oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Decis?o sobre mix de produtos financeiros: o caso da agência Estrela
Garcia, Solange;
Caderno de Estudos , 1999, DOI: 10.1590/S1413-92511999000100005
Abstract: este artigo tem como objetivo discutir o planejamento operacional anual de uma agência bancaria fictícia a agência estrela, relativamente ao mix de produtos que esta deve operar no próximo ano. a agência estrela é uma unidade administrativa de um banco de pequeno porte. o banco mercúrio. o qual possui um modelo de gest?o orientado por resultados econ?micos. assim. para sustenta??o conceitual do modelo de decis?o do gerente da agência, ser?o abordados aspectos da gest?o econ?mica. da estrutura organizacional, do papel da controladoria. do sistema de informa??es, do processo de gest?o do banco (planejamento, execu??o e controle). bem como do modelo de mensura??o de resultados. também será considerada a utiliza??o de uma ferramenta matemática para subsidiar a elabora??o do plano. o problema será modelado utilizando a programa??o linear. para maximizar a margem de contribui??o financeira da agência e tendo em vista as restri??es de mercado e de recursos do processo produtivo. a solu??o ótima será obtida através da ferramenta solver do excel 7.0.
MONITORAMENTO DA VISITA O DO PARQUE ESTADUAL DO BIRIBIRI E SUAS CONTRIBUI ES PARA O PLANEJAMENTO E GEST O DO USO PúBLICO DA UNIDADE DE CONSERVA O  [cached]
Hugo Rodrigues Araujo,Gabriel Carvalho de ávila,Viviane Cristina de Paula,Daniella Eloi de Souza
Revista Brasileira de Ecoturismo , 2011,
Abstract: O Parque Estadual do Biribiri - PEBI criado pelo Decreto Estadual de no. 39.909, de 22 de setembro de 1998, está localizado no município de Diamantina - MG e é administrado pelo Instituto Estadual de Florestas de Minas Gerais. De acordo com o Sistema Nacional de Unidades de Conserva o, os parques têm a finalidade de proteger a biodiversidade local, promover e auxiliar estudos e pesquisas científicas, e criar alternativas do uso sustentável dos recursos naturais, interpreta o ambiental, através da prática de recrea o e lazer, como o ecoturismo. A cria o do PEBI se justifica pelo fato de sua área apresentar várias espécies da fauna e flora amea adas de extin o, além de possuir inúmeros atrativos turísticos e importantes sítios arqueológicos. Apesar de n o estar oficialmente aberto à visita o, o PEBI é um dos Parques Estaduais mais visitados de Minas Gerais. Em média, mais de 40.000 visitantes v o ao PEBI anualmente. O vigente trabalho visa expor os dados gerados pelo monitoramento da visita o do PEBI e detalhar suas implica es para o planejamento e gest o da unidade. A falta de estrutura o do Parque e os impactos ambientais inerentes da visita o pública justificaram o início de a es de quantifica o e qualifica o dos seus visitantes. Este trabalho iniciou-se no ano de 2008 e é executado pela equipe do PEBI e seus colaboradores, no acesso aos principais atrativos do Parque, todos os dias do ano, das 08 às 18 horas. Os visitantes s o abordados recebendo as normas do PEBI, momento este em que s o colhidos os dados que s o posteriormente tabulados e divulgados. Identificou-se que o mês com maior visita o é fevereiro seguido por janeiro com médias de 8908 e 4284 visitantes respectivamente. O mês com menor visita o foi junho com média de 1300 visitantes. Dos visitantes 47% s o originários de Diamantina, 20% s o de Belo Horizonte e 8% vêm de outros estados. Identificou-se que somente 6% dos visitantes n o se utilizam de meios de transporte motorizados, sendo que 3% s o ciclistas e 3% adentram ao Parque a pé. Quanto às atividades pretendidas dentro do PEBI as de balneários foram citadas por 40% dos entrevistados seguida pela busca por paisagens com 16%, e pelas caminhadas e pelos esportes de aventura ambos citados por 11% dos entrevistados. Os dados levantados têm embasado o planejamento do PEBI, subsidiando a es emergenciais que visam melhorias no uso público, antes mesmo da sua abertura oficial. Além disso, estes dados permitem a programa o das a es contingenciais evitando esfor os excessivos ou subestimados da equipe. A pesquisa indicou quais
ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MéTODOS  [cached]
Alberto Albuquerque Gomes
Nuances : Estudos sobre Educa??o , 2010,
Abstract: ESTUDO DE CASO - PLANEJAMENTO E MéTODOS
Planejamento da assistência de enfermagem a pacientes portadores de queimadura utilizando um software: aplica o em quatro pacientes
Dalri Maria Celia Barcellos,Carvalho Emília Campos de
Revista Latino-Americana de Enfermagem , 2002,
Abstract: Com o objetivo de avaliar a aplicabilidade de um software (PROGQUEM) quanto à execu o do processo de enfermagem a pacientes portadores de queimaduras, utilizamos o método de estudo de caso. Foram avaliados quatro sujeitos internados em uma Unidade de Queimados. Os casos foram inseridos no programa de computador onde o planejamento da assistência foi realizado. O software mostrou-se adequado, propiciando o planejamento da assistência em tempo reduzido.
EL GERENTE BANCARIO DESDE LA PERSPECTIVA DE REDES
Yasmin Brice?o Santafe,Bernarda Pinilla
Revista Venezolana de Análisis de Coyuntura , 2009,
Abstract: Este trabajo describe la labor del gerente de sucursal bancaria (GSB) a través de sus redes egocentradas, las cuales están constituidas por sus relaciones formales, tanto con los directivos del banco (red de arriba), como con los empleados de la sucursal (red de abajo). Dentro de la estructura general de los bancos, el GSB se encuentra en un nivel jerárquico bajo y tiene una centralidad de intermediación, tipo estrella, que lo convierte en puente entre dos redes jerárqui-camente diferentes. Las configuraciones de red halladas en las sucursales estudiadas, Gerente Medio y Jerarquía Simple, sirvieron de base para categorizar a los GSB con el fin de determinar si había diferencias en cuanto al contenido, intensidad y dirección de las redes de arriba y de abajo entre estos dos grupos. El análisis mostró más semejanzas que diferencias.
ANáLISE DOS CONFLITOS SOCIOAMBIENTAIS URBANOS NA UNIDADE TERRITORIAL DE PLANEJAMENTO DE PINHAIS Analysis of the Urban Socio-environmental Conflicts in the Territorial Unit of Planning of Pinhais Análisis de los Conflictos Socio-Ambientales Urbanos en la Unidad Territorial de Planeamiento de Pinhais  [cached]
Edmilson Alves Lopes,Francisco de Assis Mendon?a
Revista Paranaense de Desenvolvimento , 2010,
Abstract: Português Esta análise se fez a partir do diagnóstico socioambiental da UTP Pinhais, entre 2000 e 2010,e demonstrou que esse modelo de planejamento imp s um zoneamento excludente ajustadoàs perspectivas mercadológicas que atendeu principalmente aos interesses dos proprietáriosfundiários e promotores imobiliários. Esses agentes sociais entendem que a “preserva o danatureza” encontra-se associada ao processo de “privatiza o” desse espa o para as classeseconomicamente mais favorecidas, materializado na forma de condomínios fechados de altopadr o. No entanto, esta pesquisa revela o aumento da degrada o ambiental sobre a áreada UTP Pinhais, fato confirmado através da análise do IQA - índice de Qualidade da água dorio do Meio. A análise dessa rela o entre a dinamica da sociedade e a da natureza foielaborada com base na metodologia do Sistema Ambiental Urbano.English The starting point for this analysis was UTP Pinhais’s social-environmental diagnostic, between2000 and 2010, and demonstrated that this model of planning imposed an exclusionaryzoning set marketing prospects that mainly served the interests of landowners and propertydevelopers. Those social agents understand that the “preservation of nature” is economicallyassociated to the process of “privatization” of that space for the more favored classes,materialized into private high standard enclosed condos. However, this research reveals theincrease in the environmental degradation of UTP Pinhais’s area, fact confirmed through the analysis of IQA – Rate of the Water Quality of Rio do Meio. The analysis of this relationshipbetween the dynamics of the society and the dynamics of the nature was elaborated basedon the methodology of the Urban Environmental System.Espa ol Este análisis se hizo a partir del diagnóstico socio-ambiental de la UTP Pinhais, entre 2000 y2010, y demostró que ese modelo de planeamiento impuso una división excluyente ajustadaa las perspectivas mercadológicas que atendió principalmente a los intereses de los propietariosde tierras y de los promotores inmobiliarios. Esos agentes sociales entienden que la preservación de la naturaleza se encuentra asociada al proceso de privatización de eseespacio para las clases económicamente más favorecidas, materializado en la forma decondominios cerrados de alto estándar. Sin embargo, esa pesquisa revela el aumento de ladegradación ambiental sobre el área de la UTP Pinhais, hecho confirmado a través del análisisdel IQA – índice de Calidad del Agua del río do Meio. El análisis de esta relación entre ladinámica de la sociedad y la de la naturale
PLANEJAMENTO CRIATIVO EM INSTITUI ES DE LONGA PERMANêNCIA PARA IDOSOS: ESTUDO DE CASO EM FOZ DO IGUA U – PR
Maria Luisa Trindade Bestetti,Tássia Monique Chiarelli
Perspectivas em Gest?o & Conhecimento , 2012,
Abstract: O envelhecer trouxe necessidades que precisam ser reconhecidas e atendidas nos servi os oferecidos, sendo as Institui es de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) um deles. Por isso esse artigo tem como objetivo verificar as práticas gerenciais de uma ILPI a fim de elaborar um planejamento gerontológico que demonstre, de maneira viável e criativa, uma possibilidade de contribuir com a qualidade do local. A metodologia utilizada foi a observa o livre e participante, o registro fotográfico, a análise de documentos e a aplica o de questionário semi-estruturado em uma ILPI do estado do Paraná. Alguns dos dados encontrados foram: pouca intera o entre os residentes, familiares e com a comunidade, equipe insuficiente e a hierarquia entre gerente e funcionários. Após a análise dos resultados, o planejamento gerontológico abordou, entre outros aspectos, a inser o de atividades estratégicas, regulariza o de estagiários e voluntários e a comunica o gerencial.
Considera es relevantes sobre defini es de ‘comunidade de fala’ = Relevant considerations concerning some definitions of “speech community”
Aline Aver Vanin
Acta Scientiarum : Language and Culture , 2009,
Abstract: O objetivo deste texto é fazer uma breve revis o de literatura acerca do debate sobre a defini o de ‘comunidade de fala’ para a Sociolinguística. Tal conceito advém da necessidade de analisar e sistematizar as variantes utilizadas por indivíduos que compartilham informa es linguísticas similares por conviverem em uma mesma regi o.Percebe-se que, sendo a unidade de estudo da Sociolinguística, a no o de comunidade de fala acaba se tornando ampla para os propósitos dessa disciplina, levando autores a restringila a dois níveis: o de rede social e o de comunidade de prática. The aim of this text is to make a brief literature review of the various definitions of ‘speech community’ to Sociolinguistics. This concept arises from the need of analyzing the several linguistic variants used by individuals from certain place. The notion of speech community is the unit of study of Sociolinguistics, but some linguists realized that it is too broad to their purposes, which takes to restriction of this concept into two levels: the social network and the practice community concepts.
O LOCAL E O REGIONAL: EXPERIêNCIAS DE PLANEJAMENTO E A INTERVEN O DOS ATORES  [cached]
Gisleide da Silva Couto
Boletim Goiano de Geografia , 2009,
Abstract: Este trabalho tem como objetivo discutir sobre o local e o regional como unidade de interven o evidenciando as formas de articula o dessas escalas nas propostas de planejamento. Partindo do pressuposto de que os recortes, as escalas, as propostas de planejamento de qualquer natureza, est o diretamente vinculados aos interesses dos atores envolvidos, também apresentaremos uma discuss o sobre a qualidade, as características e a capacidade real de transforma o da realidade pelos diversos atores sociais, com destaque para o Estado. Conscientes das limita es dos planos nas diferentes escalas, no ambito do modo de produ o capitalista, cuja natureza, está embasada na desigualdade social, o artigo será finalizado com a apresenta o de três experiências brasileiras de planejamento regional. Ser o ressaltados sua metodologia, o recorte espacial e os resultados obtidos, sempre retomando a análise das articula es entre o local e o regional.
Family planning: profile of users in a health unit in Curitiba La planificación familiar: perfil de los usuarios de una unidad de salud en Curitiba Planejamento familiar: perfil das usuárias de uma unidade de saúde de Curitiba
Marciele Guimar?es Fagundes,Tania Maria Santos Pires
Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade , 2012, DOI: 10.5712/rbmfc6(21)240
Abstract: This study aimed at verifying the profile of reproductive and family planning and the tools used by reproductive age women to conception and contraception, indicating the importance of educational activities related to the subject. Data collection on sexual and reproductive pattern was conducted through a questionnaire with 14 questions developed and applied from October to December 2007 to 355 women 15-49 years-old from a health unit’s area in Curitiba. It was observed, among sexually active women, that 33.8% used the pill (two thirds are under 30 years-old), 25.1% had undergone tubal ligation (almost 90% were at least 30 years-old), 9.5% used injectable contraception, only 10.5% used condoms, and the others had partners who had undergone vasectomy, used intrauterine device or followed the rhythm method. 9.8% denied using any method and 79.8% did not use condoms. In addition, 40.5% of sexually active teens used condoms. The greatest source of learning about contraceptives are doctors or nurses (38.3%), and concerning family planning are their relatives (20.8%), while 29% answered that nobody taught them about it. Around three quarters of respondents would have up to two children and 48.7% had two children. From the probable sum of all pregnancies, 31.7% were declared planned, less than what was expected. The first pregnancy was the champion of planning (36.7%), of which 71% occurred in adulthood, followed by the second (32.5% planned). More than a third did not plan any pregnancy, 37.5% of women did not have more pregnancies than they desired. The estimated average of menarche was 12.9 years-old and 17% reported first intercourse at 14 years-old. Of those who became pregnant and with a history of contraceptive use, over a quarter began contraceptive use only after the first pregnancy. Low-education level was related to more pregnancies than the desired number of children. Knowledge of family planning is not well-distributed to the population, and the percentage of planned pregnancies is considered low and lower than expected. The proposal is to invest in guidelines and health activities about Family Planning for people since ten years-old to ensure individuals’ learning and informed choice of couples in favor of their own family. Este estudio tuvo como objetivo verificar el perfil de salud reproductiva y planificación familiar y las herramientas utilizadas por las mujeres en edad reproductiva de la concepción y la anticoncepción, lo que indica la importancia de las actividades educativas relacionadas con el tema. La recolección de datos en el patrón sex
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.