All Title Author
Keywords Abstract


Autopercep o de vulnerabilidade às doen as sexualmente transmissíveis e Aids em mulheres

Keywords: Doen as sexualmente transmissíveis/epidemiologia , Síndrome de imunodeficiência adquirida/epidemiologia , Conhecimentos , atitudes e prática , Percep o , Mulheres , Correr o risco , Comportamento sexual , Fatores de risco , Saúde da mulher

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

OBJETIVO: Investigar comportamentos de risco e autopercep o de vulnerabilidade às doen as sexualmente transmissíveis (DST) e à Síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids) em mulheres. MéTODOS: Dos 281 setores censitários existentes na cidade de Pelotas, RS, foram selecionados 48 a partir de amostragem sistemática. Foi entrevistada uma amostra de 1.543 mulheres, de 15 a 49 anos, por meio de questionário composto de três partes (informa es socioecon micas, perguntas aplicadas em entrevista, questionário auto-aplicado). Para tabula o dos dados, foi utilizado o programa Epi-Info, vers o 6.0. Para análise estatística dos dados foram usados o teste de Kappa e a raz o de odds. RESULTADOS: Na amostra, 64% das mulheres achavam impossível ou quase impossível adquirir DST/Aids. Os principais comportamentos de risco foram o n o uso de preservativo na última rela o antes do depoimento (72%); início das rela es sexuais com menos de 18 anos (47%); uso de álcool ou drogas pelo parceiro (14%) ou pela mulher (7%) antes da última rela o; dois ou mais parceiros nos três meses que antecederam o depoimento (7%) e sexo anal na última rela o (3%); 44% das mulheres apresentaram dois ou mais comportamentos de risco. A sensibilidade da autopercep o, usando como padr o o escore de risco igual ou superior a dois, foi de 41 %. Sua especificidade de 67%. CONCLUS ES: A autopercep o de vulnerabilidade n o é um bom indicador, pois as mulheres n o identificam corretamente seu nível de risco.

Full-Text

comments powered by Disqus