All Title Author
Keywords Abstract


Fatores associados à enterocolite necrosante

Keywords: enterocolite , recém-nascido , fatores desencadeantes

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

OBJETIVO: avaliar as formas de apresenta o clínica da enterocolite necrosante neonatal e os fatores associados à doen a. MéTODOS: estudo retrospectivo dos casos de enterocolite necrosante neonatal (ECN) (n = 56) ocorridos na UTI Neonatal Lagoa, entre dezembro de 1986 e julho de 1992. O diagnóstico e estadiamento da doen a seguiram o critério de Bell modificado. Foram avaliados o diagnóstico e a evolu o de todos os casos. Posteriormente, foram selecionados os casos de enterocolite grau II e III (n =44) e comparados com um grupo controle (n = 44), selecionado pelo peso de nascimento (± 250g) e época de interna o (± 2 semanas). Para a análise estatística, foi considerado significante p < 0,05. RESULTADOS: dos 2.447 recém-natos internados na UTI, 56 (2,3%) evoluíram com enterocolite. O peso médio dos pacientes foi de 1.908,5 g; a idade gestacional média, de 35 semanas e um dia; a idade média do diagnóstico foi de 10,7 dias; 51 (91,1%) pacientes foram alimentados anteriormente ao diagnóstico; 18 (32,1%) necessitaram de cirurgia de urgência; em 9 (16,9%) as hemoculturas foram positivas; 10 (17,8%) pacientes faleceram. Observaram-se quatro padr es evolutivos da doen a: aguda fulminante, aguda com pneumatose, insidiosa e suspeita. Comparativamente ao grupo controle, três fatores associaram-se significativamente à enterocolite: apnéia (p = 0,045), a progress o rápida da dieta (acima de 20 ml/kg/dia) (p = 0,048), e a presen a de agente infeccioso (p = 0,000). CONCLUS ES: os fatores associados significativamente à enterocolite foram a ocorrência de apnéia, a progress o rápida da dieta e a identifica o do agente infeccioso.

Full-Text

comments powered by Disqus