oalib
Search Results: 1 - 10 of 100 matches for " "
All listed articles are free for downloading (OA Articles)
Page 1 /100
Display every page Item
Produtividade animal e retorno econ mico em pastagem de aveia preta mais azevém adubada com fontes de nitrogênio em cobertura
Restle Jo?o,Roso Cledson,Soares André Brugnara,Lupatini Gelci Carlos
Revista Brasileira de Zootecnia , 2000,
Abstract: O objetivo deste experimento foi avaliar a produtividade animal e o retorno econ mico do uso de uréia ou sulfato de am nio em aduba o de cobertura em pastagem de aveia preta (Avena strigosa Schreb) mais azevém (Lolium multiflorum Lam). A pastagem foi implantada em 21/04/94, com período de pastejo de 05/06 a 06/11/94. O método de pastejo foi o contínuo, com lota o variável. Bezerras de corte com idade média de 10 meses foram usadas. A dose de nitrogênio usada foi de 200 kg/ha, parcelada em três aplica es. A fonte de nitrogênio n o influenciou o ganho de peso médio diário, que foi de 0,579 e 0,615 kg; a carga animal, que foi de 873 e 842 kg de peso vivo/ha; e o ganho de peso vivo/ha, que foi de 428 e 453 kg/ha, para uréia e sulfato de am nio, respectivamente. A aduba o nitrogenada representou 34,10 e 47,56% do custo total da pastagem, quando foram usados uréia e sulfato de am nio, respectivamente. A receita bruta foi de R$/ha 341,40 e 362,50 e a receita líquida, R$/ha 54,60 e 2,10, para uréia e sulfato de am nio, respectivamente. Como n o ocorreu diferen a no ganho de peso vivo/ha, a decis o de usar uréia ou sulfato de am nio para aduba o em cobertura de pastagem de inverno deve basear-se no pre o por kg de nitrogênio.
época de colheita e desenvolvimento vegetativo de aveia preta  [cached]
Rossetto Claudia Antonia Vieira,Nakagawa Jo?o
Scientia Agricola , 2001,
Abstract: Embora a aveia preta apresente importantes características de interesse agron mico, os estudos direcionados ao conhecimento da planta visando aumentos de produtividade s o ainda em pequeno número em condi es brasileiras. Este trabalho teve por objetivo avaliar o desenvolvimento de plantas de aveia preta, cultivar Comum. O experimento foi instalado no mês de maio, em condi es de campo, em Nitossolo Vermelho, em Botucatu, SP. O delineamento experimental empregado foi inteiramente casualizado, com três repeti es. Os tratamentos constaram de épocas de coletas de plantas, as quais foram iniciadas aos 21 dias após a emergência das plantulas (DAE). O maior desenvolvimento vegetativo das plantas, considerando-se o número total de perfilhos e o número total de folhas, foi observado na fase de emiss o da panícula, aos 84 DAE. A contribui o dos perfilhos primários foi maior que a dos perfilhos secundários, tanto nos componentes vegetativos como nos componentes relacionados à produ o de sementes.
Produtividade de soja em plantio direto em sucess o ao trigo, aveia branca, aveia preta com e sem aduba o nitrogenada = No tillage soybean yield following wheat, white oat and black oat with and without nitrogen fertilization
Claudio Tsuyoshi Kubo,José de Deus Viana da Mata,Maria Anita Gon?alves da Silva,érico Sengik
Acta Scientiarum : Agronomy , 2007,
Abstract: Foi conduzido experimento de campo em Mauá da Serra, Estado do Paraná,para avaliar a produ o de matéria seca e o acúmulo de nutrientes pelas culturas de aveia branca (Avena sativa), trigo (Triticum sativum), aveia preta (Avena strigosa L.) com 40 kg ha-1 denitrogênio, aveia preta sem aplica o de nitrogênio e a vegeta o espontanea no tratamento em pousio. Em sucess o, avaliou-se a cultura da soja (Glycine max) em um Latossolo Vermelho distroférrico sob semeadura direta, há 23 anos. Os resultados indicaram que a aveia preta com aduba o nitrogenada produziu a maior quantidade de matéria seca, seguida pela aveia preta sem aduba o nitrogenada, aveia branca, trigo e vegeta o espontanea. A aveia preta com e sem aduba o nitrogenada foi superior no acúmulo de nitrogênio, fósforo,potássio, cálcio, magnésio, zinco, cobre e manganês. A maior produtividade da soja foi constatada em sucess o a aveia preta com aduba o nitrogenada, em média 0,88 mg ha-1 de gr os, em rela o aos demais tratamentos. A field experiment was carried out in Maua da Serra, State of Paraná to evaluate the production of dry matter and nutrient accumulation ofwhite oat (Avena sativa), wheat (Triticum sativum) and black oat (Avena strigosa) with 40 kg ha-1 of nitrogen, black oat without nitrogen addition and the population of spontaneous plants on treatments in fallow. In succession, a soybean (Glycine max) culture was grown in a Haplorthox, in no tillage for 23 years. Results showed the black oat with fertilization nitrogen addition produced the greatest quantity of dry matter, followed by the black oat without fertilization nitrogen addition, white oat, wheat and the natural vegetation. The black oat with and without fertilization nitrogen showed the best results on the nitrogen, phosphorus, potassium, calcium, magnesium, zinc, copper and manganese accumulation. The soybean yield was greater in succession of the black oat with N fertilization, an average of 0.88 mg ha-1 grains, in relation to the other treatments.
Physiologic performance of oats seeds treated with tiametoxam Desempenho fisiológico de sementes de aveia-preta tratadas com tiametoxam  [cached]
Andreia da Silva Almeida,Francisco Amaral Villela,Geri Eduardo Meneghello,Luciana Regina Lauxen
Semina : Ciências Agrárias , 2012,
Abstract: The bioactivator are complex organic substances that can alter the growth, capable of acting on the transcription of DNA into the plant, gene expression, cell membrane proteins, metabolic enzymes and mineral nutrition. The insecticide thiamethoxam has demonstrated positive effects as increased expression of vigor and biomass formation, the elevation of photosynthetic rate and the formation of deeper roots. The aim of this study was to evaluate the physiologic performance of tiamethoxan on the oat. Were used oat seeds and product concentrations 0.0, 100, 200, 300, 400ml. to 100 kg of seeds. To evaluate the physiological quality of seeds were carried by germination test, first germination, cold test, seedling length, shtoot and root, tetrazolium test and emergency in the greenhouse. The product tiamethoxan stimulates physiologic performance of oat seeds. The use of the 300 ml of tiametoxam per 100kg, seeds shown to be more efficient to improve the physiological performance of seed oat. Os bioativadores s o substancias organicas complexas, modificadoras do crescimento, capazes de atuar na transcri o do DNA na planta, na express o gênica, em proteínas da membrana celular e enzimas metabólicas e na nutri o mineral. O inseticida tiametoxam tem demonstrado efeitos positivos como o aumento da express o do vigor e do acúmulo de fitomassa, a eleva o da taxa fotossintética e a forma o de raízes mais profundas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência do tiametoxan no desempenho fisiológico de sementes de aveia-preta. Foram utilizadas, para tratamento das sementes de aveia-preta, concentra es do produto de 0,0, 100, 200, 300, 400 mL para 100 kg de sementes. Para avalia o da qualidade fisiológica das sementes foram conduzidos os testes de germina o, primeira contagem de germina o, de frio, comprimento de plantula, aéreo e radicular, tetrazólio e emergência de plantulas em casa de vegeta o. O produto tiametoxan estimula o desempenho fisiológico de sementes de aveia-preta. A dose de 300 ml de produto por 100 kg de sementes mostra-se mais eficiente em melhorar o desempenho fisiológico das sementes de aveia-preta.
NíVEL DE CONTROLE DE Diloboderus abderus EM AVEIA PRETA, LINHO, MILHO E GIRASSOL  [cached]
Silva Mauro Tadeu Braga da,Costa Ervandil Corrêa
Ciência Rural , 2002,
Abstract: O estudo aqui relatado foi conduzido nas safras agrícolas de 1991 e 1992, em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul. O objetivo foi avaliar o efeito de diferentes níveis de infesta o de Diloboderus abderus Sturm, 1826 (Coleoptera: Melolonthidae) em aveia preta (Avena strigosa L.), em linho (Linum usitatissimum L.), em milho (Zea mays L.) e em girassol (Helianthus annuus L.), no sistema de plantio direto. O aumento do número de larvas/m2 propiciou a ocorrência de danos e, em conseqüência, a diminui o da popula o de plantas, da massa seca da parte aérea e da produtividade. Os níveis de controle obtidos foram variáveis dependendo da cultura. Com base nos danos produzidos pelo inseto, sugerem-se os níveis de controle de 12 larvas/m2 em linho, de 10 larvas/m2 em aveia preta, de 0,5 larva/m2 em milho e de 0,4 larva/m2 em girassol, como indicador para tratamento de sementes destas culturas com inseticidas.
Influence of black-oats chemical management periods on the incidence of weeds and productive performance of maize Influência das épocas de manejo químico da aveia-preta sobre a incidência de plantas daninhas e desempenho produtivo do milho  [cached]
Jo?o Edson Kaefer,Vandeir Franncisco Guimar?es,Afredo Richart,Rodrigo Campagnolo
Semina : Ciências Agrárias , 2012,
Abstract: Maize sowing in succession to the cultivation of black oat is a practice widely adopted in southern Brazil, especially in no-tillage system. The time management of oats in relation to the sowing of corn is a determining factor, because it depends on the residence time of oat straw on the ground and may even interfere with the productivity of successor culture. In this sense, the objective was to evaluate the influence of time of chemical management of black oat on yield components of maize. The experiment was conducted at the experimental unit PUCPR – Campus Toledo, in the 2008/2009 and 2009/2010 agricultural years. The experimental design was randomized blocks with five treatments (maize sowing at 0, 7, 14, 21 and 28 days after chemical management of black oat) with four replications. For each treatment, black-oats was sown weekly, and later in the flowering stage managed chemically with 48 g L-1 a.i. of glyphosate at a dosage of 2.0 L ha-1 of the commercial product, using a spray volume of 150 L ha-1, the plants were left intact at the maize sowing period. The variables evaluated were black oat dry matter production, weed incidence, percentage of emerged plants, height of ear insertion, stem diameter, ear length and diameter, number of rows of kernels per ear, weight of 1000 and grain yield. The incidence of weeds decreased gradually decreasing the time between the management of black oat and maize sowing in both agriculture years. The time management of black oat did not affect most yield components of maize, especially productivity. A semeadura do milho em sucess o ao cultivo da aveia-preta é uma prática amplamente adotada no Sul do Brasil, especialmente em sistema de agricultura conservacionista. A época de manejo da aveia-preta em rela o à semeadura do milho é um fator determinante, pois dela depende o tempo de permanência dos resíduos de aveia sobre o solo, podendo ainda interferir na produtividade da cultura sucessora. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi avaliar a influência da época de manejo químico da aveia-preta sobre os componentes da produ o e a produtividade da cultura do milho. O experimento foi desenvolvido na unidade experimental da PUCPR – Campus Toledo, nos anos agrícolas 2008/2009 e 2009/2010, sob delineamento experimental de blocos ao acaso, com cinco tratamentos (semeadura do milho em 0, 7, 14, 21 e 28 dias após o manejo químico da aveia-preta) com quatro repeti es. Para cada um dos tratamentos, aveia-preta foi semeada semanalmente, sendo posteriormente manejada no estádio de florescimento por meio químico com 48 g L-1
Produtividade e qualidade fisiológica de sementes de aveia preta em fun o da calagem superficial em plantio direto = Black oat yield and seed physiologic quality under superficial lime application in no tillage system
Tiago Roque Benetoli da Silva,Leandro Borges Lemos
Acta Scientiarum : Agronomy , 2006,
Abstract: Com o objetivo de avaliar a produtividade e a qualidade fisiológica de sementes de aveia preta em raz o da aplica o superficial de calcário em plantio direto, foi realizado um experimento em Botucatu, Estado de S o Paulo, sob condi es de sequeiro. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com quatro repeti es, em que os tratamentos foram constituídos por aplica o superficial de doses de calcário dolomítico (D0 = zero – sem aplica o de calcário; D1 = 1,8 t ha-1 – quantidade de calcário para elevar a satura o por bases a 54%; D2 = 3,6 t ha-1 – quantidade de calcário para elevar a satura o por bases a 68% e D3 = 5,4 t ha-1 – quantidade de calcário para elevar a satura o por bases a 80%), realizada em outubro de 2002. A cultura da aveia preta, cultivar Comum, foi semeada em abril de 2004, no segundo ano após a rota o milheto (primavera), feij o (ver o) e aveia preta (outono e inverno). Com os resultados obtidos, observou-se ganho de produtividade com a aplica o superficial de calcário, porém sem influenciar a qualidade fisiológica das sementes de aveia preta. The experiment carried out in Botucatu, S o Paulo State, Brazil, in dry conditions, aiming to evaluate the yield and physiologic quality of black oat seeds, under superficial liming in no tillage system. A randomized complete block design was used, with four replications. The treatments were superficial application of different dolomitic lime rates (R0 = zero – without lime; R1 = 1.8 t ha-1 – lime to increase the base saturation at 54%; R2 = 3.6 t ha-1 – lime to increase the base saturation at 68%, and R3 = 5.4 t ha-1 – lime to increase the base saturation at 80%), in October 2002. The blackoat Common cultivar was sowed in April 2004, in second year, after the crop rotation of millet (spring), common bean (summer), black oat (autumn/winter). The results showed that the black oat physiologic quality seed was not affected by superficial liming. However, there was yield increase by this practice.
Manejo da aduba o nitrogenada e influência no crescimento da aveia preta e na produtividade do milho em plantio direto = Management of nitrogen fertilization in the growth of black oat and corn yield in a no-tillage system
Maria Anita Gon?alves da Silva,Simone Maria Altoé Porto,Anny Rosi Mannigel,Antonio Saraiva Muniz
Acta Scientiarum : Agronomy , 2009,
Abstract: A aveia preta é responsiva à aduba o nitrogenada, a qual propicia aumento de biomassa e acúmulo de N, o qual poderá ser aproveitado pelo milho em sucess o. O trabalho foi realizado em Campo Mour o, Estado do Paraná, e teve como objetivo avaliar a resposta da aveia àaduba o nitrogenada e a produtividade do milho cultivado em sucess o. Os tratamentos consistiram na aplica o de nitrogênio (120 kg ha-1), tendo como fonte o sulfato de am nio, como a seguir: T1: (24-90-30); T2 (0-90-30); T3 (144-0-0); T4: (0-0-0), onde a aduba o foi feita respectivamente na semeadura da aveia preta (SA), em pré-semeadura do milho, na aveia dessecada (PS) e na semeadura do milho (SM). No tratamento 1, a aveia recebeu somente a aduba onitrogenada na semeadura (24 kg ha-1) e no tratamento 2, a aveia n o foi adubada; somente o milho recebeu aduba o com N. No tratamento 3, a aveia recebeu uma aduba o nitrogenada básica na semeadura (24 kg ha-1), mais 120 kg de N ha-1, antecipado do milho, o que fez um total de144 kg N ha-1. Os resultados permitiram concluir que, durante dois anos, aveia adubada com 144 kg ha-1 de N na semeadura possibilitou maior produ o de massa seca, a qual influenciou positivamente naabsor o de N e na produtividade do milho; n o foi observada diferen a na produtividade do milho submetido à aduba o nitrogenada no início do cultivo (120 kg ha-1) ou quando aplicado todo N nasemeadura da aveia adubada (144 kg ha-1). The black oat is a crop that responds well to nitrogen fertilization,resulting in biomass increase and accumulation of N, which can then be used in succession by corn. The experiment was accomplished in Campo Mour o, Paraná state, over two agricultural years andthis study had as its objective to evaluate the response of oats to nitrogen fertilization, as well as the yield of corn cultivated in succession. The treatments consisted of nitrogen application (120 kg ha-1) on the oats, through ammonium sulfate, as follows: 24-90-30; 0-90-30; 144-0-0; 0-0-0; these sequences of numbers correspond to N applied in the sowing of black oats (SA), N in pre-sowingof corn (PS), and N in the sowing of corn (SM). In the treatment one, the oat received only the nitrogen fertilizer in sowing of 24 kg ha-1 and in the treatment two, the oat was not fertilized, but the corn received it. In the treatment three, the oat received a nitrogen fertilizer basic in sowing of 24 kg ha-1, as well it received 120 kg N of corn, that made of 144 kg N ha-1. The results led to theconclusion that the oats fertilized with 144 kg ha-1 of N during sowing obtained a larger production
Vigor de sementes e análise de crescimento de aveia preta  [cached]
Schuch Luis Osmar Braga,Nedel Jorge Luiz,Assis Francisco Neto de,Maia Manoel de Souza
Scientia Agricola , 2000,
Abstract: Este estudo foi conduzido no município de Cap o do Le o, RS, Brasil, com o objetivo de avaliar o efeito do vigor das sementes sobre a evolu o do crescimento de duas cultivares de aveia preta (Avena strigosa Schreb), bem como verificar possíveis intera es com a popula o de plantas (150, 300 e 450 pl m-2). Diferen as no vigor das sementes e na popula o de plantas provocaram varia o na produ o de matéria seca durante o período vegetativo da cultura. Os efeitos reduziram-se progressivamente com o avan o na esta o de crescimento, n o mais se manifestando por ocasi o da antese. Os níveis extremos de vigor de sementes e de popula o de plantas produziram diferen as de 410 kg ha-1 e 480 kg ha-1 de matéria seca, respectivamente, aos 75 dias após a emergência, sendo essas diferen as devidas a efeitos sobre a taxa de crescimento da cultura. Ocorreu efeito compensatório da popula o de plantas sobre a produ o de matéria seca, de modo que o efeito do baixo vigor de sementes p de ser compensado pela eleva o da popula o de plantas; quanto mais baixo o nível de vigor das sementes, maior a necessidade do aumento da popula o de plantas. Sementes de alto vigor compensaram os efeitos das baixas popula es de plantas.
Physical and economic yield of the black oat in Distrito Federal Rendimento físico e econ mico da aveia preta no Distrito Federal
Manuel Pereira de Oliveira Júnior,Cícero Lopes da Silva,Carlos Alberto da Silva Oliveira
Revista Brasileira de Saúde e Produ??o Animal , 2010,
Abstract: This work determined the best economical combination between irrigation and nitrogen levels, the marginal rate of substitution among inputs and to evaluate inputs effects on black oat (Avena strigosa Shreb) forage quality. Irrigation was done using a line source sprinkler system. It was used a randomized complete block design for the irrigation variable, with the factor nitrogen, a split plot on irrigation and five replications. The eight irrigation levels applied were: 1.3, 107.1, 135.7, 295.9, 330.3, 469.7, 544.3 and 546.1mm. The six nitrogen doses were: 0.00, 0.02, 0.04, 0.08, 0.16, and 0.32Mg/ha. The rude protein content for the maximum economical dry matter yield was 17.6%. Considering input costs and output prices of black oat forage, it was calculated the maximum economical yield of 3.87Mg/ha of dry matter for 280mm of irrigation depth and for 0.094Mg/ha nitrogen level, which allowed a profit of R$147.32 per ha. The marginal rate of substitution was found to be 0.44mm water per 1x10-3Mg/ha of nitrogen. Maximum dry matter yield 4.22Mg/ha was verified for the 336mm irrigation depth and for 0.22Mg/ha nitrogen dose. Mean neutral detergent fiber values obtained were lower than 55%. Objetivou-se determinar a melhor combina o econ mica entre lamina de água e dose de nitrogênio, a taxa marginal de substitui o entre os insumos e avaliar o efeito da combina o dos insumos mencionados sobre a qualidade da forragem de aveia-preta (Avena strigosa Shreb). A irriga o foi feita por aspers o com linha única. O delineamento experimental foi o de blocos casualisados no esquema de parcela subdividida no espa o. As parcelas foram compostas pelas laminas de água, e as subparcelas, pelas doses de nitrogênio. As laminas de água aplicadas foram: 1,3; 107,1; 135,7; 295,9; 330,3; 469,7; 544,3 e 546,1 mm, e as doses de nitrogênio: 0,00; 0,02; 0,04; 0,08; 0,16 e 0,32Mg/ha. O teor de proteína bruta no nível de rendimento máximo econ mico de matéria seca de aveia produzida foi de 17,6%. A partir dos custos dos insumos e do valor da forragem de aveia-preta, o ótimo econ mico foi calculado em 3,87Mg/ha de matéria seca, obtido a um nível de 280 mm de lamina de água aplicada e de 0,094 Mg de nitrogênio por ha, o que proporcionou um lucro de R$147,32 por ha. A taxa marginal de substitui o foi calculada em 0,44mm de água por 1x10-3Mg/ha de nitrogênio. A máxima produtividade de matéria seca 4,22Mg/ha foi observada para a lamina de irriga o de 336 mm e dose de nitrogênio de 0,22Mg/ha. Os teores médios de fibra em detergente neutro ficaram abaixo de 55%.
Page 1 /100
Display every page Item


Home
Copyright © 2008-2017 Open Access Library. All rights reserved.