All Title Author
Keywords Abstract


EVIDENCIA O DOS DERIVATIVOS NAS NOTAS EXPLICATIVAS DAS EMPRESAS DOS SEGMENTOS DE PAPEL E CELULOSE E DE CARNES E DERIVADOS

Keywords: Notas explicativas , Derivativos , índice de disclosure.

Full-Text   Cite this paper   Add to My Lib

Abstract:

O estudo objetivou averiguar o nível de evidencia o dos instrumentos derivativos nas notas explicativas das empresas dos segmentos de papel e celulose e de carnes e derivados. A escolha desses segmentos foi devido aos prejuízos com derivativos apresentados recentemente por duas empresas dessas áreas de atua o. Pesquisa descritiva, de natureza quantitativa foi realizada por meio da técnica de análise de conteúdo nas notas explicativas do período de 2006 a 2008. A amostra constituiu-se de nove empresas de capital aberto que tiveram opera es com derivativos, sendo cinco do segmento de carnes e derivados e quatro de papel e celulose. Para a análise quantitativa do índice de disclosure, o instrumento de coleta de dados foi fundamentado no estudo de Malaquias (2008), o qual está de acordo com as normas internacionais de contabilidade. A pesquisa justifica-se pelo fato do Brasil estar em processo de convergência para se adequar às normas internacionais de contabilidade, sendo interessante averiguar o nível de disclosure das informa es prestadas pelas companhias. Os resultados mostraram que a evidencia o dos instrumentos derivativos n o atende de maneira completa as informa es previstas na IAS 32 e da IAS 39. De 45 itens pesquisados, verificou-se que a média de divulga o das empresas em 2006 e 2007 foi de cinco itens evidenciados, passando para 17 em 2008, mostrando que as empresas somente aumentam o número de divulga es a partir de imposi o de órg os reguladores. Observou-se que apenas uma empresa possui média nos três períodos analisados acima de 30%, o que possibilita inferir que a maioria das informa es n o é divulgada aos seus stakeholders. Concluiu-se que as informa es evidenciadas nas notas explicativas das empresas pesquisadas a respeito dos instrumentos financeiros derivativos n o respeitam o princípio do full disclosure (divulga o plena).

Full-Text

comments powered by Disqus