com resíduos agro-industriais, e inoculadas com o fungo micorrízico arbuscular (FMA) Glomus clarum Nicolson & Schenck. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 2, sendo 2 tratamentos microbiológicos: controle e FMA; e 2 sistemas de produ o de mudas: blocos prensados (nova metodologia) e tubetes plásticos (tradicional), com 5 repeti es. O substrato utilizado para a confec o dos blocos prensados e enchimento dos tubetes foi constituído por uma mistura de baga o de cana-de-a úcar e torta de filtro (3:1 v/v). O FMA proporcionou aumentos significativos na produ o de matéria seca, conteúdo de N e P da parte aérea da goiabeira, apenas no sistema de produ o das mudas em blocos prensados. Mudas produzidas e inoculadas em blocos prensados mostraram um aumento de 88% na matéria seca da parte aérea, 82% e 89% para os conteúdos de nitrogênio e fósforo da parte aérea, respectivamente, em rela o ao tratamento-controle.
Competi o de genótipos de goiabeira (Psidium guajava L.) na regi o do submédio S o Francisco  [cached]
Gonzaga Neto Luiz,Bezerra Jo?o Emmanoel Fernandes,Costa Rosileide de Souza
Revista Brasileira de Fruticultura , 2003,
Abstract: Com objetivo de avaliar e selecionar genótipos de goiabeira que possam incrementar o sistema de produ o da cultura na regi o do Submédio S o Francisco foi desenvolvido na Esta o Experimental de Bebedouro, base física da Embrapa Semi-árido, em Petrolina-PE, um experimento em blocos ao acaso com cinco tratamentos (Paluma, Red Fleshed, Surubim, Red Selection of Florida e Ruby Supreme) e cinco repeti es. Considerando os resultados obtidos relativos a primeira e segunda poda de frutifica o e análise conjunta dos dois anos de produ o, observou-se que a variedade Surubim apresentou tendência de maior produ o e maior número de frutos, entre os genótipos estudados.
Efeito de anos e determina o do coeficiente de repetibilidade de características de frutos de goiabeira-serrana  [cached]
Degenhardt Juliana,Ducroquet Jean Pierre,Reis Mauricio Sedrez dos,Guerra Miguel Pedro
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2002,
Abstract: A variancia ambiental costuma ser bastante significativa em características de produ o e de frutos, a maioria de heran a quantitativa. Este estudo teve por objetivo avaliar o efeito de anos e determinar o número de anos necessários para avalia o precisa do peso do fruto, peso de casca, comprimento, diametro, rela o comprimento/diametro, rendimento de polpa e sólidos solúveis totais dos frutos de goiabeira-serrana (Acca sellowiana), em três anos de avalia o. Com exce o de sólidos solúveis totais, o efeito de anos representou grande parte da variancia total. A partir do coeficiente de repetibilidade, determinou-se que seriam necessários no mínimo de quatro a seis anos de avalia o para sele o das plantas, com precis o de 80%.
Caracteriza o dos frutos de goiabeira e sele o de cultivares na Regi o do Submédio S o Francisco  [cached]
LIMA MARIA AUXILIADORA COêLHO DE,ASSIS JOSTON SIM?O DE,GONZAGA NETO LUIZ
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: O estudo visou a caracterizar frutos de goiabeira e selecionar cultivares produzidas na Regi o do Submédio S o Francisco. Os frutos, colhidos na maturidade fisiológica, foram provenientes da Esta o Experimental de Bebedouro, pertencente à Embrapa Semi-árido e avaliados em delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repeti es. Os tratamentos compreenderam genótipos de polpa branca (Alabama Safed, Lucknow 49, Banahas, White Selection of Florida e Sele o IPA B 38.1) e vermelha (Paluma, Patillo 2.1, Surubim, Red Selection of Florida e Sele o IPA B 14.3). Avaliaram-se: massa, diametro longitudinal (DL), diametro transversal (DT), rela o DL/DT, espessura da casca, espessura da polpa, sólidos solúveis totais (SST), acidez total titulável (ATT), rela o SST/ATT, pH, a úcares solúveis totais (AST) e vitamina C. Os genótipos de polpa branca, exceto Sele o IPA B 38.1, tiveram maiores massas (acima de 145,0 g). As menores rela es DL/DT foram observadas em Banahas (0,98) e Lucknow 49 (1,00), caracterizando frutos redondos. Estas cultivares tiveram também maior espessura da polpa. Os maiores valores de SST foram observados em Paluma (10,4 oBrix) e Lucknow 49 (10,9 oBrix). A ATT foi baixa na maioria dos genótipos, exceto Surubim e Sele o IPA B 14.3, e o pH variou de 3,72 a 4,22. Em geral, os genótipos de polpa branca tiveram os maiores teores de AST (5 a 7 %) e vitamina C, atingindo 200 mg de ácido ascórbico/100 g.
EFEITO DA ADUBA O N, P E K NO TEOR DE S “LIDOS SOL VEIS TOTAIS DE FRUTOS DE GOIABEIRA (Psidium guajava L.)  [cached]
WILLIAM NATALE,EDSON LUIZ MENDES COUTINHO,FERNANDO MENDES PEREIRA,MIGUEL MARTINEZ JUNIOR
Alimentos e Nutri??o , 2009,
Abstract: RESUMO: Com o objetivo de estudar os efeitos da aduba § £o nitrogenada, fosfatada e pot ssica sobre o teor de s 3lidos sol oveis totais de frutos de goiabeira, foram realizados seis ensaios de campo, utilizando-se plantas das cultivares rica e paluma, em duas regi μes produtoras do Estado de S £o Paulo, durante tr as anos. Os resultados mostraram que o grau Brix dos frutos n £o foi significativamente afetado pelas doses de N, P ou K, durante todo o ensaio. Os frutos da cv. Rica apresentaram valores de s 3lidos sol oveis totais entre 8,0 e 10,8, enquanto a cv. Paluma apresentou teores entre 8,4 e 9,65. PALAVRAS a€“ CHAVE: Goiaba; nutri § £o; Brix; fertilizante N, P e K.
Libera o de micronutrientes de uma escória aplicada em um Argissolo Vermelho-Amarelo cultivado com mudas de goiabeira (Psidium guajava L.)
PRADO RENATO DE MELLO,CORRêA MáRCIO CLEBER DE MEDEIROS,CINTRA ANT?NIO CARLOS DE OLIVEIRA,NATALE WILLIAM
Revista Brasileira de Fruticultura , 2002,
Abstract: Os micronutrientes s o importantes na nutri o das plantas, especialmente em solos tropicais com baixa concentra o devido ao intemperismo. Como fonte alternativa de micronutrientes, tem-se a escória, resíduo da indústria de produ o de ferro-gusa e a o. Assim, objetivou-se avaliar a escória como fonte de micronutrientes para mudas de goiabeira. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com cinco repeti es. As doses de escória foram aplicadas objetivando elevar em meia, uma vez, uma vez e meia, duas vezes e duas vezes e meia a satura o por bases do solo igual a 70%, correspondendo a 1,68; 3,36; 5,04; 6,72 e 8,40 g por vaso, além da testemunha sem aplica o. Após 90 dias de incuba o da escória com o Argissolo Vermelho-Amarelo, cultivaram-se mudas de goiabeira (cv. Paluma) por 110 dias em vasos com 2,8 dm-3 de substrato, em viveiro telado, em Taquaritinga-SP, no período de outubro de 2000 a abril de 2001. A escória promoveu um efeito favorável na rea o do solo e na disponibilidades de Zn, Cu, Mn e B do solo. Houve efeitos quadráticos nas concentra es de Zn, Cu e Mn do solo, que, por sua vez, estiveram associadas às doses de escória superiores a 5,8; 6,3 e 7,5 g por vaso, respectivamente, enquanto, para o B, esse efeito foi linear. A satura o por bases do solo, entre 51 e 55%, resultou em maior disponibilidade dos micronutrientes Zn, Cu e Mn no solo, ao passo que, para o B, esse valor foi de 65%. Da mesma forma que ocorreu no solo, a aplica o da escória apresentou efeitos quadráticos nos teores de Zn, Cu e Mn da parte aérea e das raízes das mudas de goiabeira, enquanto, para o B, esse efeito foi linear. Concluiu-se, portanto, que a escória se comportou como material corretivo da acidez e como fonte de micronutrientes.
Propaga o vegetativa de camu-camu por meio de enxertia intergenérica na família Myrtaceae
Suguino Eduardo,Appezzato-da-Glória Beatriz,Araújo Paulo Sérgio Rodrigues de,Sim?o Salim
Pesquisa Agropecuária Brasileira , 2003,
Abstract: O camu-camu [Myrciaria dubia (Humb., Bonpl. & Kunth) McVaugh], da família Myrtaceae, é encontrado em áreas inundáveis da Regi o Amaz nica e utilizado como conservante em antioxidantes por seu alto teor de ácido ascórbico. O objetivo deste trabalho foi avaliar porta-enxertos desta família, adaptados a terra firme, visando à propaga o vegetativa de camu-camu. Selecionaram-se duzentas e quarenta mudas de camu-camu, goiabeira (Psidium guajava L.) e pitangueira (Eugenia uniflora L.), que receberam quatro tipos de enxertia, originando doze tratamentos de sessenta plantas, com cinco repeti es. Apenas o porta-enxerto de camu-camu se mostrou compatível. A incompatibilidade entre camu-camu e os porta-enxertos de goiabeira e pitangueira foi demonstrada por análises anat micas.
CRESCIMENTO E RELA ES HíDRICAS EM PLANTAS DE GOIABEIRA SUBMETIDAS A ESTRESSE SALINO COM NaCl
TáVORA FRANCISCO JOSé ALVES FERNANDES,FERREIRA RAIMUNDO GON?ALVES,HERNANDEZ FERNANDO FELIPE FERREIRA
Revista Brasileira de Fruticultura , 2001,
Abstract: Tendo como objetivo determinar os efeitos do estresse salino sobre o crescimento e as rela es hídricas de plantas de goiabeira (Psidium guajava L), conduziu-se um experimento em casa de vegeta o, em solu o nutritiva, na Universidade Federal do Ceará, no período de setembro a dezembro de 1997. Os tratamentos consistiram de sete níveis de NaCl (0; 25; 50; 75; 100; 125 e 150 mmol L-1). Avaliaram-se, aos 50 dias após o estresse salino (DAE): altura da planta, número de folhas e área foliar unitária e por planta. A taxa de crescimento relativo (TCR) foi determinada entre 30 e 50 DAE. Aos 20; 30; 40 e 50 DAE, foram determinadas condutancias estomáticas, transpira o, potencial hídrico e teor relativo de água (TRA). Dentre as variáveis estudadas, a área foliar por planta foi a mais afetada, com uma redu o de 92% quando submetida ao nível mais elevado de salinidade (150 mmol L-1). A condutancia estomática, a transpira o, o potencial hídrico foliar (psiwf) e o teor relativo de água (TRA) decresceram com o aumento dos níveis e do tempo de exposi o ao NaCl. As plantas jovens de goiabeira s o sensíveis à salinidade, com uma salinidade limiar de 1,2 dSm-1. A taxa de sobrevivência foi reduzida em 75% quando as plantas foram submetidas a 150 mmol L-1 até 50 dias após o estresse.
Atividade antifúngica do extrato de Psidium guajava Linn. (goiabeira) sobre leveduras do gênero Candida da cavidade oral: uma avalia??o in vitro
Alves, Pollianna M.;Leite, Pedro H.A.S.;Pereira, Jozinete V.;Pereira, Luciana F.;Pereira, Maria S. V.;Higino, Jane S.;Lima, Edeltrudes O.;
Revista Brasileira de Farmacognosia , 2006, DOI: 10.1590/S0102-695X2006000200010
Abstract: the present study evaluated the antifungal in vitro activity of the extract of the leaf of psidium guajava linn. against leavens of candida of the oral cavity, including candida albicans, c. tropicalis, c. stelatoidea and c. krusei, in comparative study with chlorhexidine (0,12%). the tests were carried out by agar-diffusion technique in dishes to determine the minimum inhibitory concentration (mic). the mic of the extract of psidium guajava upon c. albicans and c .tropicalis was 1:32, c. stelatoidea and c. krusei was 1:2, making, in average, inhibition halos between 11 and 22 mm. it can be concluded that the extract of psidium guajava show potential to inhibit the growth of leavens of candida of the oral cavity, it supports the possibility of the use of this extract as an alternative way in the oral candidosis treatment.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.