All Title Author
Keywords Abstract


Análise da adultera o de méis por a úcares comerciais utilizando-se a composi o isotópica de carbono

Keywords: mel , adultera o , composi o isotópica do carbono , d13C , isótopos estáveis

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

O mel é um alimento apreciado por seu sabor característico e pelo seu considerável valor nutritivo. Devido a oferta do produto ser menor que a procura, seu pre o é relativamente alto, incentivando sua adultera o. Geralmente, a adultera o do mel é feita através da adi o de a úcares comerciais, derivados de cana-de-a úcar e milho. Como essas plantas têm uma composi o isotópica do carbono distinta das plantas utilizadas pelas abelhas como fonte de néctar (flores silvestres, citros e eucaliptos), é possível utilizar a composi o isotópica do carbono de amostras de mel para se avaliar a adultera o desse produto por a úcares comerciais oriundos da cana e do milho. Foram analisadas amostras de plantas pertencentes ao ciclo fotos-sintético C3, subprodutos de plantas C4 (a úcares comerciais) e 61 amostras de mel obtidas no mercado. As plantas C3 analisadas apresentaram valores de d13C de -28,9±1,1? (n=8), enquanto os a úcares apresentaram valores de -11,1±0,7? (n=3). Das 61 amostras de mel analisadas, cerca de 8% (5 amostras) tiveram sinais claros de adultera o. A amostra de número 34 teve um valor igual a -12,9?, indicando que a úcar puro de cana-de-a úcar ou milho estaria sendo comercializado como mel. As amostras 13, 14, 33 e 54 apresentaram valores iguais a -21,0; -19,9; -21,9 e -17,6?, respectivamente. Esses valores indicam também adi o de a úcares de cana-de-a úcar ou milho, no entanto em menor propor o. A metodologia testada neste trabalho foi aprovada como um método simples, confiável e complementar aos métodos químicos e físicos convencionais visando detectar adultera o de mel.

Full-Text

comments powered by Disqus