All Title Author
Keywords Abstract

Publish in OALib Journal
ISSN: 2333-9721
APC: Only $99

ViewsDownloads

Relative Articles

TAMANHO DA áREA DE FORRAGEAMENTO DO CUPIM SUBTERR?NEO Heterotermes tenuis (ISOPTERA; RHINOTERMITIDAE) EM CANA-DE-A?úCAR

Popula??o e território de forrageamento de uma col?nia de Heterotermes tenuis (Hagen) (Isoptera, Rhinotermitidae)

Popula o e território de forrageamento de uma col nia de Heterotermes tenuis (Hagen) (Isoptera, Rhinotermitidae)

Sele o de iscas celulósicas para o cupim Heterotermes tenuis (isoptera: rhinotermitidae) em cultura de cana-de-a úcar

Sele??o de iscas celulósicas para o cupim Heterotermes tenuis (isoptera: rhinotermitidae) em cultura de cana-de-a?úcar

Electroantennographic responses of Heterotermes tenuis (Isoptera: Rhinotermitidae) to synthetic (3Z,6Z,8E)-Dodecatrien-1-ol

Electroantennographic responses of Heterotermes tenuis (Isoptera: Rhinotermitidae) to synthetic (3Z,6Z,8E)-Dodecatrien-1-ol

Patogenicidad de Metarhizium anisopliae (Deuteromycota: Hyphomycetes) sobre Heterotermes tenuis (Isoptera: Rhinotermitidae) en Hevea brasiliensis Pathogenicity of Metarhizium anisopliae (Deuteromycota: Hyphomycetes) on Heterotermes tenuis (Isoptera: Rhinotermitidae) in Hevea brasiliensis<

Controle do cupim subterraneo Heterotermes tenuis (Hagen) com iscas termitrap impregnadas com inseticidas e associadas ao fungo entomopatogênico Beauveria bassiana (Bals.) Vuill.

Morfologia do tubo digestivo nos cupins Heterotermes tenuis (Hagen) e Coptotermes havilandi Holmgren (Isoptera, Rhinotermitidae)

More...

TAMANHO DA áREA DE FORRAGEAMENTO DO CUPIM SUBTERR NEO Heterotermes tenuis (ISOPTERA; RHINOTERMITIDAE) EM CANA-DE-A úCAR

Keywords: iscas , Heterotermes tenuis , radioisótopo , forrageamento

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

Estudou-se a área de forrageamento do cupim Heterotermes tenuis utilizando-se a isca Termitrap marcada com o radioisótopo 32P. O experimento foi conduzido numa área com cana-de-a úcar, em Piracicaba-SP. Foram localizados 20 focos de H. tenuis, com iscas. Em cada um desses focos aplicou-se uma isca Termitrap impregnada com 18,5 MBb (500 mCi) 32P na forma de fosfato de sódio diluído em 15 ml de água destilada. Ao redor das iscas marcadas, foram instaladas iscas sem marcador em quatro pontos: Norte, Sul, Leste e Oeste, eqüidistantes de 1, 5, 10 e 20 metros. Cada tratamento foi representado por um foco previamente determinado e marcado e uma das distancias estipuladas para a isca de monitoramento, sendo repetido de 4 a 6 vezes. Após 15 dias da marca o, procedeu-se a avalia o coletando-se 15 indivíduos de H. tenuis de cada isca de monitoramento infestada, acondicionando-os em frascos de vidro com água destilada, que foram analisados em cintilador líquido, pelo teste de Cerenkov. Verificou-se que em apenas 20% das iscas de monitoramento coletaram-se cupins e 11,3% estavam marcadas com o radioisótopo. Constatou-se que ocorrem diversas col nias forrageando numa mesma área. A área de forrageamento de H. tenuis em cana-de-a úcar pode variar de 3 a 1.250 m2.

Full-Text

comments powered by Disqus